Home Curiosidade KURATAS – O robô tripulável

KURATAS – O robô tripulável

480
29

[youtube http://www.youtube.com/watch?v=qBt2baryWag]

 

O robô pilotável KURATAS participou em uma exibição de robótica realizada ontem (28) em Tóquio. A máquina, criada pelo designer e “ferreiro” Kogoro Kurata e produzida pela Suidobashi Heavy Industry,  é uma edição limitada feita sob encomenda, e pode ser controlada por um piloto ou via smartphone.

O robô – que mede 4 metros de altura, pesa 4 toneladas e vem em 16 opções de cores – propõe um sistema de armas futurista, com lançadores de foquetes que disparam cargas de plástico impulsionadas por água comprimida. Apesar da proposta de uma “máquina de batalha”, o KURATAS se aproxima mais de uma obra de arte ou experimento tecnológico, e ainda está longe de se adequar a funções militares. Mas como diz a abertura do primeiro video,  “ele pode realizar o seu sonho de pilotar um robô”.

 

[youtube http://www.youtube.com/watch?v=2iZ0WuNvHr8]

 

Mais informações no site da Suidobashi Heavy Industry.

Subscribe
Notify of
guest
29 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Requena
Requena
7 anos atrás

O cara assistiu Avatar e tratou de inventar um robô parecido com o do filme… 🙂

Daglian
Daglian
7 anos atrás

Talvez este robô ajude nos estudos de equipamentos para a mecanização literal dos soldados, tal como o projeto francês.

Off topic:

O EB e a Avibrás assinaram hoje (29/11) contrato para fabricação do lote inicial do AV-TM 300 (que era apelidado de Matador).

Bosco Jr
Bosco Jr
7 anos atrás

Será que existe lugar para esse tipo de arma no futuro?? Sua grande altura não seria um inconveniente, tornando-o vulnerável? Qual a real utilidade de um robô andante de algumas toneladas e 4 metros de altura? Sua função não seria melhor realizada por um veículo de combate convencional e por UCAVs VTOL? O fato de ser “andante” nos leva a crer que teria maior mobilidade que um veículo sobre rodas ou lagartas em terreno irregular? Mas será isso verdade? E o quanto ele perde de mobilidade para um veículo convencional em terreno regular?! Ser bom em terreno ruim (desde que… Read more »

Bosco Jr
Bosco Jr
7 anos atrás

Já em outros ramos de atividade, como por exemplo a construção civil, a carga e descarga, etc, o conceito de robô tripulado (“mecha”) tem futuro.

LuppusFurius
LuppusFurius
7 anos atrás

Bosco, lógica dos japoneses …..” fazer bonito ” qualquer coisa …….Ser prático é outros quinhentos…..
Mas se Papai Noel trocar minha bicicleta por este brinquedinho , irei para Brasilia visitar uns “amigos”….!!!

Sds
LF

Bosco Jr
Bosco Jr
7 anos atrás

Requena, Sei que está brincando, mas só pra constar o conceito foi usando no cinema bem antes de Avatar, e ficou muito conhecido em “Aliens, O Resgate” (embora não fosse de combate e sim uma empilhadeira high tech). Antes já havia sido mencionado no livro “Starship Troopers”, de 59 e antes ainda foi sugerido algo parecido com os “tripods” de 1898 em “A Guerra dos Mundos”. E mais tarde, após a “empilhadeira” da Ripley em “Aliens, o Resgate”, o conceito voltou a surgir no cinema na saga Guerra nas Estrelas, na trilogia Matrix e no filme “Distrito 9”. Só pra… Read more »

Bosco Jr
Bosco Jr
7 anos atrás

Em “Robocop 2” há um robô bem sugestivo que é o “Robocain”, que embora não seja um “mecha” legítimo já que não é tripulado de maneira convencional, sendo apenas pelo cérebro de Cain, um criminoso, merece ser mencionado.
O Robocain está mais para um “BioMecha” , rsrsrs, seja lá o que isso for.

Bosco Jr
Bosco Jr
7 anos atrás

E só de curiosidade, está vindo um filme por aí que tem alguns desses robôs, realmente grandes.
O filme se chama “Gigantes do Pacífico”.
Os “mechas” têm cerca de 500 metros de altura.

Observador
Observador
7 anos atrás

joseboscojr disse: 29 de novembro de 2012 às 17:40 Só tem um problema com a sua idéia: um robô só teria utilidade para a construção civil se tivesse dimensões pouco maiores que as de um ser humano, para entrar em construções e passar em portas, corredores, escadas, etc. Um “mecha” de quatro metros de altura não poderia fazer isto e ainda entraria no nicho do equipamento convencional (escavadeiras hidráulicas, carregadeiras, empilhadeiras, etc.) que é muito mais barato e eficiente. Porém, o “mecha” terá um grande futuro na atividade florestal: imagine um “lenhador mecha” capaz de cortas e transportar toras de… Read more »

Bosco Jr
Bosco Jr
7 anos atrás

Observador,
Boa ideia essa do “lenhador”. Você acaba de achar função para a “coisa”. rsrsrss

Mudando de pato pra ganso e pegando gancho no seu comentário, a diferença entre um “mecha” e um “exoesqueleto” é que no primeiro você entra dentro e no outro você o “veste”.
Embora visivelmente diferentes, as “interfaces” de ambos os conceitos podem ser semelhantes.

j.neto.bio
j.neto.bio
7 anos atrás

Dá para fazer luta de vale tudo, como em gigantes de aço 🙂

j.neto.bio
j.neto.bio
7 anos atrás

Daglian, vc tem o link dessa ótima notícia?Vai ter muito blogueiro mordendo a língua!

Clésio Luiz
Clésio Luiz
7 anos atrás

Só par complementar a resposta do Bosco ao Requena, vale lembrar que robos fazem parte das obras de ficção japonesas a muito tempo. Por exemplo, a maioria dos desenhos (animes) japoneses dos anos 80 e boa parte dos anos 90 tem temática futurista com amplo uso de robos. O exemplo que me vem à cabeça agora é o Pat Labor, que tinha “mechas” usados para trabalho polícial, geralmente par contrapor modelos usados por civis. por exemplo. Já nos anos 2000, um dos mais famosos foi o anime que ficou conhecido no ocidente como Ghost in the Shell, também com amplo… Read more »

aldoghisolfi
aldoghisolfi
7 anos atrás

Ora, Kuratas!… quero um para deixar na coleira no pátio de casa…

Bosco Jr
Bosco Jr
7 anos atrás

J.neto., Esse serve? http://www.tecnodefesa.com.br/materia.php?materia=607 Eu ainda não me dou o direito de ficar exultante com a informação. Como já disse antes só acredito quando ver um AV-TM 300 sendo lançado, voando e atingindo um alvo. Até mesmo no link que te passei há informações no mínimo perturbadoras. Mostra-se um lançador ASTROS com 4 células e a legenda: “Slide onde é possível ver claramente o lançador Astros 2020 configurado com 4 mísseis de cruzeiro AV-TM 300”. Ora, eu não vi claramente nada. Vi que existem 4 células num lançador Astros, agora o que tá la dentro não faço a mínima ideia.… Read more »

ReturnOfTheKing
ReturnOfTheKing
7 anos atrás

Só não mostra exterminador do futuro pra ele okay?
KKKKKKKKKKKKKKKKKKKK
Otimo projeto parece que essas belezinhas vão cada vez mais ficarem proximas de como foram apresentadas nos filmes e jogos.

Nautilus
Nautilus
7 anos atrás

Cara, não me interessei pelo Kuratas… Mas alguém conseguiu o número do telefone da japonesinha risonha? 🙂

j.neto.bio
j.neto.bio
7 anos atrás

joseboscojr, esse serve ,mas o diário ofícial seria melhor,kkk, de fato a configuração está diferente, e parece um Exocet, mas como a apresentação é do fabricante….. confie nossos japoneses são melhores que os dos outros.Abços

Observador
Observador
7 anos atrás

Senhores,

Fui direto aos comentários ontem sem ver os filmes.

Esta coisa não é “fake”, não?

Particularmente, nunca ouvi falar da empresa responsável.

E lançar garrafas d’água e aquele negócio de acionar armamento com um sorriso (matar sorrindo?), parece coisa do casseta e planeta.

Marcos
Marcos
7 anos atrás

ceis fikam com o robô ieu com a moça!!

LuppusFurius
LuppusFurius
7 anos atrás

Observador
É claro que é piada, mas ném por isso deixa de ser legal, não? Gau-de-airsoft, “misseis” de garrafa Pet ( este foi prô Boscão), salto sem paraquedas, etc…..
Mas que a japinha é uma “Graaaaaccciiiiinnnhhhahaha”, ah isso é……..

Clésio Luiz
Clésio Luiz
7 anos atrás

@Observador

Esse robô é apenas um brinquedo de gente grande (e muito endinheirada). Não tem intenção nenhuma de servir para algo realmente útil, a não ser mostrar para os amigos.

Observador
Observador
7 anos atrás

LuppusFurius disse:
30 de novembro de 2012 às 12:06

Clésio Luiz disse:
30 de novembro de 2012 às 13:42

Bom se a questão é mulheres e brinquedos caros, é melhor comprar uma ferrari. 😉

LuppusFurius
LuppusFurius
7 anos atrás

AAAHHHHH!!!!!!!!
Boa!! Muito Boa , Observador!!!
Mas fico com as mulheres ,as Ferraris “tão pegando fogo” literalmente…….ultimamente……

giltiger
giltiger
7 anos atrás

PÔ BOSCO !!! Vai ser cético assim na CHINA !!!! HE HE HE… Naquele post que falei da comissão do congresso não que os caras da Avibrás conseguiram TAMBÉM uma turbina pois ela é bem mais “magrinha” que a TR3500 da Polaris… E como eu supus o booster dela vem direto do projeto do Exocet… Esta hora o pessoal da MBDA não deve estar tão contente assim… Este “sócio” novo é bem abusadinho… Quanto ao Kuratas é o Boytoy nerd máximo!!! Só imagino uma participação dele no seriado americano The Big Bang Theory… O Sheldon Cooper iria infartar… Acho que… Read more »

Requena
Requena
7 anos atrás

Bosco

Além de aula sobre armamentos, você também dá aula sobre filmes? hehehehe 🙂

Valeu pelas explicações meu nobre!

giltiger
giltiger
7 anos atrás

Bosco as máquinas humanóides poderiam integrar um sistema de trabalho inovador onde trabalhadores em ambiente “normal” usariam um exoesqueleto para vestir para ampliar sua força/resistência. Em ambientes abertos ou hostis robôs tripulados seriam mais indicados. Existem situações futuras onde sistemas assim seria necessidade MANDATÓRIA para trabalhos EXTERNOS como bases espaciais, LUNARES ou EXTRAPLANETÁRIAS (MARTE, VENUS e além) e na terra em futuras bases submarinas e em bases aéreas ancoradas (bases no limite da atmosfera ancoradas por cabo a superfície como base orbital espacial intermediária. Usos “normais” demandam um complicado estudo de gasto x disponibilidade x vantagem x tempo e a… Read more »

Vader
7 anos atrás

Isso é um brinquedo, não um “meca”.

Muito mais interessante do que isso para fins militares seria um exoesqueleto de verdade.

Agora, a apresentadora é algo de impressionante…

Bosco Jr
Bosco Jr
7 anos atrás

Giltiger,
A diferença observável é só na cor do nariz e no “colarinho” preto.
Caro amigo, eu acho as implicações tão graves desse fato da foto, rsrss, que apesar de ter redigido um comentário com umas 50 linhas, prefiro me calar e dar o assunto por encerrado.
Um abraço.