quinta-feira, julho 29, 2021

Saab RBS 70NG

Eu acuso

Destaques

Alexandre Galante
Jornalista, designer, fotógrafo e piloto virtual - alexgalante@fordefesa.com.br

Estrela

ClippingNEWSMuitos alunos de universidade e ensino médio estão sendo acuados em sala de aula por recusarem a pregação marxista. São reprovados em trabalhos ou taxados de egoístas e insensíveis. No Enem, questões ideológicas obrigam esses jovens a “fingirem” que são marxistas para não terem resultados ruins.

Estamos entrando numa época de trevas no país. O bullying ideológico com os mais jovens é apenas o efeito, a causa é maior. Vejamos.

No cenário geral, desde a maldita ditadura, colou no país a imagem de que a esquerda é amante da liberdade. Mentira. Só analfabeto em história pensa isso. Também colou a imagem de que ela foi vítima da ditadura. Claro, muitas pessoas o foram, sofreram terríveis torturas e isso deve ser apurado. Mas, refiro-me ao projeto político da esquerda. Este se saiu muito bem porque conseguiu vender a imagem de que a esquerda é amante da liberdade, quando na realidade é extremamente autoritária.

Nas universidades, tomaram as ciências humanas, principalmente as sociais, a ponto de fazerem da universidade púlpito de pregação. No ensino médio, assumem que a única coisa que os alunos devem conhecer como “estudo do meio” é a realidade do MST, como se o mundo fosse feito apenas por seus parceiros políticos. Demonizam a atividade empresarial como se esta fosse feita por criminosos usurários. Se pudessem, sacrificariam um Shylock por dia.

Estamos entrando num período de trevas. Nos partidos políticos, a seita tomou o espectro ideológico na sua quase totalidade. Só há partidos de esquerda, centro-esquerda, esquerda corrupta (o que é normalíssimo) e do “pântano”. Não há outra opção.

A camada média dos agentes da mídia também é bastante tomada por crentes. A própria magistratura não escapa da influência do credo em questão. Artistas brincam de amantes dos “black blocs” e se esquecem que tudo que têm vem do mercado de bens culturais. Mas o fato é que brincar de simpatizante de mascarado vende disco.

Em vez do debate de ideias, passam à violência difamatória, intimidação e recusam o jogo democrático em nome de uma suposta santidade política e moral que a história do século 20 na sua totalidade desmente. Usam táticas do fascismo mais antigo: eliminar o descrente antes de tudo pela redução dele ao silêncio, apostando no medo.

Mesmos os institutos culturais financiados por bancos despejam rios de dinheiro na formação de jovens intelectuais contra a sociedade de mercado, contra a liberdade de expressão e a favor do flerte com a violência “revolucionária”.

Além da opção dos bancos por investirem em intelectuais da seita marxista (e suas similares), como a maioria esmagadora dos departamentos de ciências humanas estão fechados aos não crentes, dezenas de jovens não crentes na seita marxista soçobram no vazio profissional.

Logo quase não haverá resistência ao ataque à democracia entre nós. A ameaça da ditadura volta, não carregada por um golpe, mas erguida por um lento processo de aniquilamento de qualquer pensamento possível contra a seita.

E aí voltamos aos alunos. Além de sofrerem nas mãos de professores (claro que não se trata da totalidade da categoria) que acuam os não crentes, acusando-os de antiéticos porque não comungam com a crença “cubana”, muitos desses jovens veem seu dia a dia confiscado pelo autoritarismo de colegas que se arvoram em representantes dos alunos ou das instituições de ensino, criando impasses cotidianos como invasão de reitorias e greves votadas por uma minoria que sequestra a liberdade da maioria de viver sua vida em paz.

Muitos desses movimentos são autoritários, inclusive porque trabalham também com a intimidação e difamação dos colegas não crentes. Pura truculência ideológica.

Como estes não crentes não formam um grupo, não são articulados nem têm tempo para sê-lo, a truculência dos autoritários faz um estrago diante da inexistência de uma resistência organizada.

Recebo muitos e-mails desses jovens. Um deles, especificamente, já desistiu de dois cursos de humanas por não aceitar a pregação. Uma vergonha para nós.

FONTE: Folha de São Paulo

- Advertisement -

18 COMMENTS

Subscribe
Notify of
guest
18 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Luis
Luis
7 anos atrás

Juventude retardada e maria-vai-com-as-outras é uma m***d@. Só defende o q não presta, apoiado por uma classe política que não vale um rolo de papel higiênico usado. A maioria deles nunca deu duro na vida, tem tudo de mão beijada e tá criando um montro que vai devorar eles mesmos.

Soldat
Soldat
7 anos atrás

É o negocio ta ficando feio, mas isso é culpa da sociedade da elite e da mídia global que divide a mentalidade intelectual Brasileira sempre em dois:

Em monstros demoníacos socialistazoids e comunistozoids e em Zumbis Amerakinozoids.

Tamos perdidos…

Marcos
Marcos
7 anos atrás

O golpe contra o Brasil ocorreu no dia em que elegemos Lula. A estratégia adotada, então, foi a de infiltração sem precedentes da esquerda em toda a estrutura de governo, tanto vertical quanto horizontal: ministérios, secretarias, empresas estatais. E cooptação de grande parte da imprensa e massiva doutrinação ideológica no sistema educacional, que já vinha em curso fazia tempo. Nas ciências sociais ensina-se Marx como fosse o supra sumo do conhecimento, como verdade absoluta, intocável, inquestionável. Não pensem que a coisa termina ai: nas faculdade de direito também se ensina aos alunos, alguns futuros juízes, a “pensarem”, acharem sempre um… Read more »

Baschera
Baschera
7 anos atrás

Já vi isto…. no colégio de meu filho… fui lá e deixei bem claro…. além de tirar o menino… eu iria sentar o sarrafo a torto e direito em que fosse necessário. Oito pais me apoiaram… estávamos em dez.

Escola é lugar de aprendizado e não de doutrinação comunista/facista.

A coordenadora calou a boca e meu filho não reportou mais tais “ensinamentos” por hora !

Temos que estar vigilantes… se não por bem, que seja por mal.

Sds.

eduardo.pereira1
eduardo.pereira1
7 anos atrás

Ponte q partiu Marcos tenho q concordar contigo ,tive uma professora no colégio (trocentos anos atras,rs) q era facinada pelo dito cujo e fazia de tudo pra torna-lo aceitavel e irrecusavel em seu argumento ideologico social, quase fui todo na época e vemos hoje isto ser feito com melhores e mais experimentedas formas de convencimento pela força ou nao .

Deus tenha misericordia do Brasil !!!

Sds, Eduardo o aprendiz..

nunes neto
nunes neto
7 anos atrás

Durante a década de 80/90 tentaram me doutrinar, acho que por um tempo até conseguiram (fácil enganar crianças), mais foi só ter um pouco mais de amadurecimento,e realidade da vida, que foi fácil perceber a doutrinação, naquela época , professor de história e geografia eram podres, pregavam Cuba com ideal de paraíso, China como exemplo de revolução “a revolução camponesa”, e a Rússia a grande mãe, mas quando o muro caiu , a mascara caiu tb, temos que vigiar essa grade curricular!

Requena
Requena
7 anos atrás

Texto corajoso do Pondé. Partiu pra briga.
Tem meu apoio.

Colombelli
Colombelli
7 anos atrás

Eles estão trilhando um caminho perigoso com esta tentativa de doutrinação.

Uma hora a corda há de estourar e vai ser feio. Meu uniforme e equipamento estão prontos pra saída em 40 minutos.

ROTAnaRUA
ROTAnaRUA
7 anos atrás

Essa doutrinação é explícita, apesar de muita gente dizer que não há. Já tive a oportunidade de participar de um debate a respeito deste tema em minha faculdade, na qual curso direito, e havia gente dizendo que isso não existia. Ao longo do curso tive a oportunidade de presenciar algumas barbaridades, como o professor que falava das maravilhas da revolução cubana e que os EUA entraram nas guerras do Iraque e do Afeganistão para testar seus armamentos, entre eles, “o novíssimo tanque M2 Abrams”. O destaque, por incrível que pareça, foi dito em sala de aula. Só para finalizar meu… Read more »

Wagner
Wagner
7 anos atrás

Depois dizem que eu sou o paranoico que perde os cabelos… Isso é pura paranoia da Direita que quer criar pânico e disseminar o medo de uma ” revolução bolivariana ” , coisa que nunca vai acontecer no Brasil. Não é porque meia duzia de caras que viem na decada de 30 doutrinaram alunos em teses marxistas que existe uma terrivel conspiração para instaurar um Hugo Chavez aqui. Isso é neura total, desprovida de fatos. Verdade que nossas universidades viraram redutos do marxismo, mas fica nisso. Isso é papo total. Revoluções tem causas sociologicas bem complexas, e nenhuma delas existe… Read more »

Antonio M
Antonio M
7 anos atrás

Wagner
6 de novembro de 2013 at 12:25 #

O foro de São Paulo também é uma simples paranóia?!

Colombelli
Colombelli
7 anos atrás

Wagner, por parte deles, que querem implantar esta doutrina, não é uma paranóia. Eles acreditam nisso e estão agindo. Os médicos cubanos, cujo contrato está assinado desde 26 de abril com 4000 contratados ( numero que o governo afirma que so foi acertado depois, de forma mentirosa) é um ato concreto que demonstra isso. Infelizmente, uma grande massa das forças armadas está acomodada, so pensa em salário e transferências para ganhar dinheiro ( tenho gente na família assim), e no vácuo, eles vão implantando a mentira, a doutrinação e a dominação lenta sem oposição. Olhe em volta, busque os indícios.… Read more »

Marcos
Marcos
7 anos atrás

Wagner Mas é isso mesmo o que você falou: há um partido com idéias retrogradas tentando impo-las ao país. E para garantir isso, estão dispostos a tudo. As intervenções do Partido dentro da estrutura de governo é tão grande que até intervem na nomeação de gerente de agência do Banco do Brasil. Essa gente não quer simplesmente fazer o próximo Presidente, porque isso todos querem, o que efetivamente pretendem e se perpetuar no poder. A isso some-se, por que é o que de fato está ocorrendo, é uma intervenção casa vez maior do Estado na vida privada. Como já disse,… Read more »

Vader
7 anos atrás

O Blog das Forças Terrestres não vai falar nada da espionagem da ABIN sobre diplomatas estrangeiros, inclusive americanos?

nunes neto
nunes neto
7 anos atrás

Wagner acho que nem Stalin sabia, pois foi um dos maiores ditadores e assassino da historia humanidade,socializar para ele era matar que era contra suas ideias!

jacubao
jacubao
7 anos atrás

Apesar de muitos dizerem que isso não existe, que é paranóia e etc, etc… obrail está sim se tornano comunista e esse trabalho teve inicio quando os militares passaram o poder para os civis e hoje vemos o Brasil enterrado num mar de lamas, com devios gigantesco de verbas, corrupção desemfreada, impunidade, opressão e com um futuro sombrio pela frente. A mais de 20 anos que escuto nas propagandas políticas promessas de resolverem de vez o problema de educação no país e isso nunca aconteceu. A educaçào é o principal ingrediente para o desenvolvimento de qualquer país e os nossos… Read more »

José N. Bittencourt
José N. Bittencourt
7 anos atrás

Peralá, pessoal, vamos com um pouco de calma. Em primeiro lugar, gostaria de saber o que um material vagabundo desses, um amontoado de sandices incitando a violência, vem fazer num excelente blogue de debate de assuntos militares. Um dos comentaristas afirmou que está “com o uniforme e equipamento pronto para sair em 40 minutos”. Não estamos mais em guerra contra os “comunas”, compadre. Espero q sua “prontidão” seja a mesma, em caso de guerra de verdade – lembro do “heroico” comandante Astiz (conhece?..) quando topou com a infantaria naval britânica. O fato é que nunca vi, na FSP ou em… Read more »

jacubao
jacubao
7 anos atrás

Caramba!!!! obrail foi o fim da picada…

Últimas Notícias

Armamento multifuncional que entende o campo de batalha moderno

Hoje em dia as tropas enfrentam uma gama mais ampla de desafios e, para obter sucesso, é preciso contar...
- Advertisement -
- Advertisement -