sexta-feira, outubro 15, 2021

Saab RBS 70NG

US Army vai modernizar Lakotas

Destaques

Alexandre Galante
Jornalista, designer, fotógrafo e piloto virtual - alexgalante@fordefesa.com.br

O Exército dos EUA vai modernizar parte de sua frota de Eurocopter UH-72A Lakota com Mission Equipment Packages (MEP) que vai operar com o Army National Guard Security e Support Battalions (S&S Battalions) em apoio a autoridades civis nos EUA.

A EADS North America fechou contrato de US$ 67 milhões, primeira fase de um total estimado de US$ 152 milhões para 99 MEPs.

A entrega de UH-72s com os S&S Battalion MEP estão programadas para começar em 2011, com o contrato inicial cobrindo 36 aeronaves.

A configuração S&S Battalion do UH-72A incluiu um sistema de eletroótico com câmera, sensores infravermelho e apontador laser, uma lanterna de busca de 30 milhões de candelas, console de operador, displays touch-creen com mapa móvel, um sistema de gerenciamento de vídeo, um gravador digital de vídeo e um downlink de dados, mais um gancho externo e aviônicos adicionais.

As entregas do UH-72A à Guarda Nacional permitirá a desativação dos velhos OH-58 e UH-1.

FONTE: AirForces Monthly

NOTA DO EDITOR: O UH-72A é a versão militar do Eurocopter EC145, que também está sendo considerado para substituir os Esquilo nas Forças Armadas do Brasil.

- Advertisement -

10 COMMENTS

Subscribe
Notify of
guest
10 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Clésio Luiz
Clésio Luiz
11 anos atrás

“uma lanterna de busca de 30 milhões de candelas”

O termo é esse, candelas?

Charles
Charles
11 anos atrás

Candles = Velas ….tradutor fail…

lucas lasota
lucas lasota
11 anos atrás

Esse heli e tudo de bom!

Rodrigo
Rodrigo
11 anos atrás

Eu dei uma sacada boa neste heli, gostei dele..

O problema aqui é mais a Lixocopter que o aparelho em si.

É bom lembrar que não é uma nave de combate, são para tarefas secundárias.

Eu sou civil é muuuuuuuuuuuito diferente.

Não sabia desta de estar sendo considerado aqui para substituir os Esquilos.

Mesmo sendo de porte um pouco menor, eu optaria pelo AW109 e AW119 ou o Esquilo B3.

Aviador Naval
Aviador Naval
11 anos atrás

Sou Aviador Naval e tive a oportunidade de voar o EC-145. Excelente máquina; é uma opção bastante adequada (na minha opinião!) para substituir nossos Esquilos na MB. O AW-109 tem a cabine menor e é mais comprido que o EC-645 (versão militar, igual ao UH-72). Desta forma, não seria viável sua operação, visto que seria uma aeronave muito grande para alguns convoos e hangares dos navios da MB (como alguns navios da DHN e hangares das Corvetas Classe Inhaúma). Além disso, seu trem de pouso é com rodas, o que dificultaria sua operação em terrenos acidentados. O Koala é monomotor,… Read more »

fuzileiro
fuzileiro
11 anos atrás

É aviador naval, vai se acostumando que aqui tem muita gente que fala besteira.

Leandro
Leandro
11 anos atrás

Pode até ser bom, mas é feio!
Pensei que os helicópteros cotados para substituirem os Esquilos e os Sapões na FAB (Marinha e EB) fossem os Black Hawk! Ou eles são muito dimensionados para as operações dos Esquilos?

Mauricio R.
11 anos atrás

“Além disso, seu trem de pouso é com rodas, o que dificultaria sua operação em terrenos acidentados.”

Sea King, Sea Hawk, Super Lynx e o Super Cougar tb tem trem de pouso c/ rodas.

O HH-65A da USCG tb tem trem de pouso c/ rodas.

“O Koala é monomotor, o que não traz muita segurança para as operações aeronavais.”

O UH-12 tb é mono.

Já tem um tempo saiu na RFA uma matéria citando que o AS-355F-2 fora ensaiado nos NAPAFLU, e não despertara maiores interesses, pois entre outras deficiências carregava menos carga que a versão mono.

Eduardo
Eduardo
10 anos atrás

Prezado Maurício, para sua informação, SH-3, Seahawk e Super Lynx não têm o costume de realizar missões de emprego-geral. Quando uma aeronave de rodas pousa em um terreno com acentuado declive, por exemplo para DBQ de uma fração de militares no terreno, as chances de ocorrer capotamento são maiores, entre outras coisas como maior probabilidade de rolamento dinâmico, devido à alteração (em relação ao eixo vertical)do vetor sustentação no rotor-principal. A aeronave com esquis pode “encostar” apenas o esqui de um lado e desembarcar os militares, o que não seria possível se tivesse rodas. Além disso, seu custo de aquisição… Read more »

Últimas Notícias

ESPECIAL: Apresentação das capacidades do Exército Francês

Por Jean François Auran* Colaborador especial do Forças Terrestres/Forças de Defesa Parece às autoridades militares francesas que o mundo está se...
- Advertisement -
- Advertisement -