Home Diplomacia Dilma: Apoio do Brasil ao Irã na ONU foi um erro

Dilma: Apoio do Brasil ao Irã na ONU foi um erro

295
45

O apoio brasileiro ao Irã na ONU foi um erro, afirmou a presidente eleita Dilma Rousseff.

Em entrevista publicada pelo jornal “The Washington Post”, Dilma Rousseff disse não concordar com o Brasil, que se absteve de votar uma condenação às violações de direitos humanos no Irã.

“Não concordo com o modo como o Brasil votou. Não é a minha posição”, afirmou a presidente, na primeira crítica pública à política externa do presidente Lula, que se aproximou recentemente do Irã.

Na votação, a ONU aprovou uma censura ao regime iraniano por violações de direitos humanos e pediu o fim dos apedrejamentos, da perseguição a minorias e de ataques a jornalistas. O Brasil foi um dos 57 países que se abstiveram na votação, sendo que outros 80 votaram a favor da condenação e 44 foram contrários.

A censura da ONU ao Irã foi motivada pela condenação à morte por apedrejamento de Sakineh Achtiani, acusada de adultério e de envolvimento no assassinato do marido. “Não concordo com as práticas medievais características que são aplicadas quando se trata de mulheres. Não há nuances e eu não farei nenhuma concessão em relação a isso”, garantiu Dilma Rousseff.

Países europeus e ONGs comemoram críticas de Dilma Rousseff ao Irã

Países europeus e ONGs na ONU comemoram as declarações da presidente eleita, Dilma Rousseff, de que estaria disposta a mudar o padrão de votação do País em resoluções que tratem das violações aos direitos humanos no Irã. Para governos, os comentários de Dilma ainda mostram o crescente isolamento que vive o Irã. Mas pedem que a mudança não se limite a temas relacionados com a situação da mulher e que todos os temas de direitos humanos recebam uma nova atenção do novo governo.

No domingo, Dilma declarou em uma entrevista ao Washington Post que a decisão do Itamaraty de se abster em uma resolução na ONU que condenava o apedrejamento foi um erro. Há apenas uma semana, o chanceler Celso Amorim havia defendido a opção de abstenção do Brasil, alegando que ele não votava “nem para agradar a imprensa e nem certas ONGs”. Pelas declarações, porém, que não gostou foi a própria presidente eleita.

Na Comissão Europeia, as declarações de Dilma foram também muito bem recebidas e uma mudança na posição do Brasil era esperada há anos. “O Brasil é uma democracia que tem um papel fundamental hoje nas relações internacionais. Estamos ansiosos para começar a trabalhar com a nova presidente”, afirmou Bruxelas, em um e-mail enviado ao Estado.

Nos bastidores, diplomatas europeus esperam que a declaração seja o início de uma mudança no posicionamento do Brasil, admitindo não apenas a necessidade de dialogar com os iranianos, mas também a necessidade de usar esse canal aberto com Teerã para pressionar o governo por modificações na proteção de direitos humanos no país.

Para Bruxelas, a declaração brasileira vem em um momento em que se revela que o Irã estaria mais isolado que nunca. Uma mudança na posição do Brasil seria, portanto, um golpe ainda mais duro. Nos últimos quatro anos, o tema iraniano alvo de uma controvérsia nas relações entre Bruxelas, Washington e Brasília. Enquanto o mundo criticava a opressão contra os manifestantes que saíram às ruas para protestar em relação às eleições vencidas por Mahmoud Ahmadinejad, Lula preferiu apenas dizer que eram protestos de “torcedores” do time derrotado. Lula chegou a comparar o evento a um jogo do campeonato carioca.

Lula ainda criticou a interferência inicial da comunidade internacional em relação ao apedrejamento de Sakineh Ashtiani, iraniana condenada à morte por adultério. Semanas depois, ofereceu asilo em um discurso de campanha para Dilma. Mina Ahadi, presidente do Comitê Internacional contra Execuções, comemorou a declaração de Dilma e quer agora enviar uma delegação ao Brasil para discutir com a nova presidente a participação do País na defesa de direitos humanos. “Uma mudança no padrão de votação do Brasil é muito importante. Sabemos como o Brasil é importante para o Irã e, portanto, ter o Brasil do nosso lado é fundamental”, disse Mina, que atua como uma espécie de líder da campanha de apoio à Sakineh.

Para Lucia Nader, da ONG brasileira Conectas, a posição de Dilma é positiva. Mas faz seu alerta. “Recebemos com esperança as declarações da presidente eleita, pois se o Brasil quer ocupar papel de destaque no cenário internacional não pode ser ambíguo em relação a princípios e valores”, disse.

“Cabe ressaltar que a Constituição Federal é enfática ao estabelecer que o Brasil deve reger-se em relações internacionais pela prevalência dos direitos humanos”, afirmou. “É ainda importante que a política externa seja mais transparente e aberta à participação da sociedade brasileira”, completou.

Na Anistia Internacional, a percepção é de que o Brasil seria o único país dos Brics que poderia de fato dar um peso maior às questões de direitos humanos na agenda internacional. Leon Saltiel, da ONG pró-israelense UN Watch, também elogiou as declarações de Dilma, mas espera que a mudança seja mais ampla. “Só esperamos que de fato a mudança ocorra na prática nas votações”, disse.

FONTES:

  • Estadão On-line
  • Diário de Notícias

NOTA DO BLOG: Parabéns Presidente Dilma, pela firmeza em sua declaração, que condena a violação aos direitos humanos. Isso, sim, é uma posição firme de Estadista, que não compactua e nem relativiza abusos praticados por regimes feudais autoritários, que desrespeitam as mulheres e tratam os direitos humanos com descaso.

45
Deixe um comentário

avatar
45 Comment threads
0 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
33 Comment authors
Jacubão (19 Kg mais magro, papai de novo e engordando de novo, puts...)DaGuerravoidmironga_110Marco Antônio Recent comment authors
  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
Miguel
Visitante
Miguel

Boa declaração tomara que ela se alinhe com os pólos dinâmicos dando mais visibilidade ao Brasil com as economias fortes detentoras de tecnologia e educação avançada.

-Eu acho que ela promete um governo austero e bom.

Saudações Senhores.

Bruno
Visitante
Bruno

Ainda que eu concordo com a nova mudança na Politica Externa do Brasil, não acho que temos o direito de querer mudar a legislação de um país.A pena de morte faz parte da CULTURA do povo iraniano, parte de sua religião, e ninguém tem o direito de julgar isso como certo ou errado.Os EUA querem abolir a pena de morte no Irã, então por que não fazer isso em seu próprio território?Qual a diferença entre apedrejar alguém ou eletrocuta-lo até a morte?

Ricardo - BH
Visitante
Ricardo - BH

O que de fato chama a atenção não é a fala da presidente eleita, a qual está alinhada com a nossa constituição. É esta a posição que se espera de qualquer presidente do Brasil.
O que é estranho é o contraste com o atual governo que, este sim, errou completamente a mão em certas questões de diplomacia internacional.
Apoiar regimes tirânicos como os do Irã e da Venezuela não fazem parte de nossa tradição democrática.
Realmente não sentiremos falta nenhuma do infeliz chanceler Celso Amorim, que já vai tarde.

Invincible
Visitante
Invincible

Eu não votei nela.

Mas estou começando a concordar e gostar de muitas das visões e posturas dela.

Principalmente se ele fizer um governo dela. No estilo dela e onde ela mande.

É uma vergonha que alguém não condene um absurdo macabro como um apredrejamento.

Enfim, isso demonstra carater e dignidade por parte dela. Está realmente de parabéns.

Lusitanium
Visitante
Lusitanium

Invincible disse:
“É uma vergonha que alguém não condene um absurdo macabro como um apedrejamento.”

Você disse tudo! Não sei como um país como um país como o Brasil com todas as suas tradições de liberdade pode alinhar com estes estados muçulmanos atrasados!

Pensam que eles gostam de “mulher nua” dançando samba?!?! Que acham que eles fariam a elas?

Berti
Visitante
Berti

Grata surpresa!

Também não votei nela, mas tomara que ela seja sempre assim. O mundo vai ver o Brasil com outros olhos a partir deste novo posicionamento em vez de se aliar a Venezuela, irã, e Cia.

Parabéns Presidenta, é assim que se faz

Almeida
Visitante
Almeida

Positivamente surpreso.

Será que ela vai acabar com as sandices do Itamaraty?

MatheusTS
Visitante
MatheusTS

Bem ela esta de parabens não esperava isso dela acho que ela vai aproximar mais agente do exterior se continuar assim….

Junior (SC)
Visitante
Junior (SC)

Essa surpreendeu, boa iniciativa, sinal de que não esta assim tão submissa ao molusco.

Biel
Visitante
Biel

A Dilma não é como o Mulla !

Graças a Deus!

Parabéns a nossa presidente pelas firmes declarações

M1
Visitante
M1

Como dizia minha professora na minha infância, 1 ponto no meu conceito.

Marcos Blumenau
Visitante
Marcos Blumenau

Não votei nela mas gostei da sua opinião…
Só gostaria de saber se ela falaria isso antes das eleições e como ficaria o barbudo…

claudio alfonso
Visitante
claudio alfonso

Gostei também da declaração, apesar de não ter votado nela nem no Mrs Burns. Apesar de que do ponto de vista religioso até a nossa bíblia prega a morte por apredejamento mas ainda bem que vivemos em um ESTADO LAICO e não numa teocracia.

defourt
Visitante
defourt

“Pensam que eles gostam de “mulher nua” dançando samba?!?! Que acham que eles fariam a elas?” Talvez tenha sido eu que não tenha entendido, mas achei a comparação infeliz. O fato de sermos brasileiros não significa que TODOS nós sejamos a favor que se ande pelado pelas ruas. Ou que Todos gostem de carnaval. Também temos nossas contradições e divergências como qualquer povo. Mas também temos pessoas, religiosas e não religiosas, que preferem outro “estilo de vida”, mesmo durante o período do “pode tudo”, o carnaval. A diferença é que apedrejamos sim colega e como, mas de uma outra foma:… Read more »

defourt
Visitante
defourt

claudio alfonso disse: 7 de dezembro de 2010 às 18:29 “…Apesar de que do ponto de vista religioso até a nossa bíblia prega a morte por apredejamento mas ainda bem que vivemos em um ESTADO LAICO e não numa teocracia.” O apedrejamento era nos primórdios dos tempos (velho testamento, até o surgimento de Jesus). Jesus ao se deparar com Maria Madalena depois de flagrante ADULTÉRIO (como o caso da Iraniana) e pouquíssimo antes que o povo a apedrejasse, disse: “Quem está livre de pecado que atire a primeira pedra.” e ainda depois de todos largarem as pedras disse a ela:… Read more »

Rodolfo
Visitante
Rodolfo

Já tenho muito mais respeito por ela que pelo Mula..

Andre
Visitante

Cuidado ! A Resposta vale mais do que mil palavras !

ditongo
Visitante
ditongo

Eu reescrevo o titulo da matéria, assim:

Dilma: Apoio do Brasil ao Irã na ONU foi um blefe

claudio alfonso
Visitante
claudio alfonso

Olá amigo Defourt mas acho que estais enganado, segundo o próprio (Jesus) ele não veio mudar uma vírgula do que estava escrito. Por essas e outras que fico feliz de não estarmos em uma teocracia.

Manock
Visitante

Senhor Manock,

Seu comentário foi editado, devido ao conteúdo ser inadequado ao assunto em discussão, bem como descumpre as normas de conduta do Blog.

USUÁRIO ADVERTIDO.

O usuário em questão deverá tomar conhecimento do conteúdo do tópico, onde estão postados os esclarecimentos sobre os motivos desta decisão administrativa, clicando aqui.

Não será aceito nenhum arrazoado baseado no desconhecimento do conteúdo do tópico supramencionado.

Administração Trilogia de Defesa

Cor Tau
Visitante
Cor Tau

“Manock disse: 7 de dezembro de 2010 às 19:11 A Arábia Saudita se enquadra nestas características? Porque se sim, os Norte-Americanos, que os apoiam, seriam um país sem estadista e sem posição firme, certo?! A China não respeita muito os direitos humanos, logo aqueles que negociam com os chineses não possuem posição firme, certo?! Os Russos que negociam com o Irã, não devem ter nenhum estadista e muito menos posição firme.. São tantos os exemplos… As Relações Internacionais não são pautadas pela moral cristã ou pelos “valores de novela da globo”. São pautadas pelos interesses objetivos das nações mais poderosas… Read more »

J. Claro
Visitante
J. Claro

para aqueles que durante o processo eleitoral afirmavam
que a dilma, caso fosse eleita, iria ser dominada pór lula,
pode ir se preparando pra ver que dilma é dilma e lula é lula.

espero que ela seja republicana sempre,e principalmente
na área da defesa e política externa.

Cor Tau
Visitante
Cor Tau

“A Arábia Saudita se enquadra nestas características? Porque se sim, os Norte-Americanos, que os apoiam, seriam um país sem estadista e sem posição firme, certo?! A China não respeita muito os direitos humanos, logo aqueles que negociam com os chineses não possuem posição firme, certo?! Os Russos que negociam com o Irã, não devem ter nenhum estadista e muito menos posição firme..” O voto é facultativo no Irã…..Qualquer cidadão com mais de 18 anos pode votar se quiser…..Isso é tabu ainda para as nossas mesas de votação regidas por políticos que se utilizam do velho voto de cabresto….Como lá…Aqui/”Nações mais… Read more »

Cor Tau
Visitante
Cor Tau

Não precisamos…Nem devemos aceitar que toda aquela gente mesmo “bem intencionadas” interfiram ou intervenham em “problemas dos outros”…Principalmente quando o passado os condena e lhes falta “FORÇA MORAL” para ensinar ou ditar qualquer coisa sobre isso ou aquilo na sociedade dos outros……..Fui claro elemento Manock………

http://www.youtube.com/watch?v=ed4t8yC6uR0

Cor Tau
Visitante
Cor Tau

O hipócrita é um paciente na dupla acepção da palavra…Calcula um triunfo e sofre um suplício….A premeditação indefinida de uma ação ruim acompanhada por doses de austeridade….A infâmia interior temperada de excelente reputação..Enganar continuadamente….Não ser jamais quem é…Fazer ilusão…É uma fadiga….Compor a candura com todos os elementos negros que trabalham no cérebro….Querer devorar os que o veneram….Acariciar…Reter-se…Reprimir-se…Estar sempre alerta…Espiar constantemente….Compor o rosto do crime latente…Fazer da disformidade uma beleza…Fabricar uma perfeição com a perversidade…Fazer cócegas com o punhal…Por açúcar no veneno…Velar na franqueza do gesto e na música da voz…Não ter o próprio olhar…Nada mais difícil….Nada mais doloroso…….0 odioso da… Read more »

Manock
Visitante

Cor Tau disse:
“Os fins justificam os meios”……Só faltava essa, o sujeito quer que as relações internacionais sejam pautadas pelos “interesses objetivos das nações mais poderosas do sistema internacional”

Parceiro, eu não quero que as relações internacionais sejam pautadas pelos interesses objetivos das grandes potências, mas esta é a REALIDADE, e queira vc ou não, mudá-la não depende da vontade do pastor ou do padre. O mundo é bem mais complexo que sua ilusão metafísica.

Reze menos e estude mais.

Manock

ze
Visitante
ze

Para quem não sabe, muito ANTES dessa entrevista ela deu outra acerca do mesmo tema.

Ela, então, disse que não só não concordava, como nada justificaria a decisão iraniana de condenar à morte por apedrejamento de Sakineh Achtiani.

Ato contínuo, e de forma direta, ela falou que os alegados usos e costumes de um povo, não dão carta branca para a violação dos direitos humanos.

Creio que o Celso Amorim é carta fora do baralho para a Dilma.

Dá para ver que ela não vai rezar pela cartilha do Lula.

Ela foi bastante veemente no que disse.

[ ]s

Manock
Visitante

COMENTÁRIO EDITADO

Senhor Manock,

Seu comentário foi, editado, devido ao conteúdo ser inadequado ao assunto em discussão, bem como descumpre as normas de conduta do Blog.

USUÁRIO ADVERTIDO.

O usuário em questão deverá tomar conhecimento do conteúdo do tópico, onde estão postados os esclarecimentos sobre os motivos desta decisão administrativa, clicando aqui.

Não será aceito nenhum arrazoado baseado no desconhecimento do conteúdo do tópico supramencionado.

Administração Trilogia de Defesa

Fabio
Visitante
Fabio

Lusitanium disse:
7 de dezembro de 2010 às 8:37
“Pensam que eles gostam de “mulher nua” dançando samba?!?! Que acham que eles fariam a elas?”

Acredito que eles não gostem, porém não fazem nada para acabar com o carnaval.

Wilton Cavalheiro
Visitante
Wilton Cavalheiro

Não votei nessa mulher, mas nessa ai ela esta de parabéns, errar é humano (Menezes hehe), persistir no erro……..

Cor Tau
Visitante
Cor Tau

“esta é a REALIDADE, e queira vc ou não, mudá-la não depende da vontade………. Reze menos e estude mais.” A noite está chuvosa, Poças formam-se nos logradouros. Um vira lata desvairado, delirante, Morde os pingos que caem, Enquanto olha para o alto e Contempla toda a beleza da lua. Molhado, faminto e mal cheiroso, Fixa o olhar e a imagina uma rainha nua, Mas como súdito de um mundo real, Revira lixo e rola na lama. Dos restos encontrados no monturo, Faz um delicioso banquete, E sob a marquise monta sua cama. Na sua angustia verte uma lembrança, Do mundo… Read more »

andersson
Visitante
andersson

AH, AH AH, Atomic Bomb!!!!!

Cor Tau
Visitante
Cor Tau

“vontade do pastor ou do padre. O mundo é bem mais complexo que sua ilusão metafísica. Reze menos e estude mais.” Antes de ser criada a Justiça todo mundo era injusto…..Os homens são animais muito estranhos….Uma mistura do nervosismo de um cavalo…Da teimosia de uma mula e da malícia de um camelo….Para que se pense que são sábios eles criticam até o céu………..Louvam-se ou criticam-se muitas coisas porque está na moda louvá-las ou criticá-las…..Elogiam o que conhecem e criticam o que ignoram……………As críticas não são outra coisa que orgulho dissimulado…Uma alma sincera para consigo mesma nunca se rebaixará à crítica………..A… Read more »

Fabricio Juliano
Visitante
Fabricio Juliano

“Manock disse: 7 de dezembro de 2010 às 19:11 As Relações Internacionais não são pautadas pela moral cristã ou pelos “valores de novela da globo”. São pautadas pelos interesses objetivos das nações mais poderosas do sistema internacional.” Muito bem dito, simples e contundente. Na verdade toda essa discussão acerca do “perigo iraniano” cai sempre no fato do mesmo estar quase conseguindo produzir armamento nuclear, o que evidentemente desestabilizaria a região e colocaria em risco o principal aliado ocidental, pelo menos dos americanos, que é Israel. Ou seja é uma clara forma de ir além de sanções e acabar intervindo militarmente… Read more »

Vader
Visitante
Member

Parabéns à Presidente Dilma por sua posição. Espero que ela EFETIVAMENTE se paute nas relações internacionais pelo que nossa Constituição Federal de 1988 elegeu como VALORES INALIENÁVEIS DO POVO BRASILEIRO, dentre os quais a defesa intransigente dos Direitos Humanos, UNIVERSAIS, ou seja, direitos que valem aqui tanto quanto na França, no Irã, na Venezuela, na China, em Cuba, na Antártida, na Atlântida ou em Júpiter! Que ela se paute pelos valores que, para nós brasileiros, valem OBJETIVA, IMPOSITIVA e IMPERATIVAMENTE, independente de nossa posição subjetiva. Senhores, a LEI “lato sensu” (e o valor subjacente a ela) não pergunta nossa opinião… Read more »

Cor Tau
Visitante
Cor Tau

O tempo é o senhor da razão……….

Soldier
Visitante
Soldier

Parabéns à Presidente Dilma.

Voltando para o Brasil faço apenas uma ressalva: Espero que ela ao levar em frente o PNDH 3 e ela resolva dar nome aos agentes do estado que mataram e torturam ela também dê nome aos bois do pessoal da guerrilha que também matou, torturou, sequestrou e assaltou.

Veremos se ela terá essa coragem pois, como todos sabem, muitos querem o reconhecimento apenas dos crimes cometidos pelos agentes do estado e deixar de lado os crimes cometidos pela guerrilha.

Manock
Visitante

“Que ela, enfim, siga o que determina a Constituição Federal, tomada como um todo.”

sem se esquecer do príncipio da autodeterminação dos povos, presente na carta da ONU e na nossa constituição.

Manock

tomas
Visitante
tomas

Seria para mim um disparate a Presidente Dilma, diante do seu histórico de vida, ser conivente com qualquer atitude contrária aos direitos humanos.
Parabéns pela postura de estadista que demonstrou em de suas declarações quanto ao Irã.
Agora tenho a esperança de que o Brasil se recolocará nos trilhos da diplomacia de estado e não numa diplomacia contaminada por ideologias político-partidária.

Marco Antônio
Visitante
Marco Antônio

A presidente eleita corrigiu um equívoco que não condizia com a história da atuação brasileira no cenário internacional. Espero que seja coerente e pragmática. Que condene também a Arábia Saudita, o Egito, Israel e outras nações apoiadas por EUA e UE por interesses escusos. Lula errou ao agir como estas nações (EUA e membros da UE) que escolhem os seus protegidos e ignoravam tudo o que faziam. Tem que condenar todo o ato atentatório aos Direitos Humanos.

mironga_110
Visitante
mironga_110

Agora eu me pergunto ! Será que aquele fato ocorrido com a nossa refinaria lá na Bolivia ela deixaria barato ???? , pro índio metido a ditador dos Andes ?

mironga_110
Visitante
mironga_110

Huum eu acho que ñ !!!!!!

void
Visitante
void

Eu também não votei nela, estava fora de meu domicílio eleitoral e mesmo se estivesse não teria votado nela. E como já dito acima também estou positivamente surpreendido pelas atitudes da presidente eleita. Agora acredito que ela não de moleza para Chavez, Morales e Lugo se pisarem no calo do Brasil.

DaGuerra
Visitante
DaGuerra

Não é suficiente. A declaração deveria ser pública, no Brasil, botando a cara. Não é questão de “minha posição” nem porque é mulher. A presidente eleita do Brasil deveria ser contra porque nosso país é totalmente avesso a atentados aos DH, questão que nos é muito grata, e liderar gestões contra o governo psicopata do “oios juntos”.

Jacubão (19 Kg mais magro, papai de novo e engordando de novo, puts...)
Visitante

É isso aí coroa. Vamos arrumar a bagunça que fizeram com a diplomacia brasileira.