domingo, outubro 24, 2021

Saab RBS 70NG

Mísseis balísticos no mundo

Destaques

Alexandre Galante
Jornalista, designer, fotógrafo e piloto virtual - alexgalante@fordefesa.com.br

- Advertisement -
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Bosco
Bosco
12 anos atrás

O MT-300 não entrou porque não existe (não teve seu desenvolvimento concluído, não foi fabricado, não foi adotado por nenhum país e muito menos pelo Brasil) e porque se existisse não seria um míssil balísitico. Ele era um míssil de cruzeiro.

Almeida
Almeida
12 anos atrás

Tô aqui esperando alguém vir falar do Astros 300Km rsrsrs…

RodrigoBR
RodrigoBR
12 anos atrás
Sentapua
Sentapua
12 anos atrás

Pois é, esqueceram do MT-300 do Brasil.
? Sera porque o exercito não comprou ?

Carlos Augusto
Carlos Augusto
12 anos atrás

Tá certo ou ta errado? Quando eu vejo o FHC, dando entrevista e me lembro da assinatura que ele deu limitando o Brasil a misseis de 300Km, me passa pela cabeça que um Astro deveria ser enfiado no @ dele. Mas tá tudo errado, ontem eu vi no jornal da globo que o número de recrutas do EB caiu de 100.000 para 48.000, mas ai eu acho que tá certo pra que exército se já temos o MST patrocinado pelo governo Lula, invadindo fazendas e matando, mas como diz o velho ditado nada melhor do que um dia após outro,… Read more »

VirtualXI
VirtualXI
12 anos atrás

Cade a lista com os países que:
não sabem nem oque está acontecendo pelo mundo afora na área de defesa e, por consequência
-não desenvolvem
-não tem em estoque
-não sabem como operar e,
-na melhor das intenções, esplodem o míssil e a sim mesmos quando em testes.

Estou falando da lista dos países que não possuem misseis balisticos, afina quero ver o nome BRASIL escrito também. Nem que seja para ver o quanto somos ridículos em defesa.

Bosco
Bosco
12 anos atrás

Tecnicamente o GMLRS deveria fazer parte da lista por ser balístico e contar com um sistema de orientação, sendo bem mais que um “foguete”
Os EUA teriam os Minuteman, Trident II, ATACMS e os GMLRS.
Os alcances dos mísseis também estão meio defasados.
Os Minuteman possuem cerca de 13500 km
Os Trident II cerca de 12000 km
O alcance dos ATACMS estão corretos tendo no máximo 300 km (dependendo da versão)
O GMLRS (que não está na lista) possui cerca de 80 km de alcance

Jacubão
12 anos atrás

É mesmo, tava achando que seria agora amigão.rsrsrsrs
Um abraço.

Noel
Noel
12 anos atrás

São João tá longe ainda Jacubão.

Jacubão
12 anos atrás

Ué, cadê o Brasil nessa relação???? rsrsrs

Jacubão
12 anos atrás

Mais um que escapoliu pelos dedos.

DaGuerra
DaGuerra
12 anos atrás

Ué, cadê a venezuela nesta lista?? E todo este arsenal é menos “nocivo” que as bombas clusters??

Bosco
Bosco
12 anos atrás

O que preocupa a comunidade internacional não é tanto o nível de destruição promovida pelas bombas cluster e sim as que não detonam, ficando espalhadas no campo como minas e passíveis de serem “manipuladas” inadvertidamente por civis após o término do conflito.

Jorge Luiz Bezerra
12 anos atrás

Amigos,

Li uma vez no ALMANAQUE ABRIL, que o Brasil tinha em seu inventário, 2 Mísseis de longo alcance NIKE HERCULES.
Alguem tem notícia?

trackback
12 anos atrás

[…] do foguete norte-coreano do último fim de semana mostra que o país obteve avanços na sua tecnologia de mísseis, disse nesta quarta-feira o Japão, que voltou a defender uma reação dura do Conselho de […]

Últimas Notícias

Recife (PE) sediará a nova Escola de Formação de Sargentos do Exército

O CENTRO DE COMUNICAÇÃO SOCIAL DO EXÉRCITO INFORMA: Na 339ª Reunião do Alto Comando do Exército, realizada de 18 a...
- Advertisement -
- Advertisement -