Home Cultura Técnicas de sobrevivência na selva – orientação e navegação parte 4

Técnicas de sobrevivência na selva – orientação e navegação parte 4

471
0

Como identificar a latitude (exclusivo para assinantes)

Nos “posts” anteriores desta série foi citado, por diversas vezes, o termo ‘latitude’. Este é um assunto abordado no ensino fundamental, mas não custa relembrar alguns conceitos.

Formalmente a latitude de um ponto é o ângulo definido pelo arco de meridiano que parte da linha do Equador ao ponto considerado. Em outras palavras, a latitude define uma posição de uma determinada pessoa em relação ao Equador. Quanto mais afastada do Equador, seja para Norte ou para Sul, maior será a latitude, chegando ao máximo de 90º nos pólos.

latitude

A determinação da latitude pode ser feita simplesmente com o emprego de um relógio (mais uma vez estamos citando a utilização de um relógio como uma das ferramentas básicas para orientação e navegação na selva). Basta determinar o horário do nascer e do por do Sol e obter a duração do dia.

Nesta técnica, a latitude pode ser obtida de maneira bastante precisa entre os paralelos 60ºN e 60ºS, ou seja, em todo o território brasileiro pois o mesmo está contido entre os paralelos 5ºN e 34ºS.

A precisão pode ser de aproximadamente meio grau de latitude (ou 30 milhas náuticas) se a estimativa da duração do dia ocorrer com um erro de um minuto. Isto só não valerá para os equinócios, quando os dias tem mais ou menos a mesma duração em todas as latitudes (ocorre entre os dias 11 e 31 de março e 13 de setembro de 2 de outubro).

É importante utilizar um horizonte de referência bastante plano (como o horizonte do mar por exemplo). O horário do nascer do Sol a ser anotado será o surgimento da borda superior no horizonte e o horário do por do Sol será aquele em que o mesmo desaparece totalmente do horizonte.

Mas se não for possível medir o período completo ou um dos horizontes apresenta-se encoberto pelo revelo, pode-se ainda determinar a duração do dia empregando o método da estaca citado no ‘post’ anterior. Após identificar o meio-dia local (e não aquele marcado pelo relógio, pois este último marca a hora legal) e o horário do nascer ou do por do Sol, multiplique a duração do período por dois e obtenha a duração do dia. Observe que, neste caso, será necessário uma precisão maior para identificar o meio-dia local.

Após identificar o tempo de duração do dia, a determinação da latitude será obtida com o emprego de um monograma como o do exemplo abaixo.

monograma

No lado esquerdo está a duração do dia (em horas) e no lado direito a data (dia e mês). A linha intermediária que une o lado esquerdo com o lado direto mostra a latitude (crescente da esquerda para a direita).

Neste caso também existem diferenças entre o cálculo para o Hemisfério Sul e para o Hemisfério Norte. Para o Hemisfério Norte simplesmente traça-se uma linha ligando a duração do dia com a data. esta linha cruzará a escala da latitude ao centro do monograma.No Hemisfério Sul basta adicionar seis meses à data do dia em que foi feita a medida.

Como exemplo temos uma medida de 13:57h entre o nascer e o por do Sol no dia 19 de fevereiro em lugar onde não se conhece a latitude, mas sabe-se que fica no Hemisfério Sul.

Adicionando-se seis meses à data em questão teremos o dia 20 de agosto. Traçando uma linha entre a duração do dia (13:57h) e a data de 20 de agosto (19 de fevereiro + seis meses), teremos uma latitude aproximada de 45º.

LEIA TAMBÉM:

Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of