O Porto de Paranaguá desembarcou nesta segunda-feira (19) um carregamento de 52 veículos blindados para uso do Exército Brasileiro. Paranaguá, 19/09/2016. Foto: Ivan Bueno/APPA
O Porto de Paranaguá desembarcou nesta segunda-feira (19) um carregamento de 52 veículos blindados para uso do Exército Brasileiro.
Paranaguá, 19/09/2016.
Fotos: Ivan Bueno/APPA

ClippingO Porto de Paranaguá desembarcou nesta segunda-feira (19) um carregamento de 52 veículos blindados para uso do Exército Brasileiro. O lote foi doado pelo exército americano e será modernizado e adaptado para os padrões das Forças Armadas Brasileiras no 20º Batalhão de Infantaria Blindado de Curitiba. Os veículos estão estacionados no pátio do Porto e a previsão é que comecem a ser levados a Curitiba a partir desta quarta-feira (21)

Ao todo, quatro tipos de veículos foram desembarcados: 34 unidades do M-577, que tem 12 toneladas e é usado como posto de comando e ambulância; 12 unidades do M-113, de 11 toneladas e que tem como finalidade o transporte de sistemas de artilharia e tropas; quatro unidades do M-88, de 52 toneladas, usado para salvamentos e socorro pesado; e, por último, duas unidades do M-109, de 22 toneladas, que são blindados de artilharia.

“O Porto de Paranaguá é uma referência na movimentação de cargas gerais. Estamos trabalhando permanentemente para diversificar cada vez mais a gama de produtos operados e este carregamento de blindados é mais um exemplo disso”, explica o diretor-presidente da Administração dos Portos de Paranaguá e Antonina, Luiz Henrique Dividino.

Foto: Ivan Bueno/APPA
Foto: Ivan Bueno/APPA

SEGURANÇA E CREDIBILIDADE – Segundo o coronel Everton Pacheco da Silva, da diretoria de material do Exército, o Porto de Paranaguá foi o escolhido para a operação pela experiência na movimentação de cargas especiais das Forças Armadas. “Sempre que trazemos peças e equipamentos de fora, usamos o Porto de Paranaguá. Além da proximidade de Curitiba, o porto tem tradição neste tipo de operação”, afirma.

Em 2012, o Porto de Paranaguá fez uma movimentação parecida, quando operou o desembarque de quatro tanques de guerra vindos da Alemanha.

O Porto de Paranaguá desembarcou nesta segunda-feira (19) um carregamento de 52 veículos blindados para uso do Exército Brasileiro. Paranaguá, 19/09/2016. Foto: Ivan Bueno/APPA
Fotos: Ivan Bueno/APPA

O Porto de Paranaguá desembarcou nesta segunda-feira (19) um carregamento de 52 veículos blindados para uso do Exército Brasileiro. Paranaguá, 19/09/2016. Foto: Ivan Bueno/APPA

O Porto de Paranaguá desembarcou nesta segunda-feira (19) um carregamento de 52 veículos blindados para uso do Exército Brasileiro. Paranaguá, 19/09/2016. Foto: Ivan Bueno/APPA

O Porto de Paranaguá desembarcou nesta segunda-feira (19) um carregamento de 52 veículos blindados para uso do Exército Brasileiro. Paranaguá, 19/09/2016. Foto: Ivan Bueno/APPA

O Porto de Paranaguá desembarcou nesta segunda-feira (19) um carregamento de 52 veículos blindados para uso do Exército Brasileiro. Paranaguá, 19/09/2016. Foto: Ivan Bueno/APPA

O Porto de Paranaguá desembarcou nesta segunda-feira (19) um carregamento de 52 veículos blindados para uso do Exército Brasileiro. Paranaguá, 19/09/2016. Foto: Ivan Bueno/APPA

FONTE: www.bemparana.com.br

191
Deixe um comentário

avatar
190 Comment threads
1 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
115 Comment authors
AntonioRaphael ToledoEng.LeonardoRICARDO DA SILVAjose luiz esposito Recent comment authors
  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
Daniel Dutra
Visitante
Daniel Dutra

Opaa, e como diz o ditado: “de graça é mais gostoso” rsrs

xerem
Visitante

nada vamos pagar a modernizaçao

Bille
Visitante
Bille

Os blindados devem estar só o osso. Acredito que vai sair uma nota pra modernizar e usar. Só carcaça praticamente.
E essa modernização vai incorporar o que nesses blindados? E não sairia mais barato comprar novo? Ou vao virar estoque de peça?

Gilmar Jhuntrom
Visitante
Gilmar Jhuntrom

Sinceramente o Exército brasileiro só vive de imagem.

Osvaldo Marcilio Junior
Visitante
Osvaldo Marcilio Junior

Tô achando que esse “DE GRAÇA” vai sair muito caro…espero que não!!!

Reginaldo Jose da Silva Bacchi
Visitante
Reginaldo Jose da Silva Bacchi

Suposições… Suposições… Suposições…
Existe algum fato?

Gilberto
Visitante
Gilberto

O lixo de uns é o luxo de outros, as vezes parecemos Moçambique.

Vader
Membro
Trusted Member

Eu sempre achei que o brasileiro fosse diferente de nossos vizinhos cucarachos. Eu estava enganado. Somos iguaizinhos. Invejosos, rancorosos e pequenos. Iguaizinhos em tudo. Cheios de “nhanha”. Ganhamos de presente CINQUENTA E DOIS veículos de GUERRA e qual a nossa reação? “Banana madura; na beira da estrada; tá bichada Zé, ou tem marimbondo no pé”. Tem hora que tenho vergonha de haver nascido aqui. O americano é muito bonzinho. Muito bobinho. Fica dando seus presentes, esperando estar fazendo uma boa ação para com um país – que supõe – amigo, que está na merda, e o que ganha é desconfiança,… Read more »

Tomcat3.7
Visitante

Muito triste mesmo mas tenho que concordar com o Vader sobre a conduta muitas vezes irracional ,invejosa e deselegante de nós brasileiros.

horatio nelson
Visitante
horatio nelson

mais uma prova de que os estados unidos são nossos amigos e irmãos do norte; nosso tio sam q possamos ser sempre um protetorado dos estados unidos e q possamos agrada-los cada dia mais e livres de governos da esfera soviética!

Reginaldo Jose da Silva Bacchi
Visitante
Reginaldo Jose da Silva Bacchi

Vader, excelente comentário!

José Carlos Souza
Visitante

República onde o Exército vive de refugo americano. Temos que mostrar isso para os nossos militares, mostrar pra todos eles que graças a ré-publica eles vivem da sucata de outros países.

Johan
Visitante
Johan

A Cesar o que é de Cesar. O problema não está nos EUA por ter doado estes veículos, o problema está no Brasil que não toma vergonha na cara de ter $$ para comprar algo moderno para as forças armadas. Somos um povo que come ovo e arrota caviar.

Marcelo Zhanshi
Visitante
Marcelo Zhanshi

Poderiam criar uma nova profissão, a de “crítico de internet” para os sujeitos especializados em tecer comentários negativos pressupondo informações ruins a partir de qualquer notícia. O EB é formado por pessoa extremamente competentes, se essa doação foi aceita deve-se presumir que o EB fez todas as contas e chegou à conclusão de que é economicamente viável. É bem verdade que normalmente o brasileiro está habituado a ver descasos com o dinheiro público em todos os poderes da República, em todos os entes da Federação, de todos os partidos políticos. Mas no que tange as forças armadas pessoalmente me parece… Read more »

cezar
Visitante
cezar

parabéns vader comentou com sabedoria, essas sucatas tem preço, as vezes ate intervem
dos assuntos do governo.

Abraao Pedrosa
Visitante

Ainda tem pessoas que comemoram a chegada dessas sucatas!

Joao Marcio Júlio
Visitante

Lembremo-nos que os E.U.A estão a setenta e um anos a nossa frente se levarmos em conta a tecnologia da bomba atômica, e a quarenta e sete anos se formos levar em conta o módulo lunar! Não é vergonha nenhuma receber doação do País mais rico e poderoso do planeta, se eles fazem desta forma é por que o raciocínio dos norte americanos vai além do que imaginamos. Parabéns Senhor Presidente BARACK OBOMA , mais uma vez mostras-te que a evolução dos E.U.A não é só tecnológica, é também intelectual e esta a frente do nosso tempo!

Marcelo Andrade
Visitante
Marcelo Andrade

Gente, acho que vocês estão sendo muito radicais. Esses veículos passarao pela modernizacao que já está ocorrendo com os outros M-113. O padrão M-113BR. Veja a última edição da revista Segurança e Defesa, onde se le sobre a modernização de blindados mundo afora. Estes veículos ainda dão utilizados por muitos países e a sua logística é fácil de manter. Achei esta solução mais barata em tempos de orçamento curto e ainda mobiliamos nossos BIB’s!! Bom, opinião de leigo ok? Como cantávamos na educação física da BAGL: ” ..eu não sou do EB, nem tão pouco sou Naval, sou da FAB… Read more »

Gustavo
Visitante
Gustavo

Foi doação de custo isso sim..

Juarez
Visitante
Juarez

E mais uma vez “usamericanu malvadu” ajudando o EB a tirar o coturno da merd…., mas integrantes do mundo encantado da “mavilandia banarnica”, todos inspicializados em difesa acham que estamos lambendo botas.
A doação deve preencher lacunas importantes como o M577 q sao posto de comandi, as viaturas de recuperação M 88, e os M 113 são provavelmente para Spares que o EB necessita.

G abraco

superjapaman
Visitante

P_Q_P Nego ta doando e tem reclamando, então faz o seguinte: Vai comprar porcaria de Heli e Sub Francês por mais de 30 bilhões, que nem eles usam. Aí sim foi um negócio maravilhoso. O país quebrou! levaram tudo, estamos vendendo tudo para os Xing Ling porque não temos dinheiro!!! Acorda! esse negócio de Brasil “Putênfia” “Non ecxist” parem de ufanismo barato..

Fauez Olabi
Visitante

Sim, podemos ate pagar para modernizar, porem só fato de não ter que construir a base já se torna mais barato, meu medo que o que Brasil deu em troca, pois nem um Pais faz nada sem algo em troca…

mauricio matos
Visitante

Será que os americanos não tinham uns obuseiros sobrando no seu estoque que são melhores que os nossos para doar para o EB ou vender baratinho.

Vader
Membro
Trusted Member

O M-109 é um obuseiro auto-propulsado…

Bardini
Visitante

Ridículo criticar o EB por receber estes excedentes. O EB adoria estar recebendo material novo ou, de ter condições de desenvolver os seus próprios, nacionais, como vem arduamente tentando em outros projetos. Ai aparencem os “sapiência” pra chamar os militares de “lambe botas”. Essa é a realidade, é assim que o EB é tratado pelo poder público. Pelo próprio povo, cujo qual ele tem de defender. O EB acaba como culpado e não como vítima do descaso.
.
Agradeçam aos americanos por doarem estes veículos, eles demonstram se importar mais com o EB do que nós, brasileiros…

Gancarlo M. Abrão
Visitante

Presente é presente. Dá pra arrumar e usar? Ótimo. Qualquer coisa além disso é frescura. Sem mais.

Mauricio R.
Visitante

Em outro post tem forista torcendo pela compra de “Marder” e mais “Guepard”, e ambos também não passam de sucata, essa sim bem carinha de adquirir, reformar, operar e manter. Aliás os alemães são tão “bonzinhos” que até uma filial do fabricante instalaram aqui, para cuidarem da reforma de suas sucatas. Devem ser ecos persistentes e antigos do “SPz Roland”, aquele que estávamos tentando fazer engenharia reversa quando fomos pegos com a mão na massa… Excedentes de material bélico americano, russo, chinês ou europeu, equipam forças armadas mundo afora não somente as nossas. Deveríamos isso sim explorar essa disponibilidade de… Read more »

Alfredo Araujo
Visitante
Alfredo Araujo

É por isso que eu acho q deveria fechar novamente os comentários…
Muito mais produtivo ter meia dúzia “falando” algo que preste, do que uma centena de achistas entrometidos falando besteira.

Andrei Trompczynski
Visitante

Prezados, só corrigindo, os M577, que são esses aí, serão revitalizados e recolocados em condições de uso pela equipe do Parque Regional de Manutenção/5, em Curitiba, e não pelo 20 BIB, como citado na reportagem. Os carros estão em muito bom estado e são de fácil manutenção.

Gerson
Visitante
Gerson

Isso mostra que nossos comandantes não tem preparo, não sabem planejar as compras melhores de oportunidades…isso gente é brinde que os americanos estão dando, o objetivo disso é manter o exército sucateado e sendo uma força militar só de aparência e de números.

Christian
Visitante
Christian

Hmmm. deixa ver: programa hipermegasupermaniacoufanista de aquisição de material militar em uma crise econômica sem precedentes X doação de 52 veículos militares. Ah… já sei! Choque de realidade! VAmos e venhamos – aqui neste espaço tem um pessoal que acha que a gente devia doar até as calças pros cumpanheiros!!! Mas doação só se for de material soviético ( não enlouqueci, a mentalidade deles é que está parada no tempo)???? Dá um tempo!!! Até eu que sou o leigo dos leigos sei que estão usando M113 em tudo quanto é lugar – afinal tem mais gente vivendo no mundo real… Read more »

Doug Schuindt
Visitante
Doug Schuindt

“isso gente é brinde que os americanos estão dando, o objetivo disso é manter o exército sucateado e sendo uma força militar só de aparência e de números.” Nisso os americanos não tem precisado empreender nenhum esforço, visto que nossos próprios governantes tem sido muito pródigos em alcançar tal nível de sucateamento. A falta de conhecimento de causa não permite a certas figuras perceber que boa parte desse material é para ser usado como spare parts. Não sou fã do M-113, mas estão vindo de graça para reposição de material e as viaturas de comando sequer tinhamos antes. Não vejo… Read more »

Juarez
Visitante
Juarez

O Gal V. Boas está sr saindo muito bem, vamos ver se os ventos do EB sopram para os lado Principado Naval da Guanabara Bay.

G abraco

Lucas Schmitt
Visitante

O que mais me surpreendeu foi esses 2 m109 no meio dos tantos outros veículos de apoio e de transporte. Alguém poderia me dizer qual a versão, e se eles serão reformados e usados normalmente ou só servirão como fonte de peça para manter os já existentes?

Clodorencio Piloto
Visitante
Clodorencio Piloto

Pergunta de leigo: todos os M557 serão mesmo usados co o posto de comando ou eles têm uma outra utilidade?
E os M88 que são derivados dos M 60 irão ficar junto a eles em Campo Grande ou serão distribuídos a outras unidades?

Joubert
Visitante

Srs. o Exercito Brasileiro tem a expertise de modernizar estes blindados, troca-se os motores, transmissões, lagartas , sistema armamentos, sistema elétricos, ficam novinhos, o Exercito Israelense é o que mais recebe armamentos usados do U.S.A. e não reclamam, e foram os primeiros a criarem a expertise sobre isso! o Exercito Brasileiro segue o mesmo caminho e estes blindados não são “sucatas” como querem os especialistas de plantão! após modernização estão aptos e com vida útil para mais de 20 anos de uso no E. B.

Cabral
Visitante
Cabral

Estamos reclamado do quer? iremos reformar, atualizar e utilizar essa belezinhas por mais uns 30 anos, vão ser utilizados para formar muitas guarnições, agradecemos ao Governos dos Estados Unidos. Muitas vezes o pessoal confundem equipamentos militas que são projetos para terem um período longo de vida útil como essas equipamentos semi-descartável que são produzidos pela industrial nacional (equipamento de uso civil). referindo-se à obsolescência programada e adquirida.

Mauricio R.
Visitante

“Esses veículos passarao pela modernizacao que já está ocorrendo com os outros M-113. O padrão M-113BR.”
.
No fabricante a modernização brasileira sendo executada em Curitiba, é conhecida como: M113A2 Mk1
.
“BAE Systems has been working with the Brazilian Army at their Parque 5 facility in Curitiba, Brazil for four years on the Army’s upgrade of its M113B vehicles to the M113A2 Mk1 configuration,”
“Through this relationship, the company has delivered over 150 upgraded vehicles and is now working on the second round of upgrading 236 additional M113B vehicles.”
.
(http://www.defense-aerospace.com/articles-view/release/3/177150/bae-to-upgrade-brazilian-army%E2%80%99s-self_propelled-howitzers.html)

Renato Vieira
Visitante

Ué, o que tem de tão maléfico em o Brasil receber uma doação???…..ou será que bom é o Brasil doar porto, tucanos, engesas e por aí vai a países da cumpanheirada como foi feito até dias desses e que foi bancado por nós brasileiros??….O brasileiro precisa realmente ser estudado a fundo pois os comportamentos de muitos são difíceis de entender, pelo menos por mim….

Cabral
Visitante
Cabral

De Pernambuco até à Bahia, o exercito brasileiro só possui apenas meia duzia de cascavel e alguns urutu, se alguém estive acharam eles ruim, podem enviar eles para o nordeste.

Pappy
Visitante
Pappy

Se eu ganhar um Opala/Caravan de presente, eu reformo e uso. E com muito prazer. Reclamar e dar pitacos sobre o que não entende é umas das melhores caracteristicas do brasileiro. Êta povinho…

Wellington Góes
Visitante

Não sei por que tamanha celeuma, seja dos que não gostam de produtos made in USA, seja dos que os bajulam?! Não é aquela Brastemp, mas dá pro gasto. Eu, particularmente, preferia o Marder, mas entendo perfeitamente a opção por continuar com o longevo M-113 (barato de operar e manutenir, não falta peças no mercado, existem diversas opções de modernização, etc…). Que o EB faça bom proveito. – Quanto a receber “de grátis” blindados usados, aos que não gostam dos EUA (normalmente são os mais alinhados politicamente ao governo anterior), reclamem com a ‘Maria Doida’, foi ela quem criou a… Read more »

Billy
Visitante
Billy

Não confunda vermelho com Verde-Amarelo.

Zeca
Visitante

Até que enfim o Vader reapareceu com seu excelentes comentários seja bem vindo de volta

Bueno
Visitante
Bueno

As duas unidade M109 deve ser para repor peças, Noticia da modernização das 32 unidades dos M109A5 que virão, BAE Systems.
http://www.baesystems.com/en/article/bae-systems-to-provide-upgraded-self-propelled-howitzers-to-brazilian-army

Pedrao
Visitante
Pedrao

eis o nosso exercito
essa sucata por si so tira um monte de combatentes de combate
vamos concodar com o vader ganhamos algo, mas nada é de graça ensina a historia
vou doar um resto de fiat 147 para aumentar a capacidade do glorioso exercito de caxias

Matheus
Visitante
Matheus

Meu deus, a ignorância é tanta nesses comentários que meu QI caiu alguns pontos.

O que há de mal receber doações de um país “aliado”? Brasil tambem produz veiculos blindados, mas isso não quer dizer que somos “inferiores” por receber uma doação da nação mais poderosa do mundo.

Voces são f*da, sentem orgulho quando a nossa industria de defesa produz algo, mas uma pequena doação já chamara o pais de “Lixo, inferior, republica das bananas etc…”

Voces tem mais é que ir se f*der e depois estudar antes de comentar m*rda.

Me desculpe pelos palavrões, mas não há outra forma de falar. Abs.

horatio nelson
Visitante
horatio nelson

até o tolo se passa por sábio quando se cala (Provérbios 17:28)

Hawk
Visitante

Vader 20 de setembro de 2016 at 8:37 comentário perfeito! Os que criticam queria ver a reação se não fosse os americanos e sim os Russos nos doando BMP-1P!