Foto: Relações Públicas do 5º RCC
Foto: Relações Públicas do 5º RCC

Por Everton Lisboa

A nova instalação do 5º Regimento de Carros de Combate “Regimento Tenente Ary Rauen”, situada em Rio Negro, pode ser considerada a mais moderna do país. Entre as especialidades que o regimento possui, destacam-se os carros de combate blindados modelo Leopard 1A5 BR, que são considerados atualmente um dos principais carros de combate existentes no mundo. Na América do Sul, somente o Brasil e o Chile possuem carros blindados com alta tecnologia. O modelo Leopard 1A5 BR consegue realizar tiros em movimento e com alvo em movimento com alcance de utilização de aproximadamente 4 km. Desloca-se aproximadamente 60 km/h em terreno de campo. No total há 56 blindados de última geração no 5º RCC. Portanto, o novo regimento está equipado com o que tem de melhor no mundo com relação aos carros de combate.

As guarnições do 5º RCC são certificadas com o nível “Guarnição de Blindados”. No próprio regimento há uma seção de instrução com pessoal capacitado, todos com curso realizado no Centro de Instrução de Blindados, localizado na cidade de Santa Maria, no estado do Rio Grande do Sul. Ao final de cada ano os pelotões são certificados, tornando o regimento situado em Rio Negro capacitado para utilizar o alto grau de tecnologia provida nos carros de combate.

Foto: Relações Públicas do 5º RCC
Foto: Relações Públicas do 5º RCC

O novo quartel possui um amplo espaço para a manutenção dos blindados, tendo uma estrutura com oito boxes, sendo quatro para o chassi e quatro para a torre. Também possui uma grande estrutura operacional e administrativa, que otimiza o trabalho das subunidades. As novas instalações ainda contam com um auditório moderno, amplo estacionamento e um museu que preserva grandes relíquias da história do Exército na cidade de Rio Negro e no Brasil em geral. Logo na entrada do regimento há homenagens aos três patronos do 5º RCC: Marechal Manoel Luís Osório (Patrono da arma de Cavalaria), Duque de Caxias (Patrono do Exército Brasileiro) e Tenente Ary Rauen (ex-combatente da Força Expedicionária Brasileira, símbolo da vitória brasileira na Batalha de Montese).

O projeto das obras do novo regimento tem o valor de investimento total aproximado de 60 milhões de reais. Ainda serão construídas as quadras poliesportivas, um ginásio coberto, um campo de futebol com pista de atletismo, uma pista de pentatlo militar e um novo hotel de trânsito para a guarnição. Após a conclusão das obras restantes, prevista para o ano de 2019, a área total do regimento será de 640.800 m².

Foto: Everton Lisboa (Click Riomafra)
Foto: Everton Lisboa (Click Riomafra)

Com relação à estrutura operacional do quartel, o 5º RCC é considerado um regimento “quaternário”, pois possui quatro esquadrões de carros de combate. Além desses quatro esquadrões – que são a parte operacional –, há o esquadrão de Comando e Apoio, que é responsável pelo apoio administrativo e logístico, dando suporte aos esquadrões de carros de combate para cumprirem as missões. Há ainda o Núcleo de Preparação de Oficiais da Reserva (NPOR), sendo uma subunidade do regimento e o único estabelecimento de ensino militar responsável pela formação de oficiais de cavalaria no estado do Paraná e Santa Catarina. O 5º RCC é um dos regimentos que integram a 5ª Brigada de Cavalaria Blindada, que tem sede na cidade de Ponta Grossa, no Paraná.

O novo regimento possui uma grande importância para o turismo e a economia na cidade. Em entrevista concedida ao jornalista do portal Click Riomafra, Everton Lisboa, o atual Comandante do 5º Regimento de Carros de Combate, Sr. Cel. Anselmo Rangel dos Anjos, elucidou a importância e a intenção do quartel para a cidade de Rio Negro. “O interesse do regimento é estar junto com a secretaria de turismo da cidade, apoiando o desenvolvimento do turismo. A intenção é tornar o regimento uma atração aos visitantes e um ponto turístico na cidade”, comentou. De acordo com o Comandante, além da visibilidade turística que o 5º RCC possibilita para a cidade de Rio Negro, o regimento também tem papel fundamental na economia, já que possui aproximadamente 600 militares na cidade. Portanto, somando os militares ativos, inativos e pensionistas com seus familiares, são aproximadamente 3 mil pessoas que giram em torno do quartel e colaboram para a movimentação da economia na cidade.

Foto: Relações Públicas do 5º RCC
Foto: Relações Públicas do 5º RCC

Sobre a localização do novo 5º RCC, o Coronel Rangel destacou a importância da cidade de Rio Negro como ponto estratégico para a logística e centralização de atividades do Exército. “Aqui tem uma rodovia (BR 116) que é uma das principais do país. Também usamos a ferrovia que passa por Rio Negro. No ano passado foi feito um grande exercício logístico com a participação de grupos de artilharia de campanha de várias cidades do estado de São Paulo, Paraná e Santa Catarina, e a concentração estratégica foi justamente aqui nesse quartel. Então, é um ponto estratégico”, ressaltou.

A mudança para a nova localização ocorreu no mês de abril deste ano, quando o 5º RCC comemorou 72 anos de criação. Na ocasião, a cerimônia que contou com a presença de autoridades militares e civis, incluindo o atual Ministro de Estado Chefe do Gabinete de Segurança Institucional do Exército, General Sérgio Westphalen Etchegoyen – filho do General Léo Guedes Etchegoyen, antigo comandante do regimento –, marcou a mudança definitiva do regimento, que até então era situado no bairro Vila Militar. As novas e modernas instalações estão localizadas às margens da BR 116, na Av. Deputado Ivan Ferreira do Amaral, no bairro Bom Jesus.

Foto: Relações Públicas do 5º RCC
Foto: Relações Públicas do 5º RCC

Atualmente a antiga instalação no bairro Vila Militar é ocupada pela 11ª Bateria de Artilharia Antiaérea do Exército, comandada pelo Major Eduardo Faraco de Souza Bezerra. É outra organização militar e possui o nível de subunidade. Foi transferida da cidade de Ponta Grossa para Rio Negro em dezembro de 2015. A artilharia antiaérea em Rio Negro também possui carros de combate blindados de última geração, sendo utilizado o modelo Gepard.

As visitas em grupo ao novo 5º Regimento de Carros de Combate “Regimento Tenente Ary Rauen” poderão ser realizadas com agendamento prévio. O contato pode ser feito através do telefone (47) 3642-7032 no ramal 262 (Seção de Comunicação Social).

Foto: Relações Públicas do 5º RCC
Foto: Relações Públicas do 5º RCC

Histórico

O 5º Regimento de Carros de Combate foi criado em 03 de abril de 1944, com a denominação de 1º Regimento Moto Mecanizado, Unidade orgânica da 1ª DC da 3ª RM. Seu primeiro comandante foi o Coronel Cyro Riopardense, tendo o regimento se instalado na cidade de Santo Ângelo-RS, “Capital das Missões”, ocupando o aquartelamento do 4º Regimento de Cavalaria Independente, que de lá havia sido transferido.

Em 1946, em virtude da reestruturação do Exército, passou a denominar-se 1º Regimento de Cavalaria Mecanizado e em 05 de maio de 1954, 1º Regimento de Reconhecimento Mecanizado. Pode-se inferir, por estas denominações, que esta unidade foi uma das precursoras da motomecanização do Exército Brasileiro.

Em 22 de dezembro de 1971, embalado pela modernização das Forças Armadas, foi transformado no 5º Regimento de Carros de Combate e transferido para o estado do Paraná, onde passou a ser uma das peças de manobra da 5ª Brigada de Infantaria Blindada.

Chegou à cidade de Rio Negro em 13 de agosto de 1973, ocupando as instalações que haviam sido utilizadas pelo 2º Batalhão Ferroviário, de 1938 a 1964, e pelo 3º Batalhão de Comunicações do Exército, no período de 1965 a 1971.

Até recentemente, a unidade possuía os Carros de Combate do tipo M-41, equipado com canhão de 90 mm. Em 1997, o regimento foi dotado com o que existe de mais moderno em nosso Exército com relação às tropas blindadas, os carros de combate M-60 A3 TTS.

Essa versão pertence à geração dos blindados computadorizados e as inovações tecnológicas introduzidas nesse modelo proporcionaram um salto de qualidade no seu desempenho operacional, transformando o regimento em um dos núcleos de modernidade da Força Terrestre.

Atualmente o regimento encontra-se plenamente integrado à comunidade civil, tendo participação significativa em todos os eventos locais, o que justifica o elevado prestígio e o alto nível de confiabilidade que goza junto à população em geral. A mudança para a nova localização ocorreu no mês de abril deste ano, quando o 5º RCC comemorou 72 anos de criação. As novas e modernas instalações estão localizadas às margens da BR 116, na Av. Deputado Ivan Ferreira do Amaral, no bairro Bom Jesus.

A denominação “Regimento Tenente Ary Rauen” se deu através da Portaria 206 de 04 de abril de 2005, que foi publicada no Boletim do Exército nº 16, 22 de abril de 2005.

FOTOS: Relações Públicas do 5º RCC/Click Riomafra/Divulgação

29
Deixe um comentário

avatar
29 Comment threads
0 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
25 Comment authors
guilhermegbentoAMXH.DiasLuciano Recent comment authors
  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
Wener Assis
Visitante

Só uns 30 anos atrasados pelo menos, como tudo nesse país. Leo 1A5 são velharias, estão ultrapassados frente os Abrams, Challenger 2, T90 e outros. O Chile tem como força principal seus Leo 2A4 e como secundaria os 1A5, então não da pra por no mesmo patamar.

Matheus
Visitante

Wener.

O terreno Brasileiro não é mio bom para MBTs, especialmente em areas ao norte onde é selva. Por isso as forças tem se concentrado em adquirir IFV’s/APC’s Guarani e M113 modernizados.

E o Leopard 1A5 não é uma “velharia” como voce esta implicando.

Busque conhecimento.

Alfredo Araujo
Visitante
Alfredo Araujo

“Matheus 16 de agosto de 2016 at 21:41
Busque conhecimento.”
.
É mais fácil reclamar…

dieter91360
Visitante
dieter91360

Mesmo ultrapassado, o bicho é bonitão, não???

Willhorv
Visitante
Willhorv

56 blindados Leo 1a5 nestas instalações? Esta correto isto? Que viaturas pequenas são aquelas na foto 2?

Glasquis 7
Visitante

O Brasil e o Chile não são os únicos que contam com Leopard 1, O Equador também tém Leopard 1. Se não estiver errado, tem 30 1 A5 e 30 1V Wener Assis, O Chile não tem segunda linha, o Chile conta com Leo 1 V, uma variante do Leo 1 com sensíveis melhoras encomendadas especialmente pro Exercito da Holanda com reforços estruturais, sistemas de visão noturna e um sistema de combate integrado. Estas unidades compradas pelo Chile em 1.998 (202), tiveram instalado o sistema PZB 200 de visão noturna e vieram com blindagem especial tipo “Applique” que aumenta a… Read more »

Bardini
Visitante

Matheus 16 de agosto de 2016 at 21:41
.
“IFV’s/APC’s Guarani e M113 modernizados”
.
Ambos os blindados passam longe de ser um legítimo IFV.

Reginaldo Jose da Silva Bacchi
Visitante
Reginaldo Jose da Silva Bacchi

Nunca foi dito que eles eram IFVs!!!

Reginaldo Jose da Silva Bacchi
Visitante
Reginaldo Jose da Silva Bacchi

Modificar minha mensagem para: Matheus, que eu saiba jamais o EB declarou que o M113 e Guarani fossem IFVs. Quando muito: VBTPs!

Morais
Visitante
Morais

Sugiro que se faça uma matéria comparando o Leo I e o T-72 venezuelano.

Space Jockey
Visitante

Eh impressào minha ou a metralhadora na primeira foto é uma MG 3 ??

Carlos Menk
Visitante

Bom pessoal, está certo que o autor enfeitou o pavão, o que é normal neste tipo de texto, institucional, feito em parte para dar uma lustrada na imagem das forças armadas, mas deixando isso de lado, o texto traz muita informação interessante sobre as instalações de Rio Negro e sobre o 5º RCC. Quanto aos nossos Leos, são bons MBT, dentro da realidade sul americana são capazes de dar conta de qualquer ameaça, não se esqueçam que operamos também os M60, que são bons MBTs também, sendo operados até hoje por Isrrael, uam das mais modernas forças do mundo. Agora… Read more »

Carlos Campos
Visitante
Carlos Campos

Não são o melhor do mundo, mas pra AS está bom. O Uruguai acusou o Brasil de comprar o seu voto é impedir de a a Venezuela presidir o Mercosul, nesse momento não temos mais embaixador no Uruguai

moises
Visitante
moises

Glasquis 7 16 de agosto de 2016 at 23:19
“O Brasil e o Chile não são os únicos que contam com Leopard 1, O Equador também tém Leopard 1. Se não estiver errado, tem 30 1 A5 e 30 1V
Wener Assis,
O Chile não tem segunda linha (…)”

O Chile tem o Leopard 1 e 2, o Leopard 2 A4 CHL e Leopard 1 V.

http://www.ejercito.cl/noticias/Ej%C3%A9rcito%20expone%20sistemas%20de%20armas-46

https://vimeo.com/177605671

Fred
Visitante
Fred

Parabéns pelas novas instalações físicas. Mas o texto é tão ufanista, tão fora da realidade que eu não consegui terminar de ler.

Pra que isso? Vergonha alheia.

moises
Visitante
moises

moises 17 de agosto de 2016 at 12:52
Glasquis 7 16 de agosto de 2016 at 23:19

Acho que entendi errado seu comentário Glasquis, favor desconsiderar.

Jonatas Alves
Visitante

Não sou especialista em assuntos militares e muito menos servi as FFAA, mas faço algumas observações (típico civil desconhecedor): 1º Realmente é um grande salto tanto DOUTRINÁRIO quanto TECNOLÓGICO, ir dos M-41 para os Leopard 1 e M60A3 TTS, visto que muita coisa tem que mudar, destaco a Logística e a preparação da equipe de Manutenção ; 2º O Leopard 1a5BR com certeza não é o melhor MBT da América do Sul, e não precisa atravessá-la para se perceber isso, nosso vizinho chavista, possui quase duas centenas de T-72 que na minha opinião tem chances muito grandes de matar um… Read more »

Ivan da Silveiraa
Visitante
Ivan da Silveiraa

Boa tarde! Gostei muito da notícia! Acho muito relevante esses blindados situados na cidade de Rio Negro – PR, que faz divisa com SC. É inegável a localização estratégica dessa base: certa proximidade com as fronteiras de 3 países (Paraguai, Argentina e Uruguai), próximo de rodovias, portos, aeroportos, hidrelétricas, cidades industriais como Joinville, Jaraguá do Sul e Curitiba etc… Legal também a cidade contar com a 11ª Bateria de Artilharia Antiaérea do Exército, sendo utilizado o modelo Gepard (espero que no futuro apareça outros modelos). Tudo isso acaba protegendo essas instalações que citei anteriormente e o próprio 5 RCC. Na… Read more »

Seal
Visitante

Mais um País da América do Sul/Central, recebe tanques T-72B1?? http://tecnodefesa.com.br/nicaragua-recebe-lote-de-carros-de-combate-russos-t-72b1/

Alfredo Araujo
Visitante
Alfredo Araujo

“Jonatas Alves 17 de agosto de 2016 at 14:36”
“T-72 que na minha opinião tem chances muito grandes de matar um Leopard 1a5 em um confronto PVP”
.
O amigo poderia, por favor, destacar quais os parâmetros usados na comparação ?

Colombelli
Visitante
Active Member
Colombelli

Respondendo: Sim é uma MG3, e são duas por carro. As viaturas menores são sobre rodas e compreendem elementos do pelotão de reconhecimento (esclarecedores), viaturas rádio, viaturas de comando, viaturas de apoio logistico.

Matheus
Visitante

Aos amigos dos comentários acima. Disse IFV falando dos 8×8 que estão por vir.

Lucas Schmitt
Visitante

Matheus, você está falando no guarani versão 8×8 ou na futura aquisição do CFN?

Luciano
Visitante
Luciano

Uma interrogação me ocorreu….na primeira foto a metralhadora que aparece na torre é a MG 3, não? Esses CC vieram dotados com essa arma ou usam a Mag como metralhadora padrão? E a coaxial?

H.Dias
Visitante
AMX
Visitante
AMX

Ary Rauen, descendente de alemães, teve sua casa prestes a ser atacada (estando já na Itália pela FEB) por cidadãos que estavam depredando bens de cidadãos oriundos de países do Eixo e seus descendentes. Foi evitada por um cidadão que interveio e “avisou” os outros de que era justamente a casa daquele, que combatia na Itália.

Luciano
Visitante
Luciano

Desculpem minha desatenção, Colombelli já tinha respondido a questão.

As unidades tiveram que impressão da metralhadora? Comparando-a com a Mag, tiveram melhor impressao?

gbento
Visitante

Quantos são, e onde estão os outros Regimentos?

guilherme
Visitante
guilherme

ao invés de conjecturar e compartilhar “opiniões”, chequem o site armytechnology e vejam as especificações técnicas dos MBTs. Vamos aumentar o nível. NINGÉM mencionou o fato que canhão de 105mm esta ultrapassado para MBT ou que o T-72 e variantes tem um de 125mm. outra coisa: eletro óticos sao tao essenciais