Arrow_anti-ballistic_missile_launch4

Israel realizou com sucesso um teste com o sistema de mísseis Arrow 3 de interceptação de mísseis balísticos nesta quinta-feira, informou o Ministério da Defesa.

O anúncio pareceu visar a tranquilização da população, que tinha sido abalada pelos testes-surpresa de lançamentos anteriores, a partir de uma base aérea ao sul de Tel Aviv, dadas as preocupações israelenses sobre possíveis guerras de mísseis com o Irã, Síria, guerrilheiros do Hezbollah do Líbano e do Hamas em Gaza.

O lançamento ocorre um ano depois de um teste de interceptação que falhou.

O Ministério da Defesa irá fornecer o resultado do teste em breve.

Arrow 3 launchers

FONTE: Haaretz

47
Deixe um comentário

avatar
47 Comment threads
0 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
19 Comment authors
Alfa BRAndre Motta!Renato CarvalhoVaderBosco Recent comment authors
  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
Bosco
Visitante

Parece que os israelenses vão chegar na frente dos russos em relação a sistemas antibalísticos exoatmosféricos e vão colocar o Arrow 3 antes do S-500.
Atualmente só os americanos produzem sistemas de defesa contra mísseis balísticos que operam fora da atmosfera, operando 3 sistemas: THAAD, SM-3 e GBI.

carlos alberto soares
Visitante
carlos alberto soares

Com certeza Bosco,
“O Ministério da Defesa irá fornecer o resultado do teste em breve.”
Já saiu, está na imprensa Israeli, ia postar mas …… deixa pra lá.
Vou procurar e postar ….
RESULTADO: 100% de acerto.
Bosco, não nos esqueçamos do Jericoh III
E DO 1ª SSK AIP (Alemão) com lançamento balístico de mísseis, 2016 ou 2017 teremos novidades.
+ F 35 Adir, + up grade do “cúpula de ferro” + um monte de coisas ….. (rs) ….

carlos alberto soares
Visitante
carlos alberto soares

Bosco, achei um com menos de 24 hs.
http://www.bbc.com/news/world-middle-east-35060934
“An Arrow-3 missile hit a target above the Earth’s atmosphere that simulated the trajectory of long-range missiles like the Iranian Shahab-3.”

carlos alberto soares
Visitante
carlos alberto soares
carlos alberto soares
Visitante
carlos alberto soares
carlos alberto soares
Visitante
carlos alberto soares
Delfim
Visitante
Delfim

Se Israel gastasse com diplomacia metade do que gasta com armas estaria melhor.

Enfim, cada qual com suas escolhas, e consequências.

Bosco
Visitante

Valeu Carlos!
Não sabia que Israel pretende ter um submarino convencional AIP com mísseis balísticos. Qual seria o míssil?
Sds.

carlos alberto soares
Visitante
carlos alberto soares

Caro Bosco 10 de dezembro de 2015 at 20:21 Não é balístico, errei na expressão …. mas com certeza capacidade Nuc. Sabes que sou de origem Sefardi e um entusiasta de Israel, fiquei muito empolgado com esse teste, lidar com os radicais do Irã não é fácil. E o Arrow III é um baita avanço, como vc mesmo afirmou, com possibilidade de chegar a frente do Urso. Hoje o Rei do Bahrein recebeu um Rabino em respeito ao Hanukkah, ontem foi em Abu Dhabi que está quase estabelecendo relações normais com Israel, inaugurou-se um escritório/agência comercial. é muita notícia boa… Read more »

Douglas Schuindt
Visitante
Douglas Schuindt

Que tipo de diplomacia o amigo Delfin proporia a alguém que lhe odiasse e pregasse publicamente a sua morte? Seria a mesma que a Dilma proporia ao Estado Islâmico?

groosp
Visitante

Comenta-se de mísseis cruise com capacidade nuclear lançados de submarino pelos tubos de torpedo. Os últimos subs israelenses tem até tubos de torpedo com um diâmetro maior.

Carlos Campos
Visitante
Carlos Campos

Delfim seria o tipo de diplomacia, em que se joga flores para quem manda foguetes a esmo para dentro de Israel?

Delfim
Visitante
Delfim

Como pregou o Carlos, já há um escritório israeli em Abu Dhabi. E há embaixadas em Cairo e Jordânia.

Faça uma conta de padaria e veja quem matou mais judeus, entre muçulmanos e cristãos, nos últimos 1000 anos.

carlos alberto soares
Visitante
carlos alberto soares

Caro Delfim
Israel sempre fez isso, diplomacia …. mas a hist´ria é longa ….. começa antes da criação do Estado Israeli.
http://www.jewishnews.co.uk/chanukah-celebrated-in-bahrains-capital-for-first-time-since-1948/

carlos alberto soares
Visitante
carlos alberto soares

O Embaixador de Israel no Brazil, Reda Mansour é Sírio de origem Drusa !

carlos alberto soares
Visitante
carlos alberto soares
carlos alberto soares
Visitante
carlos alberto soares
carlos alberto soares
Visitante
Oganza
Visitante
Member
Oganza

Carlos, o que os colegas não entendem, e eu já disse isso aki. – Israel é uma IDEIA, é um sentimento muuuuito maior do que akelas linhas que as demarcam em um deserto qualquer e que tem mais de 5 mil anos. – Tem mais. É muita fuleragem, o Estado Judeu fornece energia, suprimentos médicos, Água Potável e até os carros para a Autoridade Palestina em Gaza de GRAÇA… E NUNCA, repito, NUNCA Israel retaliou cortando a água, a energia ou o esparadrapo dos hospitais em Gaza. – A energia vinda de Israel é distribuída pelo Governo de Gaza que… Read more »

carlos alberto soares
Visitante
carlos alberto soares

Bom chega né !
Mas realmente a Golda Meir tinha razão Delfim:
“A paz virá quando os árabes amarem os seus filhos tanto quanto nos odeiam”. Perante o Clube Nacional da Imprensa, em Washington, 1957
“Nós podemos perdoá-los por matarem os nossos filhos. Mas jamais os perdoaremos por terem obrigado nossos filhos a matarem os seus”. Para Anuar Sadat, presidente do Egito, antes dos acordos de paz
“Se os palestinos baixarem as armas, haverá paz. Se os israelenses baixarem as armas, não haverá mais Israel”.

carlos alberto soares
Visitante
carlos alberto soares
wwolf22
Visitante
Member
wwolf22

a Paz vira qnd israel deixar a terra invadida!!
simples assim…

Delfim
Visitante
Delfim

Ok, não entenderam. Se Israel nunca se metesse a possuir armas nucleares, não deflagraria uma corrida nuclear no Oriente Médio. Quem nem os EUA, passaram de boa de 1945 até 1949, qdo a URSS explodiu sua bomba entraram em paranóia. Seria querer demais que outros países da região, em efeito dominó, não se interessassem pelo átomo, e além do gasto em sistemas de mísseis e antimísseis, os recursos envidados em inteligência pra eliminar cientistas e bombardear usinas. No final o Paquistão e o Irã estão aí, só se retardou o inevitável. A única coisa que Israel devia gastar é tinta… Read more »

Toleman Picoli
Visitante
Toleman Picoli

wwolf22 11 de dezembro de 2015 at 7:08. Não estou com paciência para debater com pessoas que propagam inverdades pré-concebidas sem qualquer embasamento, como essa bobagem que tu postou. Então leia esse trabalho bem fundamentado e detalhado, e veremos se tu pode me dizer quais foram as terras que Israel invadiu:

http://www.beth-shalom.tv.br/downloads/mitos_e_fatos.pdf

Toleman Picoli
Visitante
Toleman Picoli

Delfim, exercícios de possibilidades por exercícios de possibilidades, nos atemos aos fatos: Israel nunca iniciou uma guerra, sempre teve sua legitimidade contestada (mesmo presentes todos os elementos constitutivos de uma entidade nacional segundo o direito internacional), sempre foi alvo de discursos de ódio e sempre esteve na defensiva. A legitimidade israelense provém de um motivo: o ódio! Discursos de ódio são recorrentes vindos do Irã, que ameaça varrer Israel do mapa, já os israelenses jamais ameaçaram destruir um país inteiro. Queira ou não, qualquer um com dois neurônios percebe que a bomba na mão dos iranianos é uma ideia bem… Read more »

wwolf22
Visitante
Member
wwolf22

sem mais.

Nonato
Visitante
Nonato

Bosco, poderia nos falar sobre defesas contra mísseis balísticos?
Quais os tipos (estratosféricos, etc)?
Quais modelos (thaad, etc) existem?
Então a Rússia não tem proteção?
Ha como reagir ainda na subida do míssil?
Quais os alcances típicos dos mísseis balísticos?
Quanto tempo entre lançamento e o atingimento do alvo?
Pode-se dizer que hj mísseis balísticos não representam mais ameaça tendo em vista os auais sistemas de defesa?

carlos alberto soares
Visitante
carlos alberto soares

Oganza 11 de dezembro de 2015 at 0:28
É Amigo, dá vontade de desistir !
Pergunta:
Quais dos que aqui comentam já estiveram em Israel ?
E por mais de uma vez ?

carlos alberto soares
Visitante
carlos alberto soares

Em 15 de maio de 1948, exércitos árabes combinados atacaram Israel por três frentes diferentes. Os exércitos do Egito, Síria, Iraque, Jordânia, Líbano e Arábia Saudita, estavam então convergindo para uma minúscula faixa de território que agora era Israel. Logo após a declaração de independência de Israel, que precipitou o fim do Mandato Britânico na Palestina, quando já estava em curso uma guerra civil na Palestina, iniciada em 1947. E ai fazer o quê ? Logo após a criação do Estado Israeli por decisão da ONU, nem exército regular Israel tinha ! Quantos ataques se sucederam contra Israel ao longo… Read more »

Bosco
Visitante

Nonato, Pelo nível das dúvidas se percebe o nível de conhecimento do interlocutor e você com certeza entende bem do assunto. Vamos começar com a questão da Rússia não ter proteção. Vale salientar que nem país, seja os EUA ou a Rússia ou qualquer tipo de defesa voltada para um ataque nuclear maciço utilizando mísseis balísticos. No caso, a única defesa cabível é a dissuasão, ou melhor, a certeza que quem atacar primeiro, maciçamente, será igualmente aniquilado. Posto isto, então podemos dizer que a Rússia é tão protegida de um ataque nuclear maciço quanto os EUA. Do ponto de vista… Read more »

Bosco
Visitante

Em nome de um melhor entendimento vou reescrever o meu segundo parágrafo do comentário acima que está cheio de erros ortográficos e de regência:
Vamos começar com a questão da Rússia não ter proteção. Vale salientar que nenhum país, seja os EUA ou a Rússia, tem qualquer tipo de defesa voltada para um ataque nuclear maciço utilizando mísseis balísticos. No caso, a única defesa cabível é a dissuasão, ou melhor, a certeza de que quem atacar primeiro, maciçamente, será igualmente aniquilado.

altomcat2012
Visitante

Carlos Alberto Soares, você mora em Israel?

Quanto a sua pergunta: eu pelo menos nunca fui, mas gostaria muito de conhecer algum dia!!!

Quanto ao falatório do que Israel deveria fazer em prol da paz. É simples: cuidar da sua própria existência!!! Não há nada, absolutamente nada que Israel possa fazer que vá agradar ou deixar os vizinhos satisfeitos, porque TODOS eles querem o fim de Israel, por razões inúmeras, que demandariam um tratado para serem explicadas, e não há nada que Israel faça queira mudar isso…

AL
Visitante

O nome acima foi automático, nem vi. “E não há nada que Israel faça que irá mudar isso”, foi o que quis dizer.

Delfim
Visitante
Delfim

Estou me atendo à questão nuclear. Israel é um Estado soberano e legitimado pela ONU, OK ? E Israel por isso tem autodeterminação de fazer o que quiser e como consequência sofrer bônus e reveses. Qto a viajar pra lá, o marrano aqui declina, numa boa. Se fosse tão bom qto muita gente diz, a maioria dos judeus, mesmo após quase 70 anos de sua criação, já estaria lá. Não que os judeus sejam obrigados a ir pra lá (quem defende tal são justamente os sionistas; judeus como qquer humano tem o direito de ir pra onde quiser), mas a… Read more »

Jose Souza
Visitante

Parece que o teste israelense acelerou os russos….Igor Korotchenko(perito militar) membro do conselho de defesa russo… disse que testes do S-500 terão início.

Características por ele elencadas:
– capaz de interceptar mísseis balísticos.
-alvos aerodinâmicos (aviões, helicópteros e outros alvos aéreos), bem como mísseis de cruzeiro.
– alcance de 600 km.
– capaz de detectar simultaneamente e bater até 10 alvos hipersônicos balísticos
– capaz de derrotar ogivas de mísseis hipersônicos (até 7km/s).

Hipólito Herrera
Visitante
Hipólito Herrera

Toleman Picolli, Canaan kkkkkkkkkkkkkkkkk.

moacir
Visitante

È muita cara-de-pau de Israel e dos demais países que têm armas nucleares impedir através de pressões que outros países as tenham. Baseado em que direito? Direito Divino de as possuir? Direito só porque foram os primeiros a tê-las? Ou por que são “democracias” ? A verdade é que diante da razão não há argumentos que sustentem essas teses horrorosas, é a lei do mais forte desde que o mundo é mundo. Detalhe que passou quase desapercebido é que a Arabia Saudita desenvolveu sua bomba nuclear com auxilio do Paquistão e o vetor lançador com assistência da North Korea, só… Read more »

Tadeumar
Visitante
Tadeumar

Israel nao invadiu a terra de ninguem. Mas a turma de palestinos se procriaram durante a ausencia do dono destas terras ( o povo judeu ), e quando os judeus regressaram o MST do Oriente Medio nao quis aceitar que tinha que desocupar.

So fuck the Palestinians.

Bosco
Visitante

Jose Souza, Um sistema antiaéreo agrega diferentes tipos de mísseis. Na verdade há mísseis completamente diferentes que não deveriam fazer parte do mesmo sistema. É assim com os sistemas Patriot, S-300, S-400, etc. , e não será diferente com o S-500. O que quero dizer é que o sistema S-500 deverá ter mísseis dedicados á interceptação de alvos balísticos (veículos de reentrada) e deverá ter mísseis específicos para interceptar alvos aerodinâmicos. Seria impossível um mesmo míssil realizar à contendo as duas tarefas, principalmente tendo em vista que o S-500 deverá ser um sistema inclusive com capacidade exoatmosférica. Ou seja, esses… Read more »

Vader
Membro
Trusted Member

Delfim 11 de dezembro de 2015 at 7:29 “Como cobrar que o Irã assuma compromissos nucleares se Israel não assume ?” Não, você que não quer entender: Israel NÃO é signatário do TNP. O Irã SIM, e não apenas do TNP 1, mas também do aditivo ao TNP (TNP2). Então a questão não é ter ou não ter armas nucleares, mas sim ASSUMIR o que você faz. Israel jamais negou ou afirmou que tenha armas nucleares, mas também jamais assinou o TNP. O Irã não. Negou, nega e negará sua intenção de ter armas nucleares, mas é esse seu claro… Read more »

Renato Carvalho
Visitante

O fim virá daquelas bandas….

Andre Motta!
Visitante
Andre Motta!

Israel foi invadido 3 vezes por forças muito superiores em números a IDF…..mas Israel sempre foi taxado de ser o culpado por tudo!
Se o HAMAS se preocupasse apenas com o Estado Palestino e não em destruir Israel, haveria paz…..porem mesmo que o estado palestino fosse criado, o Hamas nao abaixaria as armas…pq seu estatuto diz que todo judeu deve ser exterminado…..mas mesmo assim querem que Israel abaixem as armas para o Hamas!

Hipólito Herrera
Visitante
Hipólito Herrera

André Motta, qual destes invasores tinha a capacidade ou qualidade para se opor realmente a Israel, por ai se ve, quantidade não serve de nada se não tiver qualidade, nesse quesito Israel supera todos os Paises do Oriente-Médio ou islamico, inclusive a Turquia.

tadeumar
Visitante
tadeumar

A equacao e simples: Israel nao pode perder nenhuma guerra.

Se isso acontece Israel deixa de exisitir, e por essa unica e poderosa razao, Israel tem que estar tecnologicamente a frente e ser militarmente superior em todos os sentidos.

tadeumar
Visitante
tadeumar

O Hamas nao se preocupa com sua propria gente.

O unico que lhes importa e a obsessao em destruir o povo judeu.

Assim como o Iran, vao acabar provocando uma retaliacao devastadora por parte da IDF.

Alfa BR
Visitante

Patriot saudita realizando o abate de um míssil Scud lançado por forças rebeldes do Iêmen:

https://www.youtube.com/watch?v=p70xfVFKXyg