Home Operações Conjuntas Intercâmbios Militares Tropas de reconhecimento russas treinam nas montanhas da Itália

Tropas de reconhecimento russas treinam nas montanhas da Itália

288
7

Hoje, dia 10 de setembro, iniciam-se na Itália manobras conjuntas russo-italianas de tropas de reconhecimento. Eles irão treinar tarefas de neutralização de formações terroristas em condições de montanha.

Na etapa inicial, os grupos de reconhecimento das tropas especiais irão efetuar preparação individual. Depois, durante três dias, irão efetuar em conjunto o reconhecimento em ambiente de alta montanha e de floresta de montanha. Segundo o cenário, essas zonas serão controladas por destacamentos armados ilegais. Explica-nos o tenente-coronel Nikolai Donyushkin, porta-voz oficial do serviço de imprensa das Tropas Terrestres da Rússia:

“Do lado russo irá participar o grupo de reconhecimento da Brigada Motorizada Independente do 49º Exército de Montanha, Região Militar do Sul, e do lado italiano – um grupo idêntico pertencente ao 4º Regimento de Paraquedistas de Montanha das Forças Armadas Italianas. As manobras serão realizadas com o objetivo de melhorar a experiência de combate conjunto contra formações terroristas e de reforçar a cooperação militar entre as partes.”

As manobras não serão de grande envergadura, de cada parte irá participar um pelotão de reconhecimento. Os militares russos das forças especiais (spetsnaz) prepararam-se para a viagem à Itália com antecedêndia, afirmou o analista militar Viktor Baranets.

“Eles já estudaram os procedimentos da realização das operações de busca e reconhecimento. Também foram treinadas tarefas como as regras e comportamentos de sobrevivência em condições de montanha, incluindo a procura de alimentos e fontes de água. Foram também treinadas algumas tarefas da tática da preparação especializada.”

A Rússia e a Itália acumularam uma grande experiência de cooperação entre as suas marinhas de guerra: elas encontram-se periodicamente em manobras navais conjuntas. Já as tropas terrestres ainda não têm uma experiência tão rica. No entanto, no ano passado os militares italianos de reconhecimento já participaram em manobras no Cáucaso do Norte, sublinha Viktor Baranets.

“Nós, provavelmente, poderemos aprender alguma coisa dos italianos na realização de tarefas em condições de montanha, considerando que os atiradores de montanha já existem na Itália há muito tempo. Eles realmente têm coisas que podem nos ensinar, esse tipo de contactos enriquece.”

As duas brigadas russas de montanha foram criadas há 5 anos e o efetivo total dessas unidades é composto por quatro mil e quinhentos homens. Prevê-se a sua utilização na manutenção da segurança durante a realização dos Jogos Olímpicos de Inverno de Sotchi em 2014.

FONTE: Voz da Rússia

Subscribe
Notify of
guest
7 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
aldoghisolfi
aldoghisolfi
8 anos atrás

Taí… gostei. Gostaria de continuar tendo informações a respeito do treinamento. Apenas para constar: tive três tios avôs que, em priscas eras, foram oficiais da Artilharia Alpina e, dentre suas funçoes estava a de controlar possíveis áreas de inssurgência. Ao ler o artigo lembrei das suas histórias…

Nicholle Murmel
Nicholle Murmel
8 anos atrás

Olá, aldoghisolfi

Que bom que gostou da reportagem, e que ela teve um apelo tão pessoal. Se houver novas informaçãos sobre o treinamento das tropas russas na Itália, vamos colocar aqui no ForTe sim.

Abraço

fabioCrescenti
fabioCrescenti
8 anos atrás

Sempre que leio sobre Russos treinando do “lado de cá” durmo muito mais tranquilo.

Alfredo Araujo
Alfredo Araujo
8 anos atrás

Fabio…

Não se esqueça q a Alemanha nazista treinou sua recém formada Luftwaffe na URSS… o resto da história vc sabe… rs

Vader
8 anos atrás

Na verdade s.m.j. o treinamento mais relevante da Luftwaffe nazista foi na Espanha.

Sds.

aldoghisolfi
aldoghisolfi
8 anos atrás

Salve Nicholle! Pois é… a leitura da tua reportagem levou-me para trás no tempo. Foi bom. Muito obrigado pela atenção. Fico esperando qualquer outra notícia que aparecer.

fabioCrescenti
fabioCrescenti
8 anos atrás

Pô Alfredo…… agora não durmo mais.

🙂