Home Exército Brasileiro Exército promove, na AMAN, a maior Manobra Escolar da história

Exército promove, na AMAN, a maior Manobra Escolar da história

4942
14

Resende (RJ) – Serão 4.500 militares de oito escolas, com 500 viaturas, nove aeronaves, cinco jornadas de tiro real, empregados em atividades diurnas e noturnas. A maior Manobra Escolar já realizada pelo Exército Brasileiro acontecerá na Academia Militar das Agulhas Negras (AMAN), entre os dias 8 e 17 de novembro, sob a responsabilidade do Departamento de Educação e Cultura do Exército (DECEx). Com o objetivo de simular uma grande situação de conflito e identificar a narrativa dominante entre dois lados, o exercício terá, como bases, a integração e o conhecimento entre alunos e cadetes.

“A Manobra Escolar trará um cenário complexo e atual. As operações serão na era do conhecimento, que é o que acontece no mundo e no Brasil”, disse o Comandante da AMAN, o General de Brigada André Luis Novaes Miranda, na abertura e ambientação do exercício, ocorridas no dia 8 de novembro. Foi destacado o trabalho que será desenvolvido no campo humano e na valorização de questões humanitárias, aliados aos valores e às técnicas militares. “Será uma grande operação de informação”, resume o Comandante.

O exercício de 2016 irá combinar os escalões de comando do Exército Brasileiro com todas as funções de combate, de acordo com as Armas, Quadros e Serviços. Os militares irão realizar manobras de amplo aspecto, com ações ofensivas, defensivas, de pacificação e de apoio a organizações não governamentais. Durante a atividade, irão ser empregados os mais modernos equipamentos do Exército Brasileiro.

Participam da Manobra os cadetes dos quatro anos da AMAN, os alunos da Escola de Comando do Estado-Maior do Exército, da Escola de Aperfeiçoamento de Oficiais do Exército, do Centro de Estudos de Pessoal, da Escola de Inteligência Militar do Exército, da Escola de Saúde do Exército, da Escola de Sargento das Armas, da Escola de Sargentos de Logística do Exército, da Escola de Instrução Especializada e da Escola de Artilharia de Costa e Antiaérea, que colocarão em prática os ensinamentos obtidos em suas organizações durante o ano de instrução de 2016.

manobra-escolar-2

ECAM e ACISO

Durante as atividades da Manobra, será realizado o Estágio de Correspondente de Assuntos Militares (ECAM) com estudantes de jornalismo, que irão acompanhar as ações desenvolvidas pelos alunos e cadetes. Ao término, serão os responsáveis por dizer qual dos lados obteve a narrativa dominante, de acordo com as percepções durante o exercício, usando, também, ensinamentos teóricos sobre o Exército Brasileiros obtidos em instruções.

Serão promovidas, também, ações cívico-militares (ACISO) para a população de Resende, com atendimentos médicos, odontológicos e apresentações da banda de música militar.

FONTE: EB / FOTOS: Ten Edvaldo e S Ten Edmilson

14
Deixe um comentário

avatar
14 Comment threads
0 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
7 Comment authors
DiegoAgnelo MoreiraSilvaColombelliColombelli Recent comment authors
  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
Bueno
Visitante
Bueno
Bueno
Visitante
Bueno
Bueno
Visitante
Bueno
Fresney
Visitante
Fresney

Galante uma sugestão de matéria que podemos emendar em várias outras: falar sobre a formação dos oficiais da reserva do exército no NPOR/caçadores, acredito que essa formação não é muito divulgada e os mesmos são oficiais que depois passam a reserva. Em caso de conflito com certeza serão convocados então pergunto: por quê a AMAN precisa formar tantos oficiais de carreira? Quantos oficiais são formados por ano na AMAN se comparado com a WEST POINT? O número de formação de oficiais de carreira deveria ser revisto na reestruturação das Forças e a unificação de algumas escolas de formação. Afinal todos… Read more »

Ivan da Silveiraa
Visitante
Ivan da Silveiraa

Boa noite

Fresney 16 de novembro de 2016 at 20:14
Concordo com você!

Eu até hoje não entendo como funciona o processo seletivo, treinamento, funcionamento em geral. Como ser um oficial temporário na área combatente. A área de Intendência (administração, economia etc…) é mais divulgado, já oficial temporário combatente, não! Informação pública e relevante. O site do exército não explica muito bem como funciona isso.

Abraço!

Bueno
Visitante
Bueno
Bueno
Visitante
Bueno
Colombelli
Visitante
Active Member
Colombelli

Prezados, pra ser oficial temporário combatente, voce se alista e se estiver cursando faculdade é pre selecionado. vai pra um NPOR ou ou CPOR.

Bueno
Visitante
Bueno

Video recente da pagina do exercito
https://www.youtube.com/watch?v=FLXjW_F5p0s

Colombelli
Visitante
Colombelli

Reparar que na primeira foto temos três baterias de artilharia. Uma de M-101, Uma de M-109 e Uma de Astos. Os veículos ao lado, na lina de árvores é o “tralharedo” logistico, desde cozinhas de campanha até o P Ban.

Silva
Visitante
Silva

E esse auditório maravilhoso completamente lotado de militares, os degenerados militontos marxistas “revolucionários” do PT, PCdoB, PSTU, PSOL e REDE passam bem longe. Esse tipo de palestra eles não invadem, será por quê? Invadir e ocupar escolas e universidades é fácil, quero ver invadirem e ocuparem os quartéis do Exército. Eles não tem peito e tão pouco coragem pra fazer isso! Essa ralé quando vê o verde oliva treme e se borram todos de medo! Deve dar neles aquela diarréia brava de deixar até o forebis piscando.

Bueno
Visitante
Bueno

Aviação do Exército na Manobra Escolar 2016 – 2º BAvEx – bom vídeo
https://www.youtube.com/watch?v=e6j_bD5v8Nk

Agnelo Moreira
Visitante
Agnelo Moreira

Fresney e Ivan Boa tarde A AMAN tem formado em torno de 400 aspirantes, divididos nas 7 armas, quadro e serviço. Há uma ideia de diminuir, o q tem sido feito. Minha turma tem 486. O Oficial temporário combatente tem a formação no NPOR/CPOR para ser mobilizado, não pra servir como temporário. O Oficial temporário é aquele q conseguiu vaga após sua formação no NPOR/CPOR. Ele faz um Estágio de Instrução e Preparação de Oficial Temporário, no qual aprende a exercer suas funções na tropa que irá servir. Em caso de emprego em ações mais complexas, ele passa pelo estágio… Read more »

Diego
Visitante
Diego

Nada de diminuir oficiais de carreira.. Afinal se o país entrar em guerra no nosso território quem vai dar aula/instruções para os civis participarem da guerra? Os oficiais acredito. E temos uma população de milhões e são formados só poucos milhares por ano.