sábado, outubro 23, 2021

Saab RBS 70NG

Ahmadinejad: Conselho de Segurança da ONU é ‘satânico’

Destaques

Alexandre Galante
Jornalista, designer, fotógrafo e piloto virtual - alexgalante@fordefesa.com.br

Ahmadinejad

vinheta-clipping-forteO presidente iraniano Mahmoud Ahmadinejad rotulou como “satânico” o Conselho de Segurança da ONU e o direito de veto na posse de seus cinco membros permanentes, segundo a agência iraniana ISNA.

Ahmadinejad, que costuma atacar o Ocidente, disse que o poder de veto na posse dos Estados Unidos, China, Grã-Bretanha, França e Rússia se destinava a “oprimir e destruir a verdadeira natureza da humanidade e são instrumentos satânicos”, segundo a ISNA.

Seus comentários vieram em meio a tensões crescentes na longa disputa entre o Ocidente e a República Islâmica e seu programa nuclear, com os Estados Unidos empreendendo novas sanções da ONU contra o grande produtor de petróleo.

Washington e seus aliados suspeitam que o Irã esteja tentando desenvolver bombas nucleares. Teerã nega a acusação e diz que seu programa nuclear visa gerar energia elétrica.

Um projeto dos EUA para uma quarta rodada de sanções da ONU propõe mais restrições financeiras ao Irã, um embargo de armas, e medidas mais duras contra os navios iranianos, contra membros da Guarda Revolucionária e a proibição de novos investimentos no setor energético iraniano.

Teerã se mantém desafiadora, dizendo que está disposta a trocar seu urânio enriquecido de baixo teor por combustível enriquecido de maior teor no exterior, uma medida que ajudaria a acalmar os receios sobre as atividades de enriquecimento de urânio do Irã, mas insiste que isso aconteça em solo iraniano.

Em outubro, o Irã concordou em princípio enviar urânio pouco enriquecido ao exterior para mais processamento, mas depois disse que o “swap” deveria “ter lugar dentro de seu território e ao mesmo tempo”.

FONTE: AP

- Advertisement -

33 COMMENTS

Subscribe
Notify of
guest
33 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Bernardo R.
Bernardo R.
11 anos atrás

Concordo com o senhor Mahmoud Ahmadinejad, o CS é satânico, assim como ele próprio!!!
São todos satânicos juntos!!

E inclua todas as 6 bilhões de pessoas no mundo!!

Menos eu, que to sempre certo, é claro!!

Vader
11 anos atrás

Se o sujeito já está descendo o pau indiscriminadamente em China e Rússia, únicas duas potências que ainda lhe davam alguma trela, é porque já sabe que a vaquinha dele está indo pro brejo…

E já não era sem tempo…

Paulo Henrique
Paulo Henrique
11 anos atrás

Como já dizia a minha avó…. “Em boca fechada não entra mosca.”

brujhar
brujhar
11 anos atrás

“Em Outubro, o Irã concordou em princípio enviar urânio pouco enriquecido ao exterior para mais processamento, mas depois disse que o “swap” deveria “ter lugar dentro de seu território e ao mesmo tempo”.” Porque não? Se é para evitar um conflito armado é até uma boa solução. Alguém me daria uma boa explicação para não se efetuar a troca em território Iraniano? (mas por favor nada de resposta idiota, por exemplo “Eles roubariam o urânio”, os iranianos não são burros de dar um pretexto para terem o seu pais invadido.) Bernardo e outro amigos aqui da Trilogia. Descobri recentemente que… Read more »

Carlito
Carlito
11 anos atrás

Creio que seja um erro terrível do nosso presidente associar sua imagem ao Irã.

O Brasil declaradamente diz apoiar o programa nuclear do Irã para fins pacíficos. No entanto, não precisa é segredo para ninguém que os iranianos querem mesmo é construir armas atômicas.

Vitor
Vitor
11 anos atrás

Lamentavel o presidente apoiar esse cara (ele é só um fantoche dos aiatolás) e o ditador cubano.

Renato
Renato
11 anos atrás

Brujahr, de fato como se a situação já não fosse complicada, a diferença cultural complica ainda mais.

Apesar de tudo acho que a batata do sujeito por lá está assando, ainda que continue bravateiro ele parece estar cedendo.

PC
PC
11 anos atrás

E depois fui eu que enchia cara no feriado …
Lei Seca nele !!
Sds

Bruno Rocha
Bruno Rocha
11 anos atrás

Nada de entranho.
O “satanismo” ocidental vive de “mãos dadas” ao Cristianismo.

Mas no caso a parte, o negócio é Interesse de Mercado.

Quando o $$$ estão em jogo, até o Capeta é deixado de lado, coitado srsrsrsr.

_________________________________________

A ONU não vai mudar tão sendo, e esse CS vai demorar para entrar novos mesmo, mas todos sabemos que se entra, não vai ter poder de veto. Ou seja, perda de tempo.
O jeito é o Brasil ser um país grande e rico.

Bruno Rocha
Bruno Rocha
11 anos atrás

Correção:

entranho = estranho

Jorge Nunes
Jorge Nunes
11 anos atrás

Eu vou por este artigo: http://www.viomundo.com.br/opiniao-do-blog/monocle-questoes-interresantes-sobre-a-diplomacia-brasileira.html Ao definir o Itamaraty como “ministério do Sol”, a revista pergunta: “Uma rede de embaixadas em rápida expansão e o uso inteligente da cultura significam que o Brasil faz amigos em todo o mundo. É só a tentativa de conquistar um assento no Conselho de Segurança ou uma nação emergente tentando mudar a ordem mundial?”. Um outro trecho que me chamou a atenção diz respeito à opinião de um analista norte-americano que diz que existem obstáculos no caminho do Itamaraty, dentre os quais a dúvida sobre o que vai acontecer depois que Lula deixar… Read more »

Paulo
Paulo
11 anos atrás

Na visita que Lula fará ao Irã dia 16, bem que poderia dar de presente ao Ahmadinejad uma gravata de seda e um barbeador elétrico.

Renato
Renato
11 anos atrás

Jorge Nunes, tenho minhas dúvidas de a influência chinesa seria necessariamente mais benevolente que a européia e americana. Mas de fato é melhor um mundo apoiado em “soft power” como Brasil e China vem fazendo, ainda que o sistema exportador chinês tenha algo de predatório para a concorrência. Mais do que uma vaga no CS acho que o Brasil tem mesmo de procurar um novo papel no mundo, mais condizente com seu tamanho. Mas cedo ou tarde isso vai significar tomar decisões desagradáveis também. Por exemplo, os conflitos de terra no Paraguai demandam uma posição brasileira, até pq colocam em… Read more »

barreiro
11 anos atrás

pobrezinho do ahmadinejad..negando o olocausto e se julgando un anjinho!! só o lulinha paz e amor que vê ele assim.os outros paises que o condenão estão todos errados sobre o olocausto nunca existiu!! mas que cara de pau este cara.

Jorge Nunes
Jorge Nunes
11 anos atrás

Todo o debate sobre o Irã é ralo, qualquer presidente que o país eleger vai ser imediatamente elevado a categoria de vilão. Pois o que interessa não é o Irã e sim sua posição no mapa. O que pesa no Brasil para ser mais independente na diplomacia é a necessidade de mercados e até de mais fontes de energia. Pois, temos que lidar logo com uma população de 250 milhões. Também há a questão da mudança de poder global. – Ou seja vamos precisar de energia nuclear – Isso quer dizer que os mesmos ataques hoje usado com Irã podem… Read more »

Vader
11 anos atrás

Jorge Nunes disse: 26 de abril de 2010 às 21:42 “Aqui eu acho que o analista traz um preconceito de origem: ele acha que o Brasil age em relação aos vizinhos da mesma forma que os Estados Unidos sempre agiram” Psiu, camarada, deixa eu te contar uma então: nossos vizinhos “adoram odiar uzamericanu”, como todo perfeito idiota latino-americano. Mas medo mesmo, MEEEEEEEDO mesmo, eles tem é de um certo grandão-bobão que ocupou metade do continente às custas deles. No caso dos cucarachos, não é preconceito não, é conceito mesmo: a América Portuguesa se expandiu e atingiu sua pujança geográfica às… Read more »

Jorge Nunes
Jorge Nunes
11 anos atrás

As intervenções brasileiras foram mais sem querer querendo. Pois, o Brasil foi puxado para guerra do Paraguai. No caso da Bolívia toda região que faz fronteira com o Brasil até a independência fez a opção de integrar ao Império do Brasil. Então o governador do Mato Grosso mandou tropas para ocupar a região. Mas o imperador Pedro I devolveu para a Bolívia. No Acre seringueiros brasileiros criaram um Estado independendo em território boliviano.o Brasil enviou tropas desarticulou os seringueiros e devolveu para a Bolívia, fez isso umas duas vezes. Até que o governo cansou e resolveu ocupar o Acre como… Read more »

Leandro RQ
Leandro RQ
11 anos atrás

Como disse O rei Juan Carlos da Espanha para Chaves:

Ahmadinejad, POR QUÉ NO TE CALAS?

Renato
Renato
11 anos atrás

A atuação brasileira nem se compara a americana, a última guerra que nos metemos foi pq os paraguaios sem noção resolveram arranjar briga com todo mundo e se ferraram. A cisplatina que foi a única “colônia” brasileira nem foi por tanto tempo e para nós foi melhor se formar um Uruguai do que ter a Argentina dos dois lados da foz.

Renato
Renato
11 anos atrás

última no cone sul claro, sem esquecer da FEB.

Alecsander
Alecsander
11 anos atrás

Não quero defender o Irã, pois nenhum país que passa por cima dos direitos humanos merece ser defendido, mais o caso é que existe um linchamento contra países anti-ocidentais, mascarado de defesa dos direitos humanos. E eu falo isso, porque eu leio muito a respeito de outras nações do Oriente Médio que também são tão radicais e opressores quanto o Irã, mais que por serem aliandos dos E.U.A suas atrocidades são abafadas pela mídia internacional. Como por exemplo, um religioso iraniano ao dizer que os terremotos aconteciam por que as mulheres iranianas usavam maquiagem, isso teve repercussão mundial, mais na… Read more »

Vader
11 anos atrás

Jorge Nunes disse: 27 de abril de 2010 às 10:21 Caro Jorge Nunes. Reitero ao amigo: perca sua ingenuidade histórica se quiser ser um escriba isento. “Mas o Brasil não tem hábito de derrubar governos vizinhos e muito menos espalhar bases militares. Verdade, não espalha bases militares. O Brasil vai lá e conquista tudo de uma vez! O amigo já ouviu falar da Guerra da Cisplatina? Sabe como a historiografia argentina chama tal conflito? GUERRA DO BRASIL! Sabe porque eclodiu? Porque o Império do Brasil patrocinou a derrubada do governo uruguaio que havia recém declarado independência. E logo após invadiu… Read more »

Athos
Athos
11 anos atrás

Desculpe mas a manchete esta incorreta.

Ele disse que satânico é o poder de veto que 5 nações tem.
Nunca chamou o Conselho de segurança de satânico.

Para quem sabe ler o erro salta aos olhos.

Vader
11 anos atrás

Athos disse:
27 de abril de 2010 às 18:37

“Para quem sabe ler o erro salta aos olhos.”

À matéria:

“O presidente iraniano Mahmoud Ahmadinejad rotulou como “satânico” o Conselho de Segurança da ONU EEEEEEEE (!) o direito de veto na posse de seus cinco membros permanentes” (grifo nosso)

Para quem tem os dois olhos sinistros, basta saber ler assim…

Jorge Nunes
Jorge Nunes
11 anos atrás

– Vader, pesquisou bem mas o Guerra do Chaco não foi guerrinha não : http://www.airpower.au.af.mil/apjinternational/apj-p/2003/1tri03/corum.html – Na guerra do pacífico o as forças do Peru se reduziram a guerrilha misturando militares e voluntários civis (eu li um livro sobre o assunto há uns 10 anos… vou procurar saber). — Não mencionei um detalhe: Quando o Brasil aumentou seu território para o oeste o país era colônia espanhola no tempo da União Ibérica. Ou seja os brasileiros podiam avançar sobre territórios espanhol, pois na época os brasileiros eram súditos do rei da Espanha. Cisplatina foi a Espanha que cedeu para Portugal… Read more »

Vader
11 anos atrás

Jorge Nunes disse: 27 de abril de 2010 às 22:20 “Guerra do Chaco não foi guerrinha não” Não disse que foi guerrinha. Disse que perto da Guerra do Paraguai foi briguinha de moleques com estilingue. E foi mesmo. “Na guerra do pacífico o as forças do Peru” (…) Não foi isso que você disse. Você disse que o Perú foi ocupado inteiramente pelo Chile, o que eu provei ser uma mentira. “Ou seja os brasileiros podiam avançar sobre territórios espanhol, pois na época os brasileiros eram súditos do rei da Espanha.” Parceiro, isso é mentira, não venha dourar a pílula… Read more »

Jorge Nunes
Jorge Nunes
11 anos atrás

Parceiro, isso é mentira, não venha dourar a pílula não. Então a recíproca era verdadeira? Os espanhóis poderiam ter avançado no território português? E porque não o fizeram? Simples: o território conquistado pelos brasileiros era uma terra extremamente inóspita e na maior parte desabitada, a não ser por indígenas ferozes. Não menti nos demais, posso ter deixado incompleto. —> Sim os espanhóis poderiam fazer o mesmo, porém economicamente não necessitavam. Pois as bandeiras no Brasil eram para achar metais preciosos ou pedras preciosas e para apreensão de escravos indígenas. As colônias espanholas já exploravam metais preciosos, então não precisavam buscar… Read more »

Vader
11 anos atrás

Bom Jorge Nunes, eu desisto. Não vou ficar dando aulas de história para você, até porque você escreve propositadamente de forma confusa, e mistura temas completamente divergentes (Holanda e Espanha?) como se fossem uma coisa só, de maneira a que fique difícil o interlocutor lhe responder. Típico de quem tem respostas prontas a todas as questões, derivadas de uma visão de mundo concebida de antemão sobre todas as coisas. Enfim seja como quiser. Não lhe irei mais responder neste tópico. Dei dados e fatos suficientes para que qualquer pessoa de mente aberta e despida de hipocrisia e visões de mundo… Read more »

José Maria Bravo
José Maria Bravo
11 anos atrás

Prezado Jorge Nunes Parabéns pelos questionamentos, pelas posições, e pela elevação do debate nesse meio. Faço, porém, algumas ponderações: 1 – Sobre o neocolonialismo chinês em território africano, lembre-se que Adam Smith (1776) já pregava o imperialismo “suave”, por ser mais barato e eficaz do que o militarizado, e que o colonialismo britânico vitoriano, na Índia, se caracterizava também (embora não só, concordo de saída) por “grandes obras públicas de impacto social e uma leva de mercadorias baratas que permitem a milhões de… ‘nativos’ … entrarem no mercado de consumo;” Esse debate é obrigatório nas RRII de hoje, mas poucos… Read more »

Aldo
Aldo
11 anos atrás

Pode-se discordar das atitudes de Israel e de seu programa nuclear as escondidas, mas chamar Israel de Teocracia é o cúmulo. Israel é uma democracia parlamentar e laica, que frisa ser um estado judeu, mas entendendo judaísmo como uma etnicidade e não religião, já que a maioria dos fundadores do estado de Israel eram arreligiosos e até ateus. A própria esquerda trabalhista sempre foi muito forte no parlamento, que conta com representantes comunistas e árabes. Israel já teve sua existência ameaçada por duas vezes e os movimentos extremistas árabes falam abertamente em riscar Israel do mapa. O Irã , tirante… Read more »

Hate and Trust
11 anos atrás

Eu concordo plenamente com o que disse o Mahmoud Ahmadinejad o conselho de segurança da ONU necessita de uma reforma urgente.

José Maria Bravo
José Maria Bravo
11 anos atrás

Prezado Aldo Não nutro nenhum sentimento anti-semita. Muito ao contrário, me dói perceber o quanto a política fascista do Estado de Israel de hoje, para com os palestinos, desonra os feitos e imagens dos hérois da Guerra de 1948, de Ben Gurion e seu gabinete, dos idealizadores dos kibutizin, e de tantos outros. Mas Israel, por mais que formalmente seja uma democracia parlamentar – aliás a Ditadura brasileira de 1964-1985 também o era, por esses critérios – pode sim ser chamado de Teocracia por ter uma instituição religiosa, o Grande Rabinato, que na prática valida ou não as leis aprovadas… Read more »

Athos
Athos
11 anos atrás

Vader disse: 27 de abril de 2010 às 21:06 Athos disse: 27 de abril de 2010 às 18:37 “Para quem sabe ler o erro salta aos olhos.” À matéria: “O presidente iraniano Mahmoud Ahmadinejad rotulou como “satânico” o Conselho de Segurança da ONU EEEEEEEE (!) o direito de veto na posse de seus cinco membros permanentes” (grifo nosso) Para quem tem os dois olhos sinistros, basta saber ler assim… Então, vamos ler novamente? -> Primeiro a manchete, amplamente reproduzida, inclusive aqui. Para Ahmadinejad, Conselho de Segurança é ‘ferramenta satânica’ -> Depois vamos ler o texto. Sabe o que dizia Nelson… Read more »

Últimas Notícias

Recife (PE) sediará a nova Escola de Formação de Sargentos do Exército

O CENTRO DE COMUNICAÇÃO SOCIAL DO EXÉRCITO INFORMA: Na 339ª Reunião do Alto Comando do Exército, realizada de 18 a...
- Advertisement -
- Advertisement -