Home Artilharia Exército recebe viaturas do Programa ASTROS 2020

Exército recebe viaturas do Programa ASTROS 2020

5846
22

Formosa (GO) – No dia 30 de outubro, o 6º Grupo de Mísseis de Foguetes (6º GMF) foi palco de uma cerimônia para a entrega de 12 viaturas modernizadas, no padrão MK3M, ao Exército Brasileiro. Elas fazem parte do terceiro lote de veículos entregues e atendem a mais uma etapa do Programa Estratégico do Exército ASTROS 2020.

As viaturas-lançadoras foram apresentadas durante a solenidade, presidida pelo Chefe do Departamento de Ciência e Tecnologia do Exército, General de Exército Juarez Aparecido de Paula Cunha. Após o processo de modernização, todas foram dotadas de tecnologia digital similar à da versão MK6. O presidente da Empresa Estratégica de Defesa Avibras, João Brasil Carvalho Leite, realizou a entrega simbólica das chaves ao Comandante do 6º GMF, Tenente-Coronel Elson Lyra Leal.

A remodelagem das viaturas da versão MK3 para MK3M do Sistema ASTROS compreende os trabalhos de engenharia e a execução das atualizações mecânicas, eletromecânicas, eletrônicas e de software de comando e controle, com o objetivo de melhorar o desempenho e a capacidade. O recebimento desses produtos de defesa contribui para a evolução e a consolidação da Artilharia de Mísseis e Foguetes, representando um salto tecnológico de capacidade, de eficiência e de efetividade para o apoio de fogo da Força Terrestre.

Para o Comandante Logístico do Exército Brasileiro, General de Exército Guilherme Cals Theophilo Gaspar de Oliveira, este é um momento bastante significativo para a modernização da segurança nacional, por meio do ASTROS 2020, ainda com o benefício da considerável economia financeira alcançada no processo de remodelagem das viaturas. “E assim o Forte Santa Bárbara torna-se uma realidade, uma grande potência de fogo no Centro-Oeste”, concluiu.

O presidente da Avibras complementou que o ASTROS 2020 é resultado de uma parceria consistente entre a Força Terrestre e a indústria bélica nacional, o que coloca o Brasil entre as principais nações no domínio de novas tecnologias.

Participaram, ainda, da solenidade o Secretário de Economia e Finanças do Exército, General de Exército Antônio Hamilton Martins Mourão; o Chefe do Estado-Maior do Exército, General de Exército Fernando Azevedo e Silva; autoridades do Ministério da Defesa e comandantes de organizações militares da Guarnição de Brasília.

Projeto Estratégico ASTROS 2020

O Programa Estratégico do Exército ASTROS 2020 busca a dissuasão extrarregional para a defesa do Brasil. Alinhado com a Estratégia Nacional de Defesa, o Sistema é um dos sete programas indutores da transformação do Exército Brasileiro.

Iniciou-se em 2012, com a assinatura de dois contratos com a Avibras Indústria Aeroespacial S/A, companhia 100% nacional e que fabrica produtos de defesa, com a finalidade de desenvolver um míssil tático de cruzeiro, com alcance entre 30 e 300 km; e um foguete guiado de elevada precisão, com alcance de 40 km.

Ainda como projetos integrantes do Programa ASTROS estão: a aquisição de novos veículos de combate; a modernização das viaturas do 6º GMF; o Sistema Integrado de Simulação ASTROS (SIS-ASTROS), que trabalha ambientes operacionais virtuais de combate; e o Forte Santa Bárbara, criado com a finalidade de reunir, em um único local, as organizações militares operacionais de mísseis e foguetes, um estabelecimento de ensino, um centro de logística, uma unidade de busca de alvos, unidades administrativas e um campo de instrução adequado para treinamento. O término do programa está previsto para 2023.

FONTE: Exército Brasileiro

22
Deixe um comentário

avatar
22 Comment threads
0 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
16 Comment authors
Dody SchimitdSealWalfrido StrobelYpojucanmf Recent comment authors
  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
Bravox
Visitante
Bravox

Duvida, com integração da viatura de controle de disparo ao nosso satélite (FAB) é possivel maior precisão de disparo ?

Gabriel Barbosa
Visitante
Gabriel Barbosa

Boa noite !!!

Alguem sabe dizer quantos lançadores temos ?

Li que uma bateria possui 4 lançadores , 1 remuniciadora , 1 metereológica , 01 comunicação , 01 seletora de tiro ….

Ta certo isso produção?

Obrigado e abraço a todos!!!

TeoB
Visitante
TeoB

Gostaria de saber como anda o desenvolvimento, se é que existe o projeto da versão antiaérea do Astros 2020. acho que se for criada de fato essa plataforma seria um salto muito grande na defesa do nosso país, integrar um míssil guiado e uma viatura com o radar saber e ou outro radar não deve ser impossível ou inviável ponto de vista tecnológico.

César A. Ferreira
Visitante
César A. Ferreira

A viatura MK-6 é desenvolvida sobre um chassi Tatra.
A versão Mk-3, Mercedes Benz…
A versão agora recebida, Mk-3M, continua com chassi MB?

Carlos Alberto Soares
Visitante
Carlos Alberto Soares

Ótimo,
Astros 2020 faz a diferença.
O KC 390 pode levar uma bateria completa em quantas viagens ?
Levando em consideração peso e cubagem (m3).
______________________________

General de Exército Juarez (?!)
General Mourão na área.

Felipe Coraca da Gama Vajano
Visitante
Felipe Coraca da Gama Vajano

@Bravox

Para os proximos anos, esqueça satelites, ou pelo menos não dependa dessa tecnologia. Tudo indica que o campo de batalha do futuro proximo é baseado em Signals Supremacy, que no caso especifico, significa que ambos os lados farão o melhor possivel para interromper os sinais eletronicos do adversario, dentre eles de GPS.

wwolf22
Membro
Famed Member
wwolf22

e o Vant que iria designar/obter alvos para o ASTROS ???

PRAEFECTUS
Visitante
PRAEFECTUS

César A. Ferreira 30 de outubro de 2017 at 22:39,

sim meu caro, o chassi continua o mesmo, MB.

wwolf22 31 de outubro de 2017 at 7:16,

até onde sei, o desenvolvimento deste sistema continua, mas em banho-maria pela Avibras…

Grato

Negrão
Visitante
Negrão

Alguém pode disponibilizar vídeos e imagens dos acertos do astros (ponto de impacto dos foguetes)?
Qual o percentual de acerto e raio de acão por foguete?

Carlos Alberto Soares
Visitante
Carlos Alberto Soares
PRAEFECTUS
Visitante
PRAEFECTUS

Negrão, meu caro, vai aqui um vídeo pra você e os demais encherem os olhos. O Sistema Astros MK-6 operado pelos indonésios, inclusive neste vídeo, da para observar a presença de técnicos brasileiros da Avibras assessorando os militares indonésios. No vídeo aparece uma bateria quase completa deste sistema. Dá para ver o interior dos veiculos e ter uma noção de como ficou a nova versão MK3M do EB. Você verá os impactos dos foguetes com suas cargas explosivas. Pelo que dá para perceber no vídeo parece ser a versão nos menores calibres ou seja os SS30 ou SS40 pelo relativo… Read more »

PRAEFECTUS
Visitante
PRAEFECTUS
Pedro
Visitante
Pedro

Os senhores poderiam comentar sobre a filosofia de emprego desse tipo de arma? Como seria o emprego real, a dinâmica no campo de batalha, como atua em conjunto com outras forças, etc ?

colombelli
Visitante
colombelli

Pedro, um sistema deste não sera empregado em missões de fustigação, amaciamento, ou fogo de inquietação, que são prolongadas e de menor intensidade. Será empregado em objetivos de alto valor como pontes, áreas de concentração de tropa ( acantonamentos, z-réus, bases logisticas), bases aéreas, áreas industriais e instalações de energia ( se estiverem no alcance). Eventualmente podem ser empregados em proveito de missões mais simples e táticas, como uma preparação de artilharia a um ataque. A tônica é que estão subordinados diretamente ao COTER, de forma que atuariam em proveito de uma divisão ou corpo de exercito, ou seja, de… Read more »

mf
Visitante
mf

Gabriel

Atualmente uma bateria tem 6 lançadores, e em Formosa-GO estarão todos os 36 do exercito, e ainda os fuzileiros navais possuem 6 unidades também.

Ypojucan
Visitante
Ypojucan

Caro Colombelli, aproveitando seu conhecimento, gostaria de saber se você acharia por bem o EB adotar versões mais leves e baratas de lançadores de foguetes. Algo como um GRAD russo ou mesmo os lançadores do Exército Argentino (que são simples caminhões sem blindagem, com foguetes de 122mm/127mm). Até os Marines agora pensam num veículo como uma caminhonete armada com foguetes. Outros exércitos utilizam baterias de foguetes justamente para missões de fustigação, amaciamento, ou fogo de inquietação, prolongadas e de menor intensidade, como os Iranianos (existem vídeos de jipes armados com lançadores de foguetes), Sérvios (Yuguslavos -várias versões desde rebocadas até… Read more »

colombelli
Visitante
colombelli

Ypojucan, a grande vantagem do lançador de foguetes que é a capacidade de lançar enorme quantidade de munição em curto espaço de tempo o torna inadequado para espécies de missões onde o prolongamento seja a tônica, como seja os canhoneios de inquietação, o fogo de amaciamento de defesas, as missões de fustigação. Eles podem ser usados nestas missões, com certeza, mas representa um subemprego de suas capacidades e a exposição deste valiosos recursos ao risco de contrabateria, anulando suas principais vantagens: capacidade de concentração e mobilidade. Os exemplos que voce citou seguem a doutrina russa/soviética, que é bem diferente da… Read more »

Walfrido Strobel
Visitante

Um vídeo bonito do Astros, pena que o EB não investe nestes vídeos mais detalhados sobre seu equipamento.
. https://m.youtube.com/watch?v=KirQRy1e0To

Seal
Visitante
Seal

Belo vídeo!!…o Produto é Brasileiro mas essa Unidade, se não me engano, do Exército Indonésio, referencia o Sistema Astros como se fosse um orgulho nacional deles, coisa que às vezes, nós brasileiros não dá o devido valor.

Pedro
Visitante
Pedro

Colombelli, obrigado pela resposta!

Dody Schimitd
Visitante
Dody Schimitd

Está mais para o aumento de viaturas blindadas para o controle das ruas quando o caos urbano tomar conta. E falta pouco pra isso. Se aquela moda dos saques em massa voltar e pegar força, será o estopim para um cenário descontrolado.

Dody Schimitd
Visitante
Dody Schimitd

Estão fazendo manobras e treinamento. Deve ser uma resposta por causa que disseram que nossas forças armadas só servem para capinar e pintar. Ou está para acontecer algo, mas como sempre não alertam e não dizem nada. Podiam ser mais úteis na segurança das ruas, mas …