quinta-feira, agosto 5, 2021

Saab RBS 70NG

Rússia: reforma militar segue no “rumo certo”

Destaques

Alexandre Galante
Jornalista, designer, fotógrafo e piloto virtual - alexgalante@fordefesa.com.br

[youtube http://www.youtube.com/watch?v=x1tmfINjY1U]
No mês passado, generais, coronéis, majores e capitães das Forças Armadas da Rússia passaram uma semana inteira sentados em frente a computadores ou debruçados sobre mapas em centros e postos de comando dos batalhões para realizar os exercícios estratégicos “Cáucaso-2012”.

Centenas de veículos blindados, helicópteros, aviões não tripulados, caças, entre outros aparatos, atuaram sob o comando dos militares nos campos de provas da Região Militar do Sul (Prudboi, Kapustin Iar, Achuluk e Raevskoe). As manobras ainda contaram com apoio naval das esquadras dos mares Negro e Cáspio e paraquedistas militares.

Os exercícios despertaram atenção da comunidade internacional não só porque foram acompanhados pelo Comandante Supremo das Forças Armadas e presidente da Rússia, Vladímir Pútin, mas pelo fato da imprensa ocidental ter acusado o país de realizar manobras militares perto fronteira da Geórgia, com a qual a Rússia não estabelece relações diplomáticas há quatro anos.

O Ministério da Defesa prontamente esclareceu que os exercícios Cáucaso-2012 obedeciam a um plano previamente anunciado e não representavam nenhuma ameaça para outros países. “Para evitar especulações por parte da Geórgia, as bases militares russas na Abecásia, Ossétia do Sul e Armênia não foram envolvidas”, completou o general Aleksandr Póstnikov, primeiro chefe adjunto do Estado Maior das Forças Armadas da Rússia.

A crítica também havia sido direcionada à ausência de observadores ocidentais. O Ministério da Defesa russo declarou, contudo, que a operação contava com apenas oito mil efetivos, número de militares inferior ao estabelecido pelos acordos entre a Rússia e a Otan (Aliança do Atlântico Norte) para a exigência de observadores.

Antes dos exercícios “Cáucaso-2012”, o general Póstnikov já havia explicado que a Rússia não considerava necessário convidar observadores militares estrangeiros para tais manobras porque, além de serem realizados longe da fronteira georgiana e dos países da Otan, “todos os aspectos treinados durante os exercícios dizem respeito à segurança interna e à defesa do país”.

“Temos a noção clara da região onde os exercícios serão realizados e tomaremos medidas de segurança preventivas necessárias”, acrescentou o general na véspera dos exercícios.

Ao concluir as manobras, o Ministério da Defesa declarou que o “Cáucaso-2012” permitiu avaliar os primeiros resultados da reforma militar e mostrar que a iniciativa segue no rumo certo.

Operação coletiva

Um dos objetivos dos exercícios era verificar a eficácia dos sistemas automáticos de controle de fogo e de armas de alta precisão, como os sistemas de mísseis táticos Iskander-M, mísseis de cruzeiro e sistemas terrestres de mísseis antinavios Bastion e Bal.

As esquadras dos mares Negro e Cáspio tiveram como missão garantir a segurança no mar e cooperar com as unidades terrestres em uma operação antiterrorista simulada.

Os exercícios contaram com o cruzador porta-mísseis Moskva, vários navios de assalto de grande porte, quatro navios varredores, dois navios porta-mísseis de pequeno porte, lanchas lança-mísseis e de assalto, além de várias unidades de fuzileiros navais.

Para completar o cenário, o 247º Regimento da 7ª Divisão de Paraquedistas participou dos exercícios táticos conjuntos com a 5ª Brigada de Infantaria Motorizada no campo de provas de Achuluk, bem como várias unidades da 7ª Divisão de Paraquedistas desembarcaram no campo de provas de Kapustin Iar e  Raevskoe.

FONTE: Gazeta Russa

- Advertisement -

8 COMMENTS

Subscribe
Notify of
guest
8 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Diegolatm
Diegolatm
8 anos atrás

Minha nossa! Os russos estão levando as coisas a sério mesmo, enquanto isso na terra tupiniquin estamos brincando de construir estádios para as olimpiadas e para a copa…

Voltando ao video,parece filme de ação, recomendo esse video aqui tambem.

http://www.youtube.com/watch?feature=player_embedded&v=kJNAoSD1n1Q#!

ReturnOfTheKing
ReturnOfTheKing
8 anos atrás

Nunca tinha visto um treinamento de tão alto nivel assim, fazia tempos!

adrianobucholz
adrianobucholz
8 anos atrás

Os tupiniquins nem teriam munição p/ um exercício desses!!!
Na hora do desembarque parece que estão invadindo o Nordeste do BR pelo tipo de terreno!!! kkkkkkkkkkkkkkkkk
Ou já estão treinando pra isso!!! hehhehheheheh

adrianobucholz
adrianobucholz
8 anos atrás

Mas da inveja um vídeo desses!!!

Uitinã
Uitinã
8 anos atrás
Uitinã
Uitinã
8 anos atrás

Impressiona a quantidade de Foguetes disparados pelos Smerch e Uragan.

Diegolatm
Diegolatm
8 anos atrás

Uitinã, que arma é essa do teu video que é lançada no 4:37? Nunca vi algo feito aquilo, é um tipo de morteiro com cordas? lol

Uitinã
Uitinã
8 anos atrás

Tbm não sei nunca tinha visto antes parece um foguete levando um corrente de bombas, Sei lá. Se alguém souber responda aí.

Últimas Notícias

Assessor de segurança nacional dos EUA viaja ao Brasil

Esta semana, o conselheiro de Segurança Nacional dos Estados Unidos, Jake Sullivan, viajará para o Brasil e Argentina, acompanhado...
- Advertisement -
- Advertisement -