quarta-feira, outubro 27, 2021

Saab RBS 70NG

Atirador pediu aval para abater suspeito na abertura da Copa

Destaques

Guilherme Poggiohttp://www.forte.jor.br
Editor da Revista Forças de Defesa

Abertura do Mundial poderia ter terminado em tragédia assistida por 3 bilhões de pessoas em todo o mundo

 

atirador-de-elite foto UOL

Clipping   Um atirador de elite do Grupo Especial de Resgate (GER) da Polícia Civil pediu autorização de seus superiores para abater um homem que andava armado próximo à tribuna onde estavam a presidente Dilma Rousseff, chefes de Estado e autoridades da Fifa, na Arena Corinthians, durante a abertura da Copa do Mundo, no último dia 12. As informações são do jornal Folha de S.Paulo.

De acordo com a publicação, o sniper avisou a seus superiores sobre o suposto intruso via rádio. Informados, os membros da sala de comando, montada dentro do estádio, afirmaram que não havia nenhum PM do Gate na área restrita. O sniper pediu, então, autorização para fazer o disparo fatal.

Os comandantes do atirador pediram para que ele aguardasse mais um pouco. Após alguns minutos, um policial, cuja identidade não foi revelada, analisou as imagens e reconheceu o suspeito como um policial do Gate. O PM tido como suspeito retirou-se, então, do local.

A Secretaria de Segurança Pública paulista (SSP-SP) confirmou o ocorrido e disse que investiga o caso e que a situação resultou num reforço dos protocolos de segurança para outros jogos.

Segundo o jornal, o caso fez o secretário da Segurança do Estado, Fernando Grella Vieira, pedir relatórios ao comando das duas polícias. À publicação, a SSP reconheceu que houve um “erro”, mas sem gravidade. “A Secretaria da Segurança Pública esclarece que, no episódio em questão, houve um erro de comunicação que foi rapidamente sanado, sem maiores consequências.” Procurado, o Exército não se pronunciou ao jornal.

FONTE: Portal Terra

NOTA DO EDITOR: foto meramente ilustrativa

- Advertisement -

11 COMMENTS

Subscribe
Notify of
guest
11 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Soldat
Soldat
7 anos atrás

Isso não ocorreria se fosse nos EUA e com policiais Âmis.

Realmente o Brasil tem muito aprender com os Âmis(nem acredito que estou escrevendo isto!!)

Ontem foi um dia muito difícil tive que torce contra a Alemanha e não foi fácil foi difícil, dolorido, machucou muito e quando a Alemanha ganhou ai o meu espirito balançou mas continuo são e forte na minha conversão aos Âmis.

USA…USA….USA……

Bosco Jr
Bosco Jr
7 anos atrás

Eu continuo sem torcer pra time nenhum, mas bem que seria bom torcer para a seleção americana. Li num artigo que ela é quem menos faltas faz e é avessa à “cavar” faltas inexistentes ou a fazer faltas e jurar que não fez. Ou seja, os “âmis” se mostram no futebol bem mais leais que as outras equipes. Bem diferente da nossa, aliás, que se mostra um desfavor à educação do povo. O tão aclamado Neymar, só pra citar um exemplo, é mestre em mentir e tapear, usando a famosa “malandragem” brasileira em campo. O próprio Pelé já pediu para… Read more »

Renato.B
Renato.B
7 anos atrás

Operações envolvendo agências diferentes com muita gente envolvida sempre serão complicadas O que tivemos foi uma situação potencialmente perigosa onde os procedimentos foram empregados corretamente e evitaram um desastre. Pelo que entendi o erro foi que o “alvo” estava onde não deveria estar. É para isso que existem procedimentos redundantes, a idéia que se um falhar o outro (a autorização para atirar) compensa. Na boa, eu acho isso um pouco de tempestade em copo d`agua. O processo pode melhorar sim, mas não me pareceu um erro crasso ou grotesco das polícias de SP. Pelo contrário me parece que o processo… Read more »

Reinaldo Deprera
Reinaldo Deprera
7 anos atrás

Aposto que o policial do GATE sabia que se tratava de outro PM e apenas seguiu a risca o protocolo que lhe foi passado.

Minha outra aposta é que o papagaio presidencial, só estava a querer um selfie com a Presidente e, para isso, fez uso do jeitinho brasileiro.

Save Ferris!

Oganza
Oganza
7 anos atrás

Nós estamos na infância no que diz respeito a esse tipo de operação e não é só os envolvidos com todo o aparato não, isso inclui a população e a imprensa. Essa úlitma, por desinformação ou pura preguiça, não instrui ou muito menos treina seus membros para entender os processos e principalmente os protocolos envolvidos em operações como essa. Agora o que me preocupa mesmo, é alguma otoridade dessas querer dar uma carterada em alguém e forçar uma quebra de protocolos… simplesmente pq “pode” ou na base do velho “você sabe com quem está falando?” e em Puthênfia, isso é… Read more »

Colombelli
Colombelli
7 anos atrás

Houve erro de comunicação com certeza. Se em determinada área não é pra ter policial, o ingresso dele na área deveria ser informado na rede rádio. Falha do comando. E se o comando estava nas mãos do EB a falha é do EB e não das polícias. O comandante é o responsável, Sun Tzu ja lembrava.

A propósito, o GER é o pessoal que mais treina trio no Brasil.

Bosco, aproveitando o gancho, quem me orgulha mesmo são os para atletas, cujo desempenho é esplêndido, sem auxílio de governo e sem mídia.

aldoghisolfi
aldoghisolfi
7 anos atrás

Não houve nada; o policial cumpriu o protocolo de segurança à risca; o ‘suspeito’ dificilmente seria considerado um ‘suspeito’ verdadeiro, pois um policial vigiando tem coportamente completamente diferenciado em relação à um matador; muitas agências e gentes envolvidas gerou falha na comunicação (Renato B); poderia sim, ter acontecido um desastre.

Mas vejo que o fato marca ponto positivo para os mecanismos de segurança.

Aproveito para perguntar o que é “ÂMIS”.

Bosco Jr
Bosco Jr
7 anos atrás

Aldo,
“Âmis” é a forma sincopada de “americanos” usada pelo nosso amigo Soldat.

Marcelo
Marcelo
7 anos atrás

Reinaldo,
O atirador de elite era da Polícia Civil e não outro PM do Gate.

Rafael Oliveira
Rafael Oliveira
7 anos atrás

Pra variar, a realidade foi muito diferente do que a primeira versão divulgada.

Esqueçam snipers com um rifle identificando um suspeito a longa distância. O policial do GATE inclusive cumprimentou o policial do GER, que bateu a foto de um celular…

http://g1.globo.com/sao-paulo/noticia/2014/06/foto-foi-usada-em-pedido-para-abater-suspeito-durante-abertura-da-copa.html

Blind Man's Bluff
Blind Man's Bluff
7 anos atrás

Que pena que não era um “terrorista” e pior, que pena que a terrorista assaltante de bancos e sequestradora continua viva….faria um bem pro Brasil… ela e o molusco sangue suga… A torcida continua!

Últimas Notícias

Turquia e Coreia do Sul assinam declaração para fornecimento de motores para o MBT Altay

Foi assinada uma declaração de intenções entre a Coreia do Sul e a Turquia para o fornecimento de motores...
- Advertisement -
- Advertisement -