Home Artilharia Antiaérea Agência de notícias diz que Exército Brasileiro não comprará agora o Pantsir...

Agência de notícias diz que Exército Brasileiro não comprará agora o Pantsir S-1 russo

395
6
pantsir-s1
Sistema russo Pantsir S-1

Um despacho da agência de notícias espanhola EFE, datado desta quarta-feira, 15 de abril (reproduzido no dia seguinte pelo site da Revista Exame), informa que, por enquanto, o Ministério da Defesa do Brasil pretende apenas alugar algumas baterias do sistema de defesa antiaéreo russo Pantsir S-1 – que o governo de Moscou insiste, há quase três anos, em vender ao Exército brasileiro.

O Pantsir integrará o esquema de proteção das Olimpíadas do Rio de Janeiro, que acontecerão dentro de, aproximadamente, 500 dias.

Segundo a EFE, a informação foi dada pelo próprio titular da Pasta da Defesa, ministro Jaques Wagner, que alegou “questões orçamentárias” para justificar a solução do aluguel – acordo, segundo ele, “semelhante” ao obtido pelo Comando da Aeronáutica para ter cerca de uma dezena de caças Gripen C, enquanto suas unidades aguardam a chegada de 36 aeronaves versão NG (28 monoplaces e oito biplaces) .

De acordo com a agência espanhola, “as negociações para a compra de três baterias Pantsir-S1 e duas do tipo Igla [mísseis de ombro] se iniciaram em 2012 e foram ratificadas em 2014, durante uma visita da presidente Dilma Rousseff a Moscou”.

A compra desse conjunto de armas antiaéreas custaria cerca de 1 bilhão de dólares ao governo brasileiro.

6
Deixe um comentário

avatar
6 Comment threads
0 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
5 Comment authors
Bosco Jrserginhojoao.filhoGrooWellington Góes Recent comment authors
  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
Wellington Góes
Visitante
Wellington Góes

Pra quê continuar com esta pataquada?!?!

O Pantsir fazia algum sentido lá atrás (antes de 2013), hoje não tem mais ‘o porque’. Quanto e se quiserem optar por um sistema de defesa aérea de grande porte, no melhor estilo S-300 em diante, talvez fosse interessante. Mesmo assim, já teríamos outras opções, inclusive nacional e/ou nacionalizada, para ocupar o lugar de proteção deste sistema (que é a função primária do Pantsir).

Groo
Visitante
Groo

Nunca vi muito sentido nesse sistema.

joao.filho
Visitante
joao.filho

Sim é um bom sistema para defesa contra helicópteros e colunas blindadas, por exemplo. Só que no Brasil, claro, é tudo a meia boca. Querem comprar uma dúzia para fazer o pais invulnerável e derrubar até ICBM. Defesa aérea de lrimeira linha se faz com caças de superioridade aérea no estado da arte, não com F-5M ou com Pantsir. Como já sabemos, sistemas de armas modernos existem, e estão já disponiveis. O que não existe é seriedade no Brasil.

joao.filho
Visitante
joao.filho

Quiz dizer “para a defesa de colunas blindadas”.

serginho
Visitante
serginho

É muito fácil falar do que não se sabe, a grande maior parte dos brasileiros que se acham intelectuais sentem o prazer de subestimar o Brasil, jogando pedras no caminho, arrumando defeitos, dizendo que só os americanos prestam, só as coisas deles que tem valor, que é o melhor. Mas, esses brasileiros, não criam, não melhoram, são cegos por natureza e, o pior, só sabem mesmo criticar. O brasil sempre foi boicotado pelos EUA, nós sempre fomos vistos como país de terceiro mundo, sempre utilizamos os lixos da tecnologia deles no que se refere a armas bélicas, até peças para… Read more »

Bosco Jr
Membro
Active Member
Bosco Jr

Serginho, Tudo bem querer culpar outro país pelas nossas mazelas, mas eu penso diferente. O problema do Brasil é sim o povo que vive nele. Quando a Índia com um quase um bilhão de esfarrapados e famintos conseguiu sua independência o Brasil já era soberano há uns 150 anos, mas hoje eles fabricam mísseis de ponta, fabricam caças, fabricam foguetes espaciais, são referência em tecnologia de ponta, possuem armas nucleares e em 70 anos tiraram três “brazis” da miséria absoluta e os ascenderam à classe média. E tudo isso com com um PIB menor que o nosso. Qual a diferença… Read more »