Home Defesa Antiaérea EUA aprovam venda do sistema THAAD à Arábia Saudita

EUA aprovam venda do sistema THAAD à Arábia Saudita

2146
28
THAAD

WASHINGTON – O governo dos EUA aprovou a venda à Arábia Saudita do sistema avançado de defesa de mísseis de Defesa de Área de Alta Altitude (THAAD) por US$ 15 bilhões, disse o Departamento de Estado no dia 6 de outubro.

“Esta venda promove os interesses da segurança nacional e da política externa dos EUA e apoia a segurança a longo prazo da Arábia Saudita e da região do Golfo face a ameaças iranianas e outras ameaças regionais”, afirmou.

A Arábia Saudita e a Rússia concordaram, no dia 5, no fornecimento de uma série de sistemas de armamento. O Ministério da Defesa saudita assinou com a Rússia contratos para o fornecimento de sistemas avançados de defesa aérea (S-400), sistemas Kornet-EM, mísseis TOS-1A, bombas AGS-30, Kalashnikov AK-103 e suas munições, informou a Saudi Press Agency (SPA).

A Saudi Arabian Military Industries (SAMI) anunciou a assinatura de um memorando de entendimento com a Rosoboronexportt, a agência russa de exportações/importações de produtos relacionados à defesa e de uso dual.

Com as diretrizes do Príncipe Herdeiro da Arábia Saudita, do Vice-Primeiro Ministro e do Ministro da Defesa, Mohammed Bin Salman, os dois lados assinaram os acordos que deverão ser fundamentais no crescimento e desenvolvimento da indústria militar e de sistemas de armas na Arábia Saudita.

FONTE: Al Arabiya

Subscribe
Notify of
guest
28 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Renato Carvalho
2 anos atrás

Pra onde vai pender a balança?
S400 Rússia
THAAD Usa
Briga de cachorro grande, mas que deve ser fechado com os USA…pelo histórico recente.

PRAEFECTUS
PRAEFECTUS
2 anos atrás

Não vende não, que os russos iriam levar mais essa. Os americanos, com o precedente turco desta vez não quiseram pagar pra ver….

Os russos estão com tudo e não tão prosa.

Grato

FighterBR
FighterBR
2 anos atrás

Caraca, 15 bilhões!

Bosco
Bosco
2 anos atrás

Como em qualquer tema que possa ter a ver com equipamento russo ou chinês o que posso dizer para colaborar no debate desse post é dizer que o céu no dia do lançamento da foto acima estava muito azul.

Krest
Krest
2 anos atrás

Bem que a polônia merecia umas unidades do THAAD rs

Hélio
Hélio
2 anos atrás

O Bosco ou mais alguém que entende de mísseis saberia dizer que o futuro sistema Arrow 3 israelense é similar ao THAAD e se ele poderia ser uma opção para os outros países?

_RR_
_RR_
2 anos atrás

Krest,

Está em curso atualmente a construção de um sitio do sistema de defesa anti-míssil da OTAN na Polônia.

Os poloneses tem uma aliança sólida com Washington. Para os americanos deslocarem sistemas Patriot e THAAD para lá, é um sopro.

Bosco
Bosco
2 anos atrás

Hélio,
O Arrow 3 tá mais pro SM-3.
O THAAD é um sistema híbrido, capaz de interceptação endo e exo atmosférica, sendo capaz de interceptar veículos de reentrada acima numa faixa de 40 km a 180 km de altitude. Já o Arrow 3 é um míssil antibalístico de interceptação exoatmosférico puro (acima de 100 km).

PRAEFECTUS
PRAEFECTUS
2 anos atrás

É interessante lembrar meus caros, que tem colega aqui que falava que a Turquia jamais iria comprar o sistema de defesa aérea dos russos.

Mas uma vez comeu barriga…

Grato

FLAVIO MARQUES DA SILVA
FLAVIO MARQUES DA SILVA
2 anos atrás

Os russos tem fama de dificultar a entrega de peças de reposições ,eu vos lhe pergunto: quais seriam as garantias que os russos dariam aos sauditas para entrega das mesmas, num eventual guerra entre os sauditas e os iranianos?

SmokingSnake
SmokingSnake
2 anos atrás

_RR_ – melhor ainda, vão instalar o SM-3 Block IIA na Polônia como parte do escudo anti mísseis.

wwolf22
wwolf22
2 anos atrás

Helio, a unica “regiao” arabe(pelo que eu saiba) que recebeu apoio israeli tanto em equipamentos/pessoal foi o Curdistao…. Não creio que um Pais árabe va comprar equipamento israeli… ou melhor, tenho certeza que israel não vendera nenhum equipamento a um Pais árabe…

Rodrigo Martins Ferreira
Rodrigo Martins Ferreira
2 anos atrás

O que os americanos e russos teriam que fazer é mais simples que apinhar estes xeiks de armas modernas…

Juntar pesquisas para a obtenção de um combustível alternativo ao petróleo…

Deveriam até convidar o Brasil para isto, que detém pesquisas avançadas no assunto.

Resolvido isto deixava esta turma no deserto um brigando com o outro o resto da eternidade.

Fabio Jeffer
Fabio Jeffer
2 anos atrás

Guardadas as devidas diferenças, essa aprovação e oferta meio que de ultima hora dos americanos lembra em certos aspectos a oferta e as facilidades de entregas de tanques M-1 Abraams aos sauditas para vencer a concorrencia com o tanque brasileiro Osório, que como todo mundo sabe ajudou a enterrar o tanque e a própria engesa.

leonel testa
leonel testa
2 anos atrás

Bosco qual o melhor dos dois ?

HMS TIRELESS
HMS TIRELESS
2 anos atrás

leonel testa 11 de outubro de 2017 at 10:42

Poderiam atuar de forma complementar constituindo-se em duas linhas de defesa contra mísseis antibalísticos.

Alfredo Araujo
Alfredo Araujo
2 anos atrás

“Bosco 10 de outubro de 2017 at 19:03
Como em qualquer tema que possa ter a ver com equipamento russo ou chinês o que posso dizer para colaborar no debate desse post é dizer que o céu no dia do lançamento da foto acima estava muito azul.”
.
O sr. é muito tendencioso !! Pq quando se trata de equipamentos militar americano o céu é sempre azul ? Claramente o céu está nublado !!
rsrs

Bosco
Bosco
2 anos atrás

Leonel,
O ideal para a defesa contra mísseis balísticos é haver uma defesa em camadas, capaz de defender de ameaças representadas por mísseis táticos, de curto alcance, de médio alcance , de alcance intermediário e intercontinental.
Essa defesa em camadas geralmente deve ser composta por mísseis de interceptação endoatmosférica, baixa (Patriot, S-333/400, Arrow 2, etc) e alta (THAAD, Arrow 2), e exoatmosférica (SM-3, GBI, THAAD, Arrow 3, S-500 (?), etc.).
É difícil dizer qual dele é melhor já que ambos devem se adequar às especificações do usuário.

Bosco
Bosco
2 anos atrás

rsrssss

leonel testa
leonel testa
2 anos atrás

Quem conhece conhece valeu abraço

leonel testa
leonel testa
2 anos atrás

Valeu tambem TIRELESS

Plínio Clinton
Plínio Clinton
2 anos atrás

PRAEFECTUS 10 de outubro de 2017 at 21:56,

fala aí quem foi?

PRAEFECTUS
PRAEFECTUS
2 anos atrás

Plínio Clinton 11 de outubro de 2017 at 13:44,

dois que me lembro agora é o BOSCO e o HMS TIRELESS.

Grato

Bosco
Bosco
2 anos atrás

Praefectus,
Você deve ter me confundido com o Fantasminha Camarada. Eu sou o “Astronauta” da Turma da Mônica.
comment image
Costumo não fazer previsões desse tipo por dois motivos: não tenho bola de cristal e entendo muito pouco da geopolítica da região em tela.

Bosco
Bosco
2 anos atrás

Aliás, ultimamente eu tô mais pra Geni do que pra “Astronauta”.
https://www.youtube.com/watch?v=jWHH4MlyXQQ

PRAEFECTUS
PRAEFECTUS
2 anos atrás

Bosco 11 de outubro de 2017 at 20:48,

meu caro tu me fez dar uma boa gargalhada agora…kkkkkkkkk

Nada pessoal colega, ato falho pelas suas intervenções estridentes em relaçao a mamãe ursolina e seus apetrechos, deu nisso…rs

Abraço

Jeff
Jeff
2 anos atrás

“Fabio Jeffer
Guardadas as devidas diferenças, essa aprovação e oferta meio que de ultima hora dos americanos lembra em certos aspectos a oferta e as facilidades de entregas de tanques M-1 Abraams aos sauditas para vencer a concorrencia com o tanque brasileiro Osório, que como todo mundo sabe ajudou a enterrar o tanque e a própria engesa.”
.
O que enterrou o projeto Osório foi a própria Engesa, e quem enterrou a Engesa foi a incompetência da empresa, do governo e do exército.

Antenor
2 anos atrás

Bosco; quem venceria, já q a rapidez nos testes é essencial: o sistema GMD americano (a ser testado e completamente implantado) ou os mísseis ICBM norte-coreanos a serem testados e lançados, eventualmente, contra os americanos ? Em 2021 qual dos 2 adversários seria mais rápido em conseguir atingir seu objetivo ? E também; vc sabe qual foi o valor envolvido na recente autorização do Trump a novas etapas do Sistema antimíssil GMD ? E será q em 3 a 4 anos os USA conseguiriam fazer testes em condições reais do GMD contra possíveis múltiplos mísseis ICBM lançados noturnamente com diversas… Read more »