Home Armas de Fogo Restrições do Exército à compra de armas pelas PMs

Restrições do Exército à compra de armas pelas PMs

5196
77

(CEL-MA) Registro um entrave que o Exército (principal protagonista no sistema de controle de armas no Brasil) faz para as Polícias Militares na aquisição de armas. Hoje só autorizam a compra de armas caso seja pela IMBEL (fábrica de armamento brasileiro, cujo principal acionista é o Exército). Uma pistola .40 da Imbel custa $1.700,00, já uma pistola GLOCK (melhor do mundo, Austríaca) custa 450 dólares, com todas as taxas de importação, isto é, metade do preço. A Polícia Militar do RJ quer comprar 40.000 pistolas e não consegue autorização do Exército para comprar o melhor equipamento pela metade do preço. A PM-RJ já realizou algumas licitações internacionais, mas, continuamos vivendo sob as restrições irracionais do exército.

FONTE: Ex-Blog do Cesar Maia

Subscribe
Notify of
guest
77 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
MA
MA
10 anos atrás

É um lado ruim do exército. Mas é, principalmente, um defeito apresentado em nossa organização policial seguimentada. Se todas as forças policiais fossem unificadas e subordinadas às prefeituras (ou estados) muitos problemas que elas enfrentam deixariam de existir.

mauricio
mauricio
10 anos atrás

De maneira alguma quero por em duvida as informações,mas não existe algum equivoco por parte do preço da Glock? De fato ela é uma boa pistola,mas o preço dela é muito maior que o noticiado,alem do mais,creio que devemos sempre que possível,prestigiar a industria nacional,porque,a IMBEL fabrica boas pistolas…

André Oliveira
André Oliveira
10 anos atrás

Prezados, Porque não a Taurus? A empresa tem fábrica nos EUA e podemos importar as armas de lá!!! Afinal de contas, lá elas são vendidas por menos de US$ 400,00 e aqui por mais de R$ 3.000,00… Nenhuma Glock custa apenas US$ 450,00.. muito menos com os impostos!!! Pesquisem e vejam: (http://www.proguns.com/taurus-247pro.asp)… Tenham a santa paciência! Mas, como bons brasileiros que somos, devemos sempre achar que o que é importado é muito melhor que o que é fabricado em terras tupiniquins. Apenas um alerta: Se não incentivarmos a indústria brasileira de material de emprego militar estaremos sempre às sombras de… Read more »

Curvo
Curvo
10 anos atrás

Boa tarde, alguém tem alguma notícia à respeito da compra dos novos fuzis ???!!!!
Outra dúvida me assalta, sempre pensei que a Taurus e a Rossi fossem brasileiras, não são ?

Diego
Diego
10 anos atrás

Tavez 450 dolares seja o preço da Glock na licitação ou seja quando vc compra 40.000 de uma vez só, né pessoal.

Diego
Diego
10 anos atrás

http://www.impactguns.com/store/764503502170.html

Glock 17 – 499,00 Dolares, Comprando 40.000 deve ter um desconto …

Challenger
Challenger
10 anos atrás

Acho que está na hora de rever essa politica e retirar esse controle das mãos do Exército, e repassar para o Ministerio da Justiça ou outro orgão ou agencia ligada ao MJ.

A Taurus e a Imbel fornecem sob quase monopolio produtos de qualidade e desempenho Inferior a preços muito maiores.

Bruno Rocha
Bruno Rocha
10 anos atrás

Mas é por isso mesmo que nossas armas são caras, nós não compramos em grande numero para diminuir preço. A Imbel só conta quase que totalmente com o mercado extrangeiro.

Robson
Robson
10 anos atrás

Essa historia tem dois lados, um as policias estão gastando mais pra defender os cidadãos e por outro lado o dinheiro da Imbel ajuda o exercito com a tão regrada verba que ele dispõe.

Bruno Rocha
Bruno Rocha
10 anos atrás

Erro meu, Não é a Imbel, é a Taurus.
A Imbel… deixa pra lá.

MN-QS
MN-QS
10 anos atrás

O problema é que o EB libera essas armas para a polícia e daqui a pouco elas estão nas mãos de traficantes, seja pelo latrocínio de policiais, seja pelos policiais corruptos…

FighterSkill
FighterSkill
10 anos atrás

Hummm..ta na hora da Industria Nacional de Armas projetarem armas modernas.

Ta de sacanagem dar uma 1911 (é isto mesmo!) embalsamada para nossas policias?!!

Só por que é industria nacional não significa que temos que dar esta moleza. Gastem um pouco com novos projetos…

Esta certo a PMRJ de não aceitar estas 1911 tupiniquim em detredimento as Gloks, Beretas…etc.

Bruno Rocha
Bruno Rocha
10 anos atrás

Etapas Etapa 1 O Brasil deve liberara verba para a educação para formarmos grandes cabeças. Etapa 2 O Brasil deve liberar verba para a Imbel para que essa possa desenvolver algo que preste para vender lá fora, de preferência barato, para ganharmos mercado. Etapa 3 Desvincular a Empresa ao governo de forma que ela seja mais “livre”, mas é claro, que o governo deve ter parte se suas ações. Não queremos ver mais uma empresa brasileira virar européia ou americana. Etapa 4 Países sérios investem em defesa. Enquanto ficarmos brincando de “Ilha da Felicidade”, jamais seremos respeitados (pelo poder de… Read more »

Ricardo
Ricardo
10 anos atrás

MN-QS… Você disse certo, se liberam boas armas para os PM, logo vai está nas mãos dos traficantes seja por corrupção ou por latrocínio. E consequentemente… Devido a um futuro CAOS pela má administração governamental quem vai ter que combater a ____________toda é o EB. Por isto que não acho irracional a não liberação para compra de armas.

EDITADO

Diego
Diego
10 anos atrás

Só pode ser piada isso, dizer que não libera pq as armas vão parar na mão de traficantes, e as brasileiras não? E desde quando o exercito entra em confronto com o tráfico? É muito mais comum roubo a quartéis do exercito do que a delegacias de policia. O Exercito não liberar a compra de armas que não sejam fabricadas pela IMBEL é patético e sem duvida ilegal. É mais um exemplo das “otoridades” brasileiras.

FighterSkill
FighterSkill
10 anos atrás

Ricardo….

Pensamentos iguais aos seus que engessam tudo neste pais.

Pensamentos iguais aos seus consideram toda a policia corrupta.

Pensamentos iguais aos seus consideram que os policiais são incompetentes em manusear armas modernas.

Pensamentos iguais aos seus fazem que policiais morram em combate.

Pensamentos iguais aos seus não alavancam o desenvolvimento tecnologico armamenticio de nosso pais.

Enfim…acredito que os Mandatários neste pais ainda pensam como vc. Mas creio que isto vá mudar. Os dinossauros estão extintos….

jandson
jandson
10 anos atrás

toda matéria está errada. 1ºUMa imbel não custa esse preço nem na licitação. 2º essa restrição do exército é para armas de calibre restrito. caso das .40 existe uma lei ou norma que os brasileiros só podem comprar calibre restrito de empresa nacional. problema contornavel, tendo e vista que a policia federal comprou um lote de .40 da glock. NO brasil, uma glock .380 custa aproximadamente r$3500,00. Anos atrás, a glock tentou por mais de uma vez instalar uma fábrica no brasil..comprou terreno…abriu cnpj,,MAS…a autorização de funcionamento não saiu…porque? quem autoriza é o exército! Quem quer ter uma .40 hoje… Read more »

jandson
jandson
10 anos atrás

MA : poderia explicar como o seu modelo de policia daria certo e quais problemas estruturais das forças militares estaduais seriam sanados com a municipalização das forças? MN-QS argumento absurdo antes de dizer essa besteira tente verificar quanto pms são vitimas de latrocinio ou ocorrência de roubo/furto de armas(MESMO QUE SEJA PARA ESCONDER POSÍVEIS REPASSAGENS AOS TRAFICANTES PELOS CORRUPTOS, COMO VC DIZ). se um delinquente quer uma arma, tem o paraguai aí pra isso. toda gama de armas e munições disponiveis a meros 1000 km de sp/rj. e se no paraguai está osso, é mai fácil buscar armas no quartel… Read more »

Vader
Vader
10 anos atrás

Imbel? Em uma palavra:

PRIVATIZA!

MA
MA
10 anos atrás

Caro Jandson, Como na matéria apresentada, a subordinação da polícia militar ao EB implica que todos os meios físicos possuídos por ela devam obedecer aos interesses, parâmetros e autoridade do exército, que nem sempre é o ideal, como no caso supra-citado e em outros. A junção de todas as forças policiais, em minha opnião, reduziria drásticamente a burocrácia excessiva do sistema, facilitando o processo de investigação e execução de ações. A municipalização torna possível que cada região invista na polícia de acordo com suas necessidades ou interesses. Se planejam uma polícia de armamento mais leve, com treinamento e equipamentos diferenciados… Read more »

Luan
Luan
10 anos atrás

Eu já disse isso aqui. A PMESP tbm ja tentou comprar as glocks,ficamos com as taurus PT-24/7. Pobre da PMERJ,pode esquecer que nuncá terá nada além da mesma Pt-24. O texto nada tem de errado,apenas alguns comentarios.Em uma loja,para um paisano sim,a Glock custa pra lá de seus 500 USD(fora),para um orgão publico,onde seria aberto um pregão,obviamente que o preço cairia. O Exercito tem,por via do MD,”obrgação” de investir na industria nacional,isso dará retorno para o próprio exercito,além da padronização e blá blá blá. Todas as policias militares são subordinadas as diretrizes do exercito,a policia federal,é subornidana ao Ministério da… Read more »

MN-QS
MN-QS
10 anos atrás

jandson disse:
4 de maio de 2010 às 18:14

Argumento absurdo pq? A chance de um PM ser morto em tiroteio contra traficantes é zero, por acaso? Eu me lembro de um vídeo (fantástico ou jornal nacional) onde uma VT da PM é “estourada” e os bandidos vão lá e levam as armas. Se até as 9mm, de uso exclusivo das FA, já foram apreendidas com bandidos.

Marco Antonio Lins
10 anos atrás

Amigos

Acho que temos que valorizar a nossa industria.
Colocar determinadas armas nas mão de nossa policia,
poderá cair em mão erradas. A Gloc e pistola muito poderosa.Vamos ter paciencia e melhorar nossa policia.

Fabio
Fabio
10 anos atrás

Muito Bla Bla Bla…

Mas é sempre assim: Policia Militar compra arma nova – bandido rouba(?) arma nova da Policia Militar

Quem mora/morou no RJ ou SP e já teve algum contato com orgãos de segurança pública, sabe do que estou falando…

Triste, mas é verdade!

Luis
Luis
10 anos atrás

A PCERJ quiz compar umas FN Minimi (M249 SAW) para usar nos helicópteros, mas o EB não deixou. Ainda existem muitas leis anacrônicas no Brasil.

Jaique Sparro
Jaique Sparro
10 anos atrás

Saiu uma reportagem no Jornal A TARDE sobre defeitos na pistola por parte de agentes federais em Salvador.

Alguém sabe sobre o assunto?

REPTIL
REPTIL
10 anos atrás

ATENÇÃO!!!!

O EX-PREFEITO MAIS UMA VEZ SE ENGANOU!!!!
AS PISTOLAS .40 USADAS PELA POLICIA MILITAR DO RIO DE JANEIRO,SÃO FABRICADAS E COMERCIALIZADAS PELA TAURUS,SOB LICENÇA DA BERETTA ITALIANA E NÃO PELA IMBEL!!!!

Samuel
Samuel
10 anos atrás

Não sei aonde essa rixa ridícula entre o Exercito e as polícias vai nos levar, alias sem já está nos levando para o buraco. Pelo que eu saiba não existe subordinação nenhuma entre o Exército e as PMs estaduais. Isso não existe, o que de fato existe é uma legislação que dá ao Exército a prerrogativa de autorizar a importação de materiais bélicos, explosivos e equivalente.

REPTIL
REPTIL
10 anos atrás

UMA SITUAÇÃO RELACIONADA A ESSE TEMA E QUE SEMPRE CONSIDEREI UM ABSURDO, É O FATO DAS FFAA BRASILEIRAS,USAREM FUZIS DE MODELOS E PROCEDENCIA DIFERENTES;(FAB-HK,ALEMÃO,MARINHA-M16, AMERICANO E EXERCITO FAL, BRASILEIRO) O EXERCITO DÁ O BOM EXEMPLO E AS OUTRAS FORÇAS IMPORTAM SEUS “BRINQUEDINHOS” SEM QUALQUER INTERESSE EM PADRONIZAÇÃO,RACIONALIZAÇÃO, ETC!!!! JÁ ESTÁ NA HORA DO MD INTERVIR NESSA FARRA!!!! FFAA QUE NÃO SE ENTENDEM NEM AO MENOS QUANTO AO USO DO ARMAMENTO BÁSICO DE INFANTARIA, QUE É O FUZIL,CERTAMENTE NÃO SÃO OPERACIONAIS!!!!

Samuel
Samuel
10 anos atrás

Temos que armar e treinar nossos agentes de segurança, sejam eles ppmm, ppcc, do Exército ou outro órgão, dar a estes melhores equipamentos e meios de locomoção e comunicação mais eficientes. Culpar as polícias pelo arsenal dos bandidos é muita burrice, é só ver o que os policiais heroicamente apreendem todos os dias nos morros, AKs, G-3, HK, .30, granadas, e muitas outras que não são de dotação das forças policiais.

Tiago Jeronimo
Tiago Jeronimo
10 anos atrás

Porque não gastar mais e financiar a industria brasileira? Nós já vemos tanto dinheiro ir pro ralo que gastar a mais por uma boa causa não seria tão ruim assim.

Bruno Rocha
Bruno Rocha
10 anos atrás

jandson disse:
4 de maio de 2010 às 18:02

É amigo, é a “corrupção” do exército, meu chapa.
Eu falo… Eu falei…
Tem muito comandante, major e sei la mais quem ganhando muito por trás.

João Gabriel
João Gabriel
10 anos atrás

Me parece que pouco antes do episódio do helicóptero abatido, o GAM fez uma requisição para adquirir 12 Minimis,mas tiveram o pedido negado,se talvez essas Minimis tivessem sido autorizadas,a história teria sido outra… Outra irracionalidade das “otoridades” daqui é não permitir que aeronaves policiais voem com armamento orgânico,sendo que muitas vezes essas aeronaves enfrentam situações similares a de conflitos como o do Afeganistão e do Iraque,com os criminosos utilizando .30 e .50 com maestria,me admira de não terem usado ainda RPG-7 ou alguma outra arma similar contra os helicópteros e blindados… Pra quem não sabe a PF também tem esses… Read more »

HOUAIS
HOUAIS
10 anos atrás

Tá certo o Exército, pra que comprar Glock pra policiamento? Uma arma de plástico, sem rusticidade nenhuma que não vai durar nada. A imbel é excelente e a Taurus concorre com a Glock lá fora.
A pouco tempo a PMERJ tava querendo comprar FN MINIMI que tem uma cadência de 700 tiros por minuto para apoiar as operações nas favelas. O que ia ter de bala perdida 5,56mm não ia ser pouco, ainda bem que o EB não deixou.

Mazzeo
Mazzeo
10 anos atrás

A PMESP tentou comprar carabinas M-4 para substituir seus Para-FAL velhos … pedido negado pelo exercito A PMESP tentou comprar GLOCKS 17 para substituir as PT-100(Copia da 92-F) … pedido negado pelo exercito … comprou-se TAURUS 24/7 A PMESP tentou comprar submetralhadoras HK MP5 para substituir as berettas MT-12 (arma de 1958, perigosa, que ninguem gosta de usar, inclusive no CFN) … liberadas apenas um lote de 300 armas, forma todas para o GATE e para a CORREGEDORIA (que não combate o crime nem entra na favela) … Substituida pela TAURUS-FAMAE MT-40 (Copia da MINI SAF) A PMESP adquiriu carabinas… Read more »

Renato
Renato
10 anos atrás

Tem de privatizar mesmo, isso é conflito de interesse claro. Não dá para um órgão certificador ser acionista de empresa.

É como se a Anvisa fosse acionista da Aventis, é claro que ia puxar a sardinha para seu lado.

Privatiza e mantém golden share, para evitar algo flagrantemente contra o interesse nacional. É o mesmo modelo da Embraer do qual ninguém mais reclama.

Everton
Everton
10 anos atrás

Deus salve o Brasil! Privatizar uma industria de materiais bélicos por diferença de preços com produtos estrangeiros, sabidamente subsidiados? Só brasileiros para este tipo de sugestão. Outra coisa, sou PM e nem a 24/7, tão pouco a PT940 Taurus deixam nada a dever para a Glock, qualquer PM da linha de frente gostaria de usar um produto, que caso surgisse um problema o fabricante estaria a poucas horas e não teriam que mandar a mercadoria para fora do país para sanar o problema. Abraços

DV
DV
10 anos atrás

Renato disse:
5 de maio de 2010 às 4:36

“Privatiza e mantém golden share, para evitar algo flagrantemente contra o interesse nacional. É o mesmo modelo da Embraer do qual ninguém mais reclama.”

Concordo. Lembro que é também o modelo Avibrás.

Mineiro
Mineiro
10 anos atrás

Se o exército autorizasse a compra das MiniMi para equipar os helicópteros da PMERJ, os bandidos só atirariam para cima!!!! Imagina só o presente que eles ganhariam se um helicoptero caísse! Mas voltando à notícia, acho que Glock, Taurus ou IMBEL não irão, por si só, solucionar problemas de segurança no RJ. Temos que preparar melhor nossos policiais e definir uma política de estado para a retomada de territórios hostis na Cidade Maravilhosa. Acredito até que a corrida “às compras” dessas armas pela bandidagem seria até maior do que já é, colocando-se em risco a vida dos usuários. Lembrem-se também… Read more »

João Gabriel
João Gabriel
10 anos atrás

O problema das nossas FAs é gente de alto escalão bitoladas,verdadeiras relíquias do regime militar e da guerra fria,apegado a tradições e valores ultrapassados,cheios de remorsos e mágoa por não poderem mais mandar nas PMs. Deveriam estar reformados a muitos anos…As FAs precisam de gente de cabeça aberta,de visão ampla ciente dos problemas que a sociedade atual enfrenta,que vejam além dos muros do quartel…

Abçs!

gerson carvalho
gerson carvalho
10 anos atrás

Caros amigos, ainda bem que o exercito é uma instituição seria, imaginem os PMs bandidos distribuindo pistolas GLOCK e outras armas pesadas para os traficantes. quando eu morava no Rio tinha mais medo de encontrar com policiais do que com traficantes, embora nunca gostei de de um nem do outro.

Samuel
Samuel
10 anos atrás

Exército pode até ser sério como instituição, assim como a PM também o é. Mais daí vc dizer que todos do Exército são sérios… Rsrssrs. Muita inocência sua.
Vc nunca deve ter acompanhado as negociatas na área de suprimentos, tenha curiosidade e veja quanto custa a carne que alimenta que tropa!! Nos BLogs as coisas nem sempre podem ser o que parecem.

Samuel
Samuel
10 anos atrás

Se os bandidos se armassem somente com as armas que os policiais corruptos entregam ou desviam dos batalhões estaríamos muito melhor. Mais o que vemos são armas automáticas, muitas delas de dotação das Forças Armadas. A Imbel fabrica excelentes armas, com certeza, deveria ser desvinculada do Exército e ter capital investido nela para que possa concorrer em médio prazo. A solução pode ser a fabricação dos Tavor por um consórcio entre a Taurus e a Imbel. A primeira possui nome no mercado e penetração em vários países e a outra possui uma excelente usinagem e durabilidade.

Pedro
Pedro
10 anos atrás

Uma dúvida, não é contra o D. Administrativo, tal atividade por parte do exército? Tipo o príncipio da isonomia,art. 37, XXI da C.F.,legalidade,impessoalidade(IMBEL?),moralidade,igualdade(está existindo?), entre outros. M.P.F, ,Justiça Federal,Procuradoria Federal e etc, não poderiam inteferir nisso não?!

ABRAÇOS.

DV
DV
10 anos atrás

Tenho muito respeito por quem arrisca a vida por uma salário baixíssimo e acho que não dá para generalizar, qualquer que seja o uniforme. Não tem o mínimo sentido dizer que toda a arma dada para a polícia vai cair nas mãos erradas. Por outro lado, também não tem sentido dizer que a solução para o problema do tráfico é dar armas mais pesadas para a polícia. Se fosse simples assim, já estava resolvido há muito tempo. Uma corrida “armamentista” com os bandidos só vai aumentar os “danos colaterais” da nossa guerra interna. Sem entrar nas questões da educação e… Read more »

claudio (r j)
claudio (r j)
10 anos atrás

REPTIL disse: 5 de maio de 2010 às 0:05 UMA SITUAÇÃO RELACIONADA A ESSE TEMA E QUE SEMPRE CONSIDEREI UM ABSURDO, É O FATO DAS FFAA BRASILEIRAS,USAREM FUZIS DE MODELOS E PROCEDENCIA DIFERENTES;(FAB-HK,ALEMÃO,MARINHA-M16, AMERICANO E EXERCITO FAL, BRASILEIRO) O EXERCITO DÁ O BOM EXEMPLO E AS OUTRAS FORÇAS IMPORTAM SEUS “BRINQUEDINHOS” SEM QUALQUER INTERESSE EM PADRONIZAÇÃO,RACIONALIZAÇÃO, ETC!!!! JÁ ESTÁ NA HORA DO MD INTERVIR NESSA FARRA!!!! FFAA QUE NÃO SE ENTENDEM NEM AO MENOS QUANTO AO USO DO ARMAMENTO BÁSICO DE INFANTARIA, QUE É O FUZIL,CERTAMENTE NÃO SÃO OPERACIONAIS!!!! Respondendo Reptil: Ainda bem que a FAB e o Glorioso CFN… Read more »

Galileu
Galileu
10 anos atrás

falou tudo Vader, a Imbel é “Cabide” de emprego tudo indicação…
Privatiza logo essa m#%¨#

Pior que vi que o governo destinou mais de 3Bi, para reativar o “Cabide” da Telebras, enquanto a MB tem que se virar pra pagar alguns milhões para os subs

José Roberto
José Roberto
10 anos atrás

Quando um político diz que algo é irracional é porque ele é racional!

Galileu
Galileu
10 anos atrás

Curvo, até onde eu sei o EB desistiu do MD porque não “prestou” ficou pior do que o mínimo desejavel, os motivos seriam os velhos conhecidos, não tem tecnologia atual e dinheiro.

Mas essa notícia é o que um amigo de um conhecido meu que trabalha lá disse uma vez, não tenho certeza alguma se é verdade

Guto
Guto
10 anos atrás

Pessoal fica preocupado de glock cai nas mãos de traficantes por causa da PM. Eles pegam AK-47, .50 e .30 da PM também ?