Home Diplomacia China nega que proteja Coreia do Norte em crise

China nega que proteja Coreia do Norte em crise

79
3

Ministro das Relações Exteriores pediu diálogo para evitar escalada de tensões

O ministro das Relações Exteriores da China, Yang Jiechi, disse nesta quarta-feira (1º) que o país não tem intenção de proteger ninguém na crise entre as duas Coreias e pediu que “não se faça nada para exacerbar a situação”, enquanto uma delegação da Coreia do Norte continua sua visita oficial a Pequim.

Em discurso citado pela agência de notícias oficial Xinhua, Yang ressaltou que, nos assuntos relacionados à península Coreana, o país é neutro, e que “decide sua posição com base nos méritos de cada episódio”.

– A China não procura proteger nenhum bando.

A Coreia do Norte é um tradicional aliado da China na região. Analistas internacionais consideram que uma posição firma do regime comunista chinês é essencial para ajudar a solucionar a crise iniciada com o ataque norte-coreano à ilha sul-coreana de Yeongpyeong.

O ministro afirmou que o mais urgente agora é “evitar uma escalada da tensão na península coreana”.

É preciso que as partes mantenham a calma e atuem com moderação, trabalhando para que a situação volte ao caminho do diálogo e da negociação.

Yang lembrou que a China propôs uma reunião de emergência em Pequim entre as duas Coreias, Estados Unidos, China, Rússia e Japão nos próximos dias. Embora os envolvidos tenham demonstrado ceticismo com a convocação, o ministro manteve sua confiança em que a proposta seja aceita e “ajude a melhorar a atual tensão, criando condições para um reatamento do diálogo de seis lados”.

Nesta quarta-feira, continua a visita oficial à China uma delegação da Assembleia Popular Suprema da Coreia do Norte, liderada pelo presidente da instituição, Choe Thae-bok.

Apesar das pressões dos últimos dias por parte de Washington e Seul, Pequim adotou um tom neutro na atual crise, sem classificar os incidentes da semana passada na ilha de Yeongpyeong como um “ataque norte-coreano”, e sim como “uma troca de artilharia” entre as duas Coreias.

A China é o único aliado político da Coreia do Norte e seu principal fornecedor de ajuda econômica. Neste ano, ambos os regimes comunistas comemoram o 60º aniversário do início da Guerra da Coreia (1950-1953).

FONTE: R7.com Folha Vitória

3
Deixe um comentário

avatar
3 Comment threads
0 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
3 Comment authors
adrianoVaderjose carlos pe Recent comment authors
  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
jose carlos pe
Visitante

Proteje sim,a china tem a coreia do norte como uma zona de amortizaçao,nos tempos de guerra fria isso tinha um valor muito grande ,ainda nos tempos atuais esta utilidade e´consideravel.O fim da coreia do norte vai depender de uma negociaçao envolvendo TAIWAN,ou alguem tem duvidas quanto a isso?A china nao e´o brasiu que abre mao de questoes estrategicas em troca de PALETOS e tipinhas nas costas,eles possuem objetivos concretos . Entao as condicoes sao estas:COREIA unificada,TAIWAN incorporada.Oresto e´bla,bla ,pra vender armas e jornais.

Vader
Visitante
Member

jose carlos pe disse:
2 de dezembro de 2010 às 9:30

Faz sentido.

Sds.

adriano
Visitante
adriano

Concordo tmbn, pois ao contrario do Brasil eles sabem proteger o que é deles