Home Noticiário Internacional Chávez anuncia chegada de ‘milhares’ de mísseis russos à Venezuela

Chávez anuncia chegada de ‘milhares’ de mísseis russos à Venezuela

148
6

vinheta-clipping-forteCaracas – O presidente da Venezuela, Hugo Chávez, afirmou hoje que “começaram a chegar” ao país “milhares dos mísseis” comprados da Rússia como parte do plano de modernização do armamento da Força Armada Nacional Bolivariana (FANB).

“Começaram a chegar milhares dos mísseis. Poucos países têm a dotação que nós temos dos Igla-S”, declarou Chávez durante um ato oficial na sede do Governo.

Os sistemas antiaéreos portáteis Igla-S são usados para abater aviões táticos, helicópteros, aviões espiões não tripulados e mísseis de cruzeiro de dia e de noite, segundo dados do fabricante russo Rosoboronexport.

“E por aí vêm os tanques, os T-72 para fortalecer nossas colunas blindadas, e os helicópteros”, acrescentou o chefe de Estado.

O governo do presidente russo, Dmitri Medvedev, aprovou neste ano um financiamento de “US$ 2,2 bilhões” à Venezuela para despesas em armamento, o que “tornou viável” a compra do sistema Igla-S e de 92 tanques T-72, informou Chávez em setembro.

Nos últimos anos, a Venezuela passou a ser o maior cliente da indústria militar da Rússia na América Latina, com a aquisição de 100 mil fuzis AK-103, 24 caças-bombardeiros Sukhoi-30 e 50 helicópteros MI-17, M-26 e M-35, tudo isso por cerca de US$ 3 bilhões, segundo fontes russas.

O presidente venezuelano insistiu nesta segunda-feira em que precisou recorrer à Rússia depois de os Estados Unidos “se negarem” a fornecer o armamento tradicionalmente comprado pela Venezuela.

Em maio de 2006, os EUA suspenderam a venda de armas e material militar à Venezuela por considerar que o país não coopera suficientemente na luta antiterrorista, o que Caracas rejeitou e condenou.

Segundo Chávez, a melhor maneira de “evitar uma guerra” é “preparar-se para ela” e, por isso, está modernizando as Forças Armadas do país, principalmente por causa da “ameaça” que o convênio militar assinado entre Bogotá e Washington representa para a Venezuela.

Esse acordo permitirá que militares americanos usem pelo menos sete bases colombianas na luta contra o terrorismo e o tráfico de drogas, segundo Bogotá e Washington.

“Ninguém (está) mais longe do desejo de uma guerra que este soldado que está aqui, e menos ainda com a Colômbia”, afirmou Chávez.

FONTE
: Último Segundo / EFE;  COLABOROU: Paulo Renato

6
Deixe um comentário

avatar
6 Comment threads
0 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
6 Comment authors
lucianoVassilicarl94fnFelipe Cpscasag Recent comment authors
  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
Bosco
Visitante
Bosco

O Chávez ta procurando cabelo em ovo. Depois não adianta reclamar que pobre não tem sorte, que aí a Inés vai estar morta.
Acho que ele tem méritos para com o seu povo, agora, essa tentativa de afronto à ordem estabelecida na AL não parece ser uma estratégia muito conveniente, além do que não trará nenhum benefício ao povo da Venezuela.

casag
Visitante
casag

Bosco,

Olha eu aqui no ForTe.
Você acha que procede a reclamação de que os norte americanos se negaram a fornecer material militar para a Venezuela?
No texto o “negaram” aparece entre aspas como se fosse apenas pretexto, uma desculpa para comprar material russo.
Mas, eu desconfio que procede sim.

Felipe Cps
Visitante
Member
Felipe Cps

Casag: procede sim! Os EUA jamais venderiam armas para um auto-declarado inimigo.

A pergunta que se deve fazer é: Para que a Venezuela precisa de armas?

Bosco: “Depois não adianta reclamar que pobre não tem sorte”

AHUAHUAHUAHUAHUAHUAHUA!!!! 🙂

Pobre povo venezuelano…

Sds.

carl94fn
Visitante
carl94fn

Até hoje não sei se o Chapolin é burro ou louco, se bem que não tem diferença a Venezuela mergulhou na era das trevas por culpa desse ditadozinho ridículo da boca grande… que Deus tenha piedade do povo da Venezuela.

Vassili
Visitante
Vassili

Casag, Como o Felipe ja explicou, tem fundamento sim. Os EUA se recusaram à vender peças de reposição para a frota de F-16 da FAV, com a clara intenção de torná-la inoperante. Eu, particularmente considero o Chávez um ditador de terceira categoria. Ele foi eleito pelo povo, mas usa dos poderes à ele concedidos de forma exorbitante, sem respeitar a liberdadde de imprenssa, algo etremamente necessário em uma República de verdade. Isso sem falar que existem provas claras das relações que ele mantem com as FARCs, as alimentando com dinheiro, armas e munição. Ele impos as FA venezuelanas o legado… Read more »

luciano
Visitante
luciano

se fosse na época de escola esse barrigudo tomaria uns pescotapa pra parar de onda,nem mesmo a bronca do rei da Espanha deu jeito na marra desse malandro!!!só vai sussegar mesmo quando “alguém” lá das bandas do norte do continente entrar numa confusão com ele,ai vai chorar dizendo que é vitima!!!como dizia minha avózinha;”ti cuida hugo chaves,ti cuida!!!”