Home Exércitos Iveco Defense Vehicles entrega lote final de veículos blindados leves ao Exército...

Iveco Defense Vehicles entrega lote final de veículos blindados leves ao Exército Norueguês

4256
76
Light Armoured Vehicle

BOLZANO, Itália — A Iveco Defense Vehicles entregou o último lote de 62 veículos blindados leves (LAV) à Norwegian Defence Material Agency (NDMA). A cerimônia de entrega foi realizada na sede da Iveco DV em Bolzano, na Itália, com a presença do Brigadeiro-geral Morten Eggen, chefe da Agência Norueguesa de Material de Defesa, Divisão de Sistemas de Terra.

Este pedido constitui a quarta aquisição de LAV pelas Forças Armadas da Noruega, que tem operado extensivamente o veículo em missões no exterior.

O LAV de quarta geração é um passo à frente no design do Light Multirole Vehicle. Integrou uma variedade de melhorias solicitadas pelo cliente. Essas melhorias incluem a nova linha de transmissão, que oferece um maior desempenho e um novo sistema de filtragem de ar.

O LAV também incorpora todas as lições aprendidas em campo, proporcionando mais carga útil, melhor desempenho e maior confiabilidade. O layout interno da célula da tripulação foi amplamente redesenhado para melhorar a ergonomia da tripulação e incorporar novos assentos, um painel de controle da próxima geração e um hardtop atualizado. Essas medidas têm o benefício adicional de aumentar significativamente o volume interno utilizável.

Este importante contrato de fornecimento consolida a liderança de mercado da Iveco Defense Vehicles no setor militar multimissão, fornecendo uma resposta aos requisitos atuais e futuros das forças armadas norueguesas em termos de desempenho, mobilidade e proteção da tripulação.

LMV: Sucesso das vendas

Com vendas totais de mais de 4.000 unidades para 13 países diferentes, o LMV é o veículo da Europa de escolha até à data em sua categoria. Os clientes incluem a Albânia, Áustria, Bélgica, Croácia, República Tcheca, Itália, Líbano, Noruega, Rússia, Eslováquia, Espanha, Tunísia e Reino Unido.

A Iveco Defense Vehicles é uma marca da CNH Industrial N.V., líder mundial em bens de capital listados na Bolsa de Valores de Nova York e no Mercato Telematico Azionario da Borsa Italiana. A Iveco Defense Vehicles dedica-se a oferecer soluções inovadoras de automotivos e de proteção para atender às necessidades de clientes militares em todo o mundo. A empresa fabrica veículos especializados em logística, proteção e blindagem em suas instalações em Bolzano, no norte da Itália, além de comercializar a gama comercial completa da Iveco, adaptada conforme necessário para atender às demandas do usuário militar.

FONTE: Iveco Defense Vehicles

76
Deixe um comentário

avatar
76 Comment threads
0 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
32 Comment authors
GUSOráculoHélioJuarezLúcio Antunes Recent comment authors
  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
Gonçalo Jr.
Visitante
Gonçalo Jr.

Albânia, Áustria, Bélgica, Croácia, República Tcheca, Itália, Líbano, Noruega, Rússia, Eslováquia, Espanha, Tunísia e Reino Unido.

E segundo alguns foi a pior escolha do EB.

Glasquis7
Visitante

Gonçalo Jr

“E segundo alguns foi a pior escolha do EB.”

Desculpa mas eu não conhecia este veículo. Quantos destes o Exercito comprou?

Juarez
Visitante
Juarez

Até agora, oficialmente nenhum, e para o bem dos soldados, da logística e do erário público e espero que não comprem nenhum.
Obviamente que mentes iluminadas pegarao a lista dos usuários e farao dela um mantra, acreditando que as necessidades, a doutrina, a logistica, o TO e principalmente os orçamentos de custeio tem tudo a ver com o do EB,e ainda, que devemos ” bubalinamente pagar meio milhão de euros por cada candango da Barbie tunado com motor de excursão de férias.

Juarez
Visitante
Juarez

E estas mesmas mentes Glasquis, progenitoras de taís mantras não se dão ao trabalho de ler o relatório do mod Britânico sobre a dita viatura, seus custos, sua disponibilidade e principalmente o relação custo benefício.
Sao iluminados que ainda não conseguiram diferenciar uma cruzeta de carda de uma melancia.

Ivan BC
Visitante
Ivan BC

Juarez 7 de Fevereiro de 2018 at 17:32
Então todos os países citados estão errado e apenas o Reino Unido está correto?
Ou seria o Reino Unido lutando em defesa de algum veículo da BAE?

mercenário
Visitante
mercenário

Ivan BC,

No Reino Unido há muito que a BAE não vence concorrência do British Army.

O upgrade do Warrior, como exemplo, se não me falha a memória foi pra LM UK.

Caio
Visitante
Caio

Inglaterra tem o Eagle. Espanha tem pra seu exercito o nacional Vamtac. A Russia ainda nao abriu mao do seu Tiger. A republica Tcheca esta testando o Nmir. Ou seja LAV nao e nenhuma unanimidade e o fato do Brasil ter tido o Guara desenvolvido com apoio tecnico do proprio exercito e depois ser esquecido, alem do Gladiador ter sido renegado pela forca, nesta concorrencia, jogando-se no ostracismo desenvolvimento tecnico nesta area tao sensivel e no minimo lastimavel. O Brasil por respeito comercial no meu achismo, poderia comprar estes 180 e depois investir no seus projetos que so faltam se… Read more »

Johnnie
Visitante
Johnnie

off:

a que unidades pertencem os Guaranis que estão no Rio?

GIOVANI BENTO
Visitante
GIOVANI BENTO

Juarez, um pouco off topic já que é outra categoria de veículo, com outro tipo de missão. A Agrale está lançando o Marruá G2, será que consertaram os inúmeros defeitos que você já elencou aqui no Forte?

Agnelo Moreira
Visitante
Agnelo Moreira

Johnnie
1º, 2º e 57º BI Mtz.

Eduardo
Visitante
Eduardo

Isso não é viatura pra soldado do EB. Sempre fui da opinião, pega uma S10, Frontier, Amarok, blinda, coloca um reparo de metralhadora em cima e vai, sem traumas.

WILSON JOSÉ
Visitante
WILSON JOSÉ

Bom. Se eu tiver que ir pra missao de paz na Africa. Quero ir num destes…

Juarez
Visitante
Juarez

Juarez 7 de Fevereiro de 2018 at 17:32 Então todos os países citados estão errado e apenas o Reino Unido está correto? Ou seria o Reino Unido lutando em defesa de algum veículo da BAE? Ivan, lê novamente o meu texto e interpreta corretamente. Eu afirmei que os países w compraram o candango da Barbie estão errados? Não. Eu disse que para cada missão, para cada realidade, e para exército existe uma doutrina é uma realidade diferente. A propósito:: O veículo da se, o RG 32 foi um dos pioneiros nesta categoria é tão bom ou até em alguns quesitos… Read more »

Juarez
Visitante
Juarez

Juarez, um pouco off topic já que é outra categoria de veículo, com outro tipo de missão. A Agrale está lançando o Marruá G2, será que consertaram os inúmeros defeitos que você já elencou aqui no Forte?
Prezado Giovani, para averiguar isto so examinando ao vivo e a cores e testando no mundo realidade operacional, mas eu, cá com os meus botões, acho que pau que nasce torto continua torto.

Juarez
Visitante
Juarez

Bom. Se eu tiver que ir pra missao de paz na Africa. Quero ir num destes…
Sinta-se a vontade, sugiro que você verifique antes a qualidade e a condição de armazenamento do combustível e ainda, fique longe de cursos de agua que cheguem a altura do capo, pois provavelmente você voltar num trotezito chasqueiro para o seu destino é com os pés doloridos do coturno.
Boa sorte, vai precisar de muita lá na RCA

WILSON JOSÉ
Visitante
WILSON JOSÉ

Bom…Continuo querendo…..

Glasquis7
Visitante

Juarez 7 de Fevereiro de 2018 at 17:20
“Até agora, oficialmente nenhum, e para o bem dos soldados, da logística e do erário público e espero que não comprem nenhum.”

Logo imaginei, por isso perguntei. O que faria um veículo desenhado pra climas frios com alcance operativo curto dentro das líneas tropicais? Acho que é algo pra regiões da Europa Oriental.

Renato Vieira
Visitante
Renato Vieira

O que tem de errado no Iveco? A turma do faz aqui (faz me rir) queriam que o EB entrasse na onda da Avibras com o seu tupi com mecânica Renault? Não aprenderam às lições com os JPX ? Recentemente com os Agrales? Só devemos privilegiar uma indústria nacional se essa tiver know-how para desenvolver produtos que atinjam todos os padrões internacionais e não para enriquecer meia dúzia de empresários, lobistas e p o l i t i c o s. Produtos militares não são para 7 de Setembro, devem ser pensados, projetados e testados para ambientes hostis…..cuidem da blindagem… Read more »

Ramon
Visitante
Ramon

Alguém sabe se o exército pretende comprar esses veículos da iveco para a missão na África, ou vão comprar algum veículo usado como Hummer?

Juarez
Visitante
Juarez

Renato Vieira 7 de Fevereiro de 2018 at 22:11 O que tem de errado no Iveco? A turma do faz aqui (faz me rir) queriam que o EB entrasse na onda da Avibras com o seu tupi com mecânica Renault? Não aprenderam às lições com os JPX ? Recentemente com os Agrales? Só devemos privilegiar uma indústria nacional se essa tiver know-how para desenvolver produtos que atinjam todos os padrões internacionais e não para enriquecer meia dúzia de empresários, lobistas e p o l i t i c o s. Produtos militares não são para 7 de Setembro, devem ser… Read more »

Juarez
Visitante
Juarez

BASE não, BAE.
OM não, um
Maldito corretor.

Renato Vieira
Visitante
Renato Vieira

Dos que concorreram no “LMV” o Iveco é para mim o melhor, ainda mais quando chegou na fase final contra o Sherpa.

Tomcat3.7
Visitante
Tomcat3.7

Olha, pessoalmente, depois da questão dos caminhões explicada a mim pelo Juarez (Constellation 6×6) e pelo que debati com outro forista sobre o porquê o EB comprou semi reboque(cavalo mecânico) Iveco Strallis(que é rodoviário,baixo e tal) no lugar do Iveco Tracker que é todo reforçado ,mais alto e tal pra serviço “fora de estrada”(que tbm faz o serviço rodoviário rindo a toa) todo reforçado, fico na dúvida agora sempre que se falar em testado pelo EB.

Tomcat3.7
Visitante
Tomcat3.7

Eis aqui o comentário do forista com quem debatia sobre a diferença dos caminhões (carretas) no EB; marrua 113 7 de Fevereiro de 2018 at 7:21 deveriam ser Trakker e não Stralis, não sei porque o EB usa cavalos rodoviários ao invés de usarem os fora de estrada (cavalos canavieiros/madereiros, todos as montadoras possuem em sua linha caminhões pesados e extra pesados com características “uso misto”, basta nós olharmos para os rodo-trens canavieiros que inundam o Brasil, e trafegam com velocidades bem abaixo da legislação permitida e ninguém toma providências, nem vou me atrever em falar no peso ?!) eles… Read more »

Fernandes
Visitante
Fernandes

Vocês já pesquisaram os equivalentes do Paramount Group da Africa do Sul? Aliás, em 24 anos esse fornecedor está consolidado no mercado e atendendo países que poderiam ser nosso clientes…
http://www.paramountgroup.com/capabilities/land
Por que não pensar fora da caixa, buscar fornecedores alternativos com bom produtos e desenvolver nosso próprio caminho, adequado a nossas condições e bolso?

Agnelo Moreira
Visitante
Agnelo Moreira

Tomcat3.7

Não trabalhei na aquisição de Vtr, mas as Vtr q levam os ASTROS são para tirar eles de Formosa e os conduzir para uma área de reunião dentro do TO, ainda longe da Zona de Combate ou para um porto para uma guerra além mar.
Não rodará off road.
Saindo dessa área, os ASTROS podem até ser conduzidos por estas Vtr, mas logo seguiram sozinhos “com as próprias pernas”.
A profundidade de uma ZC é muito grande.
Sds

nigo
Visitante
nigo

Brasil manda recado a Maduro: não ouse invadir a Guiana

As Forças Armadas brasileiras têm a informação de que a Venezuela planeja tomar à força a região de Essequibo que pertence à Guiana. A ONU praticamente lavou as mãos sobre o litígio territorial.

A ida de Raul Jungmann à Guiana, bem como ao Suriname, é um recado de que o Brasil não vai tolerar a agressão de Maduro contra qualquer país vizinho.

Procurado pelo site, o ministro da Defesa evitou falar sobre o assunto. Mas fontes militares disseram que “a chapa está quente”.

https://www.oantagonista.com/brasil/brasil-manda-recado-a-maduro-nao-ouse-invadir-a-guiana/

Ronaldo de souza gonçalves
Visitante
Ronaldo de souza gonçalves

Os hummer já está obsoleto,eles serve sim para as Policias militares rj,sp,mg o exercito devia comprar uma centenas é distribuir para as forças de segurança com um pouco de blindagem adicional daria uma ótima viatura de policia.Pro exercito é algo mais resistente eles do iveco tá bom tem que ver o preço, e as condições pós venda,claro que seria algumas dezenas para ir testando o bicho nem estradas esburacadas do Brasil.Gostei sim do novo hummer aquilo que é maquina Mas o EUA não vendem para nós.temos que dar sequência as reformas do cascavel,e de outros blindados leves. É muita coisa… Read more »

Tomcat3.7
Visitante
Tomcat3.7

Agnelo Moreira 8 de Fevereiro de 2018 at 9:51 Entendi, mas não seria mais útil a aquisição de semi reboque de uso mixto já que o EB para sua logística usa veículos com pegada off road. Caminhões 6×6 altos e tal. Sei que os MBT’s assim como o Astros já rodam off road tranquilo mas ter um caminhão reforçado e bruto pra transporte todo terreno deveria ser o ideal em um exército. Melhor ter o equipamento e não precisar de todas as suas capacidades e características do que precisar e não ter. Sds. Obs. já ouviu algo sobre interesse do… Read more »

Tomcat3.7
Visitante
Tomcat3.7

nigo 8 de Fevereiro de 2018 at 9:55

Maduro já tem olho grande por ali a tempos, nada de novo, e ele quer um conflito regional pra ofuscar a decadência e miséria em seu país devido à sua demência .

Jr
Visitante
Jr

O problema é que tanto Dingo II como o MATV são de categorias diferentes, muito provavelmente são mais caros de comprar, manter e operar. Se for assim então o problema nem é do LMV em si, mas o EB que esta fazendo uma concorrência com o veículos com características erradas

Arariboia
Visitante
Arariboia

Se fala de cartas marcadas… Então a Iveco é muito bom nisso! Domina o mercado com um suposto lixo… e os exércitos e países que o compram não devem em nada ao PT…

O engraçado é que a BAE é sub contratada da IVECO no Lynx

Essas reclamações no Brasil lembra choro de quem perde, ou especialista de internet.

Matheus
Visitante
Matheus

Porque não escolheream o Avibrás Guará 4WS?

É literalmente o mesmo carro, só que bem mais barato.

comment image

Carvalho
Visitante
Carvalho

Como diz o Juarez,
Não sei diferenciar uma cruzeta de uma melancia…
Mas o LMV substituirá muito bem o Marruá.
Não é mais possível admitir exploradores de PCMec andando na boleia de um jeep

Na Cav os LMV progredirão sobre eixos rodoviários (embora a transposição de vaus realmente é um problema no Brasil, como apontado)
Sendo assim, a robustez balística deve prevalecer sobre a mecânica.
Creio que o LMV tem mecânica superior ao Marruá (não??)
Se sim….progredimos para um produto melhor.

Prefiro abandonar um LMV por falha mecanica do que perder soldados por tiros de fuzil em um marruá não blindado.

Johnnie
Visitante
Johnnie

Agnelo Moreira 7 de Fevereiro de 2018 at 19:15
Johnnie
1º, 2º e 57º BI Mtz.

estas unidades são todas do RJ. achei que os guaranis estavam todos no oeste do Parana. a brigada do Rio foi transformada em mecanizada?

Johnnie
Visitante
Johnnie

quantos guaranis o EB ja tem e onde estão?

Carvalho
Visitante
Carvalho

Glasquis7 7 de Fevereiro de 2018 at 22:04
Logo imaginei, por isso perguntei. O que faria um veículo desenhado pra climas frios com alcance operativo curto dentro das líneas tropicais? Acho que é algo pra regiões da Europa Oriental.

Glasquis, veículos desta categoria são usados na Iraque, afeganistão e áfrica do sul. Não existe nenhuma relação do tipo de vtr com o clima frio.

Carvalho
Visitante
Carvalho

Por último, já foi dito aqui por um cmdte de Esquadrão de Cav Mec que a principal arma de um Grupo de exploradores era o binóculo termal….
Ou seja….é preciso ver antes o inimigo para não levar tiro…daí a importancia de se substituir o marruá

Tomcat3.7
Visitante
Tomcat3.7

Nada contra o LMV e na verdade torci por ele na disputa, mas bem que poderia se investir em um produto puro sangue nacional neste seguimento, mas como já temos a planta da IVECO aqui em MG com área exclusiva pra equipamentos militares e esta já está a anos no mercado ,que o diga a matéria deste tópico, deveríamos comprar tbm os caminhões militares puro sangue da Iveco, só máquina bruta mas…….

Matheus
Visitante
Matheus

Poxa, ninguem respondeu a minha pergunta sobre o Guará 4WS.

Rafael Oliveira
Visitante
Rafael Oliveira

Matheus, você responder com outra pergunta: Como o EB iria escolher o Guará 4WS se a Avibras não ofereceu esse veículo na concorrência?
Dá uma pesquisada na concorrência, quem participou e com qual veículo. Tem um monte de matérias aqui no Forte.

Juarez
Visitante
Juarez

Se fala de cartas marcadas… Então a Iveco é muito bom nisso! Domina o mercado com um suposto lixo… e os exércitos e países que o compram não devem em nada ao PT… Qual mercado ela domina??? Olha os números dos veículos da Bae e os pedidos de MLTV. 4000 e um peido no espaço, acorda José. .. O engraçado é que a BAE é sub contratada da IVECO no Lynx E daí…… Essas reclamações no Brasil lembra choro de quem perde, ou especialista de internet Deixa eu ver: Choro, especialista, uma linguagem que eu já me acostumei por aqui.… Read more »

Juarez
Visitante
Juarez

Poxa, ninguem respondeu a minha pergunta sobre o Guará 4WS.
É um gambiarra Matheus, não vale nem comentar.

Agnelo
Visitante
Agnelo

Johnnie
Não sei precisar quantos já tem.
Eles estão no 33 BIMec, Cascavel -PR, 30 BIMec, Apucarana – PR, 34 BI Mec, Foz do Iguaçu – PR, 36 BIMtz, Uberlandia – MG, e os 3 Q mencionei no RJ.
Sds

Flávio Henrique
Visitante
Flávio Henrique

Só vale lembrar que a versão mais nova tem proteção a IED (algum que os militares e familiares de militares reclama/reclamavam).

Arariboia
Visitante
Arariboia

Boa noite Po Juarez, infelizmente pra você eu sei! Sou piloto comercial, mas antes fiz eng mecânica pela UFF.
Tu falou meia dúzia de… mas não explicou nada e nem fontes sobre suas afirmações, reportagem, pesquisas…
Sendo assim, palavras sem uma matéria para corroborar, é desqualificar algo ao vento … isso até o Lula faz!
Se a BAE é tão boa porque o panther é um LMV com mesma motorização?

Você não é o juarez que saiu do DB?

Boa noite.

Arariboia
Visitante
Arariboia

Não consigo colocar os links sobre o LMV e suas variações com avaliações e testes de alguns países operadores.
Grato

Juarez
Visitante
Juarez

Boa noite Po Juarez, infelizmente pra você eu sei! Sou piloto comercial, mas antes fiz eng mecânica pela UFF. Bom, o teu caso é mais sério ainda, porque tu não sabe que não sabe, mas é corriqueiro, convivo com engenheiros mecânicos. Ou pelo menos dizem sair da academia dizendo que, mas na verdade na sua maioria esmagadora são energúmenos e analfabetos funcionais, pois não sabem se que ler uma medida de Tork corretamente Se eu tirar o Cel., O tablet ou o lápis top dá frente acabou o Eng porque a academia robozinhos lobotomizados apertadores de teclado. Se tu és… Read more »

Glasquis7
Visitante

Carvalho “Não existe nenhuma relação do tipo de vtr com o clima frio.” Curiosa a sua colocação. No ECh, todos os blindados tiveram que ser adaptados ao clima e ao solo incluindo os CC. Por isso que os Leopard do Chile são Leopard II A 4 CHL. pois foram adaptado e preparados tanto no seu sistema de lagartas quanto na sua unidade motriz, pra conseguirem operar no deserto enfrentando variações climáticas que em princípio, os CC alemães não suportariam. Logo, seria melhorada a sua unidade motriz pra trabalhar em condições de altimetria superiores aos padrões da cavalaria alemã (que é… Read more »

Carvalho
Visitante
Carvalho

Ok !

Talvez eu tenha entendido mal a sua colocação. Entendi que o LMV somente poderia ser empregado em clima frio.

Abraço