Home Armas de Fogo Fuzil belga FN F2000

Fuzil belga FN F2000

5695
42

Fuzil de assalto, configuração padrão, mira telescópica

Fuzil de assalto, configuração “tática”

Fuzil de assalto, com lançador de granada 40mm FN EGLM

Fuzil de assalto, desmontado

FN FS2000, semi-automático para civis

Ficha Técnica
F2000™ Grenade Launcher
Caliber 5.56 x 45 mm 40 mm LV
Operating principle Gas operated, rotating bolt Pump action, rotary locking
Muzzle velocity 900 m/s (2,953 fps) 76 m/s (249 fps)
Lenght, ready to fire
694 mm (27.32 in)
727 mm (28.6 in)
(rifle with launcher)
Barrel length 400 mm (15.75 in) 230 mm (9.05 in)
Weight w. empty mag
3.6 kg (7.95 lbs)
4.6 kg (10.15 lbs)
(rifle with launcher)
Magazine type
M16 type, used on most NATO
rifles and LMG
Magazine capacity 30
Sight 1.6 x optical Mechanical
Cyclic rate of fire 850 rpm
Subscribe
Notify of
guest
42 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
luciano
luciano
11 anos atrás

Bicho feio…

Flamenguista
Flamenguista
11 anos atrás

Muito bom esse sistema de ejeção, onde o cartucho sai pela frente, ao invés de sair do lado do rosto do atirador, como em outros projetos bullpup.

Tocão
Tocão
11 anos atrás

Essas armas sairam de filme de ficção científica..rsrssrs

Roberto CR
Roberto CR
11 anos atrás

Taí uma boa deixa: qual deve ser o comportamento das FA quanto ao equipamento individual a ser adotado no futuro. Seria interessante a apresentação dos fuzis adotados atualmente no mundo, e quais as propostas que o Brasil pode adotar porque três fuzis diferentes não dá pra engolir. E qual a possibilidade da nossa indústria de elaborar uma solução “caseira”.

Abraços

pedro
pedro
11 anos atrás

Prefiro o HK 417 ou o Massada 7.62
Fuzil de assalto tem que ser 7.62, o resto é arma de policia….

Flávio
Flávio
11 anos atrás

Ao lado do cara com o fuzil , aos 19 seg do vídeo,se não me engano aparece um cara dando uma rajada com uma metralhadora P-90. Essas armas não se tornaram muito populares não é mesmo? Utilizam uma nova munição calibre 5,7mm, creio que as forças policiais mundo afora são muito resistentes, justificadamente, em adotar uma nova arma, não acham? Afinal de contas as boas e velhas HK MP-5 em 9mmP ainda estão dando conta do recado. Roberto CR,concordo com você,acho um problema e não entendo a falta de padronização do armamento individual do soldado, e eu diria 4 tipos… Read more »

PC
PC
11 anos atrás

Diferente esse sistema de ejeção. Mas será que funciona tão bem assim em condições de combate, com limpeza aquém do ideal e com lama ou areia?
Sds

Francisco AMX
Francisco AMX
11 anos atrás

Pedro, o que vc acha do FNSCAR? na minha opinião este fuzil de asslato tem todo para ser o melhor, já o é em design, comprovadamente, resta saber se será operacionalmente aprovado.
O que acho mais bacana no FNSCAR é a modularidade, troca-se o sistema de projeção e cano do 5,56 para o 7,62 facilmente, troca-se apenas o cano para tranformá-lo em um bom rifle “sniper”, todos os tipos de acessórios, desde lanternas a miras mais modernas foram pensadas para este produto, provavelmente será a arma padrão dos USA… A FN está por cima da carne seca!

Abraço

Francisco AMX
Francisco AMX
11 anos atrás

Tb duvido disso PC, acho que o tradicional meio de ejeção é imune a sujeira e bloqueio de lama por ex…

pedro
pedro
11 anos atrás

O FN Scar é muito bom também, na sua versão 7,62, e foi feito sob medida pras forças especiais americanas.
Essa “modularidade” (troca calibre, troca função – combate/sniper) é o que impressiona nos fuzis atuais.
O que penso é que o Brasil já deveria ter entrado nessa discussão. Precisamos de uma arma mais moderna para nossos exército, mais leve e robusta, que possa ser fabricada aqui sob licensa e que tenha poder e cadência de fogo suficientes.

Jacubão
11 anos atrás

Parece até as armas do filme “Tropas Estrelares”, rsrsrs……

Rodrigo
Rodrigo
11 anos atrás

já foi oferecido ao Brasil, mas foi recusado.
FN Scar se não me engano é de uso exclusivo dos estadunidenses.

Zero Uno
Zero Uno
11 anos atrás

Calibres 7.62 são ideais para combates em selva e a longas distâncias. Para uma efetividade de 200 a 300mts o calibre 5.56 são ideais para as tropas. Acima disso 7.62 segundo o General Heleno, ex-comandante do CMA. Más precisamos sim adotar para as 03 forças um fuzil em comum e mais moderno do que o FAL. Este cairia muito bem para os chamados Tiros de Guerra. Temos que verificar o que a indústria nacional pode oferecer. Por enquanto temos os modelos IMBEL MD97 L (na sua versão militar) e MS97 LC (carabina na versão policial). Estes são uma evolução do… Read more »

Marine
Marine
11 anos atrás

Pessoal,

Calma com esse negocio de dizer que calibre X nao presta, que municao Y so alcanca tantos metros ou que W nao perfura isso ou aquilo…

Gente, as variaveis sao praticamente infinitas, entao nao podemos afirmar X nao acontece ou Y nao faz isso ou aquilo.

So pra citar alguns exemplos, Vi 5.56mm (.223) derrubar terrorista a 800m em M-16, municao de 23mm nao penetrar placa de gesso (SAPI), 7.62×54 desviar e nao penetrar capacete LWH e por ai vai…E cada coisa que a “sabedoria popular” diria ser impossivel…

Sds!

J Roberto
J Roberto
11 anos atrás

Acho que depende de quem estiver atirando! Se o cara for bom de alvo acho que derruba até com tiro de festim! rsrs

sds.

Mauricio R.
Mauricio R.
11 anos atrás

Bonitinho prá algum filme do Bruce Willis ou p/ aquele programa do Discovery Channel.
Para um campo de batalha, tenho lá minhas duvidas.

Mauricio R.
Mauricio R.
11 anos atrás

“Temos que verificar o que a indústria nacional pode oferecer. Por enquanto temos os modelos IMBEL MD97 L (na sua versão militar) e MS97 LC (carabina na versão policial).”

Compra esse fuzil belga!!! Prá ontem!!! Correndo!!!

Mauricio R.
Mauricio R.
11 anos atrás

“…SIG também na aeronautica( não lembro a tropa) e…”

Para-SAR???

Tá aí uma marca que fica quietinha no canto dela, não chama a atenção e tem designs mto eficientes.

gaspar
gaspar
11 anos atrás

a Imbel nao estava estudando um modelo bullpup ??
li algo a respeito a um tempo atras… alguem tem mais info ??

Cinquini
Cinquini
11 anos atrás

Eu vi um video da no youtube outro dia de um treinamento tático e um dos “alunos” estava com esse FN2000, sinceramente, era o que aparentava ter maior dificuldade para rolar e se mover com o fuzil, enquanto o velho e confiável M4 parecia ser bem mais prático, principalmente na hora de trocar o carregador. Se eu fosse optar por um fuzil hoje eu optaria pelo FN SCAR e tentaria fazer um acordo de produção com a IMBEL. Uma solução simples mas que poderia dar uma “sobrevida” ao FAL da Imbel seria a troca do guarda mão para o padrão… Read more »

J Roberto
J Roberto
11 anos atrás

O estilo bullpup é um desing mais moderno e é adequado para o combate urbano onde o espaço é pequeno e o soldado presica de mais manobrabilidade (handing)
as mais moderna forças armadas usam o fuzil bullpup.
Os modelos mais conhecidos são os franceses Famas 5.56mm,o austráco Steyr AUG,Os SA80 britânicos e o americano OICW.
existia um fuzil bullpup lapa FA-03 brasileiro que perdeu para o MD-97 da Imbel, creio eu que foi pela falta de costume dos nossos soldados.

sds.

Francisco AMX
Francisco AMX
11 anos atrás

Cinquini, interessante este FAL da DSarms, não conhecia esta variante… deixou o grande Fal com uma assinatura menor, com cano mais versátil certamente perde alguma precisão, pelo calibre bruto 7,62 (se é que mantem o mesmo calibre do FAL original), mas como diz o mestre Marine, tem muitas variantes… e um fuzil confiável (caso do FAL), mesmo que com grande variação de visada, pelo tranco, nas mãos de um soldado bem treinado e apto a utiliza-lo, torna-se uma formidável arma, esta versão da DSArms deveria ser olhada mais de perto pela IMBEL…. só que sabemos que o soldado brasileiro atira… Read more »

Marine
Marine
11 anos atrás

J Roberto,

Eu pessoalmente nao sou fa do fuzil bullpup e as melhores unidades de elite do mundo tambem nao os utilizam por razoes de CQB. Ja comentei isso aqui no blog varias vezes mas estou sem tempo hoje pra repetir.

O mais importante disso tudo ainda e o soldado, ele sim e a arma, o fuzil e apenas um instrumento. Entao na mao de um homem bem treinado ao importa se e um M4 ou FAL, todos os dois seriam letais.

Abracos!

Zero Uno
Zero Uno
11 anos atrás

Sei que no campo de batalha as questões técnicas de uso de cada sistemas de armas são variáveis. Más é muito melhor um fuzil mais leve e menor para a mobilidade da tropa. Em um combate urbano por exemplo acho que o mais indicado seria o calibre 5.56 mm. Menor mais leve e mais fácil para um soldado manusea-lo em ambientes fechados… O que conta sim é a praticidade da arma em uso. Se assim não fosse por que deixaram de adotar fuzis de 7.62 mm e passaram a adotar os de 5.56mm?

Abraços.

Cinquini
Cinquini
11 anos atrás

Francisco AMX

Olhe aqui nesse link tem várias fotos do FAL e vários modelos de trilhos e camuflagens!!!
https://www.dsarms.com/images/DuraCoat-CamoPattern.jpg

Aqui tem um FAL Sniper
https://www.dsarms.com/images/SA58SPR.gif

Abração

Marine
Marine
11 anos atrás

Uma das maiores razoes da dotacao de municao 5.56mm foi pura e simplismente peso. A municao 5.56mm possibilita ao soldado carregar muito mais municao do que a 7.62mm poderia com o mesmo peso. Nao me lembro agora o numero certo mas por exemplo se olharmos para o soldado como um sistema de armas em que cada parte do seu equipamento/sistema pesa “X” podemos ter uma ideia melhor, vamos alocar um peso a cada parte do sistema como por exemplo entao: -Colete comm placas: 30 libras -Capacete: 5 libras -Municao: 10 libras Vamos usar esses valores apenas para ilustracao, digamos que… Read more »

patriota
patriota
11 anos atrás

Parece um pouco mais dificil de ultilizar mais acho que com
treinamento adequado varios combatentes conseguiriam empregar
este fuzil em batalha com grande eficiencia e como o Marine disse
a munição 5.56mm traz uma importante vantagem, nossos soldados poderiam carregar mais munição nos dando maior poder de fogo

adquirir algumas unidades deste fuzil não seria má ideia

saudações

Francisco AMX
Francisco AMX
11 anos atrás

Acho que o Marine quis dizer “maior capacidade” de fogo! 🙂
pq poder de fogo o 7.62 é maior… penso eu…

Abraço a todos!

Francisco AMX
Francisco AMX
11 anos atrás

Este é o FUZIL do ALIEN… olhem a terceira foto… 🙂

Wolfpack
Wolfpack
11 anos atrás

Dos Bullpup eu prefiro o Kel-Tec RFB 7.62 que poderia utilizar os carregadores dos FN FAL. O ideal para nossas FFAA.
http://world.guns.ru/sniper/sn75-e.htm
O FN SCAR e o Barret M468 vem na sequencia.

Marine
Marine
11 anos atrás

FranciscoAMX, “Poder de fogo” e uma nocao relativa, depende da opiniao de cada um, com certeza o cartucho 7.62×51 possui maior energia em (ft/lb) entao pode-se dizer que tenha maior poder de fogo. Mas se voce tem mais municao, mais misseis, mais torpedos e tal, outros dizem que seu sistema de armas tem “maior poder de fogo”. Enfim, penso eu que podemos dizer as duas frases, poder de fogo e capacidade de fogo e as pessoas entendem o que queremos dizer. Outra razao do 5.56mm que esqueci de dizer e que ele apareceu na cena com a concepcao de um… Read more »

Vassili Zaitsev
Vassili Zaitsev
11 anos atrás

Entrando na conversa do Marine,

quanto à quantidade de munição que um soldado costuma levar, nas Malvinas em 1982, os infantes argentinos levavam 80 projéteis 7.62X51mm.

Creio que o EB, pelo simples fato de usar o mesmo modelo de equipamento (FAL), cada soldado tb carregue + – a mesma quantidade de munição.

Uma coisa que nunca gostei no FAL foi a capacidade limitada do carregador, somente 20 tiros.

abraços.

Vassili Zaitsev
Vassili Zaitsev
11 anos atrás

Se o EB hipotéticamente substituisse o FAL por um novo modelo de rifle de assalto, e esse fosse Bullpup, eu ficaria com o TAVOR, israelense.

Como tb queria o Pátria AMV.

Como tb queria o Leopard-2A6.

Como tb queria o Tor e Buk.

Como tb queria ter conseguido ingressar nas FFAA brasileiras.

Mas como querer não é poder, vamos mesmo olhando o equipamento dos outros.

Abraços.

Marine
Marine
11 anos atrás

Vassily,

Entao, ai esta a chave da questao, 80 projeteis nao dura pra nada e voce acaba tendo que suprir esse soldado toda hora ainda mais se for um conscrito inexperiente e sem disciplina de fogo.

Pra voce ter uma ideia eu carregava 280 5.56mm em Fallujah e 30 9mm…

Neves
Neves
11 anos atrás

Finalmente uma arma de configuração bullpup que resolve o problema dos atiradores canhotos, por meio da ajeção dos estojos vazios próximo da boca da arma. Isso não aontecia nos modelos existentes (FAMAS, por exemplo), em que a ejeção se dá ao lado da bochecha do atirador

Cinquini
Cinquini
11 anos atrás

Existe uma única unidade do EB que utiliza o TAVOR, só sei que é um batalhão de fronteira, mas qual, eu sinceramente não sei.

Abração

Claudio
Claudio
11 anos atrás

Eu sempre achei o FN F2000 muito bonito, ele tem uma aparência futurista, que foi aprovaitada em vários filmes e séries.
Já vi comentários em outros fóruns que o problema dele é o preço, acima da média.

trackback
11 anos atrás

[…] FN 2000, assim como o FAMAS, é um fuzil do tipo bullpup, desenvolvido pela FNH (Fabrique Nationale de […]

roqueiro
11 anos atrás

Fuzil de assalto agora, só nos calibres 6.5mm grendel e 6.8mm spc.Os americanos já sofreram na carne com a inépcia do calibre 5.56mm Remington e estão mudando para munições mais eficazes. E um erro da Taurus e Imbel fabricar fuzis visando Exército e Forças Especiais usando esse calibre utrapassado; Tavor, MD97, HK416/17, SCAR, HK G36, etc. Qualquer um que venha a substituir o FAL, tem que ser produzido visando os conceitos CQB, selva, modular, troca rápida de cano e calibre. As Forças Armadas brasileira devem adotar estas novas munições imediatamente, pra não ficar pra traz. 6.5 mm Grendel e 6.8mm… Read more »

Leonardo
Leonardo
11 anos atrás

O 7.62x51mm (do FAL) tem muito recuo, e esse é o principal problema dele, mas tem um bom poder de parada. O 7.62x39mm (do AK-47 e AK103)soviético tem uma precisão ruim, apesar do bom poder de parada. O 5.56×45 OTAN(da M16/M4)tem uma precisão boa, mas pouco poder de parada. Existe o 5.8×42 chinês, não deve ser muito diferente do 5.56. Portanto, o 6.8x43mm SPC é o calibre ideal, mas é caro. Se começarmos a produção em massa no Brasil, garanto que outros países sul-americanos podem fazer o mesmo. O 6.8 é o intermediário entre 7.62 e 5.56, parem de falar… Read more »

roqueiro
11 anos atrás

Muito bem Leonardo, se o Brasil cooptar os paises da América do Sul e outros de lingua portuguesa e Africa, rapidamente estaremos todos com munições mais eficazes e precionaremos a ONU a adotalas rapidamente. Os americanos ja estão adiantados nos testes reais em combate com o calibre 6,8 mm spc, mas ele não é o melhor, e eles estão sofrendo pressão para mudar ou adotar tambem o calibre 6.5 mm grenel, por esse sem melhor ainda que o 6.8 mm spc, por ser mais preciso e ter mais alcance para além do CQB. Parece que o Tavor originalmente foi projetado… Read more »

DEREK
10 anos atrás

LR.22 TAKEDOWN FN HERSTAL – Quem conhece?

Preciso de mais informações sobre a peça, por exemplo, quanto vale hoje?