Home Conflitos em andamento Rússia e China alertam o Ocidente após ameaça de Obama à Síria

Rússia e China alertam o Ocidente após ameaça de Obama à Síria

66
3

MOSCOU, 21 Ago (Reuters) – O chanceler russo, Sergei Lavrov, fez um alerta ao Ocidente para que não tome qualquer ação unilateral sobre a Síria, afirmando que Rússia e China concordam que violações às leis internacionais e à Carta da ONU não são permissíveis.

Rússia e China se opuseram a intervenções militares na Síria ao longo dos 17 meses de um conflito sangrento entre rebeldes e as tropas leais ao presidente sírio, Bashar al-Assad. Os dois países vetaram três resoluções defendidas por Estados árabes e potências ocidentais no Conselho de Segurança da ONU, que aumentariam a pressão sobre Damasco para encerrar a violência.

Lavrov, citado por agências de notícias russas durante encontro com um importante diplomata da China, fez os comentários um dia após o presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, ter dito que as forças dos EUA poderiam agir contra Assad se ele usar armas químicas contra os rebeldes. Essas foram as palavras mais duras de Obama contra o regime sírio desde o início da revolta.

Rússia e China baseiam sua cooperação diplomática na “necessidade de seguir estritamente as normas das leis internacionais e os princípios contidos na Carta da ONU, e em não permitir suas violações”, disse Lavrov, segundo a Interfax, durante o encontro com o conselheiro de Estado da China, Dai Bingguo.
“Acredito que este é o único caminho correto nas condições de hoje”, disse Lavrov. (Por Steve Gutterman)

FONTE: Reuters

3
Deixe um comentário

avatar
3 Comment threads
0 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
3 Comment authors
VaderMauricio R.Giordani Recent comment authors
  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
Giordani
Visitante
Member
Giordani

Quem mais tem a perder nessa história é a Rússia, quer seja por sua base naval, quer seja pelos acordo$…

Mauricio R.
Visitante
Member
Mauricio R.

O possível emprego de armas químicas, pelo regime sírio, vai mto além de possíveis “violações às leis internacionais e à Carta da ONU não são permissíveis”.
São isto sim mais uma de mtas violações a essas mesmas.

Vader
Membro
Trusted Member

Se acontecer de o ditador usar seu arsenal químico contra os rebeldes os EUA, Israel e até os países árabes irão intervir na Síria e haverá bem pouco o que o Dragão e a Ursa possam fazer além de se lamuriar.