sexta-feira, abril 16, 2021

Saab RBS 70NG

Lança-granadas automático QLB-06

Destaques

A arma acima é o lança-granadas automático QLB-06 fabricado pela empresa chinesa Poly Technologies. A QLB-06 pesa 9,1kg vazio e tem alcance de até 1 km contra alvos de área ou 600 metros contra alvo de ponto. O carregador pode levar 4 ou 6 tiros. O QLB-06 é usado a nível de grupo de combate ou pelotão podendo ser usado contra tropas e blindados. A munição de 35mm pesa 250g com raio letal de 10 metros. A munição anti-carro pode penetrar 80-mm de blindagem RHA.

- Advertisement -

8 COMMENTS

Subscribe
Notify of
guest
8 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Mauricio R.
Mauricio R.
9 anos atrás

OFF TOPIC…

…mas nem tanto:

Na falta de um tópico mais apropriado, vai aqui memsmo, afinal tb é chinês!!!

O veículo 8 X 8 ZBL-09 e seus derivados:

(http://china-defense.blogspot.com.br/2012/04/zbl09-assault-gun.html)

(http://china-defense.blogspot.com.br/2012/04/photo-of-day-other-recently-surfaced.html)

Um país que prototipa, qndo precisa, tem.
Vê se aprende, Brasil!!!

Bosco Jr
Bosco Jr
9 anos atrás

Interessante essa arma que não tem similar no ocidente.
Por estas bandas não há nenhum lançador de granadas de alta velocidade de uso individual.
A exceção fica por conta da XM-109 de 25mm (25 x 59 mm) que ainda, que eu saiba, não está em uso operacional embora tenha concluído seu desenvolvimento.

Vader
9 anos atrás

Glaison Santos e Leonardo Borges (FB):

A peça da arma a que vcs se referem chama-se quebra-chamas e não existe para diminuir recuo algum, mas sim para dispersar os gases e a luz do disparo de forma a denunciar o mínimo possível a posição do atirador para um eventual observador.

A Imbel é uma estatal e pertence ao Brasil.

Bosco Jr
Bosco Jr
9 anos atrás

Vader, No caso específico você está certo e o dispositivo tem função apenas de quebra-chamas, mas o Leonardo também não está de todo errado. Como você sabe, existem dispositivos semelhantes a um quebra chamas e que inclusive tem também a função deste mas que servem para compensar o recuo, reduzindo-o ou estabilizando melhor a arma após um disparo, são os “freios de boca” ou “compensadores de recuo” (muzzle-brake), que são usados em canhões e até mesmo em armas de mão (pistolas, SM, fuzis, etc). Um “quebra-chamas” não funciona como um “freio de boca”, mas um freio de boca faz seu… Read more »

Bosco Jr
Bosco Jr
9 anos atrás

Mesmo um simples quebra chamas pode ajudar um pouco na redução ou compensação do recuo tendo em vista que seus orifícios dispersam os gases lateralmente, reduzindo a energia responsável pelo recuo, além do próprio dispositivo acrescentar uma “massa” a mais na boca da arma.
Mas claro que como o quebra-chamas não foi desenvolvido com essa função específica, sua ajuda é mínima e para todos os efeitos práticos, inexistente.

Mauricio R.
Mauricio R.
9 anos atrás

Helder Marques, do Facebook:

O vídeo é bonitinho, mas não tem nada de concepção nacional, brasileira, nele.
São somente um monte de imagens de produtos concebidos por empresas estrangeiras, o blindado da IVECO, a torreta da Elbit, uma outra torre da CMI; que é uma empresa da Bélgica.
O único produto apresentado que poderia ser chamado de nacional, a torreta Remax, nem sabemos se terá futuro, pois a Ares foi vendida a Elbit.
Melhor sorte, da próxima vez.

Mauricio R.
Mauricio R.
9 anos atrás

Thiago, do Facebook:

Prototipação é inerente a pesquisa e quem a desenvolve tem alguma capacidade de faze-lo.
Então se Ctex, Dcta, Embraer ou Imbel e Engepron, de acordo c/ suas necessidades e/ou interesses, esses atores do mercado tem condição técnica e econômica de prototipar.

Vader
9 anos atrás

joseboscojr disse:
12 de abril de 2012 às 12:30

Grande Bosco, de fato havia me esquecido da função de estabilização de tiro. Lembrei depois que já tinha escrito.

Abraço.

Guerras Modernas

O gigantesco número de helicópteros dos EUA perdidos na Guerra do Vietnã

Durante a Guerra do Vietnã, milhares de aeronaves dos EUA foram perdidas para a artilharia antiaérea (AAA), mísseis superfície-ar...
- Advertisement -
- Advertisement -