Home Guerra Assimétrica SIPAM terá Saber M60 em setembro

SIPAM terá Saber M60 em setembro

175
19

O Sistema de Proteção da Amazônia (Sipam) anunciou que terá em setembro um radar móvel capaz de identificar aviões que trafegam com o transmissor de dados do avião (transponder) desligado. Até o fim do ano, o órgão de vigilância da Amazônia também deverá instalar um centro de combate ao crime organizado, com apoio das Forças Armadas e da Polícia Federal. As medidas fazem parte de um plano da instituição para intensificar a fiscalização do narcotráfico na Amazônia, a partir de um centro de monitoramento em Brasília.

O novo radar, chamado de Saber M60, será capaz de identificar rotas aéreas clandestinas, além de aviões que estejam voando a menos de 300 metros de altitude, de acordo com o Sipam. Por razões estratégicas de segurança, o órgão não divulga os locais em que o equipamento poderá ser instalado.

A ideia é que o radar seja utilizado principalmente no combate ao tráfico internacional de drogas. O Saber M60 já foi testado uma vez em 2008 em Tabatinga, no Amazonas, que fica perto das fronteiras com a Colômbia e o Peru. Segundo o Sipam, o equipamento conseguiu identificar 40 alvos ao mesmo tempo e tem alcance de 60 quilômetros.

Portátil, o radar tem cerca de 250 quilos e foi fabricado pelo Centro Tecnológico do Exército (Cetex). Seus dados servirão como base de dados para a Aeronáutica e a Polícia Federal usarem no combate ao tráfico de drogas na floresta.”

FONTE: O Globo / COLABOROU: Camilo

SAIBA MAIS:

19
Deixe um comentário

avatar
19 Comment threads
0 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
16 Comment authors
Marco Antonio LinsEduardo RAairacobraaALDO GHISOLFICarlito Recent comment authors
  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
Vader
Visitante
Member
Vader

Excelente notícia.

falcon
Visitante
falcon

muito boa a noticia, é bom ver que o governo continua investindo em tecnologia nacional.

Andre_Oliveira
Visitante
Andre_Oliveira

Boa mesmo.

Andre_Oliveira
Visitante
Andre_Oliveira

Quem foi que disse que o Brasil não fabricava radares ? Eles são feitos aqui desde a década de 80.

Camilo
Visitante
Camilo

Tendo em vista a portabilidade e o relativamente curto alcance do radar, imagino que o mesmo será empregado de forma semelhante aos radares portáteis de fiscalização de trânsito, isto é, cada dia num lugar diferente. Claro que no caso do Saber não deverão ocorrer trocas diárias. Mas é possível que ele venha a mudar de sítio com frequência. Isto é bom, porque da mesma forma que na estrada, nunca se terá certeza de onde o radar estará operando.

Alfredo.Araujo
Visitante
Alfredo.Araujo

hahaha

Saber M60 é mto parecido com Sabra M60…
Eu logo pensei… o Exercito vai modernizar os M60 em Israel !!!!

Doce ilusão =D

Bronco
Visitante
Bronco

Sensacional!

Fica faltando agora finalizar o desenvolvimento do SABER 200.

E depois, se for possível, desenvolvier uma estação móvel de radar, talvez no chassis de um Unimog, com gerador e estação de trabalho com pelo menos uma grande tela para centralizar as informações do radar.

Thiago
Visitante
Thiago

UM radar para todo o sistema? UM?
Que beleza.

Bronco
Visitante
Bronco

Em tempo, Pra quem não leu, segue um artifgo de 2008 do Simpósio de Aplicações Operacionais em Áreas de Defesa, do Instituito Tecnológico Aeronáutico (ITA), dando diversos dados técnicos e informações interessantes sobre o desenvolvimento e operação do SABER M60. http://www.sige.ita.br/XSIGE/pdf/6_5.pdf Embora seja uma publicação extremamente técnica, voltada a engenheiros, dá pra se ter uma boa idéia de trabalho primoroso que foi feito no desenvolvimento deste produto. Além disso, algumas informações sobre a banda de operação, capacidade de detecção e frequências estão disponíveis para aqueles que pretendem compará-lo a similares estrangeiros. Os artigos deste simpósio, aliás, estão disponíveis para consulta… Read more »

Leandro Requena
Visitante
Leandro Requena

Alguém sabe quantos desses radares o governo vai comprar?

Mauricio R.
Visitante
Mauricio R.

Não é por nada, mas há no Sivam, 6 radares 3D móveis TPS B-34, que realmente já fazem isso.
Infelizmente esse radar SABER, não tem desempenho p/ tanto.
Esse radar faria melhor figura se distribuído pelas baterias de artilharia anti-aérea do EB, combinado ao míssil Igla.
Mas aí vc vai precisar de uns 10 radares, passando de unidade em unidade, sendo usado tdo santo dia.
Aí sim, se chegaria em um produto capaz de disputar mercado.

Falcon
Visitante
Falcon

Mauricio acho que o proposito desse radar não é competir em mercado,é para compra pelo governo mesmo e com a verba adquirida aí sim aprimorar para ter alguma chance de engatinhar no mercado,ele é muito ”cru” ainda.

Antonio M
Visitante
Antonio M

Gostaria que desenvolvessem uma versão naval, para equipar navios de patrulha da região amazônica, pantanal e costeira obviamente com alguma versão de míssil do tipo Igla ou Mistral.

Carlito
Visitante
Carlito

Isso porque os recursos são minguados. Se houvesse um pouco mais de boa vontade, imaginem o nível tecnológico que o Brasil poderia alcançar.

ALDO GHISOLFI
Visitante
ALDO GHISOLFI

Realmente excelente notícia. Otimisticamente acho que esse aparelho será usado em rede para aumentar o seu alcance, porque, 60 km, realmente, em termos de aviação na amazônia é muito pouco, quase nada.

airacobraa
Visitante
airacobraa

otima noticia, mas gostaria muito de ver o m60 montado em um veiculo, não sei se o mesmo tem capacidade de direção de tiro, mas se tiver essa capacidade so penso em um blindado brasileiro com um 40mm montado em cima ladeado por 4 maa-1b

Alfredo.Araujo, iria ser uma otima noticia, ver nossos MBT m60 no padrão sabra, so em ter um canhão de 120mm ja compensa toda modernização

Eduardo RA
Visitante
Eduardo RA

Se houvesse intere$$e e um pouco de ou$sadia, casava um desses aperfeiçoado com uma bateria ASTROS II modificada e não tinha que ficar dependendo de importação de nenhum sistema de defesa anti-aérea russo, americano, chinês. Capacidade todo dia nos mostramos que temos.

Mauricio R.
Visitante
Mauricio R.

“…casava um desses aperfeiçoado com uma bateria ASTROS II modificada e não tinha que ficar…”

Disparando qual míssil??? Piranha???

Marco Antonio Lins
Visitante

Ilmo srs

O TAM Argentino tem uma Bela configuraçao,e pesa 30 tonelas ( Medio) nunca penssaram contruir com ambos paises um Modelo para O Brasil e para eles tambem.