Home Carros de Combate Peru de olho nos Leopard 2 armazenados na Espanha

Peru de olho nos Leopard 2 armazenados na Espanha

2017
16

O Peru estuda a compra de 53 carros de combate Leopard 2 que o Ministério da Defesa da Espanha encaminhou para armazenamento em Zaragoza por um período de cinco anos após constatar que não havia fundos para a atualização dos mesmos. O Exército Espanhol vê com bons olhos a venda dos veículos para o país Sul americano.

A visita de uma comissão técnica de militares do Exército Peruano para comprovar o estado em que se encontram os carros de combate está sendo preparada.

Os 53 Leopard são do modelo 2A4 e fazem parte de um lote de 108 carros adquiridos temporariamente – em forma de concessão – do Exército Alemão em 1995. Em 2006 os veículos foram adquiridos em definitivo pela Espanha por 15 milhões de euros.

Trata-se de um modelo mais antigo que os 2E, atualmente em serviço com o Exercito Espanhol cuja dotação é de 219 unidades, e o mesmo que a Espanha tenta vender para a Arábia Saudita.

FONTE: El Confidencial Digital (tradução e adaptação do blog das Forças Terrestres a partir do original em espanhol)

VEJA TAMBÉM:

 

16
Deixe um comentário

avatar
14 Comment threads
2 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
9 Comment authors
Marcelo KerkhoffRequenarsbacchiControlAlfredo Araujo Recent comment authors
  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
ReturnOfTheKing
Visitante
ReturnOfTheKing

Enquanto isso o Brasil, com seus 250 1a5!
Bem que poderia comprar alguns 2a5.

aldoghisolfi
Visitante
Member
aldoghisolfi

Um bom par de bons óculos viria a calhar…

Vader
Membro
Trusted Member

O Leopard 2 será o caminho natural do EB. Mas daqui há uns 10 ou 15 anos. 😉

Uitinã
Visitante
Uitinã

O exercito creio que nem tenha interesse nesses carros o território brasileiro não permiti a utilização de meios com mais de 45 toneladas por inúmeros motivos o primeiro, são os rios brasileiros que são muito largos e tem o seu leito de lama, e maioria ultrapassa os 6 metros de profundidade, se não me engano a maioria das pontes moveis não cobriria as 2 margens, o leito de lama torna impossível a travessia submersa a risco dos tanques atolaram no fundo do rio e mesmo com preparação a profundidade não permite essas travessias, outra e o próprio solo brasileiro que… Read more »

Marcelo Kerkhoff
Visitante
Marcelo Kerkhoff

Hoje existem caminhões de 10 eixos que podem rodar com mais de 60 ton.
Os bi trem e rodo trem rodam com mais de 50 ton com 7 ou 9 eixos. Não entendo o problema de peso que sempre vem a tona quando se fala de blindados!

Vader
Membro
Trusted Member

Essa história das estradas não suportarem 45 toneladas é lenda da internet. Tá cheio de rodotren e treminhão com muito mais do que isso rodando por aí.

Quanto a atolar e não poder navegar em água: https://upload.wikimedia.org/wikipedia/commons/1/17/Leopard_2A4_-_Turm.jpg

Marcelo Kerkhoff
Visitante
Marcelo Kerkhoff

Exato!

Alfredo Araujo
Visitante
Member
Alfredo Araujo

Vader…

Uma coisa é dividir 45 toneladas em 2 lagartas… outra coisa é dividir esse peso em algumas dezenas de rodas…

Control
Visitante
Member
Control

Senhores O argumento relativo a limitação de 45 toneladas de peso para tanques no território brasileiro não tem sentido do ponto de vista da engenharia, da geografia e da geologia, pois o território brasileiro, pelo seu tamanho tem praticamente todos os tipos de solo (geologicamente se desconhece o tal solo fofo) e do ponto de vista da física não importa o peso do tanque mas sim a pressão exercida por suas lagartas, ou seja, o efeito do tanque sobre o solo depende de seu peso distribuído por toda a área de apoio dele no solo, ou seja a área de… Read more »

rsbacchi
Membro
Member
rsbacchi

Control, excelente mensagem.

Disse tudo.

Bacchi

Vader
Membro
Trusted Member

Alfredo Araujo disse: 11 de novembro de 2012 às 21:34 Prezado, o amigo Control deve saber explicar de forma científica. Eu sei que quando fiz o curso de pilotagem de M-113 corria a lenda (logicamente eu não fui besta de fazer o teste, rsrs) que você poderia deixar o pé embaixo das lagartas e ele não seria esmagado. Com efeito, as sapatas das lagartas espalham o peso ao longo de toda a área de contato, que é enorme justamente para ter mais tração e permitir ao veículo andar em todo terreno sem atolar. Assim, embora o peso total seja grande,… Read more »

rsbacchi
Membro
Member
rsbacchi

Um comentário antigo meu: Este meu interesse foi despertado durante as discussões sobre os combates em Angola entre os Eland das forças sul-africanas e os T54/55 das forças angolanas. Foi esposada por vários foristas a tese da maior adaptação dos Eland ao terreno daquela região. Eu estranhei muito esta posição pois desde meus tempos da ENGESA eu tinha estudado este problema (e discutido o mesmo com Jerry Cohron – especialista em mobilidade, contratado pela ENGESA para introduzir este conceito aos seus engenheiros). Na época tomei conhecimento de três trabalhos a respeito: D. Rowland “A review of vehicle design for soft… Read more »

rsbacchi
Membro
Member
rsbacchi

Faltaram as linhas finais:

Tentando comparar o Eland (4X4) com o T-55, vamos ter para o Eland 6 ton. em torno de 349 kPa (não encontrei dados exatos para ele, mas suas dimensões e características são muito próximas das do Fox > 349 kPa) e para o T-55 > 243 kPa.

Ou seja a pressão exercida pelo T-55 sobre o solo é em torno de 70% da exercida pelo Eland.

Bacchi

Vader
Membro
Trusted Member

rsbacchi disse:
12 de novembro de 2012 às 7:20

Como sempre, excelente comentário, caro Reginaldo.

Ou seja: o Leopard 2 exerce menos pressão sobre o solo do que um M-60, que o Brasil já opera. E salvo engano no meu conversor de medidas, menos da metade da pressão do Urutu.

Fim da discussão e mais uma lenda da internet definitivamente destruída. Lenda esta que, pontue-se lateralmente, foi inventada salvo melhor juízo para tentar desqualificar o M1A1 Abrams.

Sds.

Requena
Visitante
Member
Requena

Olha, depois dessas “provas” o infeliz q

Requena
Visitante
Member
Requena

Olha, depois dessas “provas” o infeliz que falar que o Brasil não pode usar o Leopard 2, será apedrejado em praça pública, no melhor estilo “Ahmadinejad” de ser… 🙂