Home Noticiário Internacional Exército da Índia recebe os primeiros tanques T-90 fabricados localmente

Exército da Índia recebe os primeiros tanques T-90 fabricados localmente

821
48

T-90S

A indústria de defesa indiana entregou na semana passada os dez primeiros tanques T-90 Bhishma de produção local.

O exército indiano já havia sido o primeiro cliente externo do tanque russo T-90, que está em serviço nas forças armadas russas desde meados dos anos 90. A Índia havia encomendado 310 unidades do T-90 em 2001, após atrasos no desenvolvimento de seu próprio projeto, o Arjun e depois do rival Paquistão ter adquirido um lote de tanques do modelo T-80 ucraniano.

Igualmente, havia sido assinado um acordo de fabricação local, autorizada, de um lote maior, de mil unidades do T-90. Mas por causa da relutância russa na transferência de tecnologia, a Índia se viu forçada a comprar outros 300 tanques da Rússia no ano passado. A produção dos T-90 sob licença já havia sido interrompida devido a divergências diversas na transferência de tecnologias críticas à Índia, fato este que foi resolvido no final de 2008.

A fábrica indiana de veículos pesados, localizada perto de Chennai, planeja produzir cerca de 100 tanques por ano. O modelo T-90 indiano possui sofisticados conjuntos de defesa contra armas químicas, biológicas e nucleares.  É equipado com um canhão de 125 mm com carregador automático, o que aumenta a frequencia de disparos, possui ainda uma metralhadora anti-aérea de 12,7 mm e uma co-axial de 7,6 mm compatível com sistemas de observação de alta precisão. Também pode receber proteções blindadas ativas e reativas.

FONTE: defense.professional

Subscribe
Notify of
guest
48 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Baschera
Baschera
10 anos atrás

Clésio Luiz,

Mísseis custam infinitamente mais caro que um projétil de canhão.
São muito difíceis de armazenar, ainda mais dentro de um MBT.
O tamanho de um míssil é muito maior que um projétil, idem para o peso, idem para o manuseio.
Mísseis (e não foguetes) exigem uma parafernália eletrônica para seu lançamento, etc..etc..

Sds.

RL
RL
10 anos atrás

E o Brasil hein?

Osório nécas de tipibiricas…

Bem que com a onda de remodernização das nossas FA´s, o renascimento ou um novo nascimento de um MBT poderia vir a ser considerado neh.

Clésio Luiz
Clésio Luiz
10 anos atrás

Como carros de combate não são a minha especialidade, alguém poderia comentar sobre a possibilidade de se substituir o canhão por mísseis como armamento principal? Algum país já testou essa possibilidade?

Matheus
Matheus
10 anos atrás

Qe coisa linda esse tanque dessa cor,pena q eh indiano ssrsrsrsr
tinha qe ser brasileiro,mas com essa remodernizaçao todo mundo (os informados) sabem qe e engesa (fabrica do osorio) sera reaberta,
isso sem duvida eh otimo

luciano vieira santos
luciano vieira santos
10 anos atrás

Osorio, tamoio, sucuri ee17… cade ???? ate quando vai ficar essa zona?

Felipe Cps
Felipe Cps
10 anos atrás

Índia e Paquistão deveriam resolver suas diferenças e fazer as pazes. Dois povos irmãos, da mesma raça, num território que historicamente sempre foi uma única nação, apenas separados pela religião. Uma tragédia que tenham ambos os países que gastar fortunas com armamento, deixando seus povos na miséria, o que leva a movimentos insurgentes extremistas de ambos os lados da fronteira, inclusive o maldito Taleban. E tudo lá é superlativo, em termos de armamento: 1000 CCs, depois mais 300… Se há algum lugar em que uma guerra nuclear poderia ter lugar no séc XXI seria lá. E seria uma tragédia de… Read more »

Baschera
Baschera
10 anos atrás

Matheus,

Não sei de onde você tirou que a Engesa será reaberta.
Será (??) criada uma holding que gerenciará as demais empresas de cunho bélico no Brasil e que se chamará ENGESAER. Só isto.

Sds.

fullcrum
fullcrum
10 anos atrás

A India é uma grande fonte de vendas e parceira dos russos desde os tempos soviéticos. E nem por isso tem sinal verde pra transferência de todas as tecnologias desejadas, como li no texto. Achei que no caso de MBT´s os russos não tivessem muitas resalvas.

Lol
Lol
10 anos atrás

Rússia seria uma ótima aliada para o brasil, poderíamos comprar tanques,avioes, submarinos e helicópteros tanto de ataque quanto de transporte,, e us barquinhos!!!

Lol
Lol
10 anos atrás

mas o problema seria mesmo a transferencia de tecnologia

Lol
Lol
10 anos atrás
luciano vieira santos
luciano vieira santos
10 anos atrás

o problema com a rússia além da transferência de tecnologia e a logística de peças. os pilotos dos heli russos que compramos, tiveram que fazer um intensivo de de russo. e arriscado ser a mesma coisa.

RL
RL
10 anos atrás

Já imaginaram um acordo Brasil x Rússia, onde em troca de uns SS-400 forneceriamos uns ASTROS IV com mísseis Avibrás TM com alcançe de 300Km ? Acordo para desenvolvimento e fabricação simultânea de um novo MBT. Caso semelhante ao da índia como na matéria. Além de acordos para reparos e manutenção aeronáuticas para os Mi-35 dentro da Avibrás bem como para possíveis PAK-T50 (12 unidades) que operariam exclusivamente em Anápolis. Desenvolvimento de mísseis de longo alcance, auxílio no desenvolvimento de baterias anti-aéreas SABER M200 + misseis A-Darter, enfim…um mundão ai pra ser explorado. Tah galera, eu sei. Estou delirando, más… Read more »

Bandeira
10 anos atrás

Bueno, como de costume, voltaram as viúvas do Osório, ainda estão faltando as do Sukoi.
Como todos podem ver até mesmo a Russia têm restrições em repassar tecnologia de ponta p/a Índia, que é aliada de longa data, e muíntos gênios criticam a eliminação dêles do FX 2, e criticam o fato dos gringos do norte terem também restrições ao repasse de tecnologias p/o Brasil. Realmente não consigo entender. São vários pêsos e inúmeras medidas.

Repsol
Repsol
10 anos atrás

Da russia só queria defesa anti aérea e os helis..
O terreno brasileiro nao é pra uso de veiculos de esteira, e sim de pneus, se for compra algo desse tipo russo, só os BTR-90 msm =)
mais prefiro os LAV americanos.

Rodrigo
Rodrigo
10 anos atrás

Repsol,

Desculpe mas o terreno do Brasil é próprio para o uso de esteiras também.

Se você analisar o terreno do Sul, Sudeste e Nordeste verá que ele é propício para este tipo de terreno.

Principalmente para o nordeste onde é necessário defesa de profundidade já que o litoral é muito aberto e de fácil acesso. Claro que este tipo de equipamento não tem muita aplicabilidade no norte e no pantanal.

Acredito que o uso deste tipo de equipamento deve ser sempre considerado.

Abraço!

germa
germa
10 anos atrás

mestre Yoda, a engesa será reaberta, mas só o nome, pq tudo será diferente e não lembro nem se produzirão tanques.procura aki no blog a matéria a respeito. Rl, uma parceria militar com a rússia seria muito boa para o brasil na parte militar, mas na questão de política interna e externa acho tem tudo pra ser um tiro no pé. Bandeira, o SU-35 não foi selecionado no FX pq os EUA pressionaram o gov. que teria dificuldades para promover os aviões da Embraer no mercado americano que é o maior do mundo. O t-90 é o upgrade do T-72,… Read more »

RodrigoBR
RodrigoBR
10 anos atrás

Como diria Dado Dolabella(Eca!:D):

Aí eu vi vantagem!!! 😉

RT
RT
10 anos atrás

Acordo Brasil x Rússia, nunca vai acontecer. Não temos tradição de compra e nem uso de equipamentos Russos, que seguem padrão do antigo pacto de Varsóvia. Teríamos que adaptar a uma logística nova que implicaria num gasto muito maior. Como já mencionado aqui neste blog e outros sites, os Russos não gostam e não querem transferir tecnologia, mesmo porque Índia e China (Seus principais clientes) podem torna – se concorrentes comerciais, com preços e restrições menores. Vc’s acham que eles não vêm o Brasil com a mesma desconfiança, já tivemos uma indústria de defesa exportadora e competitiva, o parque industrial… Read more »

Cor Tau
Cor Tau
10 anos atrás

Adorei a foto…………

Tiago Jeronimo
Tiago Jeronimo
10 anos atrás

Clésio Luiz,

Complementando o que o Baschera disse alguns tanks podem disparar misseis pelo canhão, se não me engano são os russos e esses misseis podem ser tanto sup-sup como sup-ar.

Mesmo com essas noticias da incapacidade logistica da Russia e a falta de vontade russa em transferir tecnologia até pra um aliado do porte da Índia que é um cliente antigo as Russetes ainda insistem que os EUA que são malvados e que deveriamos comprar material russo.

VirtualXI
VirtualXI
10 anos atrás

A Índia tem um exército a altura da sua ousadia.

O Brasil a altura da ignorância da nação.

Lol
Lol
10 anos atrás

world.guns.ru

http://www.army-tecnology.com

entrem ai!!

McNamara
10 anos atrás

Prezado VirtualXI, mude-se para lá. Areh Baba!!!

Marcelo Tadeu
Marcelo Tadeu
10 anos atrás

Senhores,

Acredito que após a modernização dos Leopard 1A5, e o início da operação dos blindados sobre rodas 6X6 e 8X8, o próximo passo será desenvolver um CC baseado no Osório.

Sds,

Pedro Rocha
Pedro Rocha
10 anos atrás

Olá senhores! Esse canhão de alma lisa dispara mísseis antitanque (ATGM) no caso o 9M119 Svir. Por sinal esse canhão é extremamente temido no ocidente! Os russos estavam estudando peças automáticas de 150 mm para seus futuros MBT! Senhores eu gostaria muito de saber se a FAB e o EB estão tendo problemas com os SA-14! Todas as referencias que eu tive acesso relatavam que as duas forças estão satisfeitas e que os russos cumpriram plenamente os contratos! Talvez os senhores tenham informações diferentes, porém até que demonstrem algo em contrario não estamos tendo problemas com armamentos russos e suas… Read more »

Repsol
Repsol
10 anos atrás

Rodrigo

Vc tem razão msmo, em relação ao território brasileiro, nunca é bom generalizar xD

Mais se for comprar blindados, vamo na onda de TT q a frança ta com o Brasil e bora com o Leclerc. hehe

matheus
matheus
10 anos atrás

O problema dos russos não é a falta de transferência tecnológica e sim seu pragmatismo, os russos quebraram a cara com a China e Ucrânia, eles não querem mais copias de seus produtos concorrendo com os originais, por isso quando se faz um acordo com os russos tem de se assinar vários contratos. Mangabeira Unger falava que os russos têm de largar um pouco o osso, mas nos também temos de fazer nossa parte o acordo entre ministro Celso Amorim confirmou na ocasião que o Brasil negociava a compra de até 40 helicópteros russos, que se concretizou em 2008 com… Read more »

Roberto CR
Roberto CR
10 anos atrás

Repsol
“Mais se for comprar blindados, vamo na onda de TT q a frança ta com o Brasil e bora com o Leclerc. hehe”

Ai… aí não dava pra Carla Bruni … rsrsrsrs

Abs

Rodrigo
Rodrigo
10 anos atrás

Repsol,

Concordo contigo! Tem que ter transferência sim…

Mas o Brasil tem que começar a financiar o desenvolvimento de tecnologia aqui.

Tem que financiar projetos de equipamentos locais… como o KC-390.

Se o material da década de 80 tivesse tivesse recebido apoio… a história era outra…

Francisco AMX
Francisco AMX
10 anos atrás

Considero, hoje, o T-90, senão o melhor, junto ao Leopard II, um dos melhores MBTs do mundo, suas características de sistemas de tiro, canhão, defesa e detecção estão entre as melhores, mas onde ele se destaca dos demais é na sua agilidade e pequeno tamanho, sua silhueta baixa o torna um alvo difícil de acertar com outros canhões de MBTs… e mesmo com mísseis a terefa se complica… Mobilidade/agilidade é uma coisa muito importante para um MBT… a blindagem do T-90 tb é muito boa… observem a “espessura” da torre… Este Tanque é um caçador por natureza! uma exelente opção… Read more »

Francisco AMX
Francisco AMX
10 anos atrás

onde disse “espessura” estava falando da silhueta baixa e não da blindagem extra aplicada…

arjuna
arjuna
10 anos atrás

Felipe Cps

Voce disse tudo. O grande problem é que isso vem de geracoes anteriores e hoje a coisa comeca a mudar mas muito lentamente. Eu sou indiano e o meu melhor amigo é justamente um paquistanes e sempre que posso vou ao Paquistao visitar ele. O pior problema de tudo é que os dois paises gastam muito dinheiro e o povo vive na miseria. Tem muito autor que elogia a Índia por causa da sua forca aérea, foguetes, mísseis, MBT, mas nao ve a miséria que o povo de lá vive. Att.
Atkinson

arjuna
arjuna
10 anos atrás

o T-90 na Índia nao tem uma história muito feliz. Os russos negaram o repasse de tecnologia sobre sistemas do T-90. Isso foi parar até no tribunal porque a Russia tinha que pagar uma multa pela violacao da quebra de contrato. Ficou melhor para ela fazer o repasse de tecnologia porque a Índia ameacou cancelar toda a compra dos T-90 russos. Att.
Atkinson
*** – desculpem pelos erros de portugues.

arjuna
arjuna
10 anos atrás

citacao: Em tempo! Senhores tanto a China como a Índia não possuem leis regulamentares sobre propriedade intelectual. Isso nao é verdade. A Índia tem SIM leis sobre propriedade intelectual (copyright and intellectual property). A Índia é um dos paises que mais exporta softwares pelo mundo afora. O photoshop, microsoft explorer, adobe PDF, tem linhas de código feitas na Índia. O que fez a Russia continuar o repasse de tecnologia para India foi um contrato de copyright and Intellectual Property, porque a Russia tinha quebrado esse contrato. Problema parecido nós tevemos com o Sukhoi Su-30 que hoje ja está resolvido. Att.… Read more »

matheus
matheus
10 anos atrás

Prefiro que o Brasil entre no programa do T-95, apesar de que com transferência tecnológica pode ser o T-90 mesmo, apesar de o primeiro ser melhor, pois possibilitaria posteriormente desenvolvermos uma plataforma nacional.

Lol
Lol
10 anos atrás

infelismente isso sao sonhos… trágico trágico.

Repsol
Repsol
10 anos atrás

Rodrigo

pois é cara, concordo contigo.
Mas sonhando um pouco,sera que é possivel o Osório voltar?
haha

FN
FN
10 anos atrás

Olha fiquei de boca aberta não queriam transferi tecnologia para os indianos de “tanques” como iam transferi tecnologia de “SU-35” só que isso não faz dos E.U.A serem melhores em nada… não confundam as bolas os E.U.A só transferem tecnologia para os seus grandes aliados INGLATERRRA, ISRAEL E JAPÃO e olhe lá F-22 nem pensar!!!

Arjuna
Arjuna
10 anos atrás

Por que estao censurando minhas mensagens? Att.
Atkinson

Noel
Noel
10 anos atrás

matheus em 31 ago, 2009 às 13:19 ” A introdução deles ocorrerá em várias etapas. Na primeira, haverá a aquisição de helicópteros inteiros. Em uma segunda, eles serão montados no Brasil. Já em uma terceira etapa, eles serão montados no Brasil com conteúdo nacional.” Afirmação interessante, que eu saiba o contrato com a FAB, não tem esse tipo projeção, é compra de prateleira; mas montar no Brasil, nessas condições, onde será, na Helibrás certamente não, pois ela é basicamente francesa, existe outra empresa nessa história, ou será especulação? Você tem mais informações sobre esse assunto? Sds

matheus
matheus
10 anos atrás

Isso é verdade mesmo o próprio Ministro de Relações Exteriores falou isso na época (2006), mas o nosso país iria adquirir não só os MI-35 como os MI-171 mais depois acabamos escolhendo os Super Cougar EC-725, apesar de que 50 helicópteros não são suficientes, também não sabemos se esses 12 MI-35 são parte do acordo assinado em 2006, pois o primeiro passo o Brasil adquiriria unidades já montadas. Quanto ao local de montagem no Brasil, provavelmente seria em uma unidade da MIL no Brasil ou na Avibrás.

Bandeira
10 anos atrás

Germa, o Papai Noel e Coelhinho da Páscoa, também pressionaram.
Me poupe.

Baschera
Baschera
10 anos atrás

Germa,

Olá….
A resposta que postei ao Matheus em (Baschera em 30 ago, 2009 às 19:30)

Responde, igualmente, sua colocação…..

Sds.

Rodrigo
Rodrigo
10 anos atrás

Repsol, Olha… conhecendo um pouco o Brasil eu acho isso muito difícil. Acho que a estrutura do Osório não é antiquada. Se observamos os similares que concorreram com ele no fim dos anos 80 veremos que eles ainda operam. É claro que todos em versões mais modernas. Mas o Chassi na maioria não mudou muito. A única coisa que me pergunto é se o Know-how dele se perdeu ou se ainda existe conhecimento sobre as fases do projeto e sobre o que foi apreendido tanto com o Osório quanto com o Tamoyo. O Brasil pode não ter tecnologia para construir… Read more »

carlosargus
10 anos atrás

Uns brinquedinhos de primeira linha…eu gostaria de ver metade deles no EB, pelo menos; esses e mt outros como uns S 300 ,nós merecemos.

Flower Flap
Flower Flap
10 anos atrás

Esse cc ao ser tentado no deserto indiano, apresentou super aquecimento, é sabido se foi substituído o ar-condicionado???

E qnto ao visor térmico de tiro???
Nos modelos russos, está ou estaria sendo trocado por um visor de procedência francesa da Thales???

Felipe Cps
Felipe Cps
10 anos atrás

Pow, o Exército é o primo pobre das FFAA e o ForTe o primo pobre dos blogs… Nenhum post novo a mais de 40 horas…