Home Terrorismo França confirma morte de Abaaoud em Saint-Denis

França confirma morte de Abaaoud em Saint-Denis

1651
18

policia francesa - foto daily mailClippingAutoridades da França confirmaram nesta quinta-feira (19) que Abdelhamid Abaaoud, suposto mentor dos atentados em Paris, foi morto ontem nas ações antiterror em Saint-Denis, ao norte da capital.

De origem belga, o corpo do jihadista foi “formalmente identificado após comparação de traços papilares”, anunciou hoje a Procuradoria da República em Paris, de acordo com informações da imprensa francesa.

Segundo o comunicado, houve compatibilidade nas impressões digitais de Abdelhamid Abaaoud. “Foi o corpo que encontramos no prédio, coberto de balas”, diz a Procuradoria.

O ministro do Interior, Bernard Cazeneuve, em pronunciamento há pouco, disse: “Abdelhamid Abaaoud desempenhou um papel determinante nestes ataques. A investigação irá determinar a implicação desse belgo-marroquino e permitirá reconstituir o percurso do terrorista originário de Molenbeek que se juntou à Síria em 2014”.

Os atentados realizados em Paris na última sexta-feira (13), com 129 mortos e mais de 350 feridos, são considerados pelo ministro “”.

Em um primeiro momento, acreditava-se que Abaaoud estava na Síria, país onde os ataques teriam sido planejados. O rumo das tentativas de localizá-lo mudou quando foi encontrado um celular dando pistas de que o belga estaria em solo francês.

Até agora não havia sido confirmado que Abaaoud realmente estava em Saint-Denis, localidade alvo das buscas realizadas durante a madrugada e a manhã de quarta-feira.

Dezenas de policiais cercaram um imóvel localizado a cerca de dois quilômetros do Stade de France, e houve explosões e tiroteios a partir de 4h20, no horário local.

Uma mulher que estava em um dos apartamentos do prédio cercado acionou explosivos que mantinha presos ao seu corpo e se suicidou. A agência de notícias Associated Press (AP), citando três oficiais da polícia francesa, afirma que ela era Hasna Aitboulahcen, prima de Abaaoud. Só havia rumores, por enquanto, sobre seu parentesco com o terrorista.

Durante as ações policiais em Saint-Denis, diz a AP, foi perguntado a Hasna onde estaria seu namorado. A resposta teria sido: “ele não é meu namorado”, se suicidando em seguida.

A agência também afirma que os corpos ficaram fragmentados, o que dificultou bastante a identificação.

Oito pessoas foram presas, todas sob suspeita de ligação com os ataques, e ainda não foi divulgado quem elas são.

O primeiro-ministro francês, Manuel Valls, logo depois da confirmação da morte de Abaaoud, elogiou a polícia e chamou o belga de “cérebro dos ataques”.

“Eu quero agradecer o trabalho excepcional de nossos serviços de inteligência e da polícia”, disse Valls.

Nascido europeu, jovem era considerado terrorista

Abdelhamid Abaaoud nasceu em 1987 e morou no bairro de Molenbeeck, subúrbio de Bruxelas (Bélgica). Segundo as investigações, ele era o líder de uma célula terrorista que pretendia agir em território belga logo após o ataque ao semanário francês “Charlie Hebdo”, em Paris, no começo deste ano. O grupo foi descoberto em Verviers (Bélgica), dias depois do atentado.

Alvo de um mandado de busca e apreensão, Abaaoud estava desaparecido desde então.

No início de 2014, jornais belgas divulgaram que ele teria levado para a Síria seu irmão Yunis, de 13 anos, apelidado na época de “o jihadista mais jovem do mundo”.

Abaaoud também apareceu em um vídeo de propaganda do Estado Islâmico, com barba pré-púbere e um turbante do tipo afegão, dirigindo uma caminhonete arrastando corpos mutilados. Diante da câmera, ele se diz orgulhoso de cometer atrocidades.

De acordo com o jornal flamengo “De Morgen”, Abaaoud tinha o perfil de um jovem de classe média e foi enviado pelo pai a um excelente colégio no sul de Bruxelas.

“Tínhamos uma vida muito boa, uma vida fantástica, eu diria. Abdelhamid não era uma criança difícil e havia se tornado um bom comerciante. Mas, de repente, ele foi para a Síria. Nunca recebi qualquer resposta”, disse seu pai em janeiro, Omar Abaaoud, ao jornal belga “Dernière Heure”.

A família chegou à Bélgica há 40 anos.

“Abdelhamid envergonhou a nossa família. Nossas vidas foram destruídas”, afirmou. “Por que, em nome de Deus, ele mataria belgas inocentes? Nossa família deve tudo a este país”, disse o pai do jovem.

FONTE: UOL

18
Deixe um comentário

avatar
18 Comment threads
0 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
8 Comment authors
Renato B.Trollbusterjuarezmartinezcarlos alberto soaresDelfim Recent comment authors
  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
Melky cavalcante
Visitante
Melky cavalcante

Menos um merda no mundo, e como um bom covarde ainda usou uma mulher como escudo, pelo menos ela também merecia morrer.

Roberto Santos, Policial Federal , ex Fuzileiro Naval
Visitante

Noto que a policia Francesa é mau armada, com velhas metralhadoras Beretta 9mm ultrapassadas fuzis Mini Ruger e M 14, quando estive em Paris em 2010 tive essa sensação de uma policia desequipada.

kurdaehe
Visitante

É tão interessante como a lei do desarmamento e a esquerdopatia se mostram tão sangrentas e danosas à sociedade quando eventos como esse acontecem. Que sirva de lição.

Delfim
Visitante
Delfim

Impressão minha ou o policial no fundo da foto está empregando uma… sub MT-12 ???

Deus meu, esta arma é ultrapassada há décadas.

carlos alberto soares
Visitante
carlos alberto soares

Melky, onde assino ?

carlos alberto soares
Visitante
carlos alberto soares

E agora o Mali, hilário a GN “chamar” soldados do Mali de Malaios, durante o 13, 14 e 15 N repetiram dezenas de vezes o nome “do consul do Brazil em Paris” Maria não sei das quantas, ou seja Consulesa já era ! Assassinam o Português todos os dias, voltem para a sala de aula !

carlos alberto soares
Visitante
carlos alberto soares

Parece uma MT, nada contra, arma curda para assalto, mata muito (rs) !

carlos alberto soares
Visitante
carlos alberto soares
Melky Cavalcante
Visitante
Melky Cavalcante

carlos alberto soares, a Malásia está em guerra e nós não sabiamos. Reportagem completa do atentado contra o hotel no Mali. Têm muita tropa francesa por lá, e foram enviados mais 40 homens do GIGN, parece que já libertaram os reféns, mas há vários mortos.
http://www.dailymail.co.uk/news/article-3326708/Jihadists-gunmen-launch-grenade-shooting-rampage-hotel-Mali.html

Delfim
Visitante
Delfim

Soares
A M-12 é uma sub de 2ª geração, portanto inferior a Uzi (3ª), Hk MP-5 (4ª) e FN P-90 (5ª), mas a letalidade depende também do “acessório” instalado na empunhadura e gatilho, kkk…
Afinal tb levo a “ultrapassada” Walther MPK pra dar umas voltinhas, sou das antigas, modéstia à parte.

juarezmartinez
Visitante
juarezmartinez

Delfim, falaste uma coisa que eu sempre costumo dar um destaque, ou seja, de nada adianta uma top foderation, se atrás do gatilho tem uma ameba mal treinada e sem doutrina operacional.

G abraço

Trollbuster
Visitante
Trollbuster

O problema pelo menos da Taurus MT12, não sei da Beretta M12, é a falta de segurança, por isto foram encostadas aqui no Brasil principalmente para uso policial. aliás em questão de segurança a Taurus não aprendeu até hoje. São comuns vídeos no Youtube da 24/7 mesmo após o recall atirando com o menor solavanco ou com as travas ativadas. As novas subs CTT40C apresentam problemas de atirar full quando em semi, novas tiradas da caixa.. Enfim armas que são um lixo, um perigo para o seu operador e público em geral. O lobby do EB para defender estas porcarias… Read more »

Renato B.
Visitante
Renato B.

Eu só duvido que esse sujeito fosse realmente o cérebro dos ataques.

carlos alberto soares
Visitante
carlos alberto soares
carlos alberto soares
Visitante
carlos alberto soares

Mata também e muito !
Aprendi uma coisa no meu curso de tiro e defesa na década de 80 no Clube de Tiro do CRT:
Atira ? Sai da linha de tiro ! (rs)

carlos alberto soares
Visitante
carlos alberto soares

Já soube de morte com 6.35, dá pra portar no bolso ! Também é uma Beretta(inha) ! (rs).

Delfim
Visitante
Delfim

Soares
Esta sub, o ápice das sub’s de 2ª geração, teve uma existência apagada pq ela foi preterida na própria Alemanha pela… Uzi ! Parte por esta ser realmente mais avançada, de 3 ª geração, parte pelo remorsismo alemão… mas não impediu-os de criarem a HK MP-5, de 4ª geração.
A Walther MPK acabou sendo adotada por poucas polícias alemãs, e poucos países, entre estes o Brasil, onde a marca “Walther” influiu na escolha.

Delfim
Visitante
Delfim

Renato B
Ele pode ter recebido a ordem de cometer um grande atentado lá de Raqqa, mas certamente ele estando em campo, escolheu os alvos, os recursos humanos e materiais, táticas e datas. Não dá pra ficar planejando e se reportando toda hora, além de retardar o ataques tem o risco de ser descoberto.
Sem falar que na cultura islâmica agradar pra cima é bem visto, e em caso de falha tem 72 virgens esperando… pra eles não tem erro.
.
PS. Perceberam a incrível semelhança entre o Abaaoud e… Jean Willys ? Tem vários memes sobre tal parecença !!!