segunda-feira, setembro 27, 2021

Saab RBS 70NG

Estresse pós-traumático afeta soldados alemães

Destaques

Guilherme Poggiohttp://www.forte.jor.br
Editor da Revista Forças de Defesa

soldados alemães

Cada vez mais soldados alemães traumatizados após missões no Afeganistão

Cada vez mais soldados alemães da Bundeswehr retornam traumatizados das missões no Afeganistão. Em 2006, o número de casos de distúrbio de estresse pós-traumático se limitou a 55, porém nos dois anos seguintes alcançou 130 e 226, respectivamente, escreve o jornal Süddeutsche Zeitung.

Devido a este fato, o Bundestag (câmara baixa do parlamento alemão) vai requerer ao governo alemão a instituição de um centro de pesquisa sobre o trauma. Ainda segundo o periódico alemão, a iniciativa dos partidos conservadores cristãos (CDU/CSU) e social-democrata (SPD) obteve o apoio de todas as bancadas na comissão parlamentar encarregada de assuntos da defesa.

FONTE: Deutsche Welle

- Advertisement -

17 COMMENTS

Subscribe
Notify of
guest
17 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Marine
Marine
12 anos atrás

Esse negocio de PTSD e igual diagnosticar crianca com ADD ou ADHD…Maior babozeira exagerada!

Sds!

Patriota
Patriota
12 anos atrás

Francamente não sei o que os alemães estão fazendo lá lutando por interesse americano por mim tinham que deixar os EUA se virarem
uma nação rica e poderosa como a alemanha não deveria se desonrar
lutando como se fossem mercenários.

Saudações a todos

Rodrigo
Rodrigo
12 anos atrás

Melhor matar os terroristas no ninho do que no quintal de casa.

Dalton
Dalton
12 anos atrás

Os alemaes devem muito aos americanos…nao é a toa que quando o muro de berlim foi derrubado viu-se a penuria que era a Alemanha Oriental comparada a Alemanha Ocidental.

O Plano Marshall, foi um grande sucesso. Mas é dificil admitir que os caras acertam. Mais fácil culpar os gringos por tudo de ruim que acontece .

Ulisses
Ulisses
12 anos atrás

Mas o combate global ao terrorismo tem que ter maior ajuda possível e na minha opinião tem de haver ainda mais soldados.Mas se você pensar em qual é o alvo ,mais fácil de derrotar:um país inteiro ou um grupo terrorista?

A resposta com certeza é o grupo terrorista.

RJ
RJ
12 anos atrás

Ulisses,
para Forças Armadas doutrinadas num mundo bipolarizado durante a guerra fria, acho que seria mais fácil derrotar um país inteiro do que um grupo terrorista, disperso e disfarçado.

JACUBÃO
12 anos atrás

Tão pensando que ir para a guerra é mole, ainda mais a guerra dos outros.

Marine
Marine
12 anos atrás

Nem vejo a razao de tanta tempestade nesse copo sobre PTSD…a Alemanha proibe seus homens de servirem em locais em que ha combate pesado, pura politicagem pra dizer que ajudam sem realmente ajudar…

Sds!

LeoPaiva
LeoPaiva
12 anos atrás

Patriota, Colocação interessante, isso é o que ocorre quando exércitos são usados pelos governantes para atingirem objetivos escusos de usurpação de recursos, bem diferentes dos falsos objetivos patrióticos anunciados. Ulisses, Achei boa sua colocação, ela cai bem principalmente no caso do Afeganistão, mas não se sustenta no caso do Iraque, ali não há combate ao terrorismo internacional, foi simplesmente uma invasão criminosa com objetivos até hoje não fundamentados. Já em relação a PTSD, não sei o percentual nos alemães, mas nos EUA ele chega a incríveis 20% de soldados acometidos desse mal, 1 em cada 5 soldados, e o problema… Read more »

Marine
Marine
12 anos atrás

LeoPaiva, Esse numero nao e o que se e pensado…Qual sua definicao de PTSD? Esse diagnostico nao quer dizer que o cara e louco, ou que tenha problemas mentais, ou que nao consiguira funcionar na sociedade mais, nao tem nada a ver com isso… Se vc volta pra casa vamos dizer do Iraque e tem dificuldade pra dormir no seu primeiro mesmo o medico te da diagnostico de PTSD, mas pergunta…Sera que depois de ver tudo o que viu nao seria normal relaxar pra dormir por alguns dias? Se vc se assusta com barulho alto por umas semanas depois de… Read more »

Henrique Sousa
Henrique Sousa
12 anos atrás

Chegou a hora de segurar a bucha: chama os norte-americanos…

Nego gosta de passar por esclarecido, de dizer que o mundo precisa de uma postura multi-lateralista, que a invasão do Iraque foi por petróleo e bla bla bla. Mas quando chega a hora de lidar com fanáticos, deixa para os EUA resolverem…..

E resolvem mesmo, resolveram um dos maiores fanatismos que o mundo já viu: o Japão Imperial na WWII. E vão resolver este fanatismo religioso islâmico.

LeoPaiva
LeoPaiva
12 anos atrás

Marine, Absolutamente sensatas suas colocações, os sintomas devem realmente variar de pessoa à pessoa, cada um tem uma reação diferente mesmo expostos às mesmas situações, alguém pode passar por cima de um IED, ou passar por situações de tensão repetidas vezes e não ter nada, outro pode ver a fumaça a distância e começar a tremer, cada um é cada um. Aqui na região diziam que stress é doença de rico, pobre tem é frescura mesmo, no caso da PTSD muitos podem ter essa visão equivocada do problema, mas penso que não devemos nem supervalorizá-lo nem desprezá-lo, não sou médico,… Read more »

Marine
Marine
12 anos atrás

LeoPaiva, Voce acertou a chave da questao quando disse que e dificilimo de se diagnosticar e penso que por isso os profissionais medicos tem ido pelo lado seguro e diagnosticando todo mundo com qualquer coisinha so pra ter certeza, nao digo que e errado mas a ciencia ainda nao existe para se fazer um diagnostico mais preciso entao eles tem que agir dessa maneira…como dizemos aqui: “better safe than sorry”. O que quero mostrar e que o termo PTSD e “carregado” e com muitas misconcepcoes do povo em geral e por isso temos que ter cautela quando dizemos que numero… Read more »

Noel
Noel
12 anos atrás

Se esses índices deveriam ser comparados ao de outros exécitos que atuam no mesmo TO, principalmente se europeus, se forem equivalentes, o Bundestag já fez, a priori, o correto; se os índices forem acima dos outros exércitos, ai o “Heer Deutschland” tá enrrolado, e demonstrará que o moderno soldado alemão, esta longe do aguerrimento dos antigos soldados da Wehrmacht, e teria, possivelmente, que mudar doutrinas, procedimentos, treinamentos. O EB até poderia fazer uma pesquisa equivalente, com o pessoal que retornou do Haiti, se é que já não fez, e comparar com a de outros países.

Marine
Marine
12 anos atrás

Para aqueles que gostem de ler existe um livro fantastico que possui um capitulo inteiro sobre stress de combate:

Aqui nos “States” o livro se chama “On Killing” e discute o tema em detalhe desde a 1GM ate hoje…

Sds!

JSilva
JSilva
12 anos atrás

Isso dai é problema de alemão se misturando demais com francês. Dá nisso mesmo.

Patriota, um dos motivos entre muitos é a invasão do opio produzido lá e em Myamma, que invade a Europa via Russia e paises limitrofes do Afeganistao.

birakrieg
birakrieg
12 anos atrás

Devemos respeitar todos que estão nesse momento em combate no iraque e afeganistão, pois além de soldados alguns são pais de familia, filhos, que estão lutando por um mundo melhor.
EDELWEISS!

Últimas Notícias

Paraquedistas russos começam exercícios em grande escala na Crimeia

SIMFEROPOL, 27 de setembro. /TASS/. Os exercícios em grande escala de um assalto aéreo com um regimento de artilharia...
- Advertisement -
- Advertisement -