terça-feira, julho 27, 2021

Saab RBS 70NG

Brasil pode comprar simulador de artilharia da Tecnobit

Destaques

Alexandre Galante
Jornalista, designer, fotógrafo e piloto virtual - alexgalante@fordefesa.com.br

SIMACA

A Tecnobit espanhola, uma subsidiária da OESI, está à espera da avaliação de uma proposta pelo Ministério da Defesa do Brasil, para um simulador de artilharia, semelhante ao usado em Espanha, na Academia de Artilharia de Segóvia (SIMAC), de acordo com o site Infodefensa.com.

Esta oferta está sendo preparada há seis anos “, o adido militar na embaixada brasileira na Espanha foi artilheiro, visitou a Real Academia de Artilharia, em Segovia, gostou do simulador e ficou interessado”, disse o presidente da Tecnobit, Luis Mayo.

Academia de Artillería de Segovia (SIMACA)O SIMAC é um centro de simulação que permite que as unidades de artilharia de campo e alunos da Academia de Artilharia exercitem todos os procedimentos regulamentares relacionadas com as técnicas de tiro, sendo uma ferramenta para o ensino e formação, para fornecer uma representação em mídia virtual da artilharia de campo e situações decorrentes da operação e uso.

Brasil, junto com México e Colômbia são os países com os quais a empresa espanhola está em contato, principalmente na sua estratégia de internacionalização. A Tecnobit também apresentou às autoridades do país simuladores dos carros de combate Leopard, Pizarro e Centauro, pois o Brasil “também comprou carros Leopard “, disse Mayo.

Tecnobit SIMACA 1No caso do México, os contatos “são mais novos”, continuou Luis Mayo, “porque o que estamos explorando aqui é o mercado de proteção civil e segurança interna”. Neste caso, trabalhando em simuladores de cenários de combate urbano”, onde o problema é a luta contra o tráfico de drogas, terrorismo e guerra urbana”.

FONTE: Infodefensa.com

- Advertisement -

11 COMMENTS

Subscribe
Notify of
guest
11 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
MA
MA
11 anos atrás

Parece promissor. Se nosso país não tem dinheiro para bancar grandes exercícios, ou mesmo a munição para pratica constante do uso de artilharia, tem que ir para o simulador…
Ao meu ver parece uma saída boa.

Andre Luiz
Andre Luiz
11 anos atrás

Só eu li “Brasil pode comprar simulador de artilharia da Tectoy?”

fernando
11 anos atrás

do que adianta o simulador se o brasil ta com seus obuseiros 155mm mais defasados que tudo ten de treinar mesmo pra acerta augunma coisa com aqueles trabolhos da guerra da coreia!!!!

João Gabriel
João Gabriel
11 anos atrás

Comprar simulador de artilharia?pra que? pra treinar em M101 e M114? O MD deveria ter vergonha de anunciar tal notícia…

Umas das armas que mais carece de investimentos é a artilharia,e até agora com tantos planos de modernização e compras,não vi nada sobre artilharia…
Num país deste tamanho,temos apenas 20 ASTROS e ainda usamos peças de artilharia de em média 65 anos de idade,a anti-aérea então nem mísseis tem….tecnologia pra produzir temos,gente capacitada também,só não temos interesse dos governantes

FighterSkill
FighterSkill
11 anos atrás

Hummm no minimo vai para a AMAN

Seal
Seal
11 anos atrás

Parece que agora o EB resolveu investir em simuladores e peças de artilharia.É um bom começo! Pelo menos,os alunos da academia vão ter com que treinar!!! No mês de março deste ano, chegou a Escola de Artilharia de Costa e Antiaérea(ESACOSAAE), como parte do contrato firmado entre o EB e o governo da Rússia, o carregamento de Mísseis IGLA “S” juntamente com equipamentos para montagem de simuladores do sistema. Os mísseis IGLA “S” são um dos mais modernos mísseis portáteis antiaéreos (Manpads), guiados por infra-vermelho (IR), sendo estes utilizados por diversos Países no mundo. Os técnicos da Empresa Rosoboronexport estiveram… Read more »

MA
MA
11 anos atrás

Simulador de Igla é uma boa mesmo. Não lembro o último treino onde houveram disparos ao vivo com esse sistema.
Não adiantaria comprar peças de artilharia novas se continuassem sem dar a verba para compra de munição e manutenção das peças… Não tem geito e como o soldado, diferente do equipamento, não pode enferrujar, simuladores são essenciais. Estejamos defasados ou não.

Alexander
Alexander
11 anos atrás

Ultimamente as FA´s tem investido muito em simuladores para manter as forças adestradas pelo custo de simuladores x exercicios militares.

mais um dos milhares de sinais da falta de verba tanto pelo baixo percentual do pib destinado as nossas FA´s e pelo ilusorio contigenciamento.

RobsonMBr
RobsonMBr
11 anos atrás

Não sei os motivos da choradeira.
nos países mais modernos é assim.

Rodrigo RRT
Rodrigo RRT
11 anos atrás

Quais seriam as melhores opções de artilharia para o EB,?
autopropulsada eu gosto do rhino sul africano, acho que seria uma boa para o eb.

M1
M1
11 anos atrás

Acho boa a iniciativa.
Esse sistema vai melhorar o adestramento dos soldados e economizar uma boa grana.

Capacitar um soldado demora, com dinheiro ou sem dinheiro.

Já os equipamentos, é só ter a grana.

Últimas Notícias

Taiwan testará mísseis Patriot III nos EUA

TAIPEI (Taiwan News) - Os militares de Taiwan em breve testarão mísseis Patriot III no White Sands Missile Range...
- Advertisement -
- Advertisement -