sexta-feira, dezembro 3, 2021

Saab RBS 70NG

PF prende um em operação contra uso ilícito de satélites militares americanos

Destaques

Alexandre Galante
Jornalista, designer, fotógrafo e piloto virtual - alexgalante@fordefesa.com.br

A Polícia Federal prendeu nesta quarta-feira um homem suspeito de usar satélites militares americanos para comunicação clandestina em vários pontos do país. A prisão foi em flagrante, em Unaí (MG), durante a “Operação Satélite”, deflagrada hoje para combater o uso dos equipamentos em seis Estados.
Segundo a PF, foram apreendidos diversos transmissores, rádios, antenas e acessórios utilizados para a comunicação clandestina. Também foram identificados os usuários e fabricantes dos sistemas. Um inquérito policial foi instaurado para investigar o caso.
A operação contou com a participação da Anatel (Agência Nacional de Telecomunicações), que ratificou as coordenadas geográficas dos pontos indicados pelo Departamento de Defesa Americana, controlador dos satélites.
O sistema utilizado é resultado da fabricação caseira de transceptores e antenas que trabalham na frequência e direção dos satélites.
Ao todo foram cumpridos 20 mandados de busca e apreensão, expedidos pela 2ª Vara Federal de Florianópolis (SC), em Minas Gerais, Goiás, Mato Grosso, Tocantins, Mato Grosso do Sul e Santa Catarina.

FONTE: Folha Online

NOTA do BLOG: Clique no quadro abaixo para ver a amplitude do espectro eletromagnético das comunicações civis e militares, assim como radares e sistemas de navegação.

- Advertisement -
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Liddell Hart
Liddell Hart
12 anos atrás

Isso é reflexo da vulnerabilidade dos sistemas militares, não apenas dos EUA, mas também de outros países. Qualquer um de posse de um PY “extendido”, uma parabólica com motor-de-passo (para direcionamento e acompanhamento da órbita), e um software de tracking (antigamente usava-se o Instant Track) pode, com alguma paciência e persistência, encontrar canais de repetição de rádio em satélites (militares ou civis), e utilizá-los como quiser. Como essa tecnologia não estava à disposição do grande público há 20 anos atrás, não se imaginava reforçar esses canais com sistemas de autenticação/encriptação. Hoje a realidade é outra, mas os mesmos velhos satélites… Read more »

Jacubão
12 anos atrás

Ô louco mêu… que diacho é isso.
Estou tonto até agora só de olhar p/ essa relação de números, nomes, hiiiiiiiiiii ???? sei lá o que mais! Acho que vou comprar uma cervejinha para poder me aplumar.

Liddell Hart
Liddell Hart
12 anos atrás

Não estou falando de nenhum “Segredo de Estado”. Pelo contrário! Essa tecnologia vem se desenvolvendo há décadas, e nesse tempo todo sempre esteve disponível aos civís.

Mais detalhes em http://www.amsat.org

Só pra dar um exemplo, na década de 90 (século passado) era possível utilizar um repetidor na MIR (isso, a estação espacial russa):

http://www.tcoe.trinity.k12.ca.us/~tcarc/mirtv.html

“Another interesting feature of the AX25 1200 packet TNC was the “Digital Repeating” Feature, or “DIGIPEAT” mode. Usinmg this technique Earthbound Ham Radio Stations could send a digital message or beacon and be instantly repeated by the MIR Packet Radio Station.”

BVR
BVR
12 anos atrás

Acho que os “anjos” nem tinham noção do tamanho da encrenca. Sabiam que estavam fazendo “M”; mas que era via pentágono, muito provavelmente que não.

Não saco nda disso, mas alguém poderia dizer se seria possível ter tido acesso as comunicações sigilosas?

Continua, então, a valer a máxima:”O extraordinário se revela no ordinário”. Só não lembro quem disse, mas que cabe como uma luva…

Saudações aos amigos do blog.

Liddell Hart
Liddell Hart
12 anos atrás

Era até mais fácil do que pensei… Eram satélites geoestacionários (sem necessidade de rastreamento constante, motor-de-passo, etc), e a comunicação era via voz.

A globo noticiou:

http://video.globo.com/Videos/Player/Noticias/0,,GIM985419-7823-POLICIA+FEDERAL+PRENDE+INTERCEPTADORES+DE+SATELITES+MILITARES+DOS+EUA,00.html

Mas é exatamente o que preví… Satélites antigos, sem proteção, e portanto vulneráveis.

Mais detalhes sobre o sistema, aqui:

http://en.wikipedia.org/wiki/FLTSATCOM

edilson
edilson
12 anos atrás

Nos estados unidos o sujeito ai já teria assinado contrato com Raytheon…

Virtualxi
Virtualxi
12 anos atrás

Se um zé mané qualquer com conhecimento de eletrônica analógica e digital consegue interagir com satélites americanos então a informação com certeza não é tão sigilosa quanto o parece.

paulo s
paulo s
12 anos atrás

pelo que ouvi de especialistas na radio cbn ,eles utilizavam os satelites para comunicaçoes,porem nao tinham acesso as informacoes por estas serem criptografadas
bom dia a todos

AMX
AMX
12 anos atrás

Não sou radioamador, mas já soube que isso é, digamos “prática comum”, entre muitos deles; não só no Brasil. Não é algo propriamente “secreto” ou “dificílilililimo” de se fazer.

Tiago Jeronimo
Tiago Jeronimo
12 anos atrás

Eles não deviam ser presos e sim contratados por algum orgão militar.

Valmor
Valmor
12 anos atrás

Embaralhei o “zóio” e não entendi nada!…isso que dá não estudar “frequenciômetro e Espectrômetro” no primário.

Últimas Notícias

Alltec apresenta suas inovações tecnológicas na 6ª Mostra BID Brasil

Alltec desenvolveu uma blindagem adicional do Guarani, veículo para transporte de tropas, do Exército Brasileiro A Alltec, empresa de Pesquisa...
- Advertisement -
- Advertisement -