Home Análise Forças Especiais britânicas procuram mísseis antes de intervenção na Síria

Forças Especiais britânicas procuram mísseis antes de intervenção na Síria

291
9

Syrian_army_SA-8_Gecko_air_defense_missile_system_640_001

De acordo como portal de notícias britânico Mirror News, forças especiais do Reino Unido já estariam em trrritório sírio para investigar a localização de baterias de mísseis prontos para repelir uma possível investida  de forças estrangeiras. A operação prevê emprego de mísseis de cruzeiro e ataques com aeronaves da Real Força Aérea em resposta ao uso de armas químicas por parte do governo Assad contra rebeldes e civis.

Segundo o portal, uma fonte militar teria declarado que “é vital encontrar cada bateria de mísseis que possa ameaçar navios da Marinha Real ou jatos da RAF. Essas baterias provavelmente serão destruídas por mísseis disparados a partir do litoral. O risco dessas tropas especiais serem capturadas é imenso, e não se pode confiar em ninguém em território sírio”. As forças britânicas incluem efetivos do SAS, do Special Boat Service, Special Reconnaissance Regiment e espiões do MI6. As tropas correm o risco de enfrentar não apenas aliados pró-Assad como algumas das facções de rebeldes.

A Síria possui atualmente o sistema de defesa anti-aérea mais sofisticado de fabricação russa fora do antigo bloco da União Soviética. Em agosto de 2006, fontes russas confirmaram que a primeira bateria de mísseis Strelets SA-24 havia sido entregue ao país, ainda que o Ministério da Defesa da Rússia tenha negado a transação posteriormente, alegando que o contrato ainda não havia sido assinado. O alvo principal das forças especiais britânicas são as baterias móveis de longo alcance, que podem ser usadas em caso de ataque aéreo da RAF.

As tropas devem obter via satélite a localização precisa de plataformas de lançamento, de modo que a destruição dos armamentos não ofereça risco à população civil. Agentes do MI6 já teriam encontrado registros de instalações militares de grande porte e depósitos de munição no território sírio. Até o momento, as Forças Armadas britânicas esperam apenas o aval político necessário para iniciar a campanha.

É provável que qualquer ataque envolva um número pequeno de mísseis de cruzeiro, lançados a partir da costa da Síria. A Marinha Real deve liderar as operações britânicas, seguida da Força Aérea e em conjunto com contingentes dos Estados Unidos e da França. Porém, não há previsão de desembarque de tropas no país.

FONTE: Army Recognition (tradução e adaptação do Forças Terrestres a partir de original em inglês)

9
Deixe um comentário

avatar
9 Comment threads
0 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
6 Comment authors
WagnerRenato Oliveiraeduardo.pereira1VaderSniper Recent comment authors
  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
Colombelli
Visitante
Active Member
Colombelli

Simplesmente as melhores FE do planeta. So lamento pros sírios.

eduardo.pereira1
Visitante
Member
eduardo.pereira1

om certeza num piscar de olhos o Assado verá (isto se ja nao fugiu da Siria ,é claro) suas defesas reduzidas a cinzas depois de um ataque rápido,maciço e cirurgico !!
Coitado dos soldados que cruzarem com estas forças especiais pelo caminho!!
Sds.

Sniper
Visitante
Sniper

Podem fazer retornar as forças de mar e ar e podem deixar tudo nas mão do SAS e SBS, contem até 10 e preparem muita pipoca eheheh

Vader
Membro
Trusted Member

Na NBC saiu que o ataque provavelmente começará hoje à noite, na hora local.

No momento em que escrevo são 19:02 em Damasco. Começa a anoitecer por lá.

Será?

eduardo.pereira1
Visitante
Member
eduardo.pereira1

Vader entao lá vai estar amanhecendo quando a chuva de misseis começar ,tomara que alguns por lá filmem e coloquem no youtube pra gente ver depois comendo pipocas como disse o Sniper!!

Renato Oliveira
Visitante
Renato Oliveira

Vish. Agora a p… coisa ficou terrivelmente séria!!

Sniper
Visitante
Sniper

Eh isso ai, eduardo.pereira! Olho vivo na cnn que quem sabe ate alguns prisioneiros com aquela cara barbada fail de maos na cabeca e rpg confiscado aparecem para as cameras ehehe. Agora falando serio, nem sou favoravel a deposiçao do carniceiro com cara de camundongo, mas uma puxada pela gola se faz necessária para a contençao desse morticínio, especialmente de mulheres e criancas. Eh degradante, sob o singelo pretexto de ser preferível essa ditadura a outra imposta pela al qaeda, apenas cruzar os braços e fazer o sinal da cruz antes de dormir na cama quentinha.

Wagner
Visitante
Wagner

Eu desejo as defesas sírias toda a sorte do mundo, que este país consiga se defender de mais um injusto ataque imperialista yankee e de seus fantoches britanicos.

Boa sorte, forças sírias !!!

Embora eu saiba que na prática eles não terão a menor chance… serão massacrados.

Morte aos baderneiros canibais rebeldes !!

Renato Oliveira
Visitante
Renato Oliveira

Prezado Wagner, evitemos discussões políticas.

Quando o ataque franco-estadunidense ocorrer, o castelo de cartas político-militar sírio terá que enfrentar FFAA de verdade, e não insurgentes com armas leves. Vai ser um massacre. As FFAA sírias não terão a menor chance.

Vai ser pior que lutar contra o Anderson Silva de olhos vendados e mãos e pés amarrados.