segunda-feira, agosto 2, 2021

Saab RBS 70NG

Exército entra em ação para prevenir entrada de explosivos na fronteira

Destaques

Alexandre Galante
Jornalista, designer, fotógrafo e piloto virtual - alexgalante@fordefesa.com.br

EB

Iniciativa se destina a dificultar o uso desse material em ações criminosas durante a Copa

Tissiane Merlak

ClippingSem data para terminar, começou ontem na aduana brasileira da Ponte da Amizade e na BR 277 a Operação Dínamo II. Desenvolvida por militares do 34º Batalhão de Infantaria Mecanizado de Foz do Iguaçu, a ação tem como objetivo fiscalizar e conter a entrada de explosivos em território nacional, visando proteger o País durante a Copa do Mundo.

A operação foi iniciada em dois pontos estratégicos de entrada e saída de veículos em Foz do Iguaçu e envolveu a abordagem principalmente de veículos utilitários, como vans e caminhões. Mas oportunamente também serão vistoriados depósitos e empresas na região da fronteira. Bloqueios também serão feitos em outros pontos estratégicos.

Essa deve ser a maior operação centralizada de fiscalização de explosivos no Brasil. “O principal objetivo é evitar ou reduzir a possibilidade de que explosivos utilizados por empresas registradas, ou de origem ilícita, sejam desviados e empregados contra pessoas e estruturas, permitindo o seu uso somente por pessoas legalmente habilitadas”, explicou o tenente-coronel Messias Coelho Freitas, comandante do 34º Batalhão de Infantaria Mecanizado.

Além de homens do Exército, a Operação Dínamo II conta com o apoio da Polícia Federal, Receita Federal, Polícia Militar e Guarda Municipal de Foz do Iguaçu.

Militares de Cascavel vão atuar em ação de pacificação de favela carioca

Quarenta e seis homens do 33º BIMec (Batalhão de Infantaria Mecanizada) de Cascavel serão enviados, no próximo dia 19, para o Rio de Janeiro. Eles trabalharão na pacificação da Favela da Maré, ocupada no dia 30 de março.

De acordo com o comandante do 33º BIMec, tenente coronel Eloy Woellner Júnior, os fuzileiros mecanizados devem ficar no Rio de Janeiro até o dia 31 de julho. “Juntamente com militares do Batalhão de Santa Maria, que compõe o Comando Militar Sul, eles vão substituir os fuzileiros de Minas Gerais e do Rio de Janeiro, que trabalharão na segurança da Copa do Mundo”, explicou.

O comandante comentou ainda que, além do efetivo, cinco blindados serão enviados de Cascavel para essa operação. “Também estamos nos preparando para a Operação Ágatha, que acontecerá a partir do dia 10 de maio em toda área de fronteira do Estado, e claro, para os jogos da Copa do Mundo”, completou.

FONTE: O Paraná

- Advertisement -

1 COMMENT

Subscribe
Notify of
guest
1 Comentário
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
aldoghisolfi
aldoghisolfi
7 anos atrás

O bandido que, VERDADEIRAMENTE quiser passar explosivo ou qualquer outra coisa, de lá p’rá cá, vai usar a água ou o ar. Mais a água.

Últimas Notícias

Rússia e China realizarão treinamento conjunto no exercício Zapad/Interaction 2021

A Rússia deve se juntar a um exercício militar no noroeste da China em agosto com o tema de...
- Advertisement -
- Advertisement -