quarta-feira, outubro 27, 2021

Saab RBS 70NG

Kadafi convida Brasil para ser observador da crise na Líbia

Destaques

Alexandre Galante
Jornalista, designer, fotógrafo e piloto virtual - alexgalante@fordefesa.com.br

Ditador diz que vai substituir empresas ocidentais por outras chinesas, russas e brasileiras

O governo de Muamar Kadafi convidou nesta quarta-feira, 2, o Brasil, a União Africana (UA) e os países da conferência islâmica a assumir o papel de observadores da crise política no país. A informação foi revelada há instantes pelo embaixador do Brasil na Líbia, George Fernandes.

O diplomata participou de um encontro promovido pela cúpula do regime de Kadafi, no qual o ditador fez um discurso transmitido pela TV estatal.

No pronunciamento, o coronel disse também que iria substituir bancos e empresas ocidentais que atuam na Líbia por outras de China, Rússia e Brasil.

FONTE: Estadão

- Advertisement -

8 COMMENTS

Subscribe
Notify of
guest
8 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
nassif.go
nassif.go
10 anos atrás

Este Sr. ainda manda na Libia ??? pelas informações que recebo diariamente de libios pelo facebook o governo desta senhor resume a capital Tripoli e mais nada.. Esta faltando remedio e diversos materiais hospitalares .
Gostaria de dizer : Go home Kadifi / freedom Libia.

Vader
10 anos atrás

“o coronel disse também que iria substituir bancos e empresas ocidentais que atuam na Líbia por outras de China, Rússia e Brasil.” Bom saber que também pro Kadafi (além da França) o Brasil não faz parte do “Ocidente”… 🙂 A verdade é que estamos tão “longe” do mundo civilizado que boa parte do mundo deve achar que ficamos na África, na Antártica, ou quiçá em Marte… 🙂 No mais, agora veremos se esse discursinho furado da Da. Dilma de “intransigência quanto aos direituzumanu” irá prosperar ou era só fogo de palha “amansa-gringo”, como soe ser coisa em governo de PT…… Read more »

Rodrigo
Rodrigo
10 anos atrás

Pode crer Vader, agora é a hora da verdade.

O Brasil poderia atuar como observador de uma maneira positiva, enviando pessoal habilitado para observar e marcar os alvos para a OTAN.

KKKKKKKKKKKKKK

Baschera
Baschera
10 anos atrás

KKKKKKKKKKKKKKKK……

Esta foi boa….. este Kadafi, se perder o emprego, poderia ser contratado para um quadro humorístico na Praça é Nossa….. hahahahahahahahaha…

Sds.

Dinho
Dinho
10 anos atrás

Hora da verdade que nada.

Se fosse assim, os maiores investidores nessas ditaduras não seriam os países desenvolvidos ocidentais, principalmente os EUA.

Era só o que faltava, abdicar de investir na Líbia pra fazer média com os EUA e Europa, e deixar pra eles explorarem.

Dinho
Dinho
10 anos atrás

Esse é um momento muito favorável ao Brasil, pois os países subdesenvolvidos “parceiros” dos EUA estão percebendo que na primeira crise, esses países são os primeiros a pedirem a cabeça dos líderes.

Só ver a democracia do Iraque, Egito, Arábia Saldita, etc.

O caso da Líbia é de uma vingança pessoal, pelo histórico de conflitos da guerra fria.

Só estavam esperando uma oportunidade.

Rodrigo
Rodrigo
10 anos atrás

Claro!

Vamos nos juntar a tudo que tem de ruim no mundo e criar a corrente anti-gringo…

O dia que isto acontecer até a internet que você usa para pregar tamanha atrocidade, você perderá.

Marco Antônio
Marco Antônio
10 anos atrás

hahahahahahaha Quanta ingenuidade!!! O governo só tomará uma posição isoladamente se tiver um baita idiota pra tomar esta decisão. Na minha opinião, é simples: só intervimos como mediador ou tomamos parte no boicote se assim for aprovado pela ONU. Não precisamos tomar parte e desagradar a qualquer lado. O Kadafi não é diferente do ditador egípcio do ponto de vista de desrespeito à democracia e aos direitos humanos. O tratamento dos “gringos” era diferente pq um era subserviente (posição que agrada a muitos). Eu penso que esta posição subserviente não condiz com uma pessoa que possa se considerar brasileiro. Agora,… Read more »

Últimas Notícias

Saab leva soluções para defesa e segurança civil para SITDEF 2021

A Saab exibirá sua ampla gama de soluções terrestres, aéreas e navais de ponta para defesa militar e segurança...
- Advertisement -
- Advertisement -