Home Noticiário Internacional Iraque reclama de omissão do Brasil na luta contra facção terrorista

Iraque reclama de omissão do Brasil na luta contra facção terrorista

8785
115

iraq-us-airstrikes-isis-08082014-13-760x506

PATRÍCIA CAMPOS MELLO
ENVIADA ESPECIAL A IRBIL (IRAQUE)

ClippingDiplomatas e autoridades iraquianos reclamam que o Brasil tem sido omisso na luta contra o Estado Islâmico (EI). O país não colabora com ajuda humanitária, treinamento ou armas.

“O Brasil forneceu armas pesadas para [o ex-ditador iraquiano] Saddam Hussein, e sofremos com isso; está na hora de nos ajudar na luta contra o EI”, disse à Folha Amin Najar, líder do KDP (partido à frente do Governo Regional do Curdistão, no norte do Iraque). O Exército curdo (peshmerga) está na linha de frente na guerra contra o Estado Islâmico no norte do Iraque.

Najar se referia aos blindados Cascavel e armamentos que o país vendeu ao Iraque durante a guerra contra o Irã –no fim do conflito (1980-1988), Saddam atacou os curdos até com armas químicas.

Ao ouvirem falar de Brasil, todos os militares curdos entrevistados pela Folha mencionaram as armas que o país forneceu a Saddam.

“Não sabemos qual é a posição do Brasil em relação ao EI; é um absurdo um país com ambições globais não se posicionar sobre um tema como este”, disse um diplomata iraquiano que pediu anonimato.

“A Alemanha nos ajuda com armas, treinamento e auxílio humanitário; os EUA também. E o Brasil? Não faz nada diante de meninas de 12 anos sendo estupradas e jornalistas decapitados?”

Mais de 60 países auxiliam os iraquianos na luta contra o Estado Islâmico. A Áustria doou US$ 1,3 milhão em ajuda humanitária. Além de participar dos ataques da coalizão contra o EI, o Canadá enviou mais de US$ 50 milhões em ajuda humanitária e militar.

A França mandou 65 toneladas de ajuda humanitária, participa dos bombardeios e fornece armas.

ITAMARATY

Em e-mail enviado à Folha, o Itamaraty informou que as autoridades iraquianas não pediram ao Brasil cooperação no combate ao terrorismo nem manifestaram insatisfação com as relações bilaterais.

“Pelo contrário, as autoridades iraquianas agradeceram ao Brasil pela manutenção das atividades da embaixada brasileira em Bagdá e pela condição do Iraque como fornecedor privilegiado de petróleo ao Brasil.”

O ministério afirma que o governo brasileiro está “considerando” solicitações de ajuda humanitária feitas por organismos internacionais, como o Escritório das Nações Unidas para Assuntos Humanitários (Unocha) e a Missão de Assistência das Nações Unidas para o Iraque (Unami).

“A cooperação brasileira no combate ao terrorismo tem privilegiado antes aspectos como o acolhimento de refugiados, como no caso da Síria e do Iraque, que a concessão de armas e recursos financeiros e a vertente militar de treinamento”, diz o Itamaraty.

FONTE: Folha.com

115
Deixe um comentário

avatar
115 Comment threads
0 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
59 Comment authors
Diego SouzaBillPedro Paulo Felixcarlos eduardotadeumar Recent comment authors
  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
Antonio M
Visitante
Antonio M

As autoridades iraquianas reclamam publicamente e o Itamaraty afirma que é ao contrário, que agradeceram ?!?!?!

Que merd. é essa ?!?!

E isso resume a nossa política externa (e interna também): Não são contra nem a favor, muito pelo contrário !!!

Antonio M
Visitante
Antonio M

“A cooperação brasileira no combate ao terrorismo tem privilegiado antes aspectos como o acolhimento de refugiados, como no caso da Síria e do Iraque, que a concessão de armas e recursos financeiros e a vertente militar de treinamento”

Ou seja, que continuem a matança, se conseguirem fugir para cá, bem vindos !!!!!!

Que vergonha ….

eparro
Visitante
eparro

“…o Itamaraty informou que as autoridades iraquianas não pediram ao Brasil cooperação no combate ao terrorismo nem manifestaram insatisfação com as relações bilaterais.”

Ah, quer dizer que o Itaramaty fica lá, “deitado em berço esplêndido” esperando que algum pedido seja feito?

E depois ficam “chateados” quando são chamados de “anões da diplomacia”. Não! São gigantes adormecidos.

Eita nóis.

Vinícius Almeida
Visitante
Vinícius Almeida

Mas que eu saiba no Brasil não existe nem uma lei sobre terrorismo, então como o governo poderia o ajudar?

Washington Menezes
Visitante
Washington Menezes

Vergonhoso!!!!!!

Denilson
Visitante
Denilson

covardia ou amizade com terrosista?

Marcos F.
Visitante
Marcos F.

Desde quando a Dilma se preocupa com política externa? O Brasil vai continuar do jeito que está, sentado em berço esplêndido.
Mas essa reportagem mostra bem que muitos países desejam que o Brasil seja ativo nessas questões, uma pena nossos governantes serem como são.

Felipe
Visitante
Felipe

Se fosse o Bolsonario presidente a historia ia ser outra!!

Alem
Visitante
Alem

Uma boa chance para testar o Imbel IA2 em combate real, aproveita e fornece alguns para os curdos assim como a Alemanha fez com os G36.

Antonio M
Visitante
Antonio M

A única desculpa que eu consideraria, é que nossos governos não tem condições nem de cuidar de nossa segurança interna, imaginem somados a isso atentados terroristas financiados por EI, Al Qaeda etc.

Se o terrorismo internacional quisesse retaliação, entram aqui e fariam a festa !!!!

Mas seria legítimo apenas se resolvessem assumir que o problema é esse e partir para uma solução concreta.

Mas sabemos que não é isso ….

Eduardo
Visitante
Eduardo

Que vergonha!!!!!!

Bosco Jr
Membro
Active Member
Bosco Jr

Antônio,
Haja homem bomba pra abalar nossas estatísticas de 50.000 assassinatos por ano.

Wellington Góes
Visitante
Wellington Góes

Depois daquela estupidez da Dilma de que “temos que dialogar e não jogar bombas”, só comprova o quão tapada é esta senhora. Aliás, em Relações Internacionais, a Dilma está fazendo o que muitos na imprensa queria, ou seja, se abster de questões espinhosas, mas pra quem quer ter maior participação e respeito na comunidade internacional, não será ficando em cima do muro o tempo todo que isso acontecerá, especialmente em questões absurdas como o que vem acontecendo por causa do ISIS (que, aliás, a maior responsabilidade é da Arábia Saudita e mesmo os EUA e alguns países europeus, que incentivaram/permitiram… Read more »

Johnatan
Visitante
Johnatan

Suponho que nao ha movimentos por parte do Brasil pois isso vai contra a doutrina bolivariana instaurada aqui.

Daniel Dutra
Visitante
Daniel Dutra

Acho que só a nossa guerra interna contra a criminalidade já ta de bom tamanho, os que foram os responsáveis pela criação do El que tratem de acabar com ele.

Robsonmkt
Visitante

O Brasil participar é que me surpreenderia. O Iraque atual é uma consequência da invasão perpretada pelos EUA, a qual o Brasil se opôs firmemente. Com a invasão dos EUA, duas coisas aconteceram: o país se esfacelou e os contratos de negócios iam todos para empresas americanas ou de países de seu grupo de alidos. Lembram-se da Halliburton? Além disso, como bem colocou o Antonio M, nossas FA’s, especialmente infantaria, estão sucateadas. Nossos meios aéreos e navais não dão conta nem de cobrir suas funções em solo pátrio. Se mandar soldados vai receber de volta caixões. Aí é que a… Read more »

José claudio
Visitante
José claudio

Vcs acham que não estamos em uma guerra civil aqui no RJ?? Todas as favelas têm bandidos tão ou mais sanguinários que os do EI. Armas pesadas, granadas e etc. Todos os dias temos pelo menos uma morte na cidade. A favela da Rocinha o conjunto de favelas do Alemão são enormes e o recrutamento de crianças e adolescentes é um fato alarmante. A verdade que não sabemos como acabar com os nossos bandidos com certeza não saberemos o que fazer com p EI aquilo lá não é para amador não e nem forcinhas armadas que gostam mesmo é de… Read more »

Oganza
Visitante
Oganza

Senhores, Leiam nas entrelinhas: quem está a frente das “reclamações” são os representantes dos Curdos… EI é uma “desculpa” e caiu como uma luva para seus interesses… a Alemanha está mandando um calhamaço de armas lá para eles, tem até um lote de KMWs Dingo a caminho, isso se já não chegou. As ações do EI, junto a incapacidade do patético Governo Iraquiano “Eleito” pós invasão Americana abriu uma janela de oportunidade para o Povo Curdo de declarar sua Independência do Iraque e dos genocídios dos tempos de Sadam. Foi na região Curda que houve o maior lançamento de paraquedistas… Read more »

Leandro_O.
Visitante
Leandro_O.

Ajuda humanitária, por parte do Brasil. É só o que deve ser feito. Ajuda militar tem sim que ser negada… O Brasil não tem nada a ver com a cagada que EUA/UE fizeram por lá. Eles que consertem…

Hugo
Visitante
Hugo

Acredito que o Brasil poderia cooperar com ajuda humanitária via ONU, porém contribuir com armas e dinheiro (que não temos!) só para aparecer bonito na foto, seria condenável. E falar que esta é a posição do Governo atual de não intervencionismo seria falta de conhecimento histórico, pois o Brasil assume esta postura desde o final da guerra do Paraguai.

antonio
Visitante
antonio

isto é simples de ver, somos governado por terroristas (PT) a presidenta já discursou na ONU em favor dos terrorista e contra o mundo ocidental ,tentou livrar da morte um cara que estava contribuindo para danificar um pais levando droga para esta juventude deste pais , nosso vice presidente e filho de árabe , apoiamos o irã, Venezuela , Cuba , leis que favorece os marginais, dinheiro para campanha gay e nada para saúde e segurança, o cidadão de bem esta desarmado não pode defender a sua família .e pior a um plano para evangelizar a américa latina para os… Read more »

Lyw
Visitante
Lyw

Gente, a política externa brasileira deste atual governo é uma piada e o posicionamento do Itamarati em relação ao EI é ridículo e covarde. Entretanto, de certo modo, eu prefiro que no máximo entreguemos um pouco de ajuda humanitária pois, com a segurança pública que aqui temos, se o EI resolvesse dar o troco seria um Deus nos acuda.

ALDO GHISOLFI
Visitante
ALDO GHISOLFI

Acho que não temos que enviar ajuda que não seja a humanitária.

Não podemos nem com nossas calças, vamos remeter armas, muniçoes e equipamentos para combater o EI?

Muito antes de nos tornarmos alvos desse bando de loucos, porque os possantes não liquidam de uma penada com os terroristas do EI? Por que, por exemplo, não deixam o Irã fazer o que vem pedindo para fazer?

Ebenezer
Visitante
Ebenezer

Governo Brasileiro não tem que se meter mesmo. OS EUA financiaram e treinaram os Estado Islâmico, junto com Arábia Saudita, UE e Jordânia para combater o Assad. Só que perderam o controle sobre Estado Islâmico e acabaram criando o monstro que conhecemos hoje.

Agora é o Governo Brasileiro que vai ajudar a limpar a sujeira que a UE e os EUA fizeram??

Silva
Visitante
Silva

Alguém avisa aos iraquianos que o Brasil não possui nem comando e muito menos liderança e que as “lideranças” existentes por aqui, estão se lixando para o seu próprio povo, quanto menos com inocentes que estejam sendo massacrados pelo Estado Islâmico. Não temos governo. Há mais de uma década, a Quadrilha do PT e seus comparsas, vem saqueando o patrimônio público brasileiro de forma cínica e descarada, como jamais este país viu em sua história recente. O escândalo da Petrobras é apenas a ponta do Iceberg. Pobre Brasil. Nunca deixará de ser o que é, um país extremamente corrupto, desigual,… Read more »

Bravoone
Visitante
Bravoone

O GF tem que manter os seus civis e militares bem longe das áreas de atuação do Estado Islâmico, pois nós não temos nada a ver com o massacre que ali se desenrola.

Ebenezer
Visitante
Ebenezer

Bravoone..

Isso ai. Os que fizeram a sujeira que tem que limpar a sujeira. Essa guerra suja não é do GF e nem do povo brasileiro.
Os que treinaram e forneceram armas para esses terroristas que tem que limpar essa sujeira que fizeram.

Space Jockey
Visitante
Space Jockey

Tem 2 informaçoes na matéria que induzem ao erro: 1- O Brasil “não forneceu armas” para o Ditador Saddam Hussein, foi uma venda de Estado para Estado, nao foi doaçao, como o peshmerga quer e a Alemanha e EUA fizeram. 2- como um forista ja lembrou nÃo se trata exatamente do Gov do Iraque, mas de representantes da região autonoma do Curdistão. Seria interessante ajudar, pois apesar do temor de alguns, nunca se ouviu falar de grupos de origem Curda cometendo atentados mundo a fora, mas creio que não o fazendo o Gov federal age com responsabilidade, pois precisa de… Read more »

Rafael Oliveira
Visitante
Rafael Oliveira

Na pindaíba em que se encontram o Itamaraty, as Forças Armadas e, de certa forma, o Governo Federal, duvido muito que o Brasil faça alguma doação aos curdos.

Fora a parte que o Iraque até agora não pagou por parte dos produtos que o país vendeu a ele, na década de 80.

A única parte da boa da notícia é mostrar que após discursos inflamados, nossa política externa volta a mostrar sua verdadeira face de anão diplomático.

Ritalo Santiago Santos
Visitante
Ritalo Santiago Santos

Conversa de bêbado. Parece boato ou alguma declaração de pessoas de terceiro escalão. Mereceria alguma validade se havesse uma declaração oficial. No meu entender o Iraque deveria pesquisar como é o financiamento do grupo terrorista. Talvez teria uma grande surpresa, pois os mesmos que o ajudam, financiaram o estado islâmico. Que tal investigar Arábia Saudita e os EUA?

Victor Moraes
Visitante
Victor Moraes

Apenas para comentar, eu odeio o relativismo moral que toma conta do “Estado” brasileiro em suas relações internacionais. E, mesmo no trato do seu povo, internamente. São os tais “direitos humanos”. Condena-se quem combate o ISIL dizendo que deve-se “negociar”. Mas negociar o que? Pelo amor de Deus. Os caras fazem barbaridades! E os crimes que acontecem no Brasil? As famílias inocentes que perdem seus entes queridos? Sofrem, pois os bandidos continuam soltos, ou com privilégios da lei. Um sistema judiciário faraônico, com prédios luxuosos, para Juízes arrogantes, que de fato não condenam, apenas inscrevemos bandidos na “faculdade” carcerária. Um… Read more »

Victor Moraes
Visitante
Victor Moraes

Aliás, quem quer apostar que a reforma política não sai?

César Pereira
Visitante
César Pereira

Acredito que essa suposta reclamação do Iraque não passa de um factoide criado por jornalistas,para venderem jornal !

O BRASIL deve se manter longe desse conflito,que não foi provocado por nós !

Eu acredito mais nas palavras do Itamaraty, que nessa reportagem veiculada pela Folha !

Vader
Membro
Trusted Member

O lindão aí não entendeu o que a respeito do governo do Brasil????? Não entendeu porque não quer! O governo do PT apóia o Estado Islâmico! A Dilma disse em plena Assembléia Geral das Nações Unidas que se deve “dialogar” com os cortadores de cabeça e estupradores de garotinhas! Ou seja: para o governo do PT está tudo certo! Precisa dizer mais o que pra esses caras entenderem? Esse é o nível da diplomacia do Marco Aurélio “Top-top” Garcia. É assim pensa essa corja: contanto que se contrarie os EUA e o que eles chamam de “Ocidente”, dane-se o resto:… Read more »

Carlos
Visitante
Carlos

O país está tomando o caminho correto na minha humilde opinião. Imagine entrar numa guerra dessas com a infraestrutura que temos: estaríamos perdidos. Os terroristas fariam uma “festa” de atentados.
Vocês não lembram daquele repórter que foi testar a segurança em voos aqui no Brasil? ele conseguiu entrar com um simulacro de fuzil sem ser incomodado.
Enquanto não tivermos estrutura para proteção de nossa população que fiquemos quietinhos em nosso lugar!

Antonio M
Visitante
Antonio M

Vinícius Almeida 14 de fevereiro de 2015 at 18:40 Olá, estive vendo sua colocação e pensei o seguinte: Seria necessária uma lei especícifca para isso? Se o próprio governo diz “…tem privilegiado antes aspectos como o acolhimento de refugiados …” então se reconhece que deve acolhê-los como refugiados, há um motivo para serem como tal, e não estou dizendo que não deva conceder isso, mas decidem reconhecer e tratar o efeito mas não se envolver diretamente no que é a causa?!?! Para conceder esse status, é preciso reconhecer antes que são refugiados e isso não reconheceria que há a causa… Read more »

Leonardo Barbosa
Visitante
Leonardo Barbosa

Grande novidade. É só lembrar que o governo brasileiro(leia-se governo petista) tem relações obscuras com certos grupos pelo mundo como as Farc, Hezbollah, Hamas, ditaduras africanas, Cuba, entre outros.
Mas na verdade não adianta somente tirar o PT da presidência, ou seja, provocar o impeachment da “presidenta”(é claro que isso também deve ser feito), mas seria preciso fazer uma faxina em importantes órgãos públicos, não se esquecendo das universidades e até mesmo na imprensa. Se faz necessário tirar os esquerdistas do poder e obliterar a influência esquerdista sobre a sociedade, removendo-os também da mídia e do meio acadêmico.

Space Jockey
Visitante
Space Jockey

As tais armas foram o Astros II e os Engesa Cascavel nos anos 80.

Rafael, não sabia que o Iraque não pagou uma parte desse material…me lembro que até 1990 tinha muitos engenheiros brasileiros trabalhando lá. Acho q era pra reconstruçao por causa da Guerra com o Irã(invadido pelo Saddam).

Antonio Eduardo Alves
Visitante
Antonio Eduardo Alves

Como o Brasil, pode optar em entrar ou sair de uma solução para conflitos entre facções, se dentro de nosso pais, são facções que nos governam.
Precisamos sim ajudar a acabar com facções terroristas, mas começando dentro de nossa Pátria o BRASIL.
Só assim teremos como ajudar a combater a assuntos ligados a politica internacional.

Genera
Visitante
Genera

O Brasil não ajuda ninguém, nem ao menos o seu povo. O Brasil só ajuda Cuba e Venezuela, e uns ladrões lá de Brasília

Ricardo_Recife
Visitante
Ricardo_Recife

Este é o atual governo que reclamou da interferência francesa no Mali (a pedido do governo francês) e dos bombardeios contra o Estado Islâmico. Não dá para levar este governo e sua política externa brasileira a sério.

Abs,

Ricardo

Vitor
Visitante
Vitor

Ótima matéria, más quando terminei de ler não tive como conter as risadas (KKK!!!) enfim…
1º mandar combatente de selva para o deserto (KKK);
2º o problema no iraque começou com os eua, qq eu tenho a ver com isso?? (KKK)
3º Brasil omisso… e o canada, mexico, chile, colombia, só pra falar do continente americano (KKK)
4º o Brasil participa da unifil, que na pratica combate os terroristas impedindo envio de armas pelo mar… ou estou enganado, esses iraquianos não sabem mais o que fazer depois que os eua sairão e agora querem disparar pra todo lado!! kkkkkkk

carlos
Visitante
carlos

O Brasil não tem nada que se meter nesta merda que americanos e europeus fizeram no Iraque, assim como já fizeram na líbia, . mandar gêneros de primeira necessidade perfeito e nada mais. Enquanto os civilizados fabricam suas guerras, com o apoio de direitistas que raciocinam por qualquer panfleto eles que juntem pra limpar seu lixo.

HMS_TIRELESS
Visitante
HMS_TIRELESS

Ainda no mesmo contexto o boneco sinforoso, também conhecido como megalonanico, queixa-se da imprensa. Segundo o indivíduo, que junto com o oráculo de Garanhuns concebeu e executou a Diplomacia dos atabaques, eufemísticamente chamada de “diplomacia ativa e altiva” (Mas que não explica fiascos como o de Teerã), “Há uma obsessão pelo autodenegrimento, deve ser uma coisa da psicologia coletiva, que eu acho que se acentuou com um governo popular, que não é de elite, mas não é só com ele, não” http://www.brasil247.com/pt/247/brasil/170177/'H%C3%A1-uma-obsess%C3%A3o-na-m%C3%ADdia-por-denegrir-o-Brasil‘.htm Tadinho, por que ele reclama? Pelo fato da imprensa repercutir todos os fiascos que ele protagonizou junto com… Read more »

Paulo
Visitante
Paulo

Lamentável o Iraque querer isso do Brasil. Cujo o governo não está conseguindo combater a guerra urbana que vivemos em diversas cidades do território brasileiro.

Victor Moraes
Visitante
Victor Moraes

Vitor, meu xará, eu não sei porque a “esquerda” brasileira culpa os EUA por tudo. A primavera árabe começou por revolta na Tunísia contra a polícia. Por que EUA e Inglaterra são culpados? não é porque o governo brasileiro é de esquerda ou de direita q

Victor Moraes
Visitante
Victor Moraes

Vitor, meu xará, eu não sei porque a “esquerda” brasileira culpa os EUA por tudo. A primavera árabe começou por revolta na Tunísia contra a polícia. Por que EUA e Inglaterra são culpados? não é porque o governo brasileiro é de esquerda ou de direita que deverá se omitir. Os combatentes brasileiros devem estar preparados para tudo, e, não existem combatentes de florestas apenas no Brasil, existem os de Caatinga, você se lembra? Quanto ao fato de Canadá, México, Colômbia e outros países americanos não enviarem tropas, eu digo que provavelmente enviam com mais facilidade do que o Brasil, e… Read more »

Oganza
Visitante
Oganza

hahahahaha até onde eu sei, quem adora “raciocinar” (se é que se pode falar isso) por panfleto é a esquerda obtusa… é cada coisa que esses inéptos dizem… kkkkkk

Grande Abraço.

Mauricio R.
Visitante

OFF TOPIC…

…mas nem tanto!!!

Aproveitando a dica do Oganza, mas que ninguém prestou tanta atenção.
Se e qndo o problema IE for equacionado, o próximo problema do Iraque será este:

(http://snafu-solomon.blogspot.com.br/2015/02/once-isis-is-solved-kurds-will-be-next.html)

Oganza
Visitante
Oganza

Mauricio R.

😀