Home Guerra às Drogas Brasil: primeiro no mundo em ‘crack’, segundo em cocaína!

Brasil: primeiro no mundo em ‘crack’, segundo em cocaína!

73
1

(Estado de SP, 06) 1. Brasil é o maior mercado mundial de crack; de cocaína, só fica atrás dos EUA. Pelo menos 2,8 milhões de pessoas no Brasil usaram cocaína de forma inalada ou fumada – via consumo de crack ou de oxi – nos últimos 12 meses. Esses números transformam o País no segundo principal mercado consumidor de cocaína do mundo, atrás apenas dos EUA, onde 4,1 milhões usaram cocaína no último ano.

2. Caso sejam considerados só aqueles que consumiram crack, o total chega a 1 milhão de pessoas no País, o que torna o Brasil o principal mercado consumidor do planeta. Os dados são da pesquisa feita pelo Instituto Nacional de Ciência e Tecnologia para Políticas Públicas do Álcool e Drogas, apresentada nesta quarta-feira, 5. Foram ouvidas 4.607 pessoas com mais de 14 anos em 149 cidades.

3. Em relação ao mercado de cocaína, o Brasil fica à frente, até mesmo, de continentes inteiros, como a Ásia, onde 2,3 milhões de pessoas usaram cocaína no período. No Reino Unido, que ocupa a terceira posição no número de consumidores, há 1,1 milhão de usuários.

4. Entre aqueles que consumiram cocaína, 78% acham fácil conseguir a mercadoria no Brasil. “Há 30 anos, o mercado de cocaína era quase inexistente. O Brasil foi um dos países com mais rápido crescimento do consumo de cocaína”, afirma o médico Ronaldo Laranjeira, organizador do estudo. “Esse trabalho mostra a necessidade de que haja um pensamento estratégico capaz de desmontar essa rede.” Os dados brasileiros se destacam dos demais quando é considerado o consumo nos últimos 12 meses. “Isso mostra que o consumo no Brasil cresceu mais recentemente”, diz Laranjeira.

Subscribe
Notify of
guest
1 Comentário
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
aldoghisolfi
aldoghisolfi
8 anos atrás

É, um bom score que deve orgulhar o Grande Líder, pois, indiscutivelmente o mérito é dele.
Podemos começar a checar e controlar os índices de
1. corrupção e roubo do dinheiro público;
2. impunidade;
3. educação, que somos quase os últimos nos rankings internacionais de escolaridade;
4. segurança da população;
5. saúde e pouco caso com a vida humana;
6. cidadania;
7. falta de autoridade;
8. mentira e a hipocrisia institucionalizada;
9. quantos analfabetos fizeram uma reforma ortográfica;
10. Congresso corrupto, servil e dispensável;
11. humilhação das FFAA;
12. meio ambiente depredado.