Home Divulgação 6º Seminário do Livro Branco de Defesa Nacional em agosto

6º Seminário do Livro Branco de Defesa Nacional em agosto

155
1

Informamos que as inscrições para o 6º Seminário do Livro Branco de Defesa Nacional (LBDN) a ser realizado na cidade de São Paulo/SP, nos dias 30 e 31 de agosto, estão abertas e podem ser realizadas através do site http://livrobranco.defesa.gov.br.

Local do evento: Hotel Bourbon Convention Ibirapuera, Av Ibirapuera, 2927, Moema.

As vagas são limitadas.

ENTRADA FRANCA

Segue a programação:

TRANSFORMAÇÃO DA DEFESA NACIONAL
“A Indústria de Defesa como indutora da Transformação da Defesa Nacional”

30 e 31 de agosto de 2011
São Paulo -SP

PROGRAMAÇÃO

Dia 30 de agosto, manhã:

8h00 às 9h00 – Credenciamento
9h00 às 9h30 – Abertura Solene

PAINEL: A INDÚSTRIA DE DEFESA NACIONAL
Este painel estabelecerá diagnóstico da base industrial de defesa brasileira e apontará suas perspectivas no que concerne à expansão dos investimentos no setor, no marco das políticas de desenvolvimento da produção e inovação na indústria brasileira. Além disso, tratará de identificar as necessidades da indústria de defesa nacional e sua relação com as mudanças em curso nas Forças Armadas brasileiras, tendo como estudo de caso a transformação do Exército Brasileiro.
Moderador: Jairo Candido – Diretor do Departamento de Defesa e Segurança – FIESP

9h30 às 10h00 – Dr. Arturo Antonio Puricelli – Ministro de Estado da Defesa da Argentina Possibilidades de cooperação regional para planejamento e articulação dos canais de obtenção de meios materiais para a Defesa: aquisição, produção, pesquisa e desenvolvimento.

10h00 – 10h30 – Orlando José Ferreira Neto – Presidente da Associação Brasileira das Indústrias de Materiais de Defesa e Segurança – ABIMDE
A Base industrial de Defesa brasileira: diagnóstico, perspectivas e necessidades

10h30 às 11h00 – Coffee Break

11h00 às 11h30 – Eduardo Marson Ferreira – Presidente da Helibrás
A singularidade do mercado de produtos de defesa e a sua importância para o desenvolvimento nacional.

11h30 às 12h00 – General-de-Divisão Mattioli – Secretaria de Produtos de Defesa – MD
A importância da base industrial de Defesa na transformação do Exército Brasileiro

12h00 às 13h00 – Debates

13h00 às 15h00 – Intervalo para o Almoço
Dia 30 de agosto, tarde:

PAINEL: CIÊNCIA, TECNOLOGIA E INOVAÇÃO
O painel visa examinar a relação entre a produção cientifica e tecnológica nacional e sua contribuição para realizar inovações na indústria de defesa brasileira. Tratará, ainda, de analisar os processos de cerceamento tecnológico prevalecentes no setor e de indicar caminhos que levem à superação das dificuldades ora enfrentadas para oferecer à indústria nacional condições ideais para inovar, levando-a à fronteiras tecnológicas observadas em setores específicos da indústria de defesa mundial. Parte da discussão se concentrará em estudo de caso referente à indústria nuclear.
Moderador: Brigadeiro-do-Ar Delano Teixeira Menezes

15h00 às 15h30 – Doutor Glaucius Oliva, Presidente do CNPq
Ciência, tecnologia e inovação no Brasil: a defesa nacional nas políticas de desenvolvimento cientifico e tecnológico brasileiras

15h30 às 16h00 – Senhor Roberto Nicolsky, Diretor Geral da Sociedade Brasileira Pró-Inovação Tecnológica – PROTEC
Medidas de impacto no curto, médio e longo prazo para reduzir déficits tecnológicos na indústria brasileira: o caso da indústria de defesa

16h00 às 16h30 – Coffee Break

16h30 às 17h00 – Doutor Mauro Borges Lemos, Presidente da Agência Brasileira de desenvolvimento Industrial – ABDI
Ações da ABDI para promover a base industrial de Defesa no Brasil

17h00 às 17h30 – Contra-Almirante Carlos Passos Bezerril, Diretor do Centro Tecnológico da Marinha em São Paulo
Cerceamento tecnológico e inovação no campo nuclear – a experiência da Marinha do Brasil e lições para outros setores da indústria

17h30 às 18h30 – Debates e encerramento do primeiro dia.

Dia 31 de agosto, manhã:

MESAS REDONDAS : 09H00 ÀS 10H30

Sala 1. O Estado Brasileiro e a Identidade Nacional
Debatedor: Delano Teixeira Menezes – Ministério da Defesa
09h00 – 10h00 – Apresentações
10h00 – 10h30 – Debates

Sala 2. O Ambiente Estratégico para o Século XXI
Debatedor: Antonio Jorge Ramalho da Rocha – UNB
09h00 – 10h00 – Apresentações
10h00 – 10h30 – Debates

Sala 3. A Transformação da Defesa Nacional
Debatedor:
09h00 – 10h00 – Apresentações
10h00 – 10h30 – Debates

10h30 – 11h00 – Coffee Break

MESAS REDONDAS : 11H00 ÀS 12H30

Sala 1. A Defesa e o Instrumento Militar
Debatedor: Delano Teixeira Menezes – Ministério da Defesa
11h00 – 12h00 – Apresentações
12h00 – 12h30 – Debates

Sala 2. A Sinergia entre a Defesa e a Sociedade
Debatedor: João Roberto Martins Filho – UFSCar
11h00 – 12h00 – Apresentações
12h00 – 12h30 – Debates

Sala 3. O Financiamento da Defesa Nacional
Debatedor: Alberto Pfeifer – USP
11h00 – 12h00 – Apresentações
12h00 – 12h30 – Debates

12h30 às 14h30 – Almoço

Dia 31 de agosto, tarde:

3º Painel: O financiamento da Indústria de Defesa Nacional
Este painel examinará as condições de financiamento da base industrial de defesa brasileira, salientando as condições institucionais de sustentação de projetos de grande vulto que produzam resultados extensivos a setores civis da indústria nacional. Do ponto de vista conceitual, discute o problema do financiamento de projetos específicos no marco da economia da defesa, utilizando como exemplo estudo de caso elaborado pela Força Aérea Brasileira, cuja experiência na formulação de projetos de grande vulto historicamente envolveu, entre outros aspectos, contatos mais intensos com fontes de financiamento internacional.
Moderador: Roberto Godoy

14h30 às 15h00 – Doutora Maria Lúcia de Oliveira Falcón, Secretária de Planejamento e Investimentos Estratégicos do Ministério do Planejamento
Projetos de grande vulto no âmbito da defesa nacional: emprego dual, viabilidade orçamentária e seu impacto na promoção do desenvolvimento sustentável no longo prazo

15h30 às 16h00 – Professor Marco Aurélio de Sá Ribeiro, FGV/ PUC-Rio
A Economia de defesa e o financiamento da base industrial de defesa brasileira em perspectiva comparada

16h00 às 16h30 – Coffee Break

16h30 às 17h00 – Brigadeiro-do-Ar Carlos Augusto Amaral Oliveira
A experiência da Força Aérea Brasileira na condução de projetos de grande vulto: lições aprendidas sobre financiamento, articulação no âmbito da indústria e off set

17h00 às 18h00 – Debates

18h00 às 18h30: Encerramento

Subscribe
Notify of
guest
1 Comentário
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Paulo Costa
Paulo Costa
9 anos atrás

Vai ser interessante este debate.Com a compra de equipamento militar aumentando,mesmo sendo importado,
muitas peças começam a ser fabricadas no pais.
Com a chegada do CC Leopard 1A5,em Santa Maria no RS,
eles fizeram um campo de tiro/treinamento parecido
com um da Otan,existe em DVD,com alvo rebatendo com impacto da granada,e alvo movel,torre de controle e tiro,
muito bom.