Home Estratégia Estratégia da Alemanha prevê o fim do Ocidente na sua forma atual

Estratégia da Alemanha prevê o fim do Ocidente na sua forma atual

9158
120

Relatório das Forças Armadas alemãs sobre as tendências estratégicas 2040 admite “o fim do Ocidente na sua forma atual, nas próximas décadas”. A “Perspectiva Estratégica 2040” foi adotada em Fevereiro pelo Ministério da Defesa alemão. O documento de 102 páginas é considerado secreto, mas uma parte desse relatório foi disponibilizada à mídia alemã.

O estudo analisa 6 cenários, entre os quais o desmembramento da UE seguido de décadas de conflitos, resultantes de instabilidade política e econômica.

Outros cenários apontam para uma competição de dois blocos dentro da União Europeia, como os países do leste europeu em oposição aos ocidentais. A aproximação à Rússia é outro cenário que pode ser uma “ameaça” para a Alemanha, também o aumento do extremismo e desordem social são riscos “plausíveis” para os estrategistas alemães.

Mas as projeções não são apenas negativas, os militares alemães também analisam a estratégia de defesa, face a uma expansão econômica da União Europeia, e consequentemente o reforço da sua influência global.

A parte do documento que não foi divulgada analisa a estratégia que a Alemanha deverá seguir em cada um dos cenários e como organizar as suas forças militares.

Subscribe
Notify of
guest
120 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Rinaldo Nery
Rinaldo Nery
2 anos atrás

Acho que eles deveriam se preocupar com a islamização da Europa…. Acho que em 2040 as alemãs estarão usando burka!

Alex Melo
Alex Melo
2 anos atrás

Pois é , concordo com o Sr Rinaldo Nery.

Augusto
Augusto
2 anos atrás

Eu não sei se esse estudo está assim, acredito que não, já que foi feito pelos militares alemães que sao muitos profissionais mas voltando os estudos de “futurologia” feitos na Europa todos eles tem uma certa ‘tendência’ de apontar um certo futuro para que certas medidas sejam tomadas ou que nos preparemos para as mudanças que algumas ‘elites’ querem implantar como a laitizacao da vida social. Sempre quando vejo um estudo europeu desse fico com um pé atrás e leio com certa censura.

João Bosco
João Bosco
2 anos atrás

Creio que a parte sigilosa do documento deve tratar do avanço do islã no continente europeu, de uma nova expansão islâmica – como nos séculos 6 a 12 – e em um aumento do poderio chinês. E o que eles devem ganhar com isso.

Felipe
Felipe
2 anos atrás

Na verdade, embora o titulo alarmista sensacionalista, 3 dos 6 cenarios levantados pelos estrategistas alemaes sao positivos, tanto que alguns desses lembram a era Biedermeier (1815-1848), tedio militar e otimismo domestico.

Caio
Caio
2 anos atrás

Quando o califado Omiada chegou na peninsula Iberica, paises balcanicos e sitiou o mediterraneo os reinos da Franca, Austria , principados italianos e outros pagavam param nao serem invadidos mas ,hoje e tudo parceria, kkkkkkk so o ze povinho que acredita numa nova invasao islamica.
O povao la como ca,.precisa estar com uma grande preocupacao na mente (desde que nao seja questionar quem realmente manda sobre suas cacholas) por isso em pleno seculo XXI se cria mitos de ocupacoes territorias _ sobre paises fortes_ tsc , tsc. E revolucoes a la Vodca.

André Amaral
André Amaral
2 anos atrás

Pelo texto o aumento do islamismo provavelmente está inserido no cenário “aumento do extremismo e desordem social” e o aumento do poderio chinês não é nenhuma novidade.

Renan
Renan
2 anos atrás

Olha visto um relatório deste, não é por a caso que são protagonistas no teatro mundial.
Pois possuem pensadores que conseguem vislumbrar tendendencias, e isto os fazem não serem pegos de surpreza, e traçaram estratégias para os 6 caminhos imaginados.
Mas aqui fazemos o que mesmos?
A é, vemos no jornal nacional o que aconteceu e amanhã a gente arruma.
Abraços

Luciano
Luciano
2 anos atrás

Rinaldo Nery 6 de novembro de 2017 at 19:53

Cel, barrar a imigração de muçulmanos apenas retarda o ocaso. Se esses países continuarem com a taxa de fecundidade que apresentam, o fim continua no horizonte!

Theo Gatos
Theo Gatos
2 anos atrás

Engraçado pois parte do que mina a cultura ocidental é amplamente defendido e espalhado pela Alemanha através de campanhas que diminuam as influências nacionais em prol de uma Europa mais globalista… Para eliminar com mais eficiência as fronteiras e aumentar sua influência sobre os países do bloco dominando de política monetária à fiscal e no futuro o “exército europeu” a Alemanha combate os nacionalismos tipicamente ocidentais (considerando que o ocidente criou o conceito atual de Estado-Nação). . Não pode se dizer vítima agora… Fora a questão da islamização acelerada na Europa fruto também da política migratória encabeçada pela Alemanha e… Read more »

Augusto
Augusto
2 anos atrás

laitizacao= laicização, desculpem pelo erro de português. Theo gatos tirando algumas coisas do seu comentário, eu concordo plenamente com que você diz sobre a eliminação do sentido de estado-nação, você conseguiu sintetizar melhor que eu os argumentos mas era isso que eu queria falar sobre.

Rafael M. F.
Rafael M. F.
2 anos atrás

Luciano
7 de novembro de 2017 at 0:24

Se esses países continuarem com a taxa de fecundidade que apresentam, o fim continua no horizonte!

Mal de país rico. O IDH é inversamente proporcional à taxa de fecundidade.

E o Brasil está indo pelo mesmo caminho, já que nossa taxa de fecundidade hoje é inferior à do Reino Unido e da França.

Bosco
Bosco
2 anos atrás

A Europa é o típico caso onde a Esquerda teria mínima possibilidades de fecundar por absoluta falta de “oprimidos” para servir de bucha de canhão mas como nada é impossível ela inventou uma legião de oprimidos na forma da imigração e da ideologia de gênero.

Pangloss
Pangloss
2 anos atrás

Bosco 7 de novembro de 2017 at 7:21
——————————————-
Sempre há a possibilidade de criar alguma polarização artificial, para desencadear uma “luta de classes” apta a fragmentar uma sociedade.
Gramsci prolifera como bactéria no lixo.

MadMax
MadMax
2 anos atrás

Enquanto o Islã continuar se matando (xiitas x sunitas) a possibilidade de expansão é mínima.

Carlos Alberto Soares
Carlos Alberto Soares
2 anos atrás
Carlos Alberto Soares
Carlos Alberto Soares
2 anos atrás
Soldat
Soldat
2 anos atrás

6 No comments 6
6 it’s complicated 6
6 the bug will catch 6
6 Utopia assimilation 6
6 European civil war 6
6 coming soon 6
7 save Wotan 7

WellingtonRK
WellingtonRK
2 anos atrás

“Se esses países continuarem com a taxa de fecundidade que apresentam, o fim continua no horizonte!”

Não se preocupe, os islâmicos fazem muitos filhos! Dentro dos possíveis cenários há aqueles em que você não possui ação, mas na atual situação alemã o pior inimigo é o interno, o governo alemão e a união européia.

Juliano M
Juliano M
2 anos atrás

Seria bom se o resto dos alemães e não só o exército pensassem sobre o futuro, mas acabaram de reeleger a chefe de estado mais nociva a Europa desde a II Guerra. Espero que o trecho não divulgado seja referente ao maior e óbvio problema do país e da Europa: imigração de povos com cultura hostil às populações já estabelecidas. . Porém, o sigilo sobre o provável tema expõe nossos tempos, um governo traidor e uma populacao , em sua maioria, negligente e cumplice; evita-se atingir sensiveis do “politicamente correto” não debatendo seriamente o problema que, ideologicamente, é minimizado e… Read more »

jose luiz esposito
jose luiz esposito
2 anos atrás

Em Breve a Europa deverá levar suas Fábricas ao Exterior ( falta de Mão de Obra ), teremos uma Grande Oportunidade de fazermos o que a China fez e continua a fazer , mas estão acusando aos Muçulmanos , mas esquecem a atuação da Propaganda GAY na Europa , a Taxa de natalidade dos **CRISTÃOS ** é baixíssima , mas o aumento do Homossexualismo e muito maior e mais perigosa , vejam, no Inicio da Década de 60 , uma amiga de minha Tia, uma Senhora Belga e naturalizada , funcionária do Exercito Brasileiro , voltou a Bélgica a passeio… Read more »

Ivan BC
Ivan BC
2 anos atrás

A França não morreu, apenas virou um país árabe!

cwb
cwb
2 anos atrás

A tolerância é o começo do fim de uma cultura ou civilização.

Bosco
Bosco
2 anos atrás

Eu até que não me importo tanto com a Europa fazer parte do Islã! Terei prazer em ver alguns que hoje têm fetiche e tesão pelos barbudinhos serem jogados de prédios ou dependurados em guindastes depois que deixarem de ser “inocentes” úteis.

pangloss
pangloss
2 anos atrás

MadMax 7 de novembro de 2017 at 8:18
Enquanto o Islã continuar se matando (xiitas x sunitas) a possibilidade de expansão é mínima.
—————————————————————————————————————–
Discordo. A hegemonia sunita é enorme (85% contra 15%, aproximadamente). O conflito interno entre eles não elimina a ameaça demográfica. Bastam os sunitas para pôr em risco a composição das atuais populações europeias.

Jean Jardino
Jean Jardino
2 anos atrás

Meu Deus, quanta asneira que leio nesses comentarios, pessoas que nao vivem na Europa, falando tanta bobagem. Deveriam se preocupar mais com o Brasil, isso sim.

Juliano Bitencourt
Juliano Bitencourt
2 anos atrás

Angela Comunomerkel é o Obama alemão. Se a Europa não estivesse se suicidando seria tão potente quanto os EUA. Estão se esmerando para acabar com o que começou com Moisés e Jesus Cristo, Platão e Aristóteles, e todo o Império Romano. E colocar no lugar Stalin e Mao, Maomé e Ali, e o Governo Global. Trocaremos a busca pelo bem, pela verdade e pela liberdade, pela escravidão, auto-destruição, amor à mentira e ao mal. As elites comunista, islamica e metacapitalista estão sufocando o mundo. A Alemanha está totalmente indefesa, sua elite quer a islamização. Quer a submissão e o poder… Read more »

Juliano Bitencourt
Juliano Bitencourt
2 anos atrás

Na Europa não existem mais partidos conservadores. Dos que haviam, sobrou pouco mais que a casca, as entranhas foram devoradas pela esquerda. E quando o Papa Francisco disse que a Cúria Romana estava com CÂNCER ESPIRITUAL não foi figura de linguagem. A fumaça de satanás se imiscui pelos poros do Vaticano.

Tiago Jeronimo Lopes
Tiago Jeronimo Lopes
2 anos atrás

Um coisa que o Brasil não precisa se preocupar é com a islamização da nossa população, o povo aqui gosta tanto da safadeza que não tem perigo adotarem o islã como religião.

Bosco
Bosco
2 anos atrás

Juliano, Mas até o Papa é visto como fazendo parte do “problema”. Ele é muito apegado à ideia que Jesus era só um cara bonzinho que veio mostrar o amor e a tolerância, meio que um hippie, e não o dono disso tudo que quer que os inquilinos que moram de favor se comportem como Ele ordena. A regra do Papa é amar os inimigos da cristandade e do Ocidente e oferecer a outra face quantas vezes for necessário para não passar a ideia de que Jesus e a sua Igreja possam ser intolerantes ou xenofóbicos, abraçando de vez a… Read more »

Bosco
Bosco
2 anos atrás

Tiago,
Sem falar que depois de instalada a Sharia no Brasil os índices de violência e assassinatos irão cair de forma vertiginosa.

PRAEFECTUS
PRAEFECTUS
2 anos atrás

Juliano M 7 de novembro de 2017 at 10:03, você foi muito feliz em seu comentário. Bosco 7 de novembro de 2017 at 7:21, suas observações foram muito oportunas. Faço aqui apenas uma colocação, isso que ocorre, é a situação da causa e o efeito. Universo é assim… jose luiz esposito 7 de novembro de 2017 at 10:14, muito bem, a dissiminação do comportamento gay na europa atinge proporções epidêmicas, é um cancro que que gradativamente corrompe e destroi o organismo equanime da sociedade, ou seja, seu conjunto dos princípios imutáveis de justiça, verdade. Nada do que ocorre ali é… Read more »

Juliano Bitencourt
Juliano Bitencourt
2 anos atrás

Bosco, isso mesmo. O multiculturalismo funciona como o ateísmo, para muitos. É o meio do caminho, de forma gradual, entre uma cultura e outra. O satanismo não se esconde mais no Ocidente, ele se mostra cada vez mais. Lembremos a inauguração do Túnel Gotthard Base, o mais longo do mundo com 57 Km e tendo custado 11 bilhões de euros, nos alpes suíços ligando com a Itália. Levou 17 anos para ser concluído e é um marco da unificação européia. Sua inauguração foi um ritual satanista claríssimo e sem disfarces, embalado como performance teatral. Prestigiaram o evento Angela Merkel, François… Read more »

Marcelo Andrade
Marcelo Andrade
2 anos atrás

Acho que em 2040 a Europa e o resto do mundo estarão falando chinês, isso sim!

Bosco
Bosco
2 anos atrás

Viva a democracia! Os próprios cidadãos pagadores de impostos nos países europeus, de livre e espontânea vontade, resolveram que querem abrir mão do seu alto nível cultural, social, de qualidade de vida e seguridade social em nome da falácia de que o Ocidente é a causa de todos os males da humanidade desde que os hominídeos desceram das árvores e que os atuais cidadãos europeus devem se purificar pela crueldade de seus antepassados e uma forma disso ser feito é abraçar a todos os oprimidos e condenar tudo que represente a sociedade machista, cristã, democrática e opressora. E pior, até… Read more »

Bosco
Bosco
2 anos atrás

Galante, Mas a Europa foi má em atacar esses santuários mas está sendo boa em aceitar as consequências danosas de seus atos? Então pera aí! Ela é má ou ela é boa?? E onde é que tá o velho discurso que a Europa e os EUA invadem os lugares por conta de riqueza e petróleo??? Pelo que a gente tá vendo só ficou com a parte ruim das invasões e dos ataques porque tá todo mundo na mxrxa e a única coisa que esses ataques e invasões gerou de verdade foi problemas e mais problemas. Se a entrada de imigrantes… Read more »

Uhtred Ragnarsson
Uhtred Ragnarsson
2 anos atrás

Como cidadão europeu (nascido em Portugal, mas morando no Brasil desde a tenra idade, infelizmente) temo muito também com a imigração de latino-americanos, exemplificando brasileiros, que estão entre os principais autores de crimes comuns em Portugal e em Inglaterra, tais como roubos e golpes.

Brasileiros gostam de pensar que são ocidentais, mas não passam de mestiços aviltados de sérios problemas de comportamento, salvo raras exceções!

Bosco
Bosco
2 anos atrás

Não existe correlação direta de causa e efeito nesse caso. Os mesmos líderes sanguinários que ordenam a invasão e o ataque de países soberanos pertencentes ao Islã poderiam muito bem fechar as fronteiras e não arcariam com as consequência más de suas decisões desumanas. Por que então isso não acontece? Porque os meios de comunicação de massa e os grandes formadores de opinião são de esquerda (Viva a Democracia), tomaram de assalto (Gramsci agradece) a opinião e as mentes, estão no poder e manipulam as massas de eleitores e todos os meandros da sociedade nos países democráticos do Ocidente, com… Read more »

Bosco
Bosco
2 anos atrás

Uhtred Ragnarsson, Tem dados para corroborar essas afirmações? Em relação a brasileiros gostarem de pensar que são ocidentais, não entendi. Em relação à imigração de latinos para a Europa, ela não ocorre em massa (tem o Atlântico no meio) e ela de forma alguma representaria um perigo à cultura e religiosidade europeia e mesmo levando-se em conta a definição de Samuel P. Huntington (Choque de Civilizações) para a América Latina, em nada os latinos representariam um perigo à Civliização Ocidental como nós a conhecemos. Vale salientar que somos mesmo mestiços aviltados mas muitos (não eu) defendem que a pior parte… Read more »

Delfim Sobreira
Delfim Sobreira
2 anos atrás

Achei interessante a duvulgação do estudo, para ciência e conscientização popular.
O povo alemão, que tomou nojo remorsista do militarismo prussiano por causa do horror nazista, agora se vê diante de ameaças que não vai resolver com smartphones.
Voltar aos tempos de Frederico o Grande não vai ser fácil.

Agnelo Moreira
Agnelo Moreira
2 anos atrás

Prezado Uhtred Sua análise está um pouco simplória. A população brasileira q vive em um padrão de primeiro mundo é bem maior q toda a população portuguesa. Basta, com seu trabalho e competência, enquadrar-se neste nível. Portugal já foi potência, não é mais, e depende muito da UE, inclusive exporta trabalhadores menos qualificados pra outros países europeus, como a Suiça, q prefere trabalhadores cristãos, evitando choque cultural. O Brasil, por sua vez, mesmo com Portugal tendo atrapalhado muito, hj, é uma potência econômica, coisa q Portugal já deixou de ser e não será mais. Temos mazelas? Muitas, mas podemos crescer… Read more »

Bavaria Lion
2 anos atrás

A Alemanha vem sendo instada e já deu sinais de ampliação do investimento nas forças armadas. Atualmente investe 1,3% do PIB, e, tudo indica que neste plano, está o aumento gradual de investimentos até os 5%. Com esse investimento, crescerá demais no poder militar. Operará tudo o que tem sem restrições, desenvolverá mais e melhor, terá um dos melhores orçamentos absolutos de forças armadas, bem como, o melhor per capita. Lembro aos colegas que onde as mulheres já estão usando burca para ir a praia é na frança. Angela Merkel, a maior estadista do mundo em muitos anos, ensina como… Read more »

Juliano M
Juliano M
2 anos atrás

A historiografia marxista enraizou nas mentes de muitos e neles plantou o vitimismo e rancor. . . Galante, Aplique o principio de causa e consequência proposto de forma profunda: As pessoas querem sair de seus países e ir pra Europa não porque lá viram a guerra e querem sobreviver, mas porque seus países há séculos foram e são uma porcaria pra se viver por suas próprias culpas, querem um lugar melhor, se possível que lhes pague tudo e a partir de 2014/2015 o sonho se tornou realidade. . A América Latrina é oq é não por conta do EUA malvado,… Read more »

Juliano Bitencourt
Juliano Bitencourt
2 anos atrás

Uhtred Ragnarsson 7 de novembro de 2017 at 13:05 O Brasil foi fundado pelos Cavaleiros Templários, na forma da Ordem de Cristo. “Ordem de Cristo Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre. Ordem de Cristo OrderOfCristCross.svg Santa Sé Emblem of the Papacy SE.svg Status: Extinta como ordem eclesiástica. Ativa como ordem honorífica Chefe: Grão-Mestre Marcelo Rebelo de Sousa Instituição: Portugal, 15 de março de 1319 Fundador: Papa João XXII Lema: Ordo Militiae Jesu Christo Classes: Grã-Cruz (GCC), Grande-Oficial (GOC), Comendador (ComC), Oficial (OC) e Cavaleiro (CvC) / Dama (DmC) A Ordem de Nosso Senhor Jesus Cristo originalmente era uma ordem religiosa e… Read more »

Emmanuel
Emmanuel
2 anos atrás

A Alemanha não tem que ficar preocupada. Qualquer coisa, Tio Sam vai lá e passa o rolo compressor em todo mundo. Depois é só reconstruir e ganhar uma grana. Quem sabe eles deixam os russos brincarem também para criar um “climinha” nostálgico.
Brasileiro tem que se preocupar com Brasil. Aqui morrem mais de 50 mil todos os anos assassinados.
Quanto aos alemães, eles têm coisas mais importante para se preocupar, como a Champions League, pr exemplo.

Bosco
Bosco
2 anos atrás

Isso aqui pra mim é refugiado de guerra:comment image?1484483433

Juliano Bitencourt
Juliano Bitencourt
2 anos atrás

A cultura brasileira é alicerçada no cristianismo, no direito romano, na filosofia grega. Nossa língua é européia desde a fundação, da primeira missa, uma língua românica. Nosso urbanismo na América Latina é o urbanismo Espanhol e Português, e depois Francês, nas cidades planejadas. E daqui a algumas décadas, quando a Europa for muçulmana, totalitária sob a sharia(xô satanás), nós seremos ainda ocidentais. É certo que somos mais misturados e bagunçados que os EUA, ou Canadá, mas o mosso DNA é cristão,é greco-romano. É Ocidental.

Agnelo Moreira
Agnelo Moreira
2 anos atrás

Juliano
Concordo em quase tudo.
Ha muito tempo q li o livro do Choque das Civilizações, então não vou me aprofundar na discrição.
Mas há uma situação q nos difere dos europeus, americanos do Norte e canadenses. É a verdadeira noção de cidadania.
Isso nos difere muito.
Talvez nisso, resida a diferença entre ocidentais e latino americanos.
Talvez.
Sds