Home Engenharia Haiti mais perto de reconstituir Forças Armadas

Haiti mais perto de reconstituir Forças Armadas

344
3

Haiti_military_soldiers_new_recruits_to_create_new_army_640_001

Nesta segunda-feira (16) o Haiti deu mais um passo rumo à reconstituição das Forças Armadas do país, abolidas em 1995. Em uma pequena cerimônia na cidade rural de Petite Rivere de L’Aritibonite, o ministro da defesa Jean-Rodolphe Joazile saudou os primeiros 41 recrutas que retornaram ao país após oito meses de treinamento no Equador. Eles serão os primeiros integrantes de uma força militar nacional que o presidente Michel Martelly planeja restabelecer.

O ministro Joazile declarou que os recém-formados passarão três meses trabalhando junto com engenheiros militares equatrianos na região dos campos de arroz, no território central do Haiti. A rotina incluirá o reparo de estradas e projetos para instalar servições públicos em um país empobrecido e devastado por um terremoto há três anos. “O Haiti não precisa de infantaria, e sim de serviço técnico”, afirmou o ministro durante entrevista. “O país está em fase de reconstrução. Precisamos de mecânicos”. Quase todo o contingente de recrutas acabou de se formar no ensino médio. São 30 soldados, 10 especialistas engenheiros e um oficial que ficarão sob jurisdição do Ministério da Defesa.

O apoio militar por parte do Equador é parte de um esforço mais amplo para ajudar na reconstrução do Haiti após o terremoto de 2010. De acordo com o major Marco Navas, do Exército equatoriano, Quito já deu mais de 30 milhões de dólares para desenvolver a infraestrutura do país caribenho.

FONTE: Army Recognition (tradução e adaptação do Forças Terrestres a partir de original em inglês)

Subscribe
Notify of
guest
3 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Wagner
Wagner
7 anos atrás

cade o Time dos ex-integrantes Direitistas do Exército, do Blog, para xingar o Correa agora ??

Parabéns ao Equador por seu esforço em ajudar o Haiti.

Vader
7 anos atrás

Não faz mais nada que a obrigação humanitária com a qual se comprometeu… E isso não o absolve de seus crimes contra o Brasil e contra a DEMOCRACIA.

joao.filho
joao.filho
7 anos atrás

Querem apostar quanto que daqui a pouco ate eles vao de Super Hornet, enquanto o Brasil continua de F-5???