Home Armas de Fogo Arábia Saudita vai produzir fuzis de assalto Kalashnikov

Arábia Saudita vai produzir fuzis de assalto Kalashnikov

3839
47
Soldados das Forças de Operações Especiais da Arábia Saudita com fuzis de assalto AK-103 no Iêmen

A Rosoboronexport e a empresa industrial militar saudita assinaram um contrato para a organização na Arábia Saudita de uma produção licenciada de fuzis de assalto Kalashnikov AK-103 e cartuchos para vários fins.

O contrato foi assinado pelo diretor-geral de Rosoboronexport Alexander Mikheev e pelo presidente do conselho de administração da empresa industrial militar saudita Ahmad Al-Khatib durante a visita do rei da Arábia Saudita a Moscou.

As partes também assinaram um memorando sobre a compra e localização da produção de produtos militares.

Sabe-se que a Rússia forneceu à Arábia Saudita um lote de fuzis automáticos desse tipo em meados dos anos 2000, e o cliente era o Ministério dos Assuntos Internos deste país.

COLABOROU: Rustam Bogaudinov

47
Deixe um comentário

avatar
47 Comment threads
0 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
26 Comment authors
Mauricio VeigaFabrício BarrosRRONINCarlos A SoaresPRAEFECTUS Recent comment authors
  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
Walfrido Strobel
Visitante

A AS está buscando parceiros no mundo todo para ativar sua produção de armamento, fuzil russo, UAV chinês e avião ucraniano.

Túlio
Visitante
Túlio

Os Houthis vão adorar.

PauloR
Visitante
PauloR

Estão negociando o S-400 para defesa antiaérea. Prova que os americanos perderam mesmo a influência que tinham no O.M. Putin dá mais um cheque mate nos americanos.

Delfim Sobreira
Visitante
Delfim Sobreira

Egito, Iraque, e agora a Arábia Saudita, estão abandonando o fornecimento americano de armas.
Um sinal da atenção excessiva que o Trump está dando a Israel em detrimento de países árabes ?
Talvez. Mas é fato que a AS sempre deu preferência a armamento anglo-americano. As indústrias bélicas americanas podem ver petrodólares voando. E seus empregos por tabela. Isso não é bom.

Bravox
Visitante
Bravox

Esse ano não sai uma base americana em israel?
(Duvida, essa”nova” AK compete com as atuais armas mais modernas?)

Delfim Sobreira
Visitante
Delfim Sobreira

Não só já saiu como foi tópico aqui na FT.

Delfim Sobreira
Visitante
Delfim Sobreira

O que eu não gosto na família AK é o seletor de tiro. Alé de ficar no lado direito, seu acionamento dificulta achar a posição de tiro
em semiauto.
Parece ser um bom fuzil mas usa 7,62 em vez de 5,45. Há prós e contras. Mas pesa apenas 3,5 kg, mais leve que um IA2.

Augusto
Visitante
Augusto

Bravox, geralmente a AK é mais imprecisa que os fuzis ocidentais, eu não sei se essa AK-103 com munição 556 se aplica a isso. Quanto a fabricação de armas russas ou de origens não americanas a AS tem dado preferência a armamentos que se possa produzir em seu país, o governo está se preparando para uma economia onde só o petróleo não poderá mais bancar o custo de vida Saudita,ja que 10% do PIB é gasto em defesa o investimento em fábricas nacionais pode fazer que o dinheiro não vá todo para o exterior, como a OPEP vem perdendo força… Read more »

Joshua
Visitante
Joshua

Reparem a empunhadura e posição perfeita dos soldados na pegada do fuzil da primeira foto.
Servem de exemplo para os recrutas do EB.

Rodrigo Martins Ferreira
Visitante
Rodrigo Martins Ferreira

Delfim Sobreira 6 de outubro de 2017 at 0:59 Eu sou canhoto, acho mais fácil usar ele que o do AR. O que eu não gosto e n me acostumo com o AK são com as miras muito baixas. —————————— Augusto 6 de outubro de 2017 at 3:18 Isto não é inteiramente verdade… Os AK´s imprecisos são as cópias mal-feitas, com munição ruim e atirador pior ainda. Os AKs bem feitos conseguem agrupamentos bons. Está cheio de vídeos no Youtube comprovando isto. —————- Só uma pergunta… A fábrica de AKs da Venezuela saiu ou ficou nos MOUs da vida ?… Read more »

Igo
Visitante
Igo

Joshua,

Esses não são recrutas da AS, são FEs. Procure ver se FE brasileiro segura o armamento de forma errada.

wwolf22
Membro
Noble Member
wwolf22

Rodrigo Martins Ferreira 6 de outubro de 2017 at 6:58

Se eu não me engano seria uma fabrica “apenas de munição”, não do fuzil…

Felipe
Visitante
Felipe

O isolamento americano foi previsto logo após o Trump ser eleito. Nenhuma surpresa.

Rodrigo Martins Ferreira
Visitante
Rodrigo Martins Ferreira

wwolf22 6 de outubro de 2017 at 8:07

O que eu me lembro é que tinha sido anunciada a fabricação de AKs e Dragunovs

http://www.forte.jor.br/2009/12/01/fabrica-de-fuzis-russos-sera-instalada-na-venezuela/

Bardini
Visitante
Bardini

AS tem comprado armamento de todos os grandes do Conselho de Segurança. Não é por acaso.
.
Se reformarem o Conselho de Segurança e aumentarem as cadeiras, quem vai votar contra um pleito da AS?
.
Brasil, Alemanha, Índia e Japão já pressionam por uma reforma faz um bom tempo… AS também já pressiona por reformas no CS.

Bardini
Visitante
Bardini

Tem a AK-101, pra quem adota o padrão OTAN…
https://kalashnikov.com/en/product/firearms/mle/ak101.html

wwolf22
Membro
Noble Member
wwolf22

Rodrigo Martins Ferreira 6 de outubro de 2017 at 8:37

grato pela correção…

DaGuerra
Visitante
DaGuerra

Tenta fazer essa “empunhadura perfeita” num FAL…

Jacinto
Visitante
Jacinto

Produzir fuzil não exige nenhuma tecnologia inovadora. A Arábia Saudita quer mesmo é produzir localmente armas e munições que ela fornece aos seus “parceiros” ao redor do mundo.

donitz123
Visitante

Os sauditas estão tentando subornar os russos novamente. Irão fracassar como no passado.

ScudB
Visitante
ScudB

Estão falando em contratos de 3 Bi : AK , AGS-30, Kornet-ME , S-400, etc
So o fato de rei visitar a Rússia PESSOALMENTE(!!!) diz muita coisa.

Ricardo da Silva
Visitante
Ricardo da Silva

Pelo menos ainda não falaram que o Sheik é “comunista” . . . .
KKKKKK

Bravox
Visitante
Bravox

Ricardo da Silva, pode ser que sim pode ser que nao.

Rodrigo Martins Ferreira
Visitante
Rodrigo Martins Ferreira

O que está operacional na AS de origem chinesa e russa ?

ScudB
Visitante
ScudB

Amigo Rodrigo!
Da China – os misseis DF-3A e , provavelmente , DF-21.
Da Rússia – praticamente nada ate então (na forma significativa , pelo menos).

Renato
Visitante
Renato

Essa Arábia não me engana. O que ela quer é produzir armas que possa entregar onde quiser, para quem bem entender, como grupos revolucionários ou terroristas, sem que outros países rastreiem isto. Obviamente que isto não é privilégio dela…

Tamandaré
Visitante
Tamandaré

De fato, há os mísseis chineses. Bem lembrado ScudB, mas tem UAV também, ou o acordo não foi de fato fechado??

Forte abraço meu caro

Augusto
Visitante
Augusto

A AS também opera Howitzers propulsados chineses

ScudB
Visitante
ScudB

De fato , tem obuses PLZ-45 e UAV Pterodactyl I. Além disso estão falando em construir a fabrica para produzir UAV Pterodactyl II (valor de contrato – 10 Bi).

colombelli
Visitante
colombelli

Joshua, a ergonomia do AK não permite outra empunhadura. Outras armas pode ser seguras pelo chanfro do carregador ( não pelo carregador) ou por anteparas na sua porção anterior sem que isso seja um erro, pelo contrário. A pegada em concha no guarda mão, que está no manual é a pior de todas.

donitz123
Visitante

O Departamento de Estado americano acaba de aprovar a venda do sistema antiaéreo de defesa THAAD para os sauditas num contrato avaliado em 15 bilhões de dólares. Parece que o S-400 não virá.

Rodrigo Martins Ferreira
Visitante
Rodrigo Martins Ferreira

ScudB 6 de outubro de 2017 at 14:14

Tudo isto ???? Esta é a guinada da AS para a Rússia e China ?!

No fim eles só compram de lá o que não tem disponível no Ocidente.

Russófilo é a minha fonte de diversão preferida…

ScudB
Visitante
ScudB

A minha tb.. 🙂
Sobre AS só posso lamentar os gastos deles com equipamento militar.Tem o melhor que podem comprar! E mesmo assim apanham sempre e , pelo jeito , vai continuar apanhando : com tanques americanos , obuses chineses, MLRS brasileiros e etc etc

Leonardo
Visitante
PRAEFECTUS
Visitante
PRAEFECTUS

Prezados, um fato pitoresco, mas que por vezes pode ser um prenuncio de certas coisas… O Rei saudita quando em viagem ao exterior o acompanha um grande séquito com uma monte de parafernália que vai desde as limusines usadas nos deslocamento do rei, até pasmem, uma escada rolante para o rei desembarcar do Boeing 747 que utiliza em suas viagens. Pois bem, ao desembarcar e começar a descer pela escada rolante o rei passou um vexame, pois não é que a bixiga da escada enguiçou…e lá foi o rei ter de caminhar escada abaixo com certa dificuldade. Não é por… Read more »

PRAEFECTUS
Visitante
PRAEFECTUS

Aliás, comentando sobre fatos pitorescos, um dado intrigante na recepção feita no Kremlim ao rei saudita foi a presença de nada mais nada menos dele………..Ramzan Kadyrov o presidente da Chechénia e ex-rebelde checheno…

Pensando bem deve ser porque ele é muçulmano…

Grato

Carlos A Soares
Visitante
Carlos A Soares

Bravox 6 de outubro de 2017 at 0:46
Tem com um efetivo bem redizido, os Israeli são absoluta maioria.
____________________

Os USA tem bases no OM, na Europa, Oceania, América do Sul etc etc
várias muito próximas ao Brasil. Tem no Japão, tem na Alemanha, Inglaterra
e em muitos países. Inglaterra, Grança, China e Rússia idem …..
https://br.sputniknews.com/americas/201705068327775-bases-militares-eua-cebrapaz-america-latina/
____________________

Um País militarizado como a SA ABSOLUTAMENTE NORMAL TER FÁBRICA DE FUZIS,
VÃO INFERNIZAR O iRÃ COM OS CONTRA DE LÁ.

Carlos A Soares
Visitante
Carlos A Soares

*França …. melhor.

Joshua
Visitante
Joshua

colombelli,
Eu fazia essa pegada em concha no guarda mão e acertava todos no centro do alvo agrupados, mas vai de cada atirador achar a forma ideal.
Mas nem quero contraria-lo mesmo porque vc é um soldado especialista no assunto.
Abraço.

RRONIN
Visitante
RRONIN

Só lembrando que não existe AK-103 em calibre 5,56mm. Segue a tabela: Model Cartridge Year Manufacturer AK-47 7.62×39mm 1949 AKM 7.62×39mm 1959 AK-74 5.45×39mm 1974 AK-101, AK-102 5.56×45mm 1994 AK-103, AK-104 7.62×39mm 1994 AK-105 5.45×39mm 1994 AK-12 5.45×39mm 2012 AK-15 7.62×39mm 2012

RRONIN
Visitante
RRONIN

Só lembrando que não existe AK-103 em calibre 5,56mm. Segue a tabela: Modelo Cartridge Year Manufacturer AK-47 7.62×39mm AKM 7.62×39mm AK-74 5.45×39mm AK-101, AK-102 5.56×45mm AK-103, AK-104 7.62×39mm AK-105 5.45×39mm AK-12 5.45×39mm AK-15 7.62×39mm

Walfrido Strobel
Visitante

A China está inundando o mundo com os Norinco CQ 5.56, os M16 5.56 x 45 de fabricação local sem licença, ja é usado por vários países Afghanistan, Cambodia, China, Djibouti, Ghana, Iran, Libya, Malaysia, Myanmar, North Korea, Paraguay, Senegal, South Sudan, Sudan, Syria, Thailand e Yemen mais os Talibans, ISIS e Al-Qaeda. O Exército do Paraguai é o unico usuário sul americano. Agora mandou o segundo lote de doação este ano para as Filipinas combater o ISIS, totalizando 6.000 fuzis e 8.000.000 de munições 5.56 x 45 NATO, os dois lados usam o Norinco CQ, mas como ele é… Read more »

Delfim Sobreira
Visitante
Delfim Sobreira

Off – a Ucrânia apresentou sua versão local do fuzil Colt M4, chamado WAC-47.

http://defence-blog.com/army/ukroboronservice-unveils-new-wac-47-variant-of-the-m4-assault-rifle.html

Rodrigo Martins Ferreira
Visitante
Rodrigo Martins Ferreira

ScudB 6 de outubro de 2017 at 17:59

Com soldado ruim, não tem arma boa que resista.

Deve ser isto que caiu a ficha. Gastam uma bala de dinheiro com armas boas, nas mãos de incompetentes. Se vão fazer m…. mesmo que se gaste pouco com porcaria.

Walfrido Strobel
Visitante

Off: A estatal da Indonésia PT-Pindad apresentou sua nova Sniper SPR-4 .338 Lapua Magnum para acompanhar a linha Sniper do SPR-2 .50 e SPR-3 7.62.
. https://jakartagreater.com/pindad-luncurkan-senjata-sniper-spr4-jangkauan-15-km/

Fabrício Barros
Visitante

O que me apetece nessa história toda é a forma como Putin lidou com os sauditas. A primeira vez que eles quiseram comprar o S-300, em 2012, quiseram impor à Rússia o veto à venda do sistema aos persas. A primeira reação de Putin foi exatamente dar prosseguimento à venda do S-300 ao Irã.

Os sauditas desistiram da compra mas entenderam que não ditariam o que os russos devem ou não fazer, embora tenham conseguido, agora, um sistema mais moderno, o S-400.

Escusado dizer isso não impede o Irã te ter essas baterias no futuro.

Mauricio Veiga
Visitante

Joshua, uma foto vale por mil palavras, neste caso fica claro e evidente o posicionamento incorreto do atirador em primeiro plano, repare que ele não esta fazendo uso do sistema de mira, a coronha esta apoida no Bícepes e não no Deltoide ao contrário do atirador em segundo plano que apoia a arma de forma adequada, porém a foto não atesta ou comprova absolutamente nada, pois o atirador em primeiro plano poderia estar em momento de ajuste da posição de tiro, abraço.