Home Equipamentos Pacote Ratnik é adaptado para interagir com forças da OTAN

Pacote Ratnik é adaptado para interagir com forças da OTAN

253
6

0_8037a_5c2a5101_XXXL

As unidades de manutenção da paz do exército da Rússia irão receber o “kit do soldado do futuro”, especialmente adaptado para trabalhar com os exércitos da Otan. Para o equipamento de alta tecnologia Ratnik, que em breve começará a ser usado, está prevista uma modificação especial que permitirá trocar dados com unidades de outros exércitos, evitando assim o “fogo amigo” entre as forças de paz.

Quadro geral

Os protótipos do Ratnik em sua versão Otan deverão ser lançados em 2016. O kit automatizado de navegação e transmissão de informação permitirá aos membros das forças de paz russas (que incluem forças terrestres, batalhões de fuzileiros navais, da força aérea e paraquedistas) obter informações sobre o local e as atividades de tropas estrangeiras e transmitir informações sobre a sua própria localização e situação.

A rede de comunicação prevê a transmissão de ordens a cada soldado. Todos os militares, bem como os veículos blindados e veículos de combate da infantaria estarão equipados com meios de comunicação, e para monitorar tudo o que acontece e garantir o controle final haverá um painel informativo no quartel-general.

Todos os soldados que estiverem ligados a essa rede serão exibidos em tempo real em um mapa digital (de acordo com as cores de cada país) e poderão fazer anotações sobre os eventos na área patrulhada. O mapa vai combinar três tipos de representação do local: imagens de satélite, diagramas e um modelo tridimensional do terreno com maquete dos edifícios.

Comunicação protegida

Os meios de comunicação estão sendo desenvolvidos de modo a serem compatíveis com o padrão da Otan Stanag 4677. Especialistas defendem que a combinação de sistemas de comunicação é um passo necessário para a transição para as “guerras da rede” do futuro.

O especialista militar e coronel aposentado Víktor Murakhóvski explicou que se trata da adaptação aos parâmetros puramente técnicos dos padrões da Otan e que isso não vai afetar o principal, que é a criptografia de dados. “Nenhuma das partes irá divulgar esses padrões, mas você pode usar a chamada chave aberta. Essa tecnologia já é amplamente utilizada na internet”, disse Murakhóvski.

Segundo ele, os algoritmos de criptografia civil serão suficientes para uma comunicação protegida em uma rede tática. Afinal a informação sobre a localização do destacamento ou comando será atualizada a cada intervalo de poucos segundos e para decifrar essa “chave aberta” são necessários meses.

Murakhóvski disse que já durante as operações conjuntas de manutenção de paz da Otan e da antiga URSS foram utilizados sistemas de comunicação compatíveis.

“Na Iugoslávia havia essa comunicação, inclusive a nível tático. Utilizava-se principalmente o diapasão VHF – dispositivos portáteis e montados em veículos blindados. Mas na época não foi criada uma conformidade com os padrões da Otan, houve apenas uma sintonia de frequências”, disse o especialista.

O cientista político e especialista em segurança Aleksandr Konovalov acredita que é necessário desenvolver a cooperação: a participação em operações de paz é um dos indicadores da capacidade de desempenho de um exército.

“As ameaças de hoje ultrapassam as fronteiras, nenhum país consegue sozinho resolver esses problemas. É necessário aprender a construir tais sistemas de comunicação. Durante a sua operação em Bagdá, os americanos, que na ocasião fizeram uso do que pode ser considerada a primeira rede cêntrica, quase não sofreram baixas”, diz Konovalov.

FONTE: Gazeta Russa (Título original “”Soldado do futuro” russo é equipado pelos padrões da Otan“)

6
Deixe um comentário

avatar
6 Comment threads
0 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
4 Comment authors
MayuanUitinãM@KMarcos Recent comment authors
  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
Marcos
Visitante
Member
Marcos

Copiando o nosso sistema, heim”!”

M@K
Visitante
M@K

Que fuzil é aquele portado pelo operador da retaguarda???

Uitinã
Visitante
Uitinã

E um ORSIS T-5000, primeiro pensei que era um Sv-98 ambos são bem parecidos mas difere o calibre de cada um o primeiro usa munição .308 win e .339 Lapua magnun, o segundo munição 7,62×54 e .308 win.

Uitinã
Visitante
Uitinã

O primeiro parece usar um Ak-200, parece que com um carregador de 60 munições.

M@K
Visitante
M@K

Caro amigo Uitinã:
Muito obrigado pelas suas informações, foram muito valiosas. Andei pesquisando em um site e vi mais fotos da arma que para mim, tem algumas semelhança com armas sul africanas da marca Truvelo.
Valeu!!! 😀

Mayuan
Visitante
Mayuan

Triste comparar o equipamento de qualquer país que leve seu exército com seriedade ao nosso…