quarta-feira, dezembro 1, 2021

Saab RBS 70NG

Tribunal do Camboja julga líderes do Khmer Vermelho por genocídio

Destaques

Alexandre Galante
Jornalista, designer, fotógrafo e piloto virtual - alexgalante@fordefesa.com.br

PHNOM PENH, Camboja – Já idosos e debilitados, os quatro principais líderes sobreviventes do brutal regime comunista do Khmer Vermelho do Camboja foram pela primeira vez a julgamento, nesta segunda-feira, em um tribunal apoiado pela ONU. Nuon Chea, de 84 anos, que era o principal ideólogo do grupo; o ex-chefe de Estado Khieu Samphan, de 79; o ex-ministro das Relações Exteriores Ieng Sary, de 85; e sua esposa, Ieng Thirith, de 79 anos, que serviu como ministra para Assuntos Sociais, faziam parte da cúpula de Pol Pot, líder do Khmer, que morreu em 1998.

Três décadas depois de comandarem o regime que deixou cerca de 1,7 milhão de mortos entre 1975 e 1979, os réus enfrentam acusação de genocídio, crimes contra a humanidade, crimes de guerra, perseguição religiosa, homicídio e tortura. Lado a lado e sem algemas, os quatro acusados não demonstraram qualquer reação na abertura do julgamento, que é transmitido pela TV nacional.

A segurança foi reforçada no tribunal, com dezenas de policiais na guarda e cerca de 500 espectadores. A maioria dos que assistem ao julgamento da galeria foi vítima do regime. Parentes de vítimas também acompanham do lado de fora.

Embora as sessões desta semana sejam estritamente processuais, com o testemunho e apresentação de provas previstos para começarem em agosto ou setembro, a audiência desta segunda marca a primeira aparição conjunta dos réus no tribunal, 32 anos após o Khmer Vermelho ter sido expulso do poder em 1979, com a ajuda de uma invasão vietnamita.

Com Pol Pot morto, esta pode ser a chance do país para condenar os acusados de manter “campos da morte” e promover a escravidão de milhões de cambojanos, embora todos os quatro se digam inocentes.

Saiba mais sobre o Khmer Vermelho

RIO – O tribunal de crimes de guerra do Camboja, que tem apoio da ONU, começou a julgar nesta segunda-feira quatro líderes do Khmer Vermelho. Saiba mais sobre o regime repressor instalado nos anos 1970 no país:

Chegada ao poder

Apesar de ter iniciado uma rebelião contra o governo ainda nos anos 1960, o Khmer Vermelho chegou ao poder no Camboja apenas em 1975. Na época, a organização comunista se aproveitou da derrubada do rei Sihanouk – deposto em um golpe chefiado por seu antigo primeiro-ministro – para formar uma frente nacional no exílio.

O Khmer Vermelho chegou a recolocar Sihanouk na chefia de Estado, mas pouco depois, com a renuncia do rei, seu líder máximo, Pol Pot, assumiu o poder.

Terror

Logo um regime de terror é instaurado no Camboja. Milhares de pessoas são presas, a população urbana é deslocada para fazendas coletivas de trabalhos forçados e a indústria nacional é praticamente eliminada.

Estima-se que, entre 1975 a 1979, o Khmer Vermelho tenha matado cerca de 2 milhões de pessoas – 20% da população do país, nesse período chamado Kampuchea Democrática.

Em 1975, com a chegada ao poder do Khmer, o governo encarregou Kaing Guek Eav, conhecido como Duch, de estabelecer um centro de interrogatório da polícia política do regime. Pouco depois, ele assumiu a prisão de Tuol Sleng (S-21), onde entre 14.000 e 16.000 pessoas, incluindo ministros, diplomatas, estrangeiros e milhares de crianças, foram torturadas e mortas.

Fim do regime

A aproximação com a China e a adoção de uma política agressiva em relação ao Vietnã levam o Camboja a ser invadido. Em 1978, as tropas vietnamitas, apoiadas pela URSS, instalam no poder dissidentes cambojanos.
Então, o regime do Khmer Vermelho já perdia o controle da máquina de repressão e, com a chegada cada vez mais intensa de presos a Tuol Sleng, Duch ordenava a aceleração das execuções, abrindo mãos dos interrogatórios.

O repressor, um dos últimos a fugir da invasão estrangeira, se refugiou nas selvas da Tailândia em 1979 e se misturou aos deslocados. Ele deixou o centro de tortura sem tempo de destruir milhares de documentos e fotos das vítimas.

Tribunal

Com a prisão, em 1999, do líder das forças remanescentes do Khmer Vermelho, a pressão aumenta para que os crimes do regime dos anos 1970 sejam julgados. O então primeiro-ministro, Hun Sen, que chegara ao poder por um golpe de Estado e que tinha muitos dirigentes do regime repressor em seu governo, cede aos pedidos um ano depois, e, com apoio da ONU, um tribunal especial para os crimes contra a Humanidade do Khmer Vermelho é instalado.
O primeiro réu condenado pelo tribunal foi Kaing Guek Eav, chefe de um centro de detenção onde mais de 14 mil pessoas morreram.

Pol Pot

O ditador Pol Pot reapareceu em 1997. O próprio Khmer Vermelho, na época um pequeno grupo guerrilheiro com poucos milhares de integrantes, o capturou e o condenou à prisão perpétua.

O maior responsável pela organização comunista e líder do regime nos anos 1970 morreu em 1998, em prisão domiciliar, supostamente de um ataque cardíaco.

FONTE: O Globo/ Agências Internacionais

- Advertisement -

28 COMMENTS

Subscribe
Notify of
guest
28 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Vader
Vader(@fbmenegazzo)
10 anos atrás

O Khmer Vermelho é mais um belo exemplo de como a utopia comuno/socialista funciona e leva paz, felicidade e prosperidade ao povo que se sujeita a ela.

Vader
Vader(@fbmenegazzo)
10 anos atrás
Wagner
Wagner
10 anos atrás

LEMBRANDO

que foi o exército COMUNISTA do Vietnâ quem finalmente invadiu o Camboja para destruir a ditaura do Khmer, enquanto que as galantes potências ocidentais não fizeram absolutamente nada para impedir o massacre.

O khmer, usando o nome do ” socialismo”, fez uma ditadura brutal e ninguém fez nada para impedir, até que os vietnamitas finalmente conseguiram reunir forças para invadir e vencer esses lunaticos.

Então, Parabéns aos COMUNISTAS do Vietnâ que pararam esse massacre.

Não vi nenhuma potencia capitalista fazer PORRA nenhuma…

Wagner
Wagner
10 anos atrás

E lembrando que o Vietna foi apoiado pela URSS na época.

Mas essas coisas, ninguem conta…

nãããoo

certas verdades incomodam… o “status quo” atual…

Curioso que eu não vi os lideres norte-americanos serem julgados pelo GENOCIDIO de DOIS MILHÕES de vietnamitas…

Que mundo engraçado esse…

Observador
Observador
10 anos atrás

O movimento comunista no Camboja foi criado por vietnamitas. Desde o começo houve o dedo (ou a mão, o braço e até o corpo inteiro) de comunistas vietnamitas nos movimentos de insurgência no Camboja. O Kmer Vermelho teve AMPLO e MACIÇO apoio do Vietnã do Norte, que lhes fornecia armas e abrigo seguro do seu lado da fronteira, sendo este apoio preponderante para a vitória do Kmer. Ou seja, quem criou o MONSTRO foram eles. Derrubar o Kmer Vermelho era o MÍNIMO que o Vietnã podia fazer. É claro, não podemos esquecer da responsabilidade dos comunistas franceses (aqueles mesmos que… Read more »

LuppusFurius
LuppusFurius
10 anos atrás

Observador
Eles estavam apenas fazendo controle de natalidade……..PÓS-NATAL…………
Assassino é assassino não importa a desculpa…..Politica,Religião,Etnica,Economica…..

Observador
Observador
10 anos atrás

Caro LuppusFurius:

Não meu amigo, apenas estavam tentando vencer uma aposta entre eles.

A aposta de quem conseguia fazer a maior pilha de crânios humanos…

LuppusFurius
LuppusFurius
10 anos atrás

AHAHAHAHAHAH!!!!!!!
Boa, Muito Boa……..
Valeu Observador ….

Luis
Luis
10 anos atrás

Que o governo americano já matou muita gente movido por interesses particulares, isso todo mundo sabe. Mas os governos comunistas ao longo do século XX e XXI mataram e ainda matam milhões de pessoas, isso os esquerdistas negam ou dizem que não é o “verdadeiro comunismo”. Diversas tentativas e nenhum sucesso?

Defender a URSS é o mesmo que defender o III Reich. Pode-se ser russófilo sem ser comunista assim como ser germanófilo sem ser nazista.

Wagner
Wagner
10 anos atrás

Eu sempre dou uma de Bismarck, na base do 6 x 1, mas, vamos lá ! ( numeros nao estao respectivamente) 1) “o contrário destes, não assassinaram milhões do próprio povo.” ( sobre os norte americanos) ERRADO: Assassinaram seus indígenas, que são mais legitimamente norte-americanos que aqueles que vieram da Europa. NORTE AMERICANO MATOU SIM GENTE DE SER PROPRIO POVO. 2) “”Ou seja, quem criou o MONSTRO foram eles”” . “”De modo oposto, alguns historiadores citaram a intervenção dos EUA e sua campanha de bombardeios (1965—1973) como um fator significativo que levou ao aumento do apoio do Khmer Vermelho entre… Read more »

Marine
Marine(@marine)
10 anos atrás

Nossa como esse post da sono…. Ainda bem que pra cada alienado do Brasil existem 10 sensatos! Bem deve haver uma excelente razao que leve a essa proporcao… Talvez seja porque os dez estao certos e os gatos pingados alienados errados. 😉 Hahahaha Tem gente que ate hoje perde a vida inteira olhando para o mundo como “bonzinhos” vs. “malvados” e nao consegue entender que pura e simplismente nacoes farao o que estiver no melhor dos seus interesses – se esses interesses forem comuns com outras nacoes amigas otimo, se nao “so sad, too bad”. A diferenca e que umas… Read more »

Luiz Paulo
Luiz Paulo
10 anos atrás

Marine disse:
28 de junho de 2011 às 12:31

“Ainda bem que pra cada alienado do Brasil existem 10 sensatos!”

Marine, parece que nos ultimos anos a razão tem se invertido cara… infelizmente… são em alguns nichos como a trilogia onde ainda há esperança… que hoje são minoria.

Mas no restante, principalmente educação, e educação na base, tá dificil… digo isso pq trabalho numa instituição de ensino…

Deem uma olha nesse link…. e olhem a denuncia de uma mãe, felizmente bem atenta. O governo já tirou a página, mas o pessoal tem tudo registrado, vale a pena ler.

Sds.

Luiz Paulo
Luiz Paulo
10 anos atrás

Bom ao que não cirão clicar no link, segue o depoimento. Mensagem enviada por Ana Paula Zatz Correia, em 02.09.2008 “Ontem, meu filho de 10 anos, voltou da escola (colégio particular, de classemédia) e me mostrou um site apresentado a ele pelo professor: http://www.plenarinho.gov.br/ Observei o ‘.gov.br’ e fui vasculhar um pouco mais a fundo o tal site. Entre vários tópicos sobre ‘cidadania’, ‘ecologia’, ‘ECA’, ‘em defesa dosdireitos humanos’ e outros, descubro, um link para uma reportagem especial, o comunismo pelo mundo: http://www.plenarinho.gov.br/noticias/reportagem-especial/comunismo-pelo-mundo Prestem atenção ao início dessa reportagem: ‘Já pensou em viver num país onde todos tenham tudo de… Read more »

Luiz Paulo
Luiz Paulo
10 anos atrás
Ivan
Ivan(@ivan)
10 anos atrás

Conta a lenda que em um país comunista, no auge da guerra fria, um certo ‘Cachorro’ muito comportado da fazenda foi ao posto de migração, que era controlado pelos ‘Porcos’, pedindo visto de saída para o ‘ocidente decadente e democrático’. Houve então um rápido diálogo entre o ‘Porco’ chefe do posto e o respeitador ‘Cachorro’, como se segue: P – Vc tem algo a dizer de sua moradia? C – Não posso reclamar de nada… P – Sua alimentação está garantida pelo Estado? C – Não posso reclamar de nada… P – Vc tem trabalho garantido? C – Não posso… Read more »

Marine
Marine(@marine)
10 anos atrás

Ivan, Hahahaha otima! Luiz Paulo, E por ai mesmo mas o interessante e que esse papo das supostas vantagens do comunismo ja morreu no resto do mundo 20 anos! Ninguem de mente sa no mundo ainda tem duvida de que o comunismo nao funciona! Esse debate ainda so existe na America Latina (que sempre foi um atraso de pensamento e instituicoes politicas) e nas cabecas dos progressistas, anarquistas, socialistas e comunistas revoltados da Europa e primeiro mundo que nao se contentam que a utopia pregada por eles jamais dara certo! O ser humano sempre e naturalmente desejara ter algo a… Read more »

Luis
Luis
10 anos atrás

[“Defender a URSS é o mesmo que defender o III Reich.” Isso é mera OPINIÃO iDEOLOGICA. Não existe comparação possivel entre a URSS e seus crimes a a Alemanha Nazista.] Existe sim, devido ao Tratado de Não-agressão entre Ribbentrop e Molotov, o III Reich invadiu a Polônia em 1/9/1939 e a URSS a invadiu também 2 dias depois, dividindo o país ao meio. Já ouviu falar no massacre de Katyn? Enquanto Hitler tocava o terror na Europa ocidental, a URSS não fêz nada e ainda tocou o terror na Polônia. Só depois que os alemães criaram o front oriental é… Read more »

Luis
Luis
10 anos atrás

[A URSS, principalmente sob Stalin e Kruchev, cometeu erros terriveis, mas lutou ao lado dos proprios norte americanos para vencer o nazismo e libertar a Europa. Porque será ???] Porque os aliados ocidentais dependiam da URSS para ajudar a parar a máquina de guerra nazista. Os EUA forneceram equipamentos e matéria prima para a URSS reequipar suas FFAA. A URSS pagou por isso? A Grã-Bretanha sim, ano passado terminou de pagar. o front ocidental foi, em sua maior parte, dentro do território soviético. [” aah foram crueis nessa libertação” . Foram. As B 17 americana foram igualmente crueis.] A tomada… Read more »

Wagner
Wagner
10 anos atrás

Da mesma forma que se eu for no Iraque dizer que adoro os americanos, podem me matar na hora… Depende de onde vc está. Quanto aos crimes americanos, preciso começar ?? Discursos muuito bonitos, mas nao mudam nada do que eu escrevi. é sempre tudo uma questão de ponto de vista… E não adianta xingar: não existiriam mais eslavos sem a URSS. E eles na Russia., se sobrevivessem, seriam escravos dos norte americanos, dos nazistas, japoneses ou de seja la quem for, não fosse o podem militar soviético. O legado da URSS está em toda parte. Sem o sistema soviético,… Read more »

Wagner
Wagner
10 anos atrás

GALANTE

Finalmente confessou que não gosta da esquerda ??

Por isso vc permite criticas constantes a esquerda, não é mesmo ???

Por isso vc permite frases como ” Todo esquerdista é isso ou aquilo” , e vc nao se incomoda nem um pouco em cortar isso. O preconceito contra a esquerda é permitido, então.

Então tá né…

O EDITOR NAO DEVIA TOMAR PARTE NESSAS DISCUSSÕES.

Estou decepcionado…

Marine
Marine(@marine)
10 anos atrás

Zzzzzzzz……

Wagner
Wagner
10 anos atrás

Um detalhe : eu não sou de esquerda e portanto, não cabe a mim defender o comunismo. Seja la isso o que for. Mas defendo os meritos e o trabalho do povo russo. O que eu acho errado é malhar as pessoas, as nações, com base num unico ponto de vista, generalizando todos, sem ver o outro lado da moeda. Mesmo sendo contra os EUA, eu sei reconhecer os meritos deles. Acho-os crueis, mas fizeram tambem coisas boas. Na medicina, nas ciências, na tecnologia. Tal como muitos paises, inclusive a propria URSS. Mas dizer que a URSS só foi coisa… Read more »

Observador
Observador
10 anos atrás

(suspiro) Não posso me conter em falar sobre a comparação entre os massacres comunistas e o genocídio dos povos indígenas nos EUA, quando falei que estes não massacraram milhões do seu próprio povo. Não que o massacre não tenha sido feio. Realmente o foi. Porém, as diferenças são gritantes. Primeiro, o massacre indígena foi feito no contexto do colonialismo vigente nos séculos XV à XIX, e não no contexto da Guerra Fria Capitalismo X Comunismo. Os colonos europeus queriam terras, enquanto os comunistas queriam simplesmente destruir quem pensasse diferente, pois alguém assim só podia ser considerado ameaça ao “status quo”.… Read more »

Observador
Observador
10 anos atrás

Em tempo:

Para mim chega desta discussão. Já cansou.

Bem fez o Marine em pegar no sono.

Luis
Luis
10 anos atrás

Volto a dizer: Defender a URSS é o mesmo que defender o III Reich. Pode-se ser russófilo SEM SER COMUNISTA assim como ser germanófilo sem ser nazista.

A Alemanha não surgiu em 1933 assim como o Império Russo não surgiu em 1917. Um dia, alguns russos e russófilos entenderão isso e colocarão uma pedra sobre este passado medonho.

Finalizando,

Jesus multiplicou os pães, não estatizou as padarias, nem exterminou quem não gostava dele ou não seguia a palavra de Deus!

Joker
Joker(@icararaujo)
10 anos atrás

Chega de falar sobre politica e ficar com politicagem… Já foi levantada a bola de se analisar o quadro do Camboja durante os movimentos revolucionarios e contra-revolucionarios, além do processo de pacificação e cessar-fogo posto pela ONU(independente da forma em que os rios chegaram ao oceano). Retirando as questões de politicagem e sensos acerca de questões politicas dos diferentes lados que estavam em disputa pelo poder no Camboja, lembrar que eram pelo menos 4 a grosso modo(“Khmer Vermelho”, “monarquistas”, “nacionalistas” e “grupos extrangeiros”). Lembrar que a ONU teve muito trabalho na pacificação pelos extensos campos minados, febre amarela/malaria, cenario politico… Read more »

Joker
Joker(@icararaujo)
10 anos atrás

Como eu tentei levantar como seria uma operação de desativação de minas em um ambiente de selva/densa vegetação?

Como controlar doenças altamente infecto-contagiosas numa tropa de paz em um lugar de poucas ou quase nenhuma condições sanitarias?

Como fazer o controle da circulação de não-combatentes entre regiões dominadas por diferentes facções?

Uma pouco mais historica do quadro do Camboja, analisar o combate de guerrilha em selva, poderiamos aprender algo pra o contexto amazonico?

Queria ver se alguem se propoem a sair da politicagem e ideologias baratas de botequim enquanto os “comunistas” tomam coca-cola e os “capitalistas” tomam vodka.

Últimas Notícias

EDEX 2021: GIDS do Paquistão revela o SHAHPAR-II, drone armado de média altitude e longa duração

O conglomerado de defesa do Paquistão, Global Defense and Industrial Solutions (GIDS), revelou uma versão armada de seu drone...
- Advertisement -
- Advertisement -