Home Defesa Antiaérea Kremlin defende venda de mísseis S-400 à Arábia Saudita

Kremlin defende venda de mísseis S-400 à Arábia Saudita

2639
18
S-400

O Kremlin diz que um acordo para vender mísseis russos para a Arábia Saudita não representa uma ameaça para nenhum outro país

Falando em 9 de outubro, o porta-voz do Kremlin, Dmitry Peskov, disse que o acordo para fornecer os sistemas de mísseis de defesa aérea S-400 de longo alcance a Riade “não é dirigido contra nenhum terceiro país”. Ele estava respondendo a uma pergunta sobre se o acordo poderia representar uma ameaça para o Irã.

O acordo foi um dos muitos acordos de armas alcançados durante a primeira visita do rei saudita Salman à Rússia na semana passada.

Os observadores dizem que as conversas do rei com Putin marcaram um descongelamento nas relações entre os países, que muitas vezes foram tensas desde a Guerra Fria.

A Arábia Saudita é um aliado americano de longa data no Oriente Médio e seus acordos de armas com Moscou causaram preocupação em Washington.

Logo após as negociações de armas com Moscou foram anunciadas, o Pentágono disse que o Departamento de Estado dos EUA aprovou a possível venda de um sistema de defesa antimissil da THAAD para a Arábia Saudita com um custo estimado de US$ 15 bilhões.

Peskov foi questionado pelos repórteres em 9 de outubro se o possível acordo dos EUA com Riade pode afetar o acordo russo.

“Nós podemos falar apenas por nós mesmos”, disse Peskov. “[Mas] os contatos para implementar este contrato foram muito positivos e tiveram resultados preliminares muito bons”.

Maria Vorobyova, funcionária de uma agência do governo russo que lidava com cooperação militar e técnica, foi citada no dia 9 de outubro, dizendo que havia chegado a um acordo firme com a Arábia Saudita sobre o S-400.

“Foi alcançado um acordo com o Reino da Arábia Saudita para entregar o sistema de defesa aérea S-400, sistemas de foguete Kornet-EM antitanque, sistemas TOS-1A (lançador múltiplo de foguetes), lançadores automáticos de granadas AGS-30 e fuzis de assalto Kalashnikov AK-103”, afirmou a agência de notícias RIA Novosti.

FONTE: Radio Free Europe

18
Deixe um comentário

avatar
18 Comment threads
0 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
16 Comment authors
carcara_brHMS TIRELESSdonitz123Delfim SobreiraEmmanuel Recent comment authors
  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
Roberto da Silva Rocha
Visitante

O maior erro foi introduz o F-35 em Israel. Agora Roseboron Export vai ter encomendas de S-nnn até ano 2040

PRAEFECTUS
Visitante
PRAEFECTUS

Meu caros,

até onde sei não tem nada sacramentado em relação a venda dos S-400 aos sauditas. Apenas memorando de intenções até aqui.

Grato

Jr
Visitante
Jr

Acho que essa possível compra foi uma manobra dos sauditas para pressionar os Estados Unidos para liberar a venda do THAAD

rustam bogaudinov
Visitante

Jr 10 de outubro de 2017 at 17:31
Acho que essa possível compra foi uma manobra dos sauditas para pressionar os Estados Unidos para liberar a venda do THAAD
________

do you understand the difference between air defense and missile defense systems? )))))) I see that there is no!

Bosco
Visitante
Bosco

Eu não falo nada porque qualquer coisa que disser será tomado pelos analfabetas funcionais como ofensivo à Rússia.
Fui!!!

Gustavo
Visitante
Gustavo

Depois uma bateria dessas cai nas mãos americanas e os russos não sabem porquê. Eles não têm muito cuidado em preservar os segredos dos seus equipamentos.

Krest
Visitante
Krest

Os russos são aliados do dinheiro kkkkkkk
passam a perna nos iranianos assim que for conveniente.

Hélio
Visitante
Hélio

Comentário retido (ou excluído?)

Hélio
Visitante
Hélio

Desconcidere acima, confundi os posts

Ivan BC
Visitante
Ivan BC

Bosco 10 de outubro de 2017 at 18:53
kkkkkkkkkkk

MadMax
Visitante
MadMax

rustam bogaudinov,
I don’t understand, maybe can you explain?

wwolf22
Membro
Famed Member
wwolf22

Bosco, o S400 estaria na lista de “embargo” para o Ira ???
Turkia e AS de S400… logo logo Egito, Iraque, Ira também vai querer esse brinquedo…
Não sei se tudo isso eh eficiência do material russo ou ineficiência dos outros países…

Emmanuel
Visitante
Emmanuel

wwolf22 11 de outubro de 2017 at 8:29

Acredito que o preço dele seja mais barato. O que não o faz melhor.

Abraço.

Delfim Sobreira
Visitante
Delfim Sobreira

Me lembrei da história da adoção dos F-5. Que os EUA queriam nos vender caças subsônicos, mas quando o Brasil sinalizou que ia comprar em outro lugar então liberaram os F-5E.
Sauditas tem petrodólares e vontade de gastar, quem não vende não recebe.

donitz123
Visitante

Isso também pode significar que o desenvolvimento do S-500 está bem adiantado.

HMS TIRELESS
Visitante
HMS TIRELESS

Dificilmente eu concordo com o PRAEFECTUS mas particularmente aqui ele está certo! E com a aprovação da venda do THAAD aos sauditas por Washington isso se torna mais plausível.

MadMax
Visitante
MadMax

Depois que o Rustam falou fiquei pensando, acho que caiu a ficha. O THAAD seria um missile defense system, para derrubar outros mísseis e o S-400 um air defense, contra a força aérea inimiga?
Bem se assim for o THAAD deve ser mais preciso e caro que o S-400 e fariam coisas diferente.
Estou certo ou viajando?

carcara_br
Visitante
carcara_br

MadMax 11 de outubro de 2017 at 22:06
Teoricamente um sistema antimísseis precisa ser extremamente preciso, mas não precisa se preocupar muito com mudanças de direção do alvo, ou seja, não é preciso muita manobrabilidade exceto na fase final da interceptação
Já um sistema de defesa aéreo de emprego geral precisa ser extremamente manobrável durante toda a trajetória até o alvo, mas não precisa de um acerto direto basta manter o alvo no seu raio letal de explosão, que para mísseis russos com enormes ogivas é bem grande…