Home Divulgação 1964 – A Verdade

1964 – A Verdade

100
24

Subscribe
Notify of
guest
24 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
masadi45
8 anos atrás

Acho producente que o exército dê a versãodo seu lado na participação dos episódios do golpe de 64, para servir de base poderação para as futuras gerações. Porém, que isso se dê aos dois lados envolvidos.
Infelizmente em nosso passado recente, quem se acostuma com a excessão muito dificilmente se acostumará com a regra. Cabe aprimorar a democracia dia-a-dia , sem mais excessões e, sendo corajoso o suficiente para enfrentar o passado.
Acho que o nosso exército foi sim , bode expiatório das elites dominantes da época, em todos os níveis.

aldoghisolfi
aldoghisolfi
8 anos atrás

MASADI45: se me permites, ’64 não foi golpe! Foi contra-golpe. O golpe estava sendo perpetrado pelo Jango e pelo Brizola que estavam buscando a cubanização do País; em nível tal, que o Che andava solto por aqui.

Blind Man's Bluff
Blind Man's Bluff
8 anos atrás

KKKK! Contra golpe? O trapalhão foi eleito democraticamente! Ele se deu mau quando tentou realizar a reforma agraria. Seja imparcial pelo menos!

Contra-golpe….pffff
Só se for contra golpe, um gancho de “direita” da elite latifundiária, aí sim, concordo com vc!

Marcos
Marcos
8 anos atrás

Há farta documentação de que grupos de esquerda financiados por Cuba, União Soviética, China e até Coréia do Norte trabalhavam para instalar uma ditadura de esquerda no Brasil e outros países da América Latina. Disso não resta mais dúvida.

As ações das FFAA foram no sentido de deter esse processo.

Após o “Golpe”, “Contra-Golpe”, “Revolução” ou “Contra-Revolução”, esses mesmos grupos de esquerda, orientados principalmente por Castro, passaram a operar no Brasil através de ataques terroristas, o que levou os militares a endurecerem ainda mais a coisa.

Isso é assunto mais que batido.

Passo a régua.

paulsnows
paulsnows
8 anos atrás

E la vamos nos de novo…

Observador
Observador
8 anos atrás

Caro Blind Man’s: A única coisa boa que o Jango trouxe para o seu governo foi a primeira-dama. De resto, foi um político, incompetente, corrupto e demagogo como qualquer outro. Não foi só a reforma agrária que ele queria fazer: ele queria estatizar companhias elétricas, grandes empresas farmacêuticas, químicas e outros grandes empreendimentos. Se ele tivesse permanecido no Poder, teria uma trajetória igual a de Perón na Argentina ou a de Fidel em Cuba. Seria uma tragédia para o Brasil, que apenas começava a se industrializar e se modernizar. Na verdade, não foi a reforma agrária que o derrubou: foi… Read more »

masadi45
8 anos atrás

Prezado, aldoghisolfi. Só existe uma verdade que é a factual. Nos fatos relacionados , o que consta é que o país vivia uma democracia plena, com suas instituições funcionado,apesar dos pesares, nada diferente do que hoje ocorre. Da renúncia do Sr Jânio,e a tentativa de impedimento de assumir a vacância pelo Sr Goulart, só isso já caracterizaria uma afronta a própria constituição à época. O que seria essa Cubanização? Será que o Sr João Goulart, aplicaria um golpe de canetada? Ou a mera menção de haver uma reforma agrária , em um país injusto, excludente e desigual como era o… Read more »

Observador
Observador
8 anos atrás

Caro masadi45: A fantasia é sempre mais sedutora que a realidade. Sugiro ao colega olhar as estatísticas dos governos ditos comunistas e/ou socialistas. NENHUM, eu digo NENHUM trouxe benefícios ao seu povo. Com exceção de melhorias pontuais, geralmente na educação e/ou saúde pública (e insessantemente propagandeadas), geralmente estes regimes só trouxeram ruína e mortes aos seus povos. Isto porque os “revolucionários”, ou melhor, a quadrilha que assumia o Poder nunca estava lá muito preocupada em ajudar o seu povo: o negócio era varrer do mapa o antigo regime (e seus simpatizantes) e manter-se no Poder. Sem falar nesta falácia da… Read more »

giordani1974
giordani1974
8 anos atrás

Enquanto se discute o sexo dos anjos, prosseguem os pedidos de “indenização” e o erário público, sistematicamente sendo dilapidado…

hamadjr
hamadjr
8 anos atrás

Caro Masadi sua argumentação esta correta tanto como tese como síntese, a antítese fica por conta daqueles que pregaram a percepção de o mundo só era feliz a made in usa. Qto ao sexo dos anjos tem gosto para tudo, alguns para TFP outros para Soberania, sendo que este último ainda não chegou.

Blind Man's Bluff
Blind Man's Bluff
8 anos atrás

Esse papo de golpe dos vermelhos pelo trapalhão Goulart é mais que um papinho pra boi dormir! Nem com apoio de Cuba, China e Russia juntos, o trapalhão nao ia da um golpe pelo simples fato que todos nos ja sabemos, as FAs sao direitopatadas e sem o apoio das mesmas num pais com as dimensoes do Brasil isso é impossivel. O que que aconteceria por ventura seria uma separaçao. Latifundiários conservadores coroneis no Brasil do norte e o desenvolvimento industrial no Brasil do Sul. Uma pena que nao funcionou e o Brasil é essa m.rda que nao funciona de… Read more »

Luiz Paulo
Luiz Paulo
8 anos atrás

Observador disse:
6 de março de 2012 às 21:27

Parabéns pela paciência! Sou novo, mas já cansei de mostrar aos alunos de onde trabalho eque os professores de história só contam meio lado… Professores também. Parece um virus dificil de curar essa vontade de trazer a realidade pro seu lado…

Imagino que vc já tenha tido muito mais embates e ainda assim permanece paciente, rs.

masadi45 disse:
6 de março de 2012 às 19:37

Sobre a cubanização do Brasil a partir de 61, segue uma históriadora esquerdista com boa documentação.

http://www.historia.uff.br/nec/materia/artigos/o-apoio-de-cuba-%C3%A0-luta-armada-no-brasil-o-treinamento-guerrilheiro

Sds.

allyssonvieira
allyssonvieira
8 anos atrás

Caros colegas, Pelo que alguns andam escrevendo, e até o ponto de citarem e denegrirem os professores de história, fiquei realmente perplexo. Os professores de História tem a dura missão de levar os acontecimentos e fatos até o conhecimentos de nossas crianças e jovens, mas nunca nos é dado o direito de determinar a verdade “absoluta”, pois isso não existe. A história é feita de visões, versões e pedaços, muitas vezes incompletos, muitas vezes tendenciosos. Cabe ao professor, apresentar os fatos e orientar os alunos a montar o mosaico da História, perguntando, criticando e até mesmo duvidando do que lhes… Read more »

Requena
Requena
8 anos atrás

Se tivesse que escolher entre uma ditadura militar e essa democracia dos “cumpanheiros”, o governo mais corruPTo da história deste país, prefiro bater continência do que ver esse bando de criminosos sanguessugas roubando todo dinheiro público sob as vistas da lei, que privilegia essa corja com a impunidade.

Antonio M
Antonio M
8 anos atrás

Blind Man’s Bluff disse:

Hitler, Collor e tantos outros também foram eleitos pelo voto popular. Isso não deve servir de “sal conduto” para manter a permanência de alguém no poderpara que possa pazer que quiser. O golpe acabou sendo uma saída, a ditadura prolongou-se e criou problemas mas o grande problema e que não evitou que agora aqueles a quem combateram assumissem o poder.

Luiz Paulo
Luiz Paulo
8 anos atrás

allyssonvieira disse: 7 de março de 2012 às 21:56 Sei da nobre missão dos professores de história mostrarem os fatos aos alunos, e assim deveria ser de fato, mas não é. Não fique assustado, minha assertiva a respeito do ensino de história é apenas uma constatação a respeito do ensino de humanas no Brasil. Você pode ser um exceção, mas infelizmente a regra é como disse. Para conferir um pouco – http://www.escolasempartido.org O mal de muitos que ensinam a história no Brasil infezlimente é mostrarem apenas o lado que convem a quem ensina, levando em conta a ideologia. Os livros… Read more »

Antonio M
Antonio M
8 anos atrás

errata: “salvo conduto”

Luiz Paulo
Luiz Paulo
8 anos atrás

Galante disse:
8 de março de 2012 às 12:56

Que bom saber! Acho que vocês podem corrigir as falas e ponderar melhor sobre os comentários. Seria um ganho e tanto na discussão.

Sds!

Vader
8 anos atrás

Não entendo umas coisas.

Se a esquerdalha suja pode se reunir em “fóruns sociais mundiais” (“mundiais” que só acontecem no Brasil e em outras favelas do mundo, hehe), onde se prega abertamente sua doutrina inchada de cadáveres, porque os militares não podem pacificamente se reunir sem que a esquerdalha fique toda ouriçada?

Não é “democracia”?

Ou será que a esquerdopatia não é tão democrática quanto quer nos fazer crer? 😉

allyssonvieira
allyssonvieira
8 anos atrás

Caro Luiz Paulo, Analisar e estudar a história é uma ciência, embora muitos não saibam e outros nem tentem. O professor utiliza os materiais didáticos como uma ferramente, e não como uma tábua de salvação, portanto, é preciso diferenciar os fatos históricos dos achismos duvidosos, mesmos nos livros de história. Não vou começar a comentar Revolução Francesa e nem misturar Revolução Industrial com o tema deste bate-papo. Lá em cima, eu apenas citei os fatos. Não tomei partido, dizendo o que foi melhor ou o que poderia ter sido melhor, mesmo porque, isso seria futurologia, não é minha área. Você… Read more »

Observador
Observador
8 anos atrás

Para encerrar…

Sobre Goulart, ele estava fazendo com o Brasil exatamente o que o Peron fez na Argentina, confome descrevi acima. AINDA BEM que o tiraram do Poder, porque a maldição peronista inviabiliza a Argentina até hoje.

Sobre as manisfestações dos militares, continuo apoiando. A verdade deve ser dita.

Se não, cairemos na exata situação descrita por Martin Luther King, em uma de suas famosas frases:

“O que mais preocupa não é o grito dos violentos,
nem dos corruptos, nem dos desonestos, nem dos sem ética.
O que mais preocupa é o silêncio dos bons.”

leonardo137
leonardo137
8 anos atrás

Eu juro que eu me choco em saber que essa discussão ainda existe. E mais ainda quando leio os argumentos. Dizer que a ditadura foi necessária para evitar uma revolução comunista? Cria-se então uma ditadura de direita para justificar o não surgimento de uma de esquerda? Então é assim, a democracia existe somente se atender a um modelo aceito? Isso me lembra o Hitler, justificando que o genocídio dos Judeus era necessário para livrar a Alemanha das forças que a levavam a derrota e a miséria. Aproveitando aí quem falou de hilter… Ele foi nomeado chanceler. Porém só se tornou… Read more »

Luiz Paulo
Luiz Paulo
8 anos atrás

allyssonvieira disse: 9 de março de 2012 às 12:22 Sobre as minhas colocações e os erros que apontei. Do início. “A ditadura dos militares foi um golpe de direita. “Ah, mas se fosse o golpe da esquerda, seria pior!” Ninguém sabe, são conjecturas. O fato é que o golpe dos militares derrubou um governo legalmente constituído…” Foi exatamente a essa parte que me referi e é ai onde, como disse, muitos professores param e isso é o erro. Quando vc se atem a isto somente, outros fatos que explicam o contra-golpe são esquecidos, no caso de muitos professores propositadamente. Vi… Read more »