Home Indústria Cingapura reforça capital para dar manutenção a viaturas blindadas no Brasil

Cingapura reforça capital para dar manutenção a viaturas blindadas no Brasil

389
26

ST Engineering - 5

A ST Kinetics, divisão de sistemas terrestres do grupo Singapore Technologies Engineering – maior corporação de produtos de Defesa de Cingapura – anunciou, na última quinta-feira, uma injeção de recursos da ordem de 900 mil dólares (cerca de R$ 2,25 milhões) na Technicae Projetos e Serviços Automotivos Ltda., sediada em águas Claras, no entorno de Brasília.
O aporte foi definido, no comunicado oficial, como “capital de giro para as operações da Technicae no Brasil”.

Presidida pelo engenheiro Roberto Piña, a empresa tem seu foco voltado para o serviço que, no jargão internacional, é conhecido como MRO – maintenance, repair, and overhaul (manutenção, reparo e revisão). Assim, Technicae oferece seus préstimos nas áreas de conservação, revitalização ou modernização de viaturas militares sobre rodas ou lagartas.

A prestação de serviços envolve, por vezes, a desmontagem integral e recuperação de todos os sistemas de um veículo, o que permite oferecer garantia e assistência técnica especializada. A Technicae já atuou, por exemplo, na recuperação de certo número de viaturas blindadas de transporte de pessoal sobre rodas EE-11 Urutu, do Exército brasileiro.

Plano Estratégico – A capitalização da Technicae acontece exatamente um ano e meio depois dessa empresa ter sido absorvida pela ST Kinetics.

Na época – julho de 2013 –, a Mobile Systems Pte Ltds, subsidiária da Kinetics, providenciou a compra de 90% do capital da Technicae. Agora, foi também a Mobile Systems Pte que organizou a injeção de capital na empresa sediada no Distrito Federal.

A aquisição da Technicae integra o plano estratégico da ST Kinetics de firmar presença no Brasil, promovendo seu negócio de Defesa, para, mais tarde, expandir essa atuação pelo resto da América do Sul.

A Kinetics também fabrica veículos blindados, como o Terrex, sobre rodas, de transporte de tropas (fabricado sob licença na Turquia), e o Bronco, um trator blindado sobre lagartas que o Exército britânico usou recentemente no Afeganistão.

26
Deixe um comentário

avatar
26 Comment threads
0 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
6 Comment authors
Mauricio R.Rafael OliveiraKojakeparrorsbacchi Recent comment authors
  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
Oganza
Visitante
Member
Oganza

Esses chineses são os caras mais safos do mundo… caraca, tem que tirar o chapéu pra eles.

ST Kinetics e sua expanção dos ultimos 15 anos (principalmente na África): financiada por “shell companys” chinesas… hj o prórprio capital da ST Kinetics já de mais 42% de “shell companys” chinesas.

Os caras jogam grande e jogam bem.

Grande Abraço.

eparro
Visitante
Member
eparro

Oganza 24 de janeiro de 2015 at 20:49 # Meu, será mesmo que são tão safos assim? Investir agora no Brasil, numa cia de manutenção? Investir na África! Achei bem interessante aquilo que você disse sobre “ocupar espaços”. Mas quanto a URSS investiu em vários países da África e durante quanto tempo e resultou no quê? Acabei de ver um representante chinês discutindo sobre crescimento lá em Davos e o cara disse mais ou menos assim: no momento a China vai voltar-se para o mercado interno, para poder crescer 8% entre 2015~2019, pois em 2014 cresceu abaixo do previsto devido… Read more »

rsbacchi
Membro
Member
rsbacchi

Pergunta: quem será o cliente.

Oganza
Visitante
Member
Oganza

eparro e Bacchi, A URSS queria ocupar espaços ideológicos… levar a “revolução” para o resto do mundo, mas nunca soube ganhar dinheiro com isso… nunca criou mercados, bom essa não era a deles rsrsrs A China preenche espaços para gerar influência e principalmente criar mercado para o China Way. Com a grana que eles tem, as “shell companys” é uma grande solução que dá lucro. Ex.: a ST Kinetics anunciando que está investindo no Brasil, suas ações valorizam, mesmo que a coisa sejalevada em banho maria. Mas e os técnicos brasileiros? Ficam ganhando, mas na geladeira. Não precisa necessáriamente ter… Read more »

eparro
Visitante
Member
eparro

Oganza 26 de janeiro de 2015 at 18:25 #

Ah! O capital, a bolsa…

Legal! Grato pelo esclarecimento.

Saudações.

rsbacchi
Membro
Member
rsbacchi

Oganza, por favor, o que são “shell companys” (pergunta).

Nota: meu ponto de interrogação não está funcionando.

Oganza
Visitante
Member
Oganza

rsbacchi, empresas de fachada, mas “legais”. é quando vc usa marcas, empresas ou determinados investimentos e movimentações para objetivos maiores ou posteriores. Um exemplo prático: a Coca-Cola investe a mais de 15 anos no Brasil na compra de marcas de refrigerantes regionáis para aumentar a exposição de tubaínas em bodegas e minar o Guaraná Antartica, uma vez que a cadeia logistica do refrigerante nacional é a mesma da AMBEV e por tanto maior dentro do Brasil. O Guaraná Jesus, um maudito refrigerante cor de rosa do Maranhão, foi uma “shell company” da Coca-Cola por 10 anos, mas hj ele subiu… Read more »

Oganza
Visitante
Member
Oganza

Oia o Jusus ai gente… 🙂

http://revistaepoca.globo.com/Revista/Epoca/foto/0,,42785532,00.jpg

eparro
Visitante
Member
eparro

A quem interessar possa!

É fora do tópico, mas pareceu-me intrigante.

Alguém consegue identificar que “tanque de guerra” é o que aparece neste link aí:

http://www1.folha.uol.com.br/cotidiano/2015/01/1581028-policia-encontra-tanques-de-guerra-e-cargas-roubadas-em-galpao-em-sp.shtml

rsbacchi
Membro
Member
rsbacchi

CCL M41.

eparro
Visitante
Member
eparro

rsbacchi 27 de janeiro de 2015 at 10:03 #

Então não seria um “tanque” Caxias, do Exército Brasileiro?

rsbacchi
Membro
Member
rsbacchi

Seria. O Caxias eh o CCL M41 nacionalizado (motor nacional e canhao modificado pra 90 mm).

Oganza
Visitante
Member
Oganza

Bacchi,

perfeito…

… ainda tem um lá frente do Cmdo 5ª RM/DE em Curitiba?

Era o modelo que mais tinha na forma de brinquedo quando era criança… toda taberna na feira municipal de Paragominas tinha um ensacado…. e tinha várias cores: verde, amarelo, azul e marrom… nenhum camuflado 🙁

Grande Abraço

eparro
Visitante
Member
eparro

rsbacchi 27 de janeiro de 2015 at 12:47 #

Grazie!

Kojak
Visitante
Kojak

Caro Oganza

Perfeito sua explanação, “porta de entrada” também, me entendes né ?

http://moneyterms.co.uk/shell-company/

Abraços

Kojak
Visitante
Kojak

Caro eparro

Eu assisti no JG do dia 27 creio, como roubaram ? (rs)

Abraços

Kojak
Visitante
Kojak

Li tudo, cômico !

Manda pro Uruguay, reforma antes e paga o frete.

rsbacchi
Membro
Member
rsbacchi

Kojak, não precisam roubar. O EB realiza leilões de seu material fora de uso, convenientemente desativado.

Existem no Brasil muitos colecionadores com CCM M4 Sherman, CCL M3 Stuart e CCL M41B Caxias.

Muitos destes, inclusive já foram vendidos a colecionadores extrangeiros.

Tudo perfeitamente dentro da lei.

Rafael Oliveira
Visitante
Member
Rafael Oliveira

A título de curiosidade, há alguns anos, o colecionador Francisco Barcellos pretendia fazer uma arena de paintball com tanques M-3 disparando balas cheias de tinta.

Acho que não vingou a ideia.

Oganza
Visitante
Member
Oganza

hahahaha essa do Caxias foi notícia atá no SNAFU!

http://snafu-solomon.blogspot.com.br/2015/01/brazilian-police-find-two-m-41-walker.html

inclusive fala sita o mercado negro para esse tipo de material nos EUA.

Grande Abraço.

eparro
Visitante
Member
eparro

rsbacchi 29 de janeiro de 2015 at 14:39 #

Com quem será que ficaram os protótipos do EE-T1 Osório e do MB-3 Tamoyo?

rsbacchi
Membro
Member
rsbacchi

Entrei em contacto com o SNAFU explicando que não é o que foi noticiado, e que ha honestidade nas compras do material obsoleto do EB.

rsbacchi
Membro
Member
rsbacchi

Os 2 protótipos do Osório estão com o EB.

O(s) Tamoio(s) não sei.

eparro
Visitante
Member
eparro

rsbacchi 29 de janeiro de 2015 at 20:42 #

Novamente, grazie!

Mauricio R.
Visitante
Member
Mauricio R.

OFF TOPIC…

…mas nem tanto!!!

Qndo drone chinês não solta pecinha sózinho, soltam as pecichas por ele:

(http://snafu-solomon.blogspot.com.br/2015/01/armed-chinese-drone-downed-in-nigeria.html)

Kojak
Visitante
Kojak

rsbacchi

Caro Bacchi

sim eu sei e agradeço, logo acima eu já havia corrigido.

Tive um amigo que participava dos leilões de “Jeep’s”

Uma vez fui dirigir um “cavalo” desses de “4” entradas para passageiro, americano, motor 6 cc em linha, câmbio de três marchas no assoalho, mais duas alavancas de tração, sem “cobertura”.

Abandonei o volante na primeira quadra.

Tudo hiper duro, tudo …………..

Preferia meu Galaxie (rs)

Abraços