Home Defesa Antiaérea EUA aprovam venda do sistema THAAD à Arábia Saudita

EUA aprovam venda do sistema THAAD à Arábia Saudita

2105
28
THAAD

WASHINGTON – O governo dos EUA aprovou a venda à Arábia Saudita do sistema avançado de defesa de mísseis de Defesa de Área de Alta Altitude (THAAD) por US$ 15 bilhões, disse o Departamento de Estado no dia 6 de outubro.

“Esta venda promove os interesses da segurança nacional e da política externa dos EUA e apoia a segurança a longo prazo da Arábia Saudita e da região do Golfo face a ameaças iranianas e outras ameaças regionais”, afirmou.

A Arábia Saudita e a Rússia concordaram, no dia 5, no fornecimento de uma série de sistemas de armamento. O Ministério da Defesa saudita assinou com a Rússia contratos para o fornecimento de sistemas avançados de defesa aérea (S-400), sistemas Kornet-EM, mísseis TOS-1A, bombas AGS-30, Kalashnikov AK-103 e suas munições, informou a Saudi Press Agency (SPA).

A Saudi Arabian Military Industries (SAMI) anunciou a assinatura de um memorando de entendimento com a Rosoboronexportt, a agência russa de exportações/importações de produtos relacionados à defesa e de uso dual.

Com as diretrizes do Príncipe Herdeiro da Arábia Saudita, do Vice-Primeiro Ministro e do Ministro da Defesa, Mohammed Bin Salman, os dois lados assinaram os acordos que deverão ser fundamentais no crescimento e desenvolvimento da indústria militar e de sistemas de armas na Arábia Saudita.

FONTE: Al Arabiya

28
Deixe um comentário

avatar
28 Comment threads
0 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
18 Comment authors
AntenorJeffPlínio ClintonAlfredo AraujoHMS TIRELESS Recent comment authors
  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
Renato Carvalho
Visitante

Pra onde vai pender a balança?
S400 Rússia
THAAD Usa
Briga de cachorro grande, mas que deve ser fechado com os USA…pelo histórico recente.

PRAEFECTUS
Visitante
PRAEFECTUS

Não vende não, que os russos iriam levar mais essa. Os americanos, com o precedente turco desta vez não quiseram pagar pra ver….

Os russos estão com tudo e não tão prosa.

Grato

FighterBR
Visitante
FighterBR

Caraca, 15 bilhões!

Bosco
Visitante
Bosco

Como em qualquer tema que possa ter a ver com equipamento russo ou chinês o que posso dizer para colaborar no debate desse post é dizer que o céu no dia do lançamento da foto acima estava muito azul.

Krest
Visitante
Krest

Bem que a polônia merecia umas unidades do THAAD rs

Hélio
Visitante
Hélio

O Bosco ou mais alguém que entende de mísseis saberia dizer que o futuro sistema Arrow 3 israelense é similar ao THAAD e se ele poderia ser uma opção para os outros países?

_RR_
Visitante
_RR_

Krest,

Está em curso atualmente a construção de um sitio do sistema de defesa anti-míssil da OTAN na Polônia.

Os poloneses tem uma aliança sólida com Washington. Para os americanos deslocarem sistemas Patriot e THAAD para lá, é um sopro.

Bosco
Visitante
Bosco

Hélio,
O Arrow 3 tá mais pro SM-3.
O THAAD é um sistema híbrido, capaz de interceptação endo e exo atmosférica, sendo capaz de interceptar veículos de reentrada acima numa faixa de 40 km a 180 km de altitude. Já o Arrow 3 é um míssil antibalístico de interceptação exoatmosférico puro (acima de 100 km).

PRAEFECTUS
Visitante
PRAEFECTUS

É interessante lembrar meus caros, que tem colega aqui que falava que a Turquia jamais iria comprar o sistema de defesa aérea dos russos.

Mas uma vez comeu barriga…

Grato

FLAVIO MARQUES DA SILVA
Visitante
FLAVIO MARQUES DA SILVA

Os russos tem fama de dificultar a entrega de peças de reposições ,eu vos lhe pergunto: quais seriam as garantias que os russos dariam aos sauditas para entrega das mesmas, num eventual guerra entre os sauditas e os iranianos?

SmokingSnake
Visitante
SmokingSnake

_RR_ – melhor ainda, vão instalar o SM-3 Block IIA na Polônia como parte do escudo anti mísseis.

wwolf22
Membro
Famed Member
wwolf22

Helio, a unica “regiao” arabe(pelo que eu saiba) que recebeu apoio israeli tanto em equipamentos/pessoal foi o Curdistao…. Não creio que um Pais árabe va comprar equipamento israeli… ou melhor, tenho certeza que israel não vendera nenhum equipamento a um Pais árabe…

Rodrigo Martins Ferreira
Visitante
Rodrigo Martins Ferreira

O que os americanos e russos teriam que fazer é mais simples que apinhar estes xeiks de armas modernas…

Juntar pesquisas para a obtenção de um combustível alternativo ao petróleo…

Deveriam até convidar o Brasil para isto, que detém pesquisas avançadas no assunto.

Resolvido isto deixava esta turma no deserto um brigando com o outro o resto da eternidade.

Fabio Jeffer
Visitante
Fabio Jeffer

Guardadas as devidas diferenças, essa aprovação e oferta meio que de ultima hora dos americanos lembra em certos aspectos a oferta e as facilidades de entregas de tanques M-1 Abraams aos sauditas para vencer a concorrencia com o tanque brasileiro Osório, que como todo mundo sabe ajudou a enterrar o tanque e a própria engesa.

leonel testa
Visitante
leonel testa

Bosco qual o melhor dos dois ?

HMS TIRELESS
Visitante
HMS TIRELESS

leonel testa 11 de outubro de 2017 at 10:42

Poderiam atuar de forma complementar constituindo-se em duas linhas de defesa contra mísseis antibalísticos.

Alfredo Araujo
Visitante
Alfredo Araujo

“Bosco 10 de outubro de 2017 at 19:03
Como em qualquer tema que possa ter a ver com equipamento russo ou chinês o que posso dizer para colaborar no debate desse post é dizer que o céu no dia do lançamento da foto acima estava muito azul.”
.
O sr. é muito tendencioso !! Pq quando se trata de equipamentos militar americano o céu é sempre azul ? Claramente o céu está nublado !!
rsrs

Bosco
Visitante
Bosco

Leonel,
O ideal para a defesa contra mísseis balísticos é haver uma defesa em camadas, capaz de defender de ameaças representadas por mísseis táticos, de curto alcance, de médio alcance , de alcance intermediário e intercontinental.
Essa defesa em camadas geralmente deve ser composta por mísseis de interceptação endoatmosférica, baixa (Patriot, S-333/400, Arrow 2, etc) e alta (THAAD, Arrow 2), e exoatmosférica (SM-3, GBI, THAAD, Arrow 3, S-500 (?), etc.).
É difícil dizer qual dele é melhor já que ambos devem se adequar às especificações do usuário.

Bosco
Visitante
Bosco

rsrssss

leonel testa
Visitante
leonel testa

Quem conhece conhece valeu abraço

leonel testa
Visitante
leonel testa

Valeu tambem TIRELESS

Plínio Clinton
Visitante
Plínio Clinton

PRAEFECTUS 10 de outubro de 2017 at 21:56,

fala aí quem foi?

PRAEFECTUS
Visitante
PRAEFECTUS

Plínio Clinton 11 de outubro de 2017 at 13:44,

dois que me lembro agora é o BOSCO e o HMS TIRELESS.

Grato

Bosco
Visitante
Bosco

Praefectus,
Você deve ter me confundido com o Fantasminha Camarada. Eu sou o “Astronauta” da Turma da Mônica.
comment image
Costumo não fazer previsões desse tipo por dois motivos: não tenho bola de cristal e entendo muito pouco da geopolítica da região em tela.

Bosco
Visitante
Bosco

Aliás, ultimamente eu tô mais pra Geni do que pra “Astronauta”.
https://www.youtube.com/watch?v=jWHH4MlyXQQ

PRAEFECTUS
Visitante
PRAEFECTUS

Bosco 11 de outubro de 2017 at 20:48,

meu caro tu me fez dar uma boa gargalhada agora…kkkkkkkkk

Nada pessoal colega, ato falho pelas suas intervenções estridentes em relaçao a mamãe ursolina e seus apetrechos, deu nisso…rs

Abraço

Jeff
Visitante
Jeff

“Fabio Jeffer
Guardadas as devidas diferenças, essa aprovação e oferta meio que de ultima hora dos americanos lembra em certos aspectos a oferta e as facilidades de entregas de tanques M-1 Abraams aos sauditas para vencer a concorrencia com o tanque brasileiro Osório, que como todo mundo sabe ajudou a enterrar o tanque e a própria engesa.”
.
O que enterrou o projeto Osório foi a própria Engesa, e quem enterrou a Engesa foi a incompetência da empresa, do governo e do exército.

Antenor
Visitante

Bosco; quem venceria, já q a rapidez nos testes é essencial: o sistema GMD americano (a ser testado e completamente implantado) ou os mísseis ICBM norte-coreanos a serem testados e lançados, eventualmente, contra os americanos ? Em 2021 qual dos 2 adversários seria mais rápido em conseguir atingir seu objetivo ? E também; vc sabe qual foi o valor envolvido na recente autorização do Trump a novas etapas do Sistema antimíssil GMD ? E será q em 3 a 4 anos os USA conseguiriam fazer testes em condições reais do GMD contra possíveis múltiplos mísseis ICBM lançados noturnamente com diversas… Read more »