domingo, agosto 1, 2021

Saab RBS 70NG

Brasil receberá mais veículos Piranha

Destaques

Alexandre Galante
Jornalista, designer, fotógrafo e piloto virtual - alexgalante@fordefesa.com.br

A General Dynamics European Land Systems (GDELS) entregará os primeiros três veículos blindados DELS-Mowag Piranha IIIC 8×8 ao Corpo de Fuzileiros Navais (CFN) em setembro. As entregas finais dos veículos totalmente anfíbios de 18,5 toneladas está programada para dezembro de 2014.

FONTE: Jane’s

- Advertisement -

36 COMMENTS

Subscribe
Notify of
guest
36 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
The_mal_voltou
The_mal_voltou
10 anos atrás

é um bom sistema de combate…
mas brasil já precisa começar a investir em MBT e em veículos anti minas que suportem IEd’s.

Sopa
Sopa
10 anos atrás

Esses ai já são nossos e aquilo é um lançador de granadas ? Ontem estava na estrada perto de Barbacena e vi duas carretas paradas com dois AAVP7 pelados indo pra Brasília!

luciano
luciano
10 anos atrás

Triste.. temos que importar esse tipo de equipamento . o governo nao ajuda mesmo a indústria nacional de jeito nenhum.

SABRE
SABRE
10 anos atrás

A marinha não já havia comprado 12?São quantos agora?

Diego Tarses Cardoso
Diego Tarses Cardoso
10 anos atrás

Pessoal,também acredito que o futuro para o Brasil deve ser o de fabricar seu próprio equipamento,porém não existe atualmente nenhum projeto com as mesmas características do Piranha 3,nem mesmo o Urutu 3 porque o Piranha é capaz de desembarcar em praias como o Clanf,porém o Urutu não possui a mesma capacidade.

Freire
Freire
10 anos atrás

São exelentes Blindados para os FN, parabens o EB vai ter que esperar o IVECO.

Brasil.

ALDO GHISOLFI
ALDO GHISOLFI
10 anos atrás

Apesar de continuar achando que poderíamos, sim!, repotenciar e modernizar os Urutu, parabéns para a MB que continua comprando independentemente de ‘FX’s. Não sei porque o Brigadeiro não vai conversar com o Almirante para aprender como ‘se faz as coisas’.

Vader
10 anos atrás

Bem, e agora, cadê a padronização da END, a centralização das compras no MD, a criação de escala, o estímulo à Indústria de Defesa Nacional e toda aquela baboseira? Ou será que essa bossa ideológica toda só serve pro EB e pra FAB? Pra MB, a “menina dos olhos” do lulo-petralhismo, não? Será que a Marinha não poderia se associar ao projeto do Exército e desenvolver uma versão junto à Iveco para suprir o CFN? E nem me venham falar que o CFN precisa de VBTPs “pra ontem”… Oras, e o EB não? Tenham santa paciência, visitem um dia uma… Read more »

A7X
A7X
10 anos atrás

Vader, posso estar enganado, até porquê não estou por dentro desse assunto, mas acho que a compra do Piranha IIIC para o CFN foi feita antes da centralização das compras pelo ministério da defesa.

Já no caso do EB, eles estão usando o Urutu no haiti. Creio que na visão do CFN, o Urutu não é apropriado para uso naquele país, por isso eles compraram os Piranha.

Discordo do amigo em relação a uma suposta preferência do governo federal para com a MB.

Abs.

Gilberto Rezende-Rio Grande/RS
Gilberto Rezende-Rio Grande/RS
10 anos atrás

Costumo dizer que não é que o governo do PT privilegie a Marinha, mas sim a MB foi a força singular que mais sob ENTENDER a motivação e como a “corrente” fluía neste governo…
Não brigou com a tendência francesa como a FAB e nem ficou no imobilismo desconfiado do EB.
Indubitavelmente foi a força que melhor capitalizou este GF, submarinos convencionais e nuclear, escoltas, base de submarinos, reforma dos A-4, manutenção do São Paulo e etc…
Aproveitou o momento…

gerson carvalho
gerson carvalho
10 anos atrás

Caros amigos, concordo com o Gilberto. O EB e a FAB parecem realmente não terem se adaptado a proposta do atual governo e que muito provavelmente vai continuar no proximo, tem-se que se aproveitar as oportunidades dadas afinal cavalo dado não se olha os dentes. Quanto a essa coisa de os caças franceses terem a hora de voo muito cara pode até ser, mais claro que se realmente fosse necessário uma atuação da força aerea com certeza não falta combustivel e nem dinheiro no governo. Quando ao exercito poderia logo ter absorvido a ideia e se associado por ex a… Read more »

ouragan
ouragan
10 anos atrás

A marinha dá é uma aula para as outras forças. Ela de fato prova a sua singularidade tanto de força quanto de doutrina. Ela sim está e sempre esteve alinhada com os interesses nacionais, diferentes de outras forças. Vida longa para a marinha!

GBeck
GBeck
10 anos atrás

Na verdade, me perece que a Marinha sabiamente se antecipou e em vez de esperar por um produto que sabe-se lá se cumpriria as sua especificações (Urutu III), resolveu agir e comprou o que precisava. Mesma coisa com o Seahawk. Comprou pra não ser entubada com o Ec725 mal adaptado. Pelo menos compra o que precisa pra operar, parabéns ao CFN.

Marcelo Brandão
Marcelo Brandão
10 anos atrás

Galante,

quantos Piranha III equipam o CFN hoje??? e quantos estão encomendados para entrega até 2014???
Off-topic poderiam fazer uma reportagem sobre os blindados Leopard recem recebidos pelo EB… quantos já chegaram??? Já estão operacionais???

Fabio
Fabio
10 anos atrás

EB + Leopard = Gatinho de Pijama.

Parabéns MB!!!!!!!!!

Yasser
Yasser
10 anos atrás

Faço das minhas palavras as do .

O Brasil tem plenas condições de produzir carros de combate semelhante. Alias, parece que é nossa especialidade através da Avibras.

Pq não desenvolver um que atenda as especificações exigidas pelo CFN?

Se era pra ontem, pq a Marinha não chegou junto com a Avibrás para desenvolver um antes? ou ao invés de chorar pelo leite derramado, que tal pegar um desses e dar para a Avibrás estudar?

Façamos como os Japoneses pós segunda grande guerra… copie dos outros, porém melhore-o mais ainda!

Marco Antonio
Marco Antonio
10 anos atrás

Eu não consigo entender como alguém considera que esta rivalidade infantil entre as forças pode ser benéfica ao BRASIL. E o pior é que tem gente que fomenta este tipo de abordagem improdutiva e contrária ao BRASIL em espaços onde a discussão poderia ser mais séria. Se a MB ou o CFN estão melhorando seus meios, o BRASIL ganha com isso. O que eu vejo é que balela é não encarar os fatos que se apresentam e ficar criticando meramente por raiva ideológica do governo. Os fatos: O EB tem o Urutu operacional. Não se produz mais o Urutu. O… Read more »

Raphael S C
Raphael S C
10 anos atrás

“Marcelo Brandão
quantos Piranha III equipam o CFN hoje??? e quantos estão encomendados para entrega até 2014???”

Atualmente o CFN conta com 12 piranhas III C (1º lote adquirido em 2008).
O 2º lote contará com a entrega de 18 (dezoito) PIIIC até 2014. Portanto, ao final deste prazo os fuzileiros contarão com 30 blindados.

Michel
Michel
10 anos atrás

Olha esse link, fala tudo sobre os piranha III da marinha :
http://www.mowag.ch/En/04E_News/2008/20081120E.htm

Reginaldo Bacchi
Reginaldo Bacchi
10 anos atrás

Diego Tarses Cardoso disse em 31 de agosto de 2010 às 19:30 “Pessoal,também acredito que o futuro para o Brasil deve ser o de fabricar seu próprio equipamento,porém não existe atualmente nenhum projeto com as mesmas características do Piranha 3,nem mesmo o Urutu 3 porque o Piranha é capaz de desembarcar em praias como o Clanf,porém o Urutu não possui a mesma capacidade.” Diego, para sua informação o Urutu original foi projetado para uso do CFN. É integralmente anfibio e nas demonstrações a eventuais compradores, fazia a “desova” de um navio de desembarque (acredito que nas maiorias das vezes era… Read more »

dBotura
dBotura
10 anos atrás

Esse lança granadas acho que é um espanhol de 40mm não é isso, alguem saberia me dizer se o EB possui algo parecido?

eduardo
eduardo
10 anos atrás

Não entendo porque o Urutu serve para o Exército no Haiti e não serve para os Fuzileiros Navais. Tá na cara que isso é desculpa para justificar a compra. No mais, assino embaixo o que Vader disse (31 de agosto de 2010 às 21:15). Por mim acabava com os Fuzileiros Navais e investia na formação de Forças de Operações Especiais. O próprio Departamento de Defesa Americano está questionando a necessidade de uma grande força de Fuzileiros Navais, considerando que a última operação anfíbia clássica se deu na Guerra da Coréia e que em todas as operações que envolveram os Marines… Read more »

Vader
10 anos atrás

Marco Antonio disse: 1 de setembro de 2010 às 11:39 “(não sei pq mencionaram o M113 do EB, sobre lagartas)” Prezado Marco Antônio, eu mencionei o M-113 porque ele a princípio não será substituído por um veículo sobre lagartas, mas sim pelo mesmo Urutu-III que serviria perfeitamente à missão do CFN. E pro colega que falou que a compra talvez tenha sido anterior à fusão no MD: a END já existe faz algum tempo, e mesmo assim a aquisição só foi anunciada agora. Oras, vai falar que a Marinha não sabia que existia a END e a VBTP da Iveco?… Read more »

KDU
KDU
10 anos atrás

eduardo disse:
2 de setembro de 2010 às 11:05

“Por mim acabava com os Fuzileiros Navais….”

Cara me desculpe mais não concordo com vc, são a elite de nossas forças, são os primeiros e os ultimos no combate ! e cá entre nois ficar comparando Brasil com USA, pow e chato e não temos nda a ver com oq eles discutem por lá, temos culturas diferentes e o modo q eles fazem as coisa ngm gosta ou aprova por medo (Ex.: Iraque..).

Abs.

eduardo
eduardo
10 anos atrás

KDU disse: 2 de setembro de 2010 às 14:29 Olha, acho importante ter forças de elite. Por isso mencionei as de operações especiais. Quanto a comparar com o que os EUA fazem, isso é natural. Desde a 2ª Guerra Mundial a Marinha, e os Fuzileiros Navais, se organizam, equipam, treinam e operam com base no que a US Navy e os US Marines fazem (evidentemente com muitos degraus abaixo em termos de nível tecnológico e operacionalidade). Nós não desenvolvemos doutrina, usamos a dos americanos. Se eles mudarem a doutrina de organização e uso dos Marines, também faremos isso. Senão ficaremos… Read more »

Marine
10 anos atrás

Eduardo, O senhor nao interpretou muito bem a materia citada or voce. O Sec. Gates que alias ano que vem ja vai embora esta desesperado pra cortar gastos e como de praxe apos grandes reorganizacoes no estabelecimento militar americano (Fim da 2GM, Fim da Coreia, Fim do Vietna, Governo Reagan, Fim da Guerra Fria) sempre se procura pensar fora do padrao e nem por isso quer dizer que essas ideias de tornarao realidade. O USMC vai ser abolido no dia que os EUA deixarem de existir mas reorganizacoes de pessoal e doutrina ja ocorreram varias vezes na sua historia e… Read more »

Reginaldo Bacchi
Reginaldo Bacchi
10 anos atrás

Todos estes comentários me fizeram lembrar uma nota sobre os Fuzileiros Navais estadunidenses que li em 15 Agosto, e que achando muito oportuna, resolvi postar aqui. Bacchi Shrinking the USMC – August 15, 2010 The U.S. Marine Corps is again threatened, this time with a sharp reduction in its size. In response, marine commanders say they would prefer to be a smaller force, one that concentrates on its main mission; amphibious operations. The marines were unhappy with the way they have been used as an army auxiliary over the past decade. The marines consider themselves specialists, while the army are… Read more »

Vader
10 anos atrás

Eduardo, só uma correção: o que se convenciona chamar de Operações Especiais não tem nada a ver com o que o CFN faz.

Operação Especial envolve uma gama de missões completamente diferentes, a começar pela ação de comandos. Envolve ainda operações infiltradas, guerra psicológica, guerra irregular e até um pouco de espionagem.

A missão do CFN é única: cabeça de praia só eles fazem. Não acho que eles tem de deixar de existir não.

Sds.

Vader
10 anos atrás

Complementando: acho mesmo que o CFN deveria deixar de fazer parte da Marinha, e ganhar autonomia operacional e administrativa.

Sds.

PS: também acho que do ponto de vista operacional o USMC hoje se tornou mais um “segundo exército” que qualquer outra coisa. O que eu desconfio que não é de todo bom.

Marine
10 anos atrás

Bacchi, O autor do texto penso seu que seja britanico. Ele desconhece ou prefere nao comentar sobre as Marine Expeditionary Units – Special Operations Capable (MEU – SOC). Essas unidades sao as joias da coroa do USMC e sao muito mais flexiveis e conjuntas do que qualquer coisa que os Royal Marines possuam. Nao se pode argumentar que seu leque de missoes seja diferente de unidades “Commando” (que alias e apenas um termo de origem britanica). Qualquer unidade pode se chamar de Commando e eu mesmo ja treinei com muitas que deixavam a desejar ou que nem de longe faziam… Read more »

Reginaldo Bacchi
Reginaldo Bacchi
10 anos atrás

Marine, muito obrigado por ter lido o material que enviei.

Bacchi

Marine
10 anos atrás

Bacchi,

Sem problerma algum amigo, so queria esclarecer o artigo.

SF!

W@sh
W@sh
10 anos atrás

Marine em meu pouco tempo aqui no Blog, estou me tornando seu fã. Sempre com esclarecimentos embasados e muito elucidativos.

Baschera
Baschera
10 anos atrás

Só lembrando que esta compra do Piranha IIIC, cujos primeiros agora começam a serem entregues, foi tornada pública em meados de Outubro de 2008, pouco antes do anúncio oficial da nova secretaria de compras conjuntas do MD. Anteriormente, os FN tinham adquirido 5 unidades, mas por força da falta de um blindado que atendesse as necessidades dos FN no Haití, adquiriu-se mais 7 unidades, perfazendo, então, um total de 12 unidades. Em outrubro de 2008, como explicado acima, o Comando de Material do Corpo de Fuzileiros Navais, por dispensa de licitação, iniciou a aquisição de mais 18 unidades do Mowag… Read more »

Alex
Alex
4 anos atrás

O Vader foi cirúrgico nas palavras. A marinha gastou horrores e o que sobrou hoje de equipamentos.

Últimas Notícias

Rússia e China realizarão treinamento conjunto no exercício Zapad/Interaction 2021

A Rússia deve se juntar a um exercício militar no noroeste da China em agosto com o tema de...
- Advertisement -
- Advertisement -