sábado, outubro 16, 2021

Saab RBS 70NG

Futebol em campo minado nas Malvinas

Destaques

Alexandre Galante
Jornalista, designer, fotógrafo e piloto virtual - alexgalante@fordefesa.com.br

Especialistas zimbabuanos em desativação de minas jogam futebol após a limpeza de um campo minado em Sapper Hill, nas Ilhas Falklands/Malvinas. Os especialistas levaram 77 dias para limpar o campo número 25 e o futebol sobre o campo serviu para demonstrar a confiança no seu trabalho.

O campo foi minado pelos Fuzileiros Navais argentinos em abril de 1982, para defesa de Port Stanley. A empresa BACTEC foi contratada pelo governo britânico para limpeza dos campos.

- Advertisement -

17 COMMENTS

Subscribe
Notify of
guest
17 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
João Augusto
João Augusto
11 anos atrás

A torcida deve ter ficado mais apreensiva do que em disputa de pênaltis, ao ver os zimbabuanos correndo no campo. lol
Que bom que ninguém ‘contundiu’ nessa partida. Ficariam vários jogos no departamento médico.

claudio/Itajaí-sc
11 anos atrás

Zimbabuanos jogando!
O jovo foi uma bomba

claudio/Itajaí-sc
11 anos atrás

jogo*

Eduardo
11 anos atrás

Imagina se um não perde a perna no jogo, aew anos depois perguntam pra ele, “O que aconteceu com sua perna?” aew ele responde “Perdi minha perna jogando futebol”, aew o outro responde “Caramba, o pessoal era cavalo hein!”

kkkkkkk

Vitor
Vitor
11 anos atrás

Sinistro =p

lucas
lucas
11 anos atrás

Esse jogo tinha tudo pra ser um verdadeiro “estouro” nas Malvinas,algo inedito ate o momento para população local^_^…kkkkkkkk

jakson almeida
jakson almeida
11 anos atrás

Os ingleses deviam e ter pago para “los hermanos” desativarem as minas , afinal carne de segunda é mais barata.

Galileu
Galileu
11 anos atrás

jakson almeida disse:

“Os ingleses deviam e ter pago para “los hermanos” desativarem as minas , afinal carne de segunda é mais barata.”

ahahaha boa!!

essa história de minas é muito covarde….bem que o EB podia adquirir uma versão do Leopard que visa a limpar campos minados.

Fabio ASC
Fabio ASC
11 anos atrás

Por que demoraram tantos anos para limpar ali?

Vader
Vader
11 anos atrás

Fabio ASC disse:
11 de outubro de 2010 às 21:08

“Por que demoraram tantos anos para limpar ali?”

Provavelmente porque os p. dos argentinos fizeram os campos minados e só de sacanagem sumiram com os croquis após o cessar-fogo…

Sds.

Piramboia
Piramboia
11 anos atrás

Quem “errasse o passe” poderia se transformar num verdadeiro “perna-de-pau”!!!

Paulo
Paulo
11 anos atrás

Estão esquecendo de elogiar o “time”. Estes caras aprenderam o ofício na prática, pois em muitos países africanos esta foi uma triste realidade. Aliás, em muitos ainda é. Para eles sobram competência e coragem.

Seal
Seal
11 anos atrás

Pior que não impediu a progressão dos ingleses para a tomada de Port Stanley.

luisbarone
luisbarone
11 anos atrás

Vader, “porque os p. dos argentinos fizeram os campos minados e só de sacanagem sumiram com os croquis após o cessar-fogo”

que teria feito vc?, certamente vc teria______________ dos britanicos, limpou a grama.

jokerjp
jokerjp
11 anos atrás

Alguém aí viu algum gandula nesse jogo?

Vader
11 anos atrás

luisbarone disse: 12 de outubro de 2010 às 16:37 Prezado, não entendi bem o que você quis dizer, mas saiba que lançar campo minado aleatório, sem croquis, ou destruir estes é contrário à Convenção de Genebra: é CRIME DE GUERRA! Minas antipessoais e anticarro modernas duram séculos enterradas, inutilizam o terreno para quaisquer atividades econômicas e no mais das vezes continuam afetando a população por muito tempo depois de terminado o conflito. Lançar um campo minado é coisa que tem que ser feita com muita responsabilidade por ambos os lados de um conflito, pois independente do vencedor, quem vai sofrer… Read more »

Mauricio
Mauricio
11 anos atrás

É uma pena que quem teve que jogar foram os africanos…Por que não mandaram a seleção argentina rs.

Últimas Notícias

ESPECIAL: Apresentação das capacidades do Exército Francês

Por Jean François Auran* Colaborador especial do Forças Terrestres/Forças de Defesa Parece às autoridades militares francesas que o mundo está se...
- Advertisement -
- Advertisement -