quarta-feira, agosto 17, 2022

Saab RBS 70NG

‘Todos queriam ver Dilma, menos Obama’, diz analista

Destaques

Alexandre Galante
Alexandre Galante
Jornalista, designer, fotógrafo e piloto virtual - alexgalante@fordefesa.com.br

Em artigo provocador publicado na quarta-feira no The Guardian, o presidente Barack Obama foi acusado de menosprezar a visita de sua colega brasileira, Dilma Rousseff. O motivo da omissão estaria na histórica visão de mundo de Washington. “A ideia de que um país latino-americano pode servir de modelo (aos EUA) está além da compreensão (dos americanos)”, diz o autor do texto, o jornalista nova-iorquino Jason Farago.

“A segunda pessoa mais poderosa do continente chegou a Washington na segunda-feira. No entanto, o mais poderoso passou a maior parte de seu dia caçando ovos de páscoa no gramado da Casa Branca”, afirmou Farago.

Ele compara a boa situação econômica do Brasil e o índice de popularidade de 77% de Dilma com a crise nos EUA e com a polarização no Congresso americano. “O Brasil é o país dos Brics que não ganha o respeito dos EUA, mesmo em 2012”, disse.

FONTE: O Estado de S. Paulo – 13.04.2012

- Advertisement -

9 COMMENTS

Subscribe
Notify of
guest

9 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
aldoghisolfi
aldoghisolfi
10 anos atrás

“O Brasil é o país dos Brics que não ganha o respeito dos EUA, mesmo em 2012″.
Lembro dos velhos Maragatos que diziam que respeito (liberdade) não se mendiga, conquista-se!

ernaniborges
ernaniborges
10 anos atrás

EUA parceiro estratégico ! ?

Parceiros se tratam como iguais e não como colonizador X colônia.
Precisamos – infelismente – deles sim. Mas eles precisam de nós como nunca !
Da próxima vez que pisarem em nosso solo devemos tratá-los reciprocamente.

Daglian
Daglian
10 anos atrás

ernaniborges,

Com todo o respeito mas… os EUA precisam de nós? No que?

Novamente, acha que merecemos o respeito deles ou de qualquer outro país sério no mundo? Nos aliando aos iranianos, cubanos e, se bober, até com os norte-coreanos. Não tem como sermos tratados como potência ou algo do tipo.

Uitinã
Uitinã
10 anos atrás

Daglian disse: 13 de abril de 2012 às 17:31 Com um pensamento desse de um próprio brasileiro que se diga não tem nem o que comentar. O brasil merece respeito sim o brasil e o 5 país do mundo em extensão territorial, população e logo 5 economia do mundo, se isso não e motivo pra se ter respeito por nós, eu que sou brasileiro achei uma palhaçada a atitude Iank, e o que eu acho que todos brasileiros deveriam sentir então compatriota menos, pois todos vivemos sobre o solo brasileiro e devemos ter que agir como tal como brasileiros acima… Read more »

Daglian
Daglian
10 anos atrás

Uitinã, Existe uma diferença entre ser patriota e ser cego. Ser patriota é amar ao seu país incondicionalmente, mas criticar seus erros e procurar melhorá-lo. Ser cego é acreditar que tudo o que o mesmo faz é o correto. Parafraseando com a vida real… você respeita alguém só porque essa pessoa é rica (por exemplo)? Acredito que não, a não ser que ela também tenha caráter, etc. O Brasil é extenso territorialmente, cresce economicamente, mas não tem Forças Armadas equipadas à altura e tem uma política externa confusa, displacente e inconsequente. Com todo o devido respeito Uitinã, mas eu sou… Read more »

ernaniborges
ernaniborges
10 anos atrás

Caro Daglian.
Não só os EUA, mas o mundo inteiro necessita do nosso NIÓBIO, sem o qual não haveria mísseis, aviões à jato, etc… Cerca de 98% das reservas conhecidas atualmente estão por aqui, sem contar com outras “terras raras. Só como exemplo da dependência deles dos nossos recursos naturais.
Um grande abraço.

Daglian
Daglian
10 anos atrás

Prezado ernaniborges, Interessante este informação sobre o Nióbio. Realmente, exportamos muita matéria prima. Mas creio que há um engano em dizer que eles dependem de nós nisso. Se pararmos de exportar o Nióbio (e outros recursos), nós não temos de onde tirar dinheiro, considerando que nossa indústria é irrisória frente a deles e ainda diminui ano a ano. É a velha história do valor agregado. Porém, politicamente falando, o Brasil ainda é um país não muito importante, o que não vai mudar se o Itamaraty não se decidir entre ser aliado dos EUA/Europa ou aliar-se à Rússia/China. Não que o… Read more »

Antonio M
Antonio M
10 anos atrás

Exemplo de país latino? 2ª pessoa mais poderosa? 77% de aprovação? Esse repórter recebe salário de quem?!?!?!?! A Dilma estava no governo LuLLa desde o início e o que tem feito no seu próprio é corre atrás dos corruptos que nossa imprensa denúncia e o melhor que fez foi chorar no discurso de despedida dos mesmos e substituir por alguém que é pior. Nunca admitiram que herdaram um país melhor, economicamente falando, do que deixaram seus aliados atuais como Sarney e Collor que possbilitou gastarem muita grana em bondades que lhe garantem um curral eleitoral nunca imaginado. e até hoje… Read more »

ernaniborges
ernaniborges
10 anos atrás

O grande problema do Brasil, é que o Nióbio é vendido “in natura”, a preço de banana estragada.
Nióbio é minério “ESTRATÉGICO”, muito mais inportante que petróleo ou urânio.
O mundo moderno é altamente dependente dos satélites e para se colocar um em órbita é imprescindível o emprego do NIÓBIO.
Já imaginaram o trunfo que o BRASIL tem nas mãos e não tira proveito disso ?
Falo do nióbio mas é só um exemplo dentre tantos outros…

Últimas Notícias

O Sistema de Defesa Aérea Israelense ‘Iron Dome’

Por Rodolfo Queiroz Laterza* DESENVOLVIMENTO E CONTEXTO OPERACIONAL Iron Dome é um sistema de mísseis de defesa aérea desenvolvido por duas...
Parceiro

- Advertisement -
- Advertisement -