domingo, dezembro 5, 2021

Saab RBS 70NG

China nega ter vendido armas para Kadaffi

Destaques

Guilherme Poggiohttp://www.forte.jor.br
Editor da Revista Forças de Defesa

A China negou hoje (segunda-feira) ter fornecido armas ao governo de Muammar Kadhafi em suas últimas semanas no poder, mas assegurou que autoridades líbias visitaram o país asiático em Julho de 2011 para realizar negociações com “empresas interessadas.

Um porta-voz do ministério dos Negócios Estrangeiros respondeu assim às informações de um jornal canadiano, segundo as quais Pequim ofereceu armas ao então líder líbio, e manteve contactos secretos para enviá-las através de Argélia e África do Sul.

“Em Julho de 2011, o governo de Kadhafi enviou alguém à China, sem o conhecimento do governo chinês, para manter contactos com representantes de empresas interessadas”, disse à imprensa a porta-voz Jiang Yu.

“As empresas chinesas não forneceram material militar para a Líbia, de forma directa ou indirecta. Estas empresas não assinaram contratos para a venda de armas (…) à Líbia”, assegurou.

A China “não permite acções que violem as resoluções da ONU”, acrescentou.

FONTE: Angola PRESS

- Advertisement -
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments

Últimas Notícias

23° Esquadrão de Cavalaria de Selva recebe instrução sobre simulador da Viatura Blindada Guarani

Tucuruí (PA) – Entre os dias 23 e 24 de novembro, o 23° Esquadrão de Cavalaria de Selva (23...
- Advertisement -
- Advertisement -