quarta-feira, julho 28, 2021

Saab RBS 70NG

A caminho do Front do Reno

Destaques

Alexandre Galante
Jornalista, designer, fotógrafo e piloto virtual - alexgalante@fordefesa.com.br

Para a compreensão subsequente dos fatos, porém, necessário se torna passar em revista certos antecedentes. A 15 de setembro, iniciara o Vº Exército sua ofensiva sobre Bolonha (eixo Florença-Bolonha), que então polarizava seu esforço de operações e o do inimigo. Na mesma ocasião, estreara o Dest. F.E.B. contra a Linha Gótica e a 11 de outubro chegava o 2º Escalão, que deveria se armar urgentemente, para participar ainda das operações do Vale do Serchio ( Garfagnano), com o Dest. F.E.B.. Em consequência, porém, da Reunião do Passo de Futa ( 30 de outubro), em que ficou assentado o adiamento para dezembro da Ofensiva de Bolonha, procedeu-se a um reajustamento da ordem de batalha do Vº Exército.

Devia a Divisão Brasileira, sob o Comando do General Mascarenhas, ser retirada do Vale do Serchio para o do Vale do Reno ( rocada), a fim de atuar cavaleiro da Rota 64 ( Pistóia-Bolonha), um dos eixos principais que conduziam a citada ofensiva de bolonha. Seria por isso, armada em uma semana ( 2º Escalão a que pertencia o REGIMENTO SAMPAIO), o que por motivos ponderáveis não foi possivel realizar. Em cumprimento de sua árdua missão, o General Mascarenhas fêz rocar o ex-Dest. F.E.B. ( agora fundido à Divisão) para o front do Reno, já de sua responsabilidade, onde substituiu a 1ª Divisão Blindada Americana e dela herdou uma situação tática difícil. Novas tropas se faziam necessárias à substituição integral dos americanos, ai bastante trabalhados. por outro lado, o Comando Americano decidira a realização de Operações Preliminares no Front do Reno, com a Divisão Brasileira, e as tropas em adestramento na Área de Pisa e Filetole, tiveram que ser aspiradas para o Vale do Reno.

E foi assim que o REGIMENTO SAMPAIO, graças a cooperação entre seus Batalhões (completamento de material bélico), e para o último, à do 11º Regimento de Infantaria (Regimento Tiradentes), teve que fazer seguir o seu Batalhão Syzeno (IIº), que na noite de 20 de novembro entrou em linha, seguindo-se o Batalhão Franklin( IIIº), na noite de 21, os quais substituiram respectivamente, o Batalhão Alípio e o Batalhão Silvino, do regimento Ipiranga. Por sua vez, a 22, o Cel. Caiado entrou na responsabilidade da defesa do Sub-Setor Oeste, instalando seu P.C. em Marano. O Grupo Souza Carvalho (IIIº) fazia o apoio de artilharia. A Companhia Serpa-Sá Campelo  (Obuzes) e o Batalhão Uzêda ( 1º) permaneceram porém, à disposição do Comando da Divisão, em Borgo a Capanne e Lustrola.

* A Cia. Sá Campelo entrou em ação pela primeira vez em Savignano, em apoio ao destacamento Nelson de Melo ( 22 de novembro). Na Cia. Tércio, o pelotão Protásio, destacado como fuzileiro, foi reforçar o Batalhão Syzeno, região de Braineta; e a entrada em linha da Cia como fuzileiro ( Pelotões Protásio, Bastos e Murilo), seu batismo de fogo foi a 4 de dezembro, para guarnecer a brecha com a saída de linha do esquadrão Franco ferreira no flanco esquerdo do Regimento (Vaina de Sotto), batendo o Vale de Marano.

Continua…..

- Advertisement -
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments

Últimas Notícias

Taiwan testará mísseis Patriot III nos EUA

TAIPEI (Taiwan News) - Os militares de Taiwan em breve testarão mísseis Patriot III no White Sands Missile Range...
- Advertisement -
- Advertisement -